8 cidades que você tem que conhecer em uma viagem para o Marrocos

O Marrocos é um daqueles destinos que reúnem um pouco de tudo,opções para viajantes que gostam de praia, montanhas e a movimentação frenética das grandes cidades.


9dab9cd78fcfca1d3fa0756014a19ab9

Lisiane

Historiadora e jornalista, resolvi dois meses antes de completar meus 30 anos, partir para uma av...

+ Ver mais

Out 26, 2018

vista de Marrocos

Conhecido como a pérola da África por causa da localização privilegiada e diferentes paisagens, o Marrocos é um país muçulmano onde não só a religião e levada a sério, mas a cultura de séculos continua presente nas pequenas e grandes cidades, seja na gastronomia, música ou modo de vestir. É um destino que surpreende em cada parada e ao mesmo tempo pode trazer sensações únicas.

Os destinos mais conhecidos pela maioria, seja através de pesquisas na internet ou pelo turismo in loco, são: Marrakech, Fez e Casablanca

São cidades grandes e economicamente importantes e que tem bastante assédio de vendedores, e vale a pena enfatizar que foi o único assédio que presenciei durante os quase três meses sendo worldpacker em Biougra e Marrakech.

Caetano Veloso estava certo quando usou a frase “ Pra lá de Marrakech”, na música Qualquer Coisa, dos anos 70. 

Existe muito para se conhecer no Marrocos, destinos que surpreendem de Norte a Sul do país e que você pode conhecer em 15 dias em uma viagem por diferentes paisagens ao longo do caminho.

Entre os meses de julho a setembro não é alta temporada e também não é tão quente em alguns pontos e as chuvas ainda não começaram a cair, assim dá para aproveitar as praias.

Neste artigo eu vou te mostrar um pouco de diferentes cidades que devem ser incluídas na sua lista de viagem, que pode até se estender dependo do tempo que tem para visitar o país.

1. Chefchaouen

Tempo: 3 dias.

Localizada ao Norte do Marrocos, a cidade é destino de muitos turistas, principalmente daqueles que chegam no país saindo da Espanha usando ferry boat e desembarcando em Tânger.

A fama está na medina toda azul. Nas paredes das casas e pequenos sobrados, nos muros e ruas, diferentes tons de azul tornam a cidade fotogênica e aconchegante.

A maioria dos hostels e hotéis estão dentro da medina, que também tem restaurantes com preços atrativos, lojas com produtos artesanais e mais baratos que os grandes centros.

Por ser uma cidade pequena, onde a principal atração é a medina, dois dias é suficiente para passear por Chefchaouen e ver o pôr sol no topo da Igreja construída pelos espanhóis. Se você gosta de natureza, reserve um terceiro dia para visitar as cachoeiras de Akchour, com trilhas e cenário de encher os olhos e fica cerca de 40 minutos de carro.

2. Fez

Tempo: 2 dias.

A cidade imperial do Marrocos tem a maior medina do país, considerada Patrimônio da Humanidade. É praticamente um museu a céu aberto. Lojas estão espalhadas por diversas ruas, as cores vivas dos itens expostos fazem do comércio uma atração.

Palácios, mesquitas e jardins completam o ar histórico da cidade, que tem várias nascentes de água das Montanhas do Atlas.

Nas tinturarias, espaço famoso e bastante conhecido em fotografias, é possível ver de perto como é feito o trabalho com peles que são transformadas e comercializadas.

Quem gosta de aproveitar também os ares de cidade grande, é só sair da medina. A moderna Fez é arborizada e servida de táxis com e sem taxímetro, detalhe importante para quem quer usar o veículo e não quer pagar um valor alto e evitar uma negociação de meia hora. Há também transporte público que facilita e ajuda a economizar dinheiro, mas requer um pouco mais de tempo.

3. Casablanca

Tempo: 1 dia.

A capital econômica do Marrocos é o ponto de chegada de vários voos, talvez seja por esse motivo que recebe muitos turistas, que acabam passando um ou dois dias conhecendo a cidade antes de seguir viagem pelo país. A fama também é pelo filme que leva o mesmo nome da cidade com Humphrey Bogart e Ingrid Bergman, de 1942.

A antiga cidade é pequena, mas cheia de lojas, barracas e pequenos restaurantes, simples e com uma comida saborosa, como a maioria das medinas. O Quartier Habous é outra parte com comércio ativo e considerada nova medina, com arquitetura francesa, pois foi construída ainda sob influência dos franceses na parte moderna da cidade.

A mesquita Hassan II é uma das mais bonitas e a única do Marrocos que permite a entrada de visitantes que não sejam muçulmanos. A construção fica dentro do mar é uma obra de arte e vale muito a pena conferir.

4. Rabat

Tempo: 1 dia.

A capital do Reino de Marrocos tem um ritmo acelerado como Casablanca e também guarda na medina e em alguns prédios pedaços importantes da história do país. Na cidade imperial funciona a parte administrativa do governo e por isso é considerado um destino interessante e que merece um dia no planejamento de viagem.

A cidade moderna oferece uma programação diversificada com apresentações, museus e uma marina charmosa com restaurantes e hotéis e fica ao lado da medina.

Nas estreitas ruelas da cidade antiga,  você vai encontrar locais vendendo ou comprando nos souks, turistas encantados com tanta beleza dos prédios e produtos e surfistas com pranchas e skates.

Em alguns bairros, principalmente os que ficam próximos a praia, as casas e prédios são pintados de branco e azul e em alguns casos o azul predomina bastante e até lembra Chefchaouen.

5. Marrakech

Tempo: 3 dias.

Me arrisco em dizer que a cidade mais turística do Marrocos. Com museus, jardins e palácios que contam um pouco da história marroquina e da colonização francesa.

A medina é um labirinto cheio de lojas, hostels/riad e turistas. Ainda dentro da medina está a famosa Praça Jemaa el Fna, o ponto turístico mais visitado em Marrakech. 

Durante o dia somente só tem alguns restaurantes, mas é no fim de tarde que aos poucos o local vai se transformando e se torna um palco com diversas atrações, barracas de comidas locais, sucos e restaurantes, alguns ficam abertos durante todo o dia.

Quem gosta de noites mais agitadas e locais mais modernos, pode ir para Guéliz, chamada de cidade nova ou ville moderne, que fica fora dos muros da medina, tem shoppings, restaurantes e night clubs.

Três dias em Marrakech é ideal para ver as principais atrações, que também pode ser um ponto estratégico para visitar outros pontos do Marrocos, como todas a cidades citadas na lista e ainda as cachoeiras de Ouzoud e Ourika do lado de Marrakech.

6. Essaouira

Tempo: 2 dias.

Para quem gosta de praia e esporte, como surf e kite surfing, esse é um bom destino. As cores azul e branco predominam em cidades litorâneas do Marrocos, o que torna alguns lugares mais charmosos e que até lembram a Grécia.

A medina é pequena e fácil para caminhar. Além das lojas de produtos locais, há uma variedade enorme de temperos, ervas e corantes, o aroma das especiarias se mistura com o cheiro de peixe frito nas ruas da medina. 

A pesca é uma das principais fontes de renda da cidade, que tem um porto bastante movimentado por causa do comércio de frutos do mar. Na medina também estão muitos hostels e hotéis que oferecem aulas de surf para os interessados em aprender.

A praia está do lado de fora dos muros da velha cidade e tem uma faixa de areia enorme, ideal para pegar uma cor e relaxar.

Diferente de Marrakech, Fez e Casablanca é possível caminhar tranquilamente sem ser incomodado por vendedores e locais tentando oferecer informações em troca de dinheiro.

Dois ou três dias em Essaouira são ideais para aproveitar os dias de sol e a tranquilidade local antes de seguir viagem.

É fácil ir para Essaouira saindo de Marrakech, tem cerca de cinco ônibus por dia em diferentes horários pela empresa Supratour, a mais recomendada para viagens, pela segurança.

7. Agadir

Tempo: 2 dias.

A cidade nomeada uma das mais europeias do Marrocos chama a atenção pela arquitetura dos prédios, principalmente os que estão próximos a marina, uma das áreas mais movimentadas e com caros restaurantes.

Ao lado da marina esta uma das principais praias da cidade, bastante agitada em dias de sol e ideal para uma programação ao ar livre. Nessa região também estão alguns parques onde é possível fazer piquenique. Perto dali alguns minutos caminhando está o ponto mais alto da cidade, a antiga Kasbah, que foi destruída por um terremoto, mas de onde se pode ter uma vista panorâmica de Agadir.

No centro é interessante caminhar pelas ruas e parar em algum café para tomar o famoso chá de menta marroquino. No caminho você encontra jardins e mesquitas, que valem a pena parar e apreciar. Perto do centro da cidade está o Souk El Had, ideal para quem gosta de fazer compras ou até mesmo apreciar um pouco da atmosfera cultural da cidade.

Quem gosta de natureza deve viajar uma hora de carro para chegar até o Paradise Valley, depois fazer uma trilha até chegar ao poço de água verde, quem vem das cascatas de Immouzer, que te convidam para o mergulho. O local também tem paredões enormes que tornam o passeio mais encantador.

Dois dias em Agadir é suficiente para conhecer os pontos mais interessantes.

8. Taghazout

Tempo: 1 dia.

Distante de Agadir apenas trinta a quarenta minutos de táxi, a pequena vila de pescadores é o paraíso para quem gosta de surfar, por causa das altas ondas. 

Na única rua principal é possível encontrar hostels, restaurantes pequenos que oferecem tajine e outras comidas locais e muitas lojas que alugam roupas de mergulho e pranchas.

A praia tem pontos que são mais populares e outros desertos, ideal para quem quer acampar.

Na beira da praia, hotéis e pequenas casas pintadas de azul e branco tornam a vista mais agradável e charmosa.

Um dia na cidade em Tagharzout é suficiente, mas se for estiver com tempo é recomendado passar uma noite por lá.


9dab9cd78fcfca1d3fa0756014a19ab9

Lisiane

Historiadora e jornalista, resolvi dois meses antes de completar meus 30 anos, partir para uma av...

+ Ver mais

Out 26, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar Lisiane saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor