sala do KaBa Hostel

O KaBa é um hostel de pequeno porte, então durante a sua estadia é provável que você passe por todos os turnos, e consequentemente por todas as funções.

1. O que eu vou ter que fazer na prática?

  • No turno da manhã, o dia começa às 07h30 com a organização do café da manhã. Tudo fica na dispensa já pré-organizado e a tarefa é só dispor tudo e repor o que for preciso.

A outra tarefa paralela é ficar na recepção para receber as chaves e lençóis de quem está fazendo o check-out.

Às 11h, a tarefa é passar pelos quartos organizando as cobertas e travesseiros, retirando o lixo e passando o aspirador de pó. Isso feito, organizar e limpar os banheiros.

  • No turno da tarde, que começa oficialmente às 14h, os novos hóspedes começam a chegar e a tarefa é recebê-los com alegria e entusiasmo, fazer o check-in e explicar como o hostel funciona. As 17h, organizar e aspirar o salão e a cozinha.
  • No turno da noite, que vai das 18h às 22h, continuar recebendo quem chega, indicar pros viajantes restaurantes, o caminho pro centro da cidade, repor os alimentos pro café da manhã do dia seguinte, checar se a cozinha está minimamente organizada, apagar as luzes e desligar o rádio.

2. Como é o hostel por dentro?

Aconchegante, artístico e amigável. Lá não tem bar, mas tem uma cozinha muito bem equipada e limpa, então os hóspedes muitas vezes cozinham em grupos ou conhecem alguém e acabam compartilhando uma refeição juntos.

No salão, as pessoas sentam ora em umas das duas grandes mesas, ora nos sofás perto do jardim. Há uma tv, um computador, livros e alguns baralhos, tudo de uso livre.

Por ser um ambiente aconchegante, as pessoas começam facilmente diálogo com as outras e a noite costuma ser um lugar de encontro pros que decidem ficar por lá.

Nos três andares acima, ficam os nove quartos (sete dormitórios e dois quartos privativos) e os banheiros, dois por andar.

Cada quarto e banheiro foi pintado por um artista local diferente, então eles têm temas incríveis!

3. Será que vou me dar bem com os anfitriões e com os outros Worldpackers?

Eu arrisco dizer que vai ser mais fácil do que você imagina.

A Katrijn e o Bart (os donos) são pessoas flexíveis e assertivas. Vão te dar um treinamento de como as coisas funcionam por lá e, assim que você tiver aprendido, vai perceber que foi tudo pensado para que uma pessoa sozinha consiga dar conta das tarefas, então você dificilmente vai ter uma situação de conflito, já que vai estar trabalhando por si.

Eles recebem apenas dois Worldpackers por vez, então ora você estará trabalhando, ora será o outro voluntário, ora será um dos donos.

Se você for uma pessoa extrovertida, vai ter a oportunidade de compartilhar bastante conversa e até uma cerveja aqui e ali com os donos, o outro Worldpacker e os outros viajantes.

Quando você não estiver pra papo, vai conseguir ter seu espaço, já que o hostel é bem tranquilo.

4. Além da cama quentinha, o que eu ganho?

Um café da manhã de encher os olhos! Todos os dias você vai poder comer cereais, pães, ovos, aveia, frutas, castanhas, iogurte, o que você preferir! Suco, leite, chá, e a máquina de café estarão lá o dia todo à disposição.

Tudo que está disponível para os hóspedes você pode usufruir também: o computador, secador de cabelo, as áreas comuns, a cozinha.

Aliás, sempre que os hóspedes deixarem alimentos para trás, você poderá movê-los pra seção “free” e consumir se você quiser, e, acredite, eles deixam uma porção de coisas em ótimo estado!

Além disso, você pode usar as toalhas do hostel e, sempre que quiser, pode mandar suas roupas para serem lavadas junto, e elas magicamente aparecerão limpas e secas dois dias depois! :)

5. Gent é uma cidade legal? O KaBa fica no centro?

Gent é uma das cidade mais visitadas da Bélgica e não é muito grande. O KaBa fica, sim, na região central, porém num bairro mais tranquilo.

Nos arredores do hostel tem um canal bem bonitinho, restaurantes, mercado, farmácia, shopping e uma igreja (claaaro!).

Em uma caminhada de 10 minutos, você vai chegar nas principais atrações da cidade. Por lá você vai encontrar o centro comercial, comida e bebidas típicas, quatro ou cinco catedrais e um castelo!

Se você for na direção contrária, também há dez minutos de caminhada, você vai topar com uma rua cheia de bares e baladas onde muita gente jovem costuma passar as noitadas. Gent é uma cidade que recebe muitos estudantes, então imagina...

Não curte andar? Beleza! Você está na Bélgica, pegue uma bicicleta!

Rio próximo ao KaBa Hostel

6. Vou ter tempo livre? Dá pra curtir?

Sim! Os horários são normalmente discutidos levando em consideração o interesse de todo mundo, então se tem um festival que você quer muito ir, ou um final de semana que os donos querem fazer uma viagem, vocês provavelmente vão conseguir chegar à uma escala confortável pra todo mundo.

Eles normalmente vão te escalar para 25h por semana, o que pode significar muitas horas em alguns dias e vários dias off ou vários dias trabalhando poucas horas por dia, isso também depende do seu perfil.

Eu consegui conhecer muito bem a cidade e às vezes emendar alguns dias de folga entre uma semana e outra e fazer mini-viagens para outras cidades, inclusive na França, Holanda, Inglaterra e Alemanha. É tudo discutível.

A Bélgica é um país pequeno e Gent é uma cidade que recebe muitos eventos e festivais. Se você souber de antemão, é provável que você consiga conciliar muito bem sua escala com seu tempo livre. 

7. Quais são os idiomas desejáveis pro KaBa?

Como é um hostel que recebe gente do mundo todo, você vai precisar conseguir se comunicar em inglês pras principais tarefas, e tudo bem que você cometa erros, o importante é você estar aberto a aprender e se dedicar naquilo que você realmente precisa saber falar.

Além do inglês, as línguas mais frequentes são o espanhol, o holandês e o francês.

Calma! Convivi com Worldpackers que falavam apenas um ou dois desses e que desenvolveram um trabalho incrível lá.

Seu gestual e iniciativa em ajudar vão ser a comunicação mais eficaz! 

8. Algum conselho de última hora?

Sim, mas você absorve só se quiser, tá?!

Assim como a maioria dos países europeus, a Bélgica tem um aspecto da cultura que é bem forte: tem algo pra falar? Fale. Se possível, vá direto ao ponto.

Acredite, a comunicação aberta demonstra que você é uma pessoa confiável e em busca de resolução de problemas.

Algo não vai bem, você tem uma sugestão de como melhorar um processo ou precisa de alguma coisa? Expresse isso para os donos.

Algumas coisas podem ser feitas e outras não, mas só a comunicação vai esclarecer as coisas.

A Katrijn e o Bart são pessoas extremamente preocupadas com o bem estar dos voluntários e dos hóspedes. Se eles sentirem que vocês fazem um time juntos, não vão medir esforços para que você se sinta assim também.

Minha experiência no KaBa foi muito importante como aprendizado pras minhas habilidades sociais e de gerenciamento, tantos das emoções como empreendedoras.

Absorva o máximo que puder e deixe um pouco de você por lá.

Boa viagem!



41110035042907b9b5bdd35cf2a920d0

Yara

Every single person, ingredient, habit and idea came to show me that there's always something els...

+ Ver mais

Nov 12, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar Yara saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor