5 coisas que eu não esperava na minha primeira semana como worldpacker

Escrevo para vocês do Hostel Chocolatchê, em Gramado, e estou aqui há alguns dias cuidando das redes sociais em troca de hospedagem. É minha primeira vez como Worldpacker e embarquei nessa por pura curiosidade.


92db2fb0956ca6b5ea6ef682fdd96662

Nathalia

Sou jornalista de formação e conto com passagens por diversos veículos de imprensa. No entanto, f...

+ Ver mais

Ago 20, 2018

worldpacker

Como sou jornalista, queria ter propriedade para falar sobre como funciona a plataforma Worldpackers e também queria mostrar para as mulheres, que também têm interesse em embarcar nessa, o que elas poderiam esperar disso.

Pois bem. Cá estou eu. Vivendo uma experiência de viagem totalmente diferente e também muito mais interessante.

Para vocês terem uma ideia do que quero dizer, selecionei cinco coisas que eu não esperar que acontecesse na minha primeira semana no hostel, mas que aconteceram (ainda bem!).

Alguns fatores interessantes sobre a minha 1ª semana no hostel

1. Ser muito bem recebida

Sinceramente, não imaginava como seria a recepção aqui. Esperava chegar, conversar sobre os detalhes do trabalho e fim. Contudo, fui super bem recebida por todos (com direito a caipirinha).

2. Enfrentar meus medos

Quem acompanha o M pelo Mundo sabe que sempre tive receio de ficar em quarto misto. Era um medo que eu já tinha tentado superar, mas sem sucesso.

Aqui “consegui” de alguma forma enfrentar esse medo. Acho que foi uma experiência importante para o meu crescimento pessoal e também de viajante.

3. Aprender com uma nova cultura

Eu acredito, sim, no clichê de que “o Brasil são vários países”, pois a cada novo estado me surpreendo com as diferenças culturais. 

Aqui no Rio Grande do Sul não foi diferente. Em Gramado, especificamente, o estilo de vida é outro. Só consegui perceber isso, pois estou vivenciando outro estilo de viagem como Worldpacker.

4. Conhecer de forma mais profunda o destino

Sim, eu já fui daquelas que batia cartão em quase todos os pontos turísticos (ainda faço isso, confesso). No entanto, o que eu aprendi nessa experiência, é que com mais tempo e vivenciando mais a cultura, é possível observar e conhecer tudo com muito mais profundidade.

5. Ter vontade de continuar ‘Worldpakeando’ por aí

Era para ser apenas uma experiência e fim, mas a vontade de continuar viajando com a Worldpackers foi mais forte. Agora já estou com uma viagem marcada para Foz do Iguaçu.

Enfim, acho que, basicamente, essas são as coisas que aconteceram comigo e que eu não esperava.

Curtiu o texto e quer mais conteúdo de viagem para mulheres?

Acesse o site do M pelo Mundo.

Leia também: Procurando onde viajar sozinha? Confira 10 destinos recomendados pela nossa comunidade!


92db2fb0956ca6b5ea6ef682fdd96662

Nathalia

Sou jornalista de formação e conto com passagens por diversos veículos de imprensa. No entanto, f...

+ Ver mais

Ago 20, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar Nathalia saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor