A 15 melhores e mais baratas cidades para ser nômade digital no Brasil

Levando em conta a qualidade de vida dos locais e o ambiente favorável para trabalhos remotos, juntei dicas de 15 ótimas cidades brasileiras para ser nômade digital.


C63b0dde9f775bc2162d23ccba6e9e2a

Mai 07, 2019

Expert em viajar gastando pouco, nomadismo digital e voluntariado pelo Worldpackers. Instagram @mar.ianac <3

Dicas das cidades mais baratas do Brasil para ser nô

Mais do que uma profissão, o nomadismo digital é um estilo de vida. Pessoas que optam por este modo diferente de viver e trabalhar precisam levar em conta alguns aspectos ao traçar o seu roteiro de viagem. 

Os locais escolhidos, por exemplo, precisam ter boa conexão com a internet e algum lugar tranquilo onde se possa montar seu "escritório nômade". 

Além disso, a cidade precisa ter bons preços no quesito alimentação, opções boas e baratas de passeios e pontos turísticos que valham a pena a visita. 

Este guia trará 15 cidades brasileiras que unem todos estes pré-requisitos, tornando-as perfeitas para nômades digitais.

Confira as cidades mais baratas no Brasil para ser um nômade digital:

1. João Pessoa (PB)


Cidades mais baratas do Brasil para ser nômade digital: João Pessoa

A capital da Paraíba, também conhecida como Jampa, é a primeira escolhida das cidades boas e baratas para ser nômade digital. Possui praias lindíssimas, que podem ser acessadas facilmente a pé, alugando uma bicicleta pública ou de ônibus, basta se programar. 

Os preços para se alimentar são de longe um dos mais baratos do Brasil, não só em supermercados, mas também em bares e restaurantes. Na orla central da cidade não é difícil achar garrafa de cerveja gelada por 4 reais, e latão na areia da praia pelo mesmo preço.

Além de ter boa estrutura para os turistas e moradores, a cidade ganhou o título de "Segunda Capital Mais Verde Do Mundo", ficando atrás apenas de Paris. Tudo isso graças ao Jardim Botânico Benjamin Maranhão, que se encontra na região central da cidade e tem mais de 515 hectares de mata atlântica preservada.

No meio de tanta maravilha não poderia faltar um hostel a altura. Recomendo o Slow Hostel, intitulado como Hospedagem Criativa. Será um ótimo ambiente para sua criatividade fluir nos seus trabalhos como nômade digital.

  • Dica:

 No Brasil, muitos conhecem João Pessoa como "Porta do Sol", pois no município está localizado o ponto mais oriental do continente americano, o que faz a cidade ser o lugar onde o sol nasce primeiro em toda a América. Não deixe de assistir, ao menos uma vez, este espetáculo da natureza na Ponta do Seixas.

2. Ubatuba (SP)


Cidades mais baratas do Brasil para ser nômade digital: Ubatuba

Cidade localizada no litoral norte de São Paulo e que possui mais de 100 praias, todas com fácil acesso graças a rodovia Rio-Santos, que corta toda a região e é totalmente interligada pelo sistema de transporte público municipal de Ubatuba. Assim, com pouco mais de 4 reais pode se ir a boa parte das praias da cidade.

Com grandes supermercados e muitas opções de bares e restaurantes, os preços são acessíveis para todos os bolsos. Para quem quer economizar ainda mais, a cidade dispõe de feiras aos finais de semana e do Mercado Municipal de Peixes no centro da cidade.

O Ecotrip Hostel é nossa indicação para Ubatuba. Eles sempre tem várias vagas em aberto e está localizado próximo a rodoviária municipal (ponto principal de ônibus para as praias) e do centro da cidade. Esse hostel já foi lembrado aqui na plataforma por ser um dos melhores locais para voluntariar economizando muito.

  • Dica: 

Ubatuba é a última cidade do litoral norte de São Paulo, fazendo divisa com Paraty, Rio de Janeiro. Com alguns horários de ônibus disponíveis todos os dias, é possível se programar e visitar o famoso centro histórico de Paraty, além de suas praias e vilas. Visitar a cidade ao se hospedar em Ubatuba é uma opção bem mais barata, já que Paraty tem os preços mais altos.

3. Maragogi (AL)


Cidades mais baratas do Brasil para ser nômade digital: Maragogi

Conhecida como Caribe Brasileiro por conta de suas águas em tom verde esmeralda, é um paraíso com preços super acessíveis. A cidade possui ótima infraestrutura de bancos, lojas, correios, farmácias, peixarias, açougues e supermercados, se assemelhando mais a uma cidade tradicional do interior do estado do que a uma cidade turística. Também conta com uma feira completíssima aos sábados de manhã na região central onde se pode economizar ainda mais.

As praias da cidade e região são facilmente acessadas com as vans complementares que podem variar seus preços entre 3 e 10 reais. Além disso, todas as praias possuem águas calmas por conta de uma croa de corais que a cercam. Esta croa é considerada a terceira maior do mundo e traz o diferencial do paraíso, pois formam piscinas naturais em alto mar.

Porém, se você conseguir uma vaguinha no Enero Hostel, em Maragogi, você terá o privilégio de visitar as piscinas naturais com o barco a vela que o hostel possui. 

  • Dica: 

Afim de economizar em passeios, as piscinas naturais podem ser acessadas a pé. Na maré baixa se forma uma passarela de areia na praia de Barra Grande onde se pode caminhar por cerca de 1 km e chegar nas piscinas naturais. Além de ser uma experiência diferente e exuberante, o viajante desfruta da beleza da costa de corais sem gastar nada.

4. Itacaré (BA)


Cidades mais baratas do Brasil para ser nômade digital: Itacaré

Localizada no Sul da Bahia, é conhecida como o point dos surfistas, sendo até cenário de séries da Disney que retratam o esporte.

Possui praias lindíssimas logo no centro da cidade e outras intituladas como "praias rurais", que são mais afastadas, mas também são de fácil acesso por meio de ônibus e trilhas. A maioria destas trilhas são bem sinalizadas e podem ser feitas tranquilamente sem guias, deixando o passeio ainda mais econômico

O centro da cidade possui boa estrutura de mercados e restaurantes, alguns com preços muito baratos, como almoço por 6 reais, e a noite na cidade é extremamente animada com muitas opções de bares que também atendem todos os bolsos.

Se você quiser agregar ainda mais a sua experiência, recomendo a guest house Casa Kombar, que tem uma super estrutura para lhe receber bem, uma ótima conexão com a internet e uma energia incrível que já foi super relatada aqui no portal antes. Se interessou? Depois de terminar esse post você pode ler mais sobre.

  • Dica:

Itacaré está localizada na Costa do Cacau, sendo muito comum na região experiências com turismo rural. Fazendas de cacau abrem as portas para turistas e promovem visitas que valem muito a pena, pois proporcionam paisagens deslumbrantes e muito conhecimento no assunto.

5. Aracaju (SE)


Cidades mais baratas do Brasil para ser nômade digital: Aracaju

A capital sergipana é conhecida como a "Capital Nordestina da Qualidade de Vida", pois é a capital com menor desigualdade social e onde a população tem hábitos mais saudáveis.

Aracaju é considerada também referência nacional em projetos de deslocamento urbano com suas ciclovias e melhorias no transporte público. Possui ônibus monitorados em tempo real por GPS e aluguel de bicicletas públicas, o que possibilita o acesso bom e barato a todas as praias da cidade.

Por ser uma capital, as opções de supermercados, restaurantes e bares são grande, sendo possível escolher de acordo com seu gosto e bolso.

  • Dica:

O Museu da Gente Sergipana é parada obrigatória para quem visita Aracaju. Ele abriga um espaço multimídia de última geração e funciona como um verdadeiro guia turístico do Estado, com dicas de praças, pratos, festas folclóricas, trajes, feiras, entre outros lugares que valem a pena conhecer.

6. Ouro Preto (MG)  


Cidades mais baratas do Brasil para ser nômade digital: Ouro Preto

Charmosa e rica culturalmente, o centro histórico de Ouro Preto é o cartão postal principal da cidade, que de tão preservado é até considerado Patrimônio Mundial da UNESCO.

Apesar de possuir mais de 10 museus, 7 igrejas, o teatro mais antigo em funcionamento da América Latina e inúmeras atividades culturais, o local consegue ter opções baratas por ser uma cidade universitária. Isso faz com que a cidade seja um verdadeiro mix do antigo com a atualidade jovem.

Além do de tudo isso, a cidade e a região possuem inúmeros rios e cachoeiras que merecem a visita e podem ser acessadas sem muitos gastos.

  • Dica:

Para quem é baladeiro e animado, a dica é ir na época do Carnaval, pois a cidade sedia o maior carnaval estudantil do Brasil. Já quem prefere o lado das vivências culturais, a região promove o todos os anos, no mês de Julho, o Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana, com um Fórum das Artes. A festa conta com inúmeros shows, além de peças teatrais, artesanato, literatura, discussões em mesas redondas e palestras.

8. Itacoatiara (AM)


Cidades mais baratas do Brasil para ser nômade digital: Itacoatiara

Município localizado na região metropolitana de Manaus e que possui um importante porto fluvial, que possibilita fácil acesso às cidades da região, que para nós mochileiros já é considerado uma mega experiência pelo deslumbrante Rio Amazonas.

Com ótima estrutura de supermercados e restaurantes, a cidade possui preços acessíveis no quesito alimentação. Também é considerada barata para conhecer seus pontos turísticos, que são inúmeras praias de água doce, lagos  e prédios históricos.

No paraíso amazônico é possível ajudar na Escolinha de Itacoatiara, uma ótima opção para você que curte voluntariar em projetos sociais.  Eles aceitam uma mão para tudo que englobe o meio acadêmico e funcional de uma escola. Mas corre, pois a escolinha é uma anfitriã mega requisitada!

  • Dica:

Saindo do porto fluvial de Itacoatiara, é possível chegar a Alter do Chão, no Pará. Durante os dias de viagem você terá que dormir em sua própria rede e conhecerá botos e outros bichos, índios, selva, praias, museus e encontros de muitas águas. O trajeto é exótico e é considerado como um presente da natureza aos olhos humanos. A cidade de Alter do Chão é uma das paradas que a viagem faz e que vale muito a pena conhecer. Por isso, ela merece ser o próximo destino da nossa lista de cidades boas e baratas para nômades digitais.

9. Alter do Chão (PA)


Cidades mais baratas do Brasil para ser nômade digital: Alter do Chão

É um distrito do município de Santarém no estado do Pará. Fica as margens do Rio Tapajós e abriga a praia de água doce mais bonita do mundo, segundo o jornal inglês The Garden. A praia tem o mesmo nome do vilarejo.

Alter do Chão possui também mais outras inúmeras praias e penínsulas, além de ser porta de entrada de outros balneários da região. Por ser um lugar pequeno, as belezas naturais são de fácil acesso, e para os amantes culturais, o local ainda é palco de fortes festividades folclóricas e cenário de lendas como a do Boto Amazônico. 

Apesar de seu tamanho, é possível encontrar boas opções de restaurantes e mercados com preço justo, ponto importante para quem quer economizar.

  • Dica:

De Alter do Chão saem passeios para a cidade fantasma de Fordlândia. Um local que foi construído em 1927 pela empresa Ford afim de abrigar funcionários que iriam trabalhar nos seringais da região. Toda sua estrutura é aos moldes americanos, fazendo o local se assemelhar a um cenário de filme antigo estrangeiro. Após o fracasso da ideia, os funcionários foram demitidos e a cidade inteira foi abandona, sendo hoje visitada apenas por turistas que buscam uma experiência diferente.

10. Parnaíba (PI)


Cidades mais baratas do Brasil para ser nômade digital: Parnaíba

Um dos quatro municípios do curto litoral piauense, é conhecida como Capital do Delta. O nome dado é por conta da proximidade que a cidade tem de Delta do Parnaíba, foz do rio Parnaíba que abre-se em cinco braços, envolvendo 73 ilhas fluviais. A paisagem é exuberante com muitas dunas e mangues.  

A cidade é a segunda maior do estado e por isso detém muitas opções para alimentação e outros comércios, o que é ótimo para economizar.

  • Dica:

Uma das mais belas paisagens do estado do Piauí é a Lagoa do Portinho, que fica dentro da cidade de Parnaíba. Suas águas doces podem variar de tons azuis para verdes, dependendo da luz do sol, e para compor o lindo cenário a lagoa ainda conta com dunas em volta, tornando a paisagem um paraíso.

A cidade ainda oferece passeios para conhecer os Lençóis Maranhenses, pois fica próxima de Barreirinhas (MA), porta de entrada do Parque.

11. Arraial do Cabo (RJ)


Cidades mais baratas do Brasil para ser nômade digital: Arraial do Cabo

Situada na famosa Região dos Lagos, no estado do Rio de Janeiro, é uma pequena cidade com praias maravilhosas de águas transparentes. Boa parte destas praias é de fácil acesso a pé, algumas já no centro da cidade e outras com acesso por meio de trilhas tranquilas.

Os preços de supermercados e restaurantes são extremamente bons e o centro da cidade contém uma boa infraestrutura de farmácias, lojas, padarias, entre outros estabelecimentos. Já a noite na cidade não tem muitas opções de bares, fazendo com que os moradores se reúnam mais na praça principal da cidade.

  • Dica:

Existe uma praia em Arraial do Cabo que não é muito conhecida por turistas, mas que possui uma beleza estonteante. A pequena Praia da Graçainha tem águas cristalinas e se forma apenas quando a maré na cidade está baixa. Ali é possível ver muitas tartarugas marinhas e peixes, por isso recomendamos (se possível) levar um snorkel. A praia é de fácil acesso por uma trilha curta que começa no canto direito da Prainha, a primeira praia a ser vista logo ao entrar na cidade.

12. Pipa (RN)


Pipa, Rio Grande do Norte

Pequeno distrito da cidade de Tibau do Sul, no estado do Rio Grande do Norte, responsável por grande parte do turismo de toda a região. Suas praias têm acesso a pé por ruas ingrimes ou por escadarias, já que o charme desse paraíso são sua falésias. Isso torna o destino barato mesmo para quem quer conhecer todas as suas belezas, já que não é necessário pagar nenhum transporte para visitar suas praias e lindos mirantes.

Dispõe de uma vasta opção de mercados e restaurantes com variados preços e possui uma feira de orgânicos nas tardes de sextas-feiras na praça dos Pescador (praça central), com comidas deliciosas, produtos sustentáveis e vegetais, frutas e legumes. 

As noites de Pipa são badaladas e com várias opções de bares com música ao vivo e que possuem a entrada gratuita e o consumo com preço bem justo. 

Na pequena e badalada Pipa, eu recomendo o mega hostel Lagarto na Banana. O local é especial, promovendo uma experiência de vivência em comunidade. Quem chega lá já se apaixonada a primeira vista, por isso o hostel se tornou muito concorrido para voluntários. Porém, se não conseguir uma vaga lá, eles estarão sempre abertos para recebê-lo, seja para participar de uma de suas aulas e oficinas, ou seja para jantar um delicioso menu vegano que é servido todas as noites.

  • Dica:

Para os amantes da leitura, na Praia do Amor tem uma biblioteca na beira da praia onde você pode pegar livros para ler e depois devolve-los ou fazer trocas, doando os que você já leu e pegando outro disponível no local. Uma opção sustentável e econômica para quem quer ler um novo título sem gastar nada.

13. Torres (RS)


Torres, Rio Grande do Sul

Localizada no extremo norte do litoral do Rio Grande do Sul, a cidade é conhecida por possuir as praias mais bonitas da região e também por conter a única ilha do estado, a Ilha dos Lobos, onde se pode visitar e ver lobos marinhos. 

O turismo é muito forte na cidade, o que fez ela se tornar palco de inúmeras festas, eventos, competições esportistas e feiras, promovendo assim sempre muitas experiências baratas e diferentes aos que visitam o local.

Torres possui uma ótima estrutura para seus moradores e visitantes, com vasta opção de alimentação, além de também disponibilizar bom acesso a suas praias, o que traz ainda mais economia para quem está lá.

  • Dica:

Entre os meses de Abril e Maio a cidade sedia o Festival Internacional de Balonismo, considerado um dos festivais mais famosos do mundo dentro desse assunto. O festival já teve inúmeras edições e conta com vários tipos de categorias e provas a serem apresentadas por seus competidores. 

14. Imbituba (SC)


Cidades mais baratas do Brasil para ser nômade digital: Imbituba

Considerada a cidade da Baleia-franca, está situada no litoral sul de Santa Catarina, e conta com uma beleza estonteante e muito peculiar, formando cenários de tirar o fôlego. 

Possui a Praia do Rosa, considerada uma das 30 baías mais bonitas do mundo e também a Praia da Vila, que é de uma beleza particular, sendo formada por ilhas próximas uma das outras e trilhas como a Trilha Ecológica do Farol. Imbituba também é conhecida por possuir uma das maiores e melhores ondas do Brasil e já foi palco principal do WCT - campeonato mundial de surf.

Com ótima estrutura, tem sempre um lugar especial que caberá com certeza no seu bolso. A cidade conta com 3 distritos ( Sede, Vila Nova e Mirim) e vários bairros em cada um deles, o que possibilita ainda mais opções de mercados, lojas, farmácias, entre outros.

  • Dica:

Além do surf, a cidade também recebe pessoas que gostam de praticar Windsurf e Kitesurf. A Lagoa de Ibiraquera, localizada na cidade, foi considerada um dos melhores locais para a prática dos esportes no país. A lagoa também é famosa pela pesca do camarão rosa e pela preservação ambiental, já que faz parte da Área de Preservação Ambiental da Baleia Franca.

15. Lençóis (BA)


Cidades mais baratas do Brasil para ser nômade digital: Lençóis

É a principal cidade de apoio para a visita ao Parque Nacional da Chapada Diamantina, localizada no interior da Bahia. Não é uma cidade grande, porém é o maior polo da região, contendo então a melhor infraestrutura local, ideal para quem quer economizar.

O Parque Nacional da Chapada Diamantina recebe milhares de turistas por ano e apresenta uma beleza magnifica. É lá onde nascem quase todos os rios das bacias do Paraguaçu, do Jacuípe e do Rio de Contas. Estas correntes de águas brotam nos cumes e deslizam por todo os relevo, despencam em lindíssimas cachoeiras e formam transparentes piscinas naturais e cavernas.

A maioria das belezas de Lençóis é somente acessada por caminhada, porém existem trilhas para todos os gostos e bolsos. 

  • Dica

Quando estiver cansado de tantas trilhas e caminhadas pela região, você poderá se aventurar e conhecer uma gruta de tirolesa. A aventura fica na Gruta da Pratinha, onde você poderá também mergulhar, fazer flutuação e admirar peixinhos e formações rochosas do túnel inundado ao final da tirolesa (para isso recomendamos levar ou alugar snorkel, colete e lanterna). É importante também se informar antes do passeio se a água vai estar realmente azul, pois quando chove muito ou há muita seca, a água acaba ficando mais barrenta e o programa pode não atender as expectativas.

Esperamos que esse guia com 15 melhores e mais baratas cidades do Brasil lhe ajude e dê aquele norte que faltava na sua jornada como nômade digital no Brasil. Qualquer outra dica de cidade ou dúvidas sobre os locais citados é só deixar um comentário. 

Foi um prazer poder lhe ajudar em seu novo projeto de vida, nos vemos pelas estradas. Um abraço!


C63b0dde9f775bc2162d23ccba6e9e2a

Mai 07, 2019

Expert em viajar gastando pouco, nomadismo digital e voluntariado pelo Worldpackers. Instagram @mar.ianac <3


Gostou? Não esqueça de deixar Mariana saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor