Como aumentar suas chances de ser aceito por anfitriões worldpackers

Confira essas dicas para a hora da aplicação e aumente suas chances de conseguir sua primeira experiência pela Worldpackers.

4min


5ba4569023967183263586c34261c4f2

Camila

Nov 13, 2018

Já está com o pé na estrada para uma grande viagem ao redor do mundo em 2018. Já foi worldpacker e com certeza será muitas vezes nas suas andanças ...

Duas mulheres viajando pela Worldpackers

Para ser um Worldpacker em algum hostel, ONG ou projeto ecológico, você tem que passar pelo processo de aplicação, que nada mais é do que escolher um lugar que te interessou e mandar uma mensagem para o anfitrião. Parece simples, mas tem muita gente que peca exatamente nesse primeiro contato e acaba desperdiçando oportunidades incríveis.

Por isso, juntei 7 dicas para você se dar super bem na hora de se aplicar para uma vaga de intercâmbio de trabalho:

1. Não se prenda a uma só localidade

Mantenha suas opções abertas! Uma cidade pode ter poucos anfitriões e dependendo da época do ano é possível que eles nem precisem de voluntários. Por exemplo, a grande maioria dos anfitriões que ficam no litoral norte da Europa fecham durante metade do ano, abrindo somente durante a primavera e o verão. Dessa forma, para aumentar as chances de ser aceito, não fique obcecado com somente uma cidade. 

2. Viaje sozinho

Viajar sozinho aumenta suas chances de ser aceito, já que muitos anfitriões aceitam somente um Worldpacker por vez. Isso tem a ver com a necessidade do lugar e a época do ano.

Caso você não abra mão de viajar com seu companheiro ou amigos, procure por fazendas, ecovilas e ONGs, pois estes costumam aceitar mais Worldpackers que viajam em dupla ou grupo. 

3. Aplique-se no máximo com antecedência de duas a oito semanas

Isso porque grande parte dos anfitriões não conseguem se planejar com muito tempo de antecedência. Na Worldpackers você consegue se aplicar seis meses antes da data de chegada, mas talvez o anfitrião não te aceite porque não sabe se realmente vai precisar de ajuda naquela data. Então, o melhor é segurar a ansiedade e fazer a aplicação entre duas e oito semanas antes da sua chegada.

4. Escreva aplicações personalizadas

Pense no quanto de confiança o anfitrião tem que ter para abrir sua casa e seu negócio para te receber. A confiança começa a se formar já na sua aplicação. Demonstre que realmente leu o perfil dele e que entendeu tudo o que ele está pedindo.

Nunca copie e cole a mesma aplicação para todos os anfitriões, pega bem mal! Então, tire um tempo para escrever uma aplicação legal e que deixe transparecer quem você é, seus gostos e como você pode ajudar seu anfitrião, eles gostam quando veem uma aplicação de alguém que realmente tomou o tempo de ler a descrição e escreveu uma mensagem mais personalizada, mas também tenha cuidado em ser objetivo com as informações mais importantes e evite textos muito longos. 

Dica: escreva a aplicação sempre no idioma solicitado pelo anfitrião. Se você não souber se comunicar naquele idioma, para anfitriões estrangeiros, faça em inglês .

Imagem de homem sentado no chão e encostado em uma parede com janelas usando o computador ao seu colo

5. Deixe seu perfil completão

Na aplicação, o anfitrião tem acesso tanto a sua mensagem, quanto ao seu perfil completo. Lembra da história da confiança? Quanto mais informação seu anfitrião conseguir ver sobre você, mais fácil dele decidir se você é a pessoa certa para ajudá-lo! Eles adoram ver fotos que reflitam quem você é e o que você gosta de fazer, bem como o que te levou a procurar uma experiência pela Worldpackers. 

6. Aplique-se para pelo menos oito anfitriões

Anfitriões nem sempre precisam de voluntários. Pode ser por causa da baixa temporada (sem necessidade de ajuda), da alta temporada (sem cama para os voluntários dormirem), por uma reforma, por fechamento temporário, enfim, são muitos motivos para um anfitrião recusar ou não responder um voluntário, então idealmente um viajante deve aplicar para pelo menos oito lugares.

O perfil dos anfitriões na Worldpackers têm a informação da “Taxa de resposta”, ou seja, se essa taxa estiver muito baixa, as chances de ser respondido são menores. Não aposte todas as suas fichas em um anfitrião só. 

7. Respeite o tempo mínimo de estadia e seja honesto em relação às suas habilidades

Se o anfitrião colocou no perfil que a estadia é de quatro semanas, respeite isso. Ele sabe quanto tempo leva para treinar o Worldpacker e não é à toa que ele escolheu esse período. Ou seja, mandar uma mensagem falando que só pode ficar uma semana é furada. Uma estadia mais curta pode significar ainda mais trabalho para ele, então só se aplique se realmente puder se comprometer a ajudar por todo o período.

Outro coisa muito importante para que a experiência seja a melhor possível é ser sincero em relação às habilidade que já tem, que esta desenvolvendo e as quais quer aprender.  É fundamental que o voluntário atenda aos requisitos que o anfitrião solicitou, para que nenhum dos dois lados se prejudique, por isso essa transparência é fundamental. 

Uma boa escolha de anfitrião e hostel são muito importantes para que a experiência Worldpackers seja ainda melhor, por isso o momento da aplicação merece uma atenção especial. Com essas dicas em mente, agora é pesquisar as melhores vagas para seu perfil e se aventurar!

Se você tem interesse em viver essa rotina mais livre de um nômade digital e não sabe por onde começar, a Worldpackers, além de oportunidade de voluntariados, também oferece o eBook de nomadismo digital para iniciantes. Com certeza vai te ajudar muito.


5ba4569023967183263586c34261c4f2

Camila

Nov 13, 2018

Já está com o pé na estrada para uma grande viagem ao redor do mundo em 2018. Já foi worldpacker e com certeza será muitas vezes nas suas andanças ...


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor