Categorias

Diário de uma aventura Worldpacker por dois meses em Vegas

Como encontrei uma nova e fascinante maneira de conhecer o mundo.


3292da0ad79c42a8c978223e289581da

IZABELA HORSTE

Enfermeira que deixou a rotina hospitalar para conhecer o mundo (15 países) de maneira econômica ...

Ago 10, 2018

Las Vegas

Tudo começou quando decidi mais uma vez visitar amigos em Nova Iorque. Porém, já conhecia muitas cidades ao redor e não havia muitas novidades para desbravar. 

Precisava fazer dessa viagem algo mais produtivo e decidi que deveria e precisava, definitivamente, aprender inglês! No entanto havia um problema: em Nova Iorque estávamos rodeados de amigos brasileiros e o inglês não evoluía.

Decidi encontrar na internet algo que poderia me ajudar a ter mais contato com falantes da língua inglesa, foi quando encontrei a Worldpackers e foi amor à primeira vista, sabia desde o primeiro momento que essa seria a grande experiência da minha vida.

Me inscrevi para diversos lugares aqui nos Estados Unidos e fiquei espantada ao perceber como era fácil encontrar oportunidades em vilarejos e em apenas dois dias fui aceita: Las Vegas! Uau! 

A solicitação era para ficar por dois meses. Fiquei receosa a princípio devido ao longo período, mas logo descobri que essa foi a melhor coisa que me aconteceu!

Vegas aí vamos nós!

casal em las vegas

1. Chegando em Vegas

O primeiro dia é sempre cheio de expectativas e ansiedades. O anfitrião já havia me enviado vários e-mails explicando rotinas e diversas maneiras de chegar, o que foi bem tranquilizante.

Quando finalmente cheguei no hostel vi que realmente essa viagem mudaria minha vida. Las Vegas por si só nos deixa encantados, prédios luxuosos, muitas luzes, mas o que realmente é impactante é a filosofia de vida da pessoas que vivem ou passam por aqui: liberdade, diversidade e respeito.

2. O primeiro dia

Fui acomodada em um quarto compartilhado, uma loucura, 11 pessoas, diversos países (Brazil, Jordânia, País de Gales, Reino Unido, México, Estado Unidos, Japão - uma Torre de Babel). A princípio pensei que não seria possível conviver com tantas pessoas em um mesmo quarto, mas no final não queria sair dali, as trocas e aprendizados são intensos e o laços de amizades verdadeiros.

Depois fui conhecer a infraestrutura do local. São 22 quartos, cozinha, sala de estar e de jantar compartilhados, gym, e havia também um grande pátio com a "green table"- uma mesa em que toda noite nos reuníamos para longas e agradáveis conversas. 

3. Localização

O hostel é super bem localizado, 25 minutos andando da Fremont Street Experience, a rua mais antiga da cidade, que fica na principal avenida de Las Vegas - Las Vegas Blvd.

Fremont, como é conhecida, tem a extensão de cinco quarteirões e é totalmente coberta. Por lá estão os primeiros e mais antigos hotéis cassinos da cidade, show de led no teto, bandas gratuitas...Vale a pena conhecer!

Outro lugar bem pertinho de nós e que tem uma vista de tirar o fôlego é a Stratosphere, 16 minutos andando, ponto mais alto de Vegas e de todo o Estado de Nevada, e o mais legal: é possível subir sem pagar nadinha e se você gosta de adrenalina em seu topo há três atrações de tirar o folêgo!

Para quem gosta de History Channel, o Pawn Star fica a 9 minutos (série americana filmada aqui, onde se relatam as atividades diárias na loja de penhores Gold & Silver).

Se você pensa em casar em Vegas tem uma capelinha bem pertinho daqui, eu não perdi a oportunidade, haha.

Estamos a 13 minutos de carro da principal atração da cidade: Las Vegas Strip (a conhecida Strip Street), tem 7 km de extensão e concentra praticamente 80% do entretenimento de Vegas. Além disso, o hostel é bem pertinho de diversas lojas (Wallgrens, 7eleven, 99cents).

Ponto turístico de Las Vegas

4. Rotina Worldpacker

Nosso anfitrião é muuuuito organizado e preparou tudo para que aprendamos com facilidade e rapidez. No primeiro dia geralmente começamos às 8 da manhã e ficamos por conta de ler instruções e ver vídeos sobre a rotina de housekeeper, tudo é muito bem explicado e demonstrado nos vídeos, o que facilita em muito se seu inglês ainda não é lá essas coisas!

No segundo dia ainda começamos cedo para terminarmos de ver todos os vídeos e... mão na massa! Alguém fica por conta de nos ajudar nos primeiros afazeres e no restante dos dias somos sempre supervisionados.

Depois do segundo dia ainda na primeira semana iniciamos às 10h e a partir da segunda semana começamos às 10h30. O horário em que você terminará depende de diversos fatores, sendo principalmente a quantidade de quartos para limpar, quantidades de housekeepers no dia e sua agilidade, o mais cedo que saí foi 12h30 e geralmente não passa das 15h.

O trabalho é super tranquilo e não atrapalha em quase nada se você quer fazer alguma outra coisa no restante do dia. Se o hostel desenvolve algum passeio geralmente é possível ir em todos, pois o anfitrião tem o cuidado de sempre sair depois de todos terminarem!

Às vezes você é escalado para night housekeeper, no máximo uma vez na semana, e é super tranquilo também. Finalmente a folga, geralmente dois dias na semana.

Após um mês como housekeeper, apesar do meu inglês ainda engatinhando, consegui ser "promovida" como supervisora housekeeper, o que me daria agora quatro ou três days off por semana, porém um pouquinho mais de responsabilidade.

voluntários do Hostel Cat

5. Benefícios

O hostel oferece café da manhã (panqueca e café), as demais refeições ficam por sua conta, mas você possui toda infraestrutura para fazê-las.

Quando falamos do nosso desejo de aprender inglês, nosso anfitrião colocou no cronograma fixo do hostel três aulas de inglês por semana, dada por staffs fluentes, isso sem contar com as aulas extras que sempre alguém se dispunha a dar.

Além disso, o anfitrião está sempre organizando passeios que em sua maioria são gratuitos ou um valor significativo, apenas para custear alguns gastos.

O hostel sempre promovia passeios, fomos ao Valley of Fire, Red Rockers, cassinos, boliche, boates em cassinos, famosos com direito a bebidas super baratas, pool party, praticar esportes(vôlei, basquete, futebol e futebol americano), assistir gratuitamente pelo telão Vegas Golden Knights - time hockey de Las Vegas.

Também fomos ao rio, em Riverside. Esse foi o melhor passeio e vale a pena maiores detalhes: o anfitrião levou um boia para 11 pessoas, levamos bebidas e comidas e passamos todo o dia descendo as correntezas do cristalino e também gelado rio da cidade de Riverside, algumas de suas regiões lembram praias... no final paramos num lindo parque para ver o pôr o sol! 

6. Enfim...

Conheci pessoas incríveis e lugares maravilhosos. Ser Worldpacker é viver experiências únicas e totalmente fora do convencional! 

Para você meu conselho é: viva sua história, compartilhe experiências e aproveite esse mundo maravilhoso que temos para conhecer!



3292da0ad79c42a8c978223e289581da

IZABELA HORSTE

Enfermeira que deixou a rotina hospitalar para conhecer o mundo (15 países) de maneira econômica ...

Ago 10, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar izabelahorstep saber :-)


Comentários