Categorias

A segunda vez é melhor ainda

Hoje vou relatar um pouco da minha experiência (ainda atual) no Hostel Pura Vida, o hostel mais buena onda do Rio de Janeiro! Essa é a minha segunda vez como Worldpacker e não preciso dizer que o desejo de continuar viajando permanece.


7e4920df11e041a3ceb38aa7b2a92c54

Vitor

Living the moment. After all we are the sum of our experiences.

Mai 23, 2018

Galera do Pura Vida Hostel

Sem mais delongas, vamos lá:

1. Tarefas

Minha função aqui é na recepção. Na verdade nós apenas auxiliamos os recepcionistas, não precisamos lidar com a parte financeira nem administrativa. Nossas tarefas são mais simples: basicamente deixar os hóspedes à vontade, recepcionando-os e apresentando o hostel para eles.

Particularmente acho essa oportunidade fantástica para conhecer bastante gente e praticar outras línguas.

Ajudamos também na divulgação dos eventos realizados pelo hostel e sempre que possível (essa é a melhor parte) guiamos os turistas em walking tours. Ou seja, damos um rolê de galera mostrando a cidade maravilhosa, as praias, ou fazendo trilhas por aí. 

2. Horários

Trabalhamos cinco horas por dia, cinco vezes por semana. Considero a carga horária leve, levando em consideração de que o trabalho é bem tranquilo. Muitas vezes o que mais puxa são os passeios (que são ótimos).

trilha na Pedra da Gávea

3. Relação com a galera

Os anfitriões são muito gente boa e sempre dispostos a fazer os voluntários se sentirem bem. 

Tive mais contato com o Felipe, que é um cara que admiro muito, de coração aberto e bastante transparente.

O staff dispensa comentários, o mais bacana desse tipo de experiência é conhecer pessoas que estão com o mesmo propósito que o teu, principalmente como Worldpacker. Por isso, é bastante fácil se identificar com o pessoal e fazer fortes amizades.

Já fazer amizade com os hóspedes é mais louco ainda. Pelo fato da rotatividade ser muito grande, pode acontecer de conhecer pessoas e rapidamente criar afinidade com elas, o que acaba sendo bastante intenso e passageiro.

4. Estrutura do hostel

A arquitetura daqui é única. Antigamente esse prédio nada mais era do que a Embaixada da Polônia, então tem um ar medieval, parecendo até um castelo.

Os quartos são simples, com colchões básicos em beliches e ventiladores. Não espere luxo por aqui, pois a proposta é outra.

A estrutura é perfeita para quem gosta de festas

O hostel possui um bar, um espaço social bem grande e ainda uma taverna (sim, uma TAVERNA), onde pode ser realizados eventos maiores. Insano!

Os Worldpackers ainda têm direito a dormir duas vezes por mês nos chamados chalés (quartos privativos), numa confortável cama de casal com ar condicionado.

bar do hostel pura vida

5. Benefícios

A primeira coisa que vem na minha cabeça são as festas. Há muita cortesia e bebida liberada para o staff.

Conseguimos muitos tours de graça também. Podemos usufruir das bicicletas, skates e pranchas do hostel. Também temos excelentes preços especiais no bar da casa.

A quantidade e qualidade dos benefícios são ótimas!

6. Localização

O hostel se localiza na entrada do Morro do Pavãozinho, o que pode assustar na primeira impressão. 

Com o tempo percebemos que a região é muito respeitosa e segura, apesar dos problemas que o Rio de Janeiro está enfrentando ultimamente.

Além do mais, estamos há menos de um minuto da Nossa Senhora de Copacabana (principal avenida), uma quadra do mar e no lado de Ipanema, mais exatamente no posto 5 de Copacabana. A localização é estrategicamente perfeita para curtir os melhores bairros e atrações da cidade.

Praia de Ipanema

Espero que tenha esclarecido a cabeça de alguns interessados em vir pra cá! Eu, que pretendia ficar apenas um mês, já estou no meu segundo. Quem sabe ainda nos encontramos por aqui. :)

Boa viagem e Pura Vida!



7e4920df11e041a3ceb38aa7b2a92c54

Vitor

Living the moment. After all we are the sum of our experiences.

Mai 23, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar vitorwp saber :-)


Comentários