Hostel em Cusco

A América do Sul é o continente dos sonhos de muitos viajantes.

Tem praias paradisíacas, montanhas geladas, ruínas de civilizações incríveis, natureza exuberante e muitas culturas extremamente ricas. Isso sem falar da música, das festas e de sua gente hospitaleira.

É preciso dedicar uns bons meses para realmente conhecer toda a diversidade dessa terra e uma ótima forma de viajar e estar em contato com a realidade local é trocando trabalho por acomodação.

Não só o viajante tem a oportunidade de passar mais tempo em uma determinada região, como também de:

  • Conhecer pessoas locais;
  • Se inserir nas tradições;
  • Aprender sobre o modo de vida;
  • Economizar para viajar mais;
  • E claro, fazer amigos!

Ok, você já sabe todas as vantagens de viajar trocando trabalho por acomodação. Agora, como decidir onde ir? São tantas opções maravilhosas!

Pois bem, para ajudar e inspirar os indecisos, decidi fazer essa lista com 15 dos hostels mais incríveis para ser worldpacker na América do Sul.

Todos eles têm avaliações extremamente positivas de vários viajantes que já passaram por lá como voluntários e super recomendam a experiência.

Nessa lista vou te mostrar quais atividades você pode desenvolver como worldpacker, o que você recebe em troca e te contar o que os antigos voluntários disseram sobre o tempo que passaram lá. Eles são:

  1. Llhama Loca Hostel - San Pedro de Atacama, Chile
  2. Hostel Casa do Mundo - Rio de Janeiro, Brasil;
  3. Ananta Hostel - Córdoba, Argentina;
  4. The Hostel - Salvador, Brasil;
  5. La Tortuga Hostel - Santa Marta, Colômbia;
  6. The Search House - Florianópolis, Brasil;
  7. Cosmo Elqui Hostel - La Serena, Chile;
  8. Millhouse Hostel - Cusco, Peru;
  9. 70 30 Hostel - Buenos Aires, Argentina;
  10. Balaio Hostel - Trancoso, Brasil;
  11. Hostel Bella 269 - Santiago, Chile;
  12. F&F Hostel - Punta del Este, Uruguai;
  13. Alaska Hostel - Bariloche, Argentina;
  14. Hostal Mantecillo Norte - Puchuncaví, Chile;
  15. We Hostel - São Paulo, Brasil.

Vamos à lista dos 15 hostels onde você pode se hospedar gratuitamente:

1. Llama Loka Hostel, San Pedro de Atacama, Chile


Llama Loka Hostel

Não há dúvidas que o Deserto do Atacama é um dos lugares mais incríveis da América do Sul. Trocar trabalho por acomodação lá no Llama Loka Hostel é mais incrível ainda. Em um grande terreno, os hóspedes e voluntários têm muitas áreas ao ar livre para aproveitar, com redes, piscina, mesas para picnic, além de grandes tendas que abrigam festas animadíssimas.

  • Quais atividades você pode fazer:

Ajudar com as festas! Organize os eventos, chame a galera, dê uma mão no bar. Além disso, eles aceitam voluntários dispostos a ajudar na limpeza, na recepção, decoração e manutenção do hostel.

  • O que você recebe em troca:

Uma cama no quarto da equipe, lavanderia gratuita, festas e eventos na faixa e um dia livre por semana para aproveitar o Atacama. Eles também tem parceria com algumas agências de turismo, o que garante tours e passeios com desconto para os voluntários.

  • Avaliação dos viajantes:

Com 14 avaliações positivas, o Llama Loka faz sucesso entre viajantes de diversas nacionalidades. A Andressa do Brasil disse que "É bem justo o trabalho no hostel e os descontos nos tours ajudam bastante! O esquema de turnos de trabalho torna possível conhecer toda a cidade de San Pedro. O hostel possui uma energia incrível, o ambiente é agradável e rola algumas festas bem bacanas. Foi um aprendizado e tanto para a vida, além de conhecer pessoas incríveis!".

2. Hostel Casa do Mundo, Rio de Janeiro, Brasil


Hostel Casa do Mundo

Curtir o Rio de Janeiro fora dos bairros óbvios de Copacabana e Ipanema, em uma localização super especial na Lagoa da Tijuca, é possível! O Hostel Casa do Mundo fica ao lado de um canal da Lagoa e a poucos minutos de caminhada da praia. Ou seja, é possível ser worldpacker na grande metrópole que é o Rio, estando totalmente inserido na natureza.

O hostel ainda conta com piscina, academia de ginástica e uma área de integração externa super da hora.

  • Quais atividades você pode fazer:

O Hostel Casa do Mundo recebe worldpackers para ajudar na cozinha, para organizar festas e eventos, receber hóspedes e para cuidar da limpeza e organização dos quartos.

  • O que você recebe em troca:

Três dias totalmente livres para curtir o Rio, café da manhã e lavanderia gratuita.

  • Avaliação dos viajantes:

Com média de cinco estrelas, 26 viajantes avaliaram positivamente a experiência no Hostel Casa do Mundo. O Lucas disse "O hostel é muito aconchegante e o melhor é que você fica em meio a natureza (e ainda perto da região badalada da barra da tijuca)" e a Milena mandou avisar que "Não há escolha melhor no worldpackers! Vá, mas saiba que vai ser MUITO difícil dizer adeus pra essa casa e para essas pessoas".

3. Ananta Hostel, Córdoba, Argentina


Ananta Hostel

O Ananta Hostel fica tanto no coração de Córdoba, como de todos os worldpackers que por ali passaram. Trocar trabalho por acomodação ali significa colaborar, fazer amigos e aproveitar a vida. A sensação é de estar compartilhando uma grande casa, ao invés de estar hospedado em um hostel. Os voluntários são tratados como família, o que deixa a hora do adeus muito mais difícil.

  • Quais atividades você pode fazer:

Eles precisam de ajuda com recepção, administração, limpeza, governança e a preparar e servir drinks no bar. E claro, a fazer todos os hóspedes se sentirem em casa!

  • O que você recebe em troca:

Dois dias livres por semana, uma cama no quarto da equipe, lavanderia gratuita, bicicletas para explorar a cidade e vários descontos de estabelecimentos parceiros.

  • Avaliações dos viajantes:

A Bruna e outros 24 viajantes que passaram por lá amaram a experiência. Ela conta que "Eu tive a sorte de poder fazer parte dessa família chamada Ananta. Desde o primeiro dia fui super bem recebida e assim foi todo o tempo que estive ai. O trabalho é tranquilo, o hostel é super agradável e aconchegante. Vale super a pena a experiência".

4. The Hostel, Salvador, Brasil


The Hostel Salvador

Sempre sonhou em morar em Salvador? Viver no agito dos carnavais fora de época, ter o mar ali sempre à vista e comer as delícias baianas todos os dias? Oxe, pois tem um hostel incrível lá, com direito a piscina de borda infinita e tudo esperando por você.

O The Hostel Salvador é super moderno, tem bar, mesa de sinuca e espaços aconchegantes que propiciam a interação entre os hóspedes.

  • Quais atividades você pode fazer:

No momento o The Hostel Salvador precisa de ajuda com administração, recepção pelo dia e pela noite, governança e limpeza.

  • O que você recebe em troca:

Além de uma cama em um dos quartos compartilhados com hóspedes, os worldpackers tem direito ao café da manhã delícia e uma infinidade de descontos em estabelecimentos parceiros, como restaurantes e bares.

  • Avaliação dos viajantes:

A Claudia, do Brasil, gostou demais da experiência e morre de saudades. Ela escreveu que "o staff todo faz muita falta: o pessoal da limpeza, da manutenção, os da recepção e do bar! Tive a oportunidade de trabalhar em outros projetos dentro do hostel e só tenho que agradecer a grande oportunidade". Com 12 avaliações positivas, o The Hostel Salvador tem uma média de 4,5 estrelas.

5. La Tortuga Hostel, Santa Marta, Colombia


La Tortuga Hostel

Passar um tempo no Caribe é o sonho de muita gente e uma ótima forma de realizá-lo é sendo worldpacker no La Tortuga Hostel, em Santa Marta na Colômbia. Além de aproveitar as praias paradisíacas da região, quem troca trabalho por hospedagem ali tem direito a passar longas horas na piscina, debaixo da sombra das árvores no quintal e nas redes do bar, admirando a linda vista para o mar.

  • Quais atividades você pode fazer:

Atividades que envolvam reparos e manutenção da estrutura do hostel são muito bem vindas, bem como quem tenha experiência com recepção e administração.

  • O que você recebe em troca:

Dois dias livres, descontos em parceiros (restaurantes, bares e hostels em outras localidades), além de festas de graça.

  • Avaliações dos viajantes:

Com 7 avaliações positivas, o La Tortuga é um dos principais hostels para quem quer conhecer o Caribe. A Thais escreveu que "voluntariar no La Tortuga Hostel foi uma das melhores experiências da minha vida. Santa Marta é uma ótima cidade e Taganga um vilarejo maravilhoso para viver, festejar e mergulhar. E o La Tortuga? Simplesmente o hostel mais incrível para se hospedar e trabalhar. A casa é super bonita e confortável, mas o que realmente faz a diferença são as pessoas."

6. The Search House, Florianópolis, Brasil


The Search House 

O The Search House em Florianópolis tem praticamente tudo que você pode pedir aos céus: piscina, redes, pista de skate, shows de música ao vivo e pranchas de surf. Tudo isso a pouquíssimos passos da praia. Como se isso não bastasse, a equipe do hostel é como uma família, o que deixa a experiência de ser worldpacker lá ainda mais especial.

  • Quais atividades você pode fazer:

Por ser um hostel super animado e com tanta coisa para fazer, o The Search House tem diversas vagas para todo tipo de habilidade. Os viajantes podem ajudar no bar, na cozinha, no jardim, recepção, limpeza, organização de eventos e festas e na manutenção do espaço, inclusive consertando algumas coisinhas.

  • O que você recebe em troca:

Uma infinidade de benefícios! Além da cama em dormitório compartilhado, quem é worldpacker tem direito a café-da-manhã, passeios, festas e lavanderia de graça, além de pranchas de surf à disposição e aulas de yoga. O hostel ainda tem parceiros como bares e restaurantes que oferecem descontos a quem trabalha em troca de acomodação no The Search House.

  • Avaliação dos viajantes:

Com 13 avaliações positivíssimas, o The Search House é realmente amado pelos worldpackers. O Mauricio escreveu "É impossível descrever em apenas 600 palavras uma das melhores experiências que já tive nessa jornada como mochileiro, só me resta agradecer a enorme família que fiz no The Search". <3

7. Cosmo Elqui, La Serena, Chile



É festa que você está procurando? Pois acabou de encontrar a experiência perfeita: ser worldpacker no Hostel Cosmo Elqui, em La Serena, no Chile. O lugar é perfeito para quem curte uma boa festa, com uma atmosfera animada todos os dias, gente de todos os cantos do mundo, um rooftop incrível para fazer novos amigos antes de sair para a balada. A decoração é super autêntica e ajuda a animar todo mundo com suas cores fortes e arte por todos os lados.

  • Quais atividades você pode fazer:

Eles precisam de ajuda no rooftop bar, na recepção, limpeza, manutenção e decoração, mas não só nisso. Eles estão abertos a voluntários que tenham habilidades específicas e que possam ser ensinadas à equipe e aos hóspedes.

  • O que você recebe em troca:

Dois dias livres, café-da-manhã, lavanderia gratuita, festas incríveis e bicicletas para explorar a região.

  • Avaliação dos viajantes:

Com média de cinco estrelas, o hostel Cosmo Elqui tem 20 avaliações de worldpackers que já passaram por lá. O Sam, da África do Sul disse "Cosmo Elqui era como minha casa! Foi incrível ficar nesse hostel e ter a oportunidade de voluntariar e trabalhar com pessoas maravilhosas. A vibe do hostel é sensacional e tudo que você precisa está lá!".

8. Milhouse Hostel, Cusco, Peru


Milhouse Hostel

Outro destino incrível na América do Sul é Cusco, no Peru. Porta de entrada para Machu Picchu, a cidade borbulha com viajantes 365 dias por ano. O Hostel Milhouse tem um grande pátio em seu interior com mesa de ping pong, puffs e redes, ambiente perfeito para socializar e fazer amigos de diferentes partes do mundo. Além disso, o hostel é conhecido pelo seu clima de festa.

  • Quais atividades você pode fazer:

Ajudar no bar, a animar o pessoal para as festas, dar uma mãozinha na cozinha e na recepção durante a noite.

  • O que você recebe em troca:

Três dias livres, uma cama no quarto da equipe e café da manhã.

  • Avaliação dos viajantes:

Com 24 avaliações é fácil perceber que todos os worldpackers curtiram a experiência de trocar trabalho por acomodação no Millhouse Hostel. O espanhol Eric disse "Eu recomendo essa experiência para todo mundo que quer se divertir, ir para balada, beber e ganhar uma família enquanto viaja".

9. 70 30 Hostel, Buenos Aires, Argentina


70 30 Hostel

Difícil passar por Buenos Aires e não se apaixonar pela cidade, ainda mais se você for um worldpacker no 70 30 Hostel. O hostel fica em um lindo casarão antigo, daqueles com pé direito bem alto, decoração descolada/retrô em um dos bairros mais legais da cidade, Palermo.

  • Quais atividades você pode fazer:

Recepcionar hóspedes, ajudar a fazer o café da manhã, ficar na recepção à noite e ajudar a manter o hostel sempre limpo.

  • O que você recebe em troca:

Dois dias livres, café da manhã, acomodação em quarto de equipe e desconto em restaurantes e festas.

  • Avaliação dos viajantes:

Quem já passou por lá curtiu a experiência. A Emily dos Estados Unidos disse que "Todo mundo com quem trabalhei virou família e na hora de ir embora não queria dizer adeus. O trabalho é simples, o hostel tem uma localização perfeita e, no geral, é um hostel muito da hora". Outros 21 worldpackers parecem concordar com ela.

10. Balaio Hostel, Trancoso, Brasil


Balaio Hostel

Se hospedar no Balaio Hostel, seja como hóspede ou como worldpacker, é uma autêntica experiência baiana. O lugar é mega colorido, com muitas estampas e em um lugarzinho especial na vila, mais próximo da comunidade local, o que garante a oportunidade de conhecer a realidade de quem realmente cresceu e vive nesse paraíso. Tudo isso a uma curta caminhada de uma das praias mais lindas do Brasil.

  • Quais atividades você pode fazer:

Diariamente os worldpackers ajudam com recepção (inclusive no turno da noite), fotografia e vídeo, limpeza e administração.

  • O que você recebe em troca:

Dois dias livres para aproveitar o calor, o mar, as praias e as redondezas, café da manhã com delícias locais, além da sua caminha em um dormitório compartilhado com hóspedes.

  • Avaliação dos viajantes:

Quase todas as avaliações do Balaio Hostel são de 5 estrelas. As 29 avaliações falam muito sobre a vila de Trancoso, a beleza da região e amabilidade da equipe do hostel. A Joana disse que "Minha experiência no Balaio foi mágica e cheia de amor. No Balaio você se sente como na sua casa, as tarefas são simples e o tempo que passa “trabalhando” nem sente. As pessoas que encontrei no meu tempo nesse paraíso carrego com muito carinho".

11. Hostal Bella 269, Santiago, Chile


Hostal Bella 269

Santiago tem muita coisa para oferecer para seus visitantes e quem se apaixonar pela cidade pode passar mais tempo como voluntário no Hostal Bella 269. Com ótima localização e fácil acesso ao transporte público, o hostel é perfeito para quem quer explorar cada cantinho dessa incrível capital sul-americana.

  • Quais atividades você pode fazer:

O hostel aceita voluntários para trabalharem com manutenção e reparos, jardinagem, limpeza, recepção e ajudar a preparar e servir o café da manhã.

  • O que você recebe em troca:

Maravilhosos três dias livres por semana, quarto compartilhado com hóspedes e outros voluntários, café da manhã, lavanderia gratuita e pub crawls na faixa!

  • Avaliações dos viajantes:

Com média de 4,5 estrelas, o hostel Bella 269 possui 24 avaliações positivas de ex-worldpackers. A Yury Andrea da Colômbia recomenda: "Foi maravilhoso chegar nesse lugar tranquilo e conhecer pessoas estupendas que fizeram minha experiência ser inesquecível. Fui embora com uma mala cheia de recordações!".

12. F&F Hostel, Punta del Este, Uruguai


F&F Hostel

Quem se hospeda no F&F Hostel em Punta del Este, no Uruguai, tem dificuldade de sair de lá. O hostel é tão legal que dá para passar o dia inteiro na piscina, no jardim, descansando nas redes ou numa festa no bar. Ou fazer isso tudo no mesmo dia!

  • Quais atividades você pode fazer:

Ajudar no bar, na limpeza, no preparo do café da manhã e na recepção, inclusive no turno da noite.

  • O que você recebe em troca:

Uma cama no quarto da equipe, uma cozinha toda equipada para o preparo das suas refeições e lavanderia gratuita.

  • Avaliação dos viajantes:

O F&F é um dos queridinhos dos worldpackers no Uruguai e tem nove avaliações, todas positivas. O Rodrigo do Brasil escreveu que "Foi uma experiência incrível, toda a equipe é da hora, as tarefas e os horários são bem planejados. Recomendo o hostel, que tem um ambiente super agradável e toda a estrutura necessária".

13. Alaska Hostel, Bariloche, Argentina


Alaska Hostel

A Patagônia é um dos destinos mais incríveis do mundo e quem busca por uma experiência bem autêntica, o Alaska Hostel em Bariloche é super recomendado pelos worldpackers. A estrutura é bem típica da região: cabanas de madeira com aquecedor, cobertores quentinhos e muita neve no inverno.

  • Quais atividades você pode fazer:

Voluntários ajudam na recepção, interação com hóspedes e tem o importante trabalho de fazer todo mundo se sentir em casa e ter uma ótima estadia em Bariloche!

  • O que você recebe em troca:

Uma cama no quarto da equipe, um dia livre por semana, café da manhã e lavanderia grátis.

  • Avaliação dos viajantes:

Todos os worldpackers que passaram pelo Alaska Hostel adoraram a experiência e recomendam uma boa temporada por lá! O Gabriel do Brasil disse que "Eu super recomendo. Os anfitriões eram ótimos e o hostel aconchegante. Não é grande, então às vezes eu sentia que estava recebendo hóspedes na minha própria casa".

14. Hostal Maitencillo Norte, Chile


Hostal Maitencillo

Ser worldpacker em um dos hostels mais incríveis e amados do Chile, a somente 300 metros do mar, não parece uma má ideia, né? Você pode surfar, passear de bicicleta, ler no jardim do hostel ou simplesmente relaxar na cabana especial dos voluntários. A cidade, Mantecillo, é pequena e bem fácil de ser explorada.

  • Quais atividades você pode fazer:

Ajudar a preparar e servir o café da manhã, ajudar na limpeza e organização do hostel e na recepção.

  • O que você recebe em troca:

Lavanderia gratuita, acomodação na cabana dos voluntários, toda alimentação inclusa, pranchas de surf só esperando para serem usadas, além de festas e passeios na faixa!

  • Avaliação dos viajantes:

Assim como todos os outros voluntários que passaram por ali e transformaram o Hostal Mantecillo Norte e um hostel cinco estrela, a Mariana recomenda a experiência dizendo “A minha experiência no Maitencillo Hostal foi incrivel! Fui muito bem recebida, conheci uma cidade linda no chile e suas praias incríveis. O trabalho é bem tranquilo e o Álvaro é gente fina, sempre nos perguntando do que estamos precisando e exige um bom trabalho, nada mais justo! Recomendo demais!”

15. WE Hostel, São Paulo, Brasil


WE Hostel

O We Hostel em São Paulo existe para te provar que existe sim amor em SP. O hostel fica em um casarão dos anos 20, numa rua tranquila e arborizada bem pertinho do principal parque da cidade, o Ibirapuera. A decoração vintage do hostel é impecável, o bar é concorrido, as festas são fabulosas e tudo isso fez com que ele estivesse na lista do Hostelworld dos 10 hostels mais descolados do mundo em 2015, sendo o único representante da América do Sul.

Quais atividades você pode fazer:

Os worldpackers ajudam com recepção (inclusive no turno da noite), limpeza, governança e ainda dão uma mãozinha na cozinha e no bar.

  • O que você recebe em troca:

Entre dois e três dias livres por semana, café da manhã e almoço (yey!), além de vários descontos em festas, restaurantes e drinks. E claro, as festas da casa são na faixa!

  • Avaliações dos viajantes:

Com média de 5 estrelas e 38 avaliações no total, a galera que foi worldpacker no We Hostel elogia muito a gerência e os funcionários. A brasileira Isis disse: "Um casarão LINDO e com localização privilegiada onde o quintal é o parque Ibirapuera. A Carina é uma gerente super justa, flexível e acessível, sempre disposta em nos ajudar desde o início".

Espero ter te ajudado a decidir onde ir! Se não, pelo menos te inspirado a ter uma experiência como worldpacker! Tem mais uma infinidade de hostels sul-americanos para você explorar.

Tem alguma dúvida? Algum medo? Venha conversar comigo ou deixe um comentário e eu te ajudo! Todo mundo deveria viajar pelo menos uma vez na vida assim!


5ba4569023967183263586c34261c4f2

Camila

Já está com o pé na estrada para uma grande viagem ao redor do mundo em 2018. Já foi worldpacker ...

+ Ver mais

Ago 22, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar Camila saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor