Meu dia a dia como voluntária de um centro cultural em Barcelona

O projeto que ofereci meu primeiro trabalho voluntário foi o EnriquezArte! É um centro cultural multipotencial e super colorido que fica em Barcelona!


C6bd9aab40d27721a7b5c4d9570898cd

Jan 22, 2019

I am a Brazilian photographer rediscovering myself in spirituality, animal activism and empathy with all the beings of this beautiful planet.

Experiência de voluntariado social em Barcelona

Juntei a fome com a vontade de comer e fui desbravar Barcelona com um olhar mais de moradora e menos de turista possível.

Saí de Floripa com essa vontade: conhecer cada cantinho, cada segredo de Barcelona, aprender mais sobre a cultura, saber me localizar sem um mapinha na mão e saber os melhores horários para fugir da massa de turistas que se amontoa na cidade durante o verão.

Cheguei no projeto EnriquezArte numa segunda-feira e fui recebida por uma equipe em recuperação. A tarde anterior havia sido de trabalhos intensos, pois uma vez por mês o projeto oferece um brunch para a vizinhança com atividades para todo tipo de público. Depois do brunch de Agosto, todos foram nadar na Barceloneta à noite. Perdi uma festona, mas fiquei sabendo de todos os detalhes no dia seguinte. Adorei chegar assim, numa onda de muita atividade!

1. Minha função

Todas as pessoas do projeto são voluntárias. Minha função foi mudando com o tempo, de acordo com a necessidade do projeto e a minha intenção também. Fotografei as artes nas paredes, fiz vídeos das atividades oferecidas, cozinhei, pintei e furei paredes, montei flyers para as redes com o cronograma do projeto, organizei e trabalhei em brunchs e muito mais!

2. Horários de trabalho

O centro fica aberto de segunda a sábado das 9h às 21h, e aos domingos das 9h às 17h. Trabalhamos cinco dias por semana e o dia de folga pode mudar de uma semana pra outra (isso pode ser programado com antecedência). Nos dividimos em duas equipes, a equipe da manhã, que trabalha das 9h às 13h e das 15h às 17h30, e a equipe da tarde que fica das 15h às 21h30.

Toda manhã começamos às 9h com meia hora de yoga, meditação e escritura livre, que é a primeira atividade de todos os dias, oferecida à comunidade também. Fazemos uma pausa de meia hora para tomar café todos juntos e sempre convidamos quem foi fazer Morning Yoga pra bater um papo.

Retomamos o trabalho às 10h com um briefing com todos os voluntários de turno para saber o que é prioridade no dia e já dividimos as tarefas ali também. Pausa pro almoço às 13h, depois às 15 já tem a equipe da tarde no briefing também, e assim podemos dar continuidade às atividades do dia. Fechamos as portas às 21h e quem tá de turno limpa as salas que foram usadas no dia.

3. Cursos e atividades

O projeto oferece aula de Yoga, defesa pessoal, artes marciais, ritmos caribenhos, dança oriental, francês interativo, castelhano, reforço escolar, zumba, escalada, inteligência emocional e mais alguns.

Cada dia há pelo menos três ou quatro atividades, e os voluntários são responsáveis por receber a comunidade, organizar as salas onde as atividades serão realizadas, manter a ordem e limpeza e cuidar da horta comunitária. Também recebemos voluntários locais quase todos os dias e organizamos as tarefas deles para o dia.


Sala de dança do projeto

4. Estrutura do projeto

O Centro está localizado em Nou barris e fica entre dois prédios de apartamentos, então tudo que vemos são as janelas dos vizinhos e a nossa horta. Tem o quarto para as meninas, com dois beliches, e o quarto dos meninos, com três beliches.

Tem dois banheiros, uma sala de cinema/trabalho, uma sala para as aulas de dança cheia de espelhos e uma sala para as aulas de yoga e artes marciais com um tatami lindão. Todos usam a mesma cozinha e ducha. A parte externa tem uma horta, algumas mesas e cadeiras, um sofazão e uma parede de escalada, que eu ajudei a montar!

5. A equipe

Como o projeto não recebe hóspedes e todos somos voluntários, tive tempo de conhecer melhor cada um dos meus colegas e fiz amizades muito lindas.

Minha relação com Jean, o anfitrião, foi super tranquila e cheia de trocas. Aprendi muito e pude me expressar livremente tanto com ele como com os demais voluntários.

Me senti em casa em todos os momentos! Nos tornamos uma família mesmo, e todas as pessoas que conheci nesse tempo me trouxeram algo positivo e inspirador.


Os outros voluntários foram parte fundamental da experiência

6. Benefícios

Todos os voluntários podem participar gratuitamente de todas aulas oferecidas no projeto, desde que seja no horário de folga. Além disso, faz parte do trabalho a aula de ioga todas as manhãs, e até pude liderar essas aulas algumas vezes. De uma pessoa que fazia ioga às vezes, me tornei instrutora!

Tem também café da manhã, almoço e jantar incluídos (todas refeições vegetarianas), e lavanderia uma vez por semana. Detalhe, você vai morar num projeto com uma sala de dança e uma sala com um tatami que você pode usar depois do horário de funcionamento! Resumindo, é ótimo! Sem comentar em todas as novas habilidades que desenvolvi durante meu trabalho.

7. Proximidades e comodidades (ou não) da localização

Tem mercado bem pertinho, tem lavanderia, farmácia, tudo a menos de 10 minutos caminhando. A estação de metrô mais próxima é Vilapicina - linha azul, e fica a duas quadras do projeto EnriquezArte. 

Com relação à distância até centro de Barcelona, fica um pouco afastado, caminhando pode levar uma hora, mas com o metrô você vai pra qualquer lugar.

Não tem muita vida noturna nas proximidades porque é um bairro mais residencial, mas sempre que saímos encontramos algum bar aberto.

Minha dica: tome cuidado com as leis na Espanha, tem horário pra comprar bebida alcóolica e não pode beber em espaços públicos. Compre algo pra levar pra casa ou beba nos bares! Não espere a polícia vir pedir pra jogar as garrafas fora!

8. O idioma

Dá pra se virar com um portunhol na Espanha tranquilo. No projeto se fala um pouco em espanhol, um pouco em inglês, um pouco em francês, e a gente vai se ajudando quando precisa de uma tradução. Não precisa falar inglês ou espanhol, mas se puder, será muito útil!

9. Para se dar bem no projeto

Seja você mesmo, se permita largar um pouco os aparelhos eletrônicos e invista seu tempo conhecendo o projeto, as pessoas, a vida em Barcelona! Respeite a diversidade, se dedique a aprender o máximo que puder e com certeza sua experiência será muito produtiva.

Uma dica ótima é: compre uma bicicleta de segunda mão e revenda quando for embora. Barna é uma cidade cosmopolita, muito bem estruturada com ciclovias por toda a cidade! Além de economizar no transporte, você vai poder conhecer melhor as ruas, a vegetação, a vida nessa cidade incrível!

Outra dica: se for fazer seu voluntariado no verão, aproveite as praias! Fuja da Barceloneta, que tá sempre lotada de turistas. Ande 5 minutos a mais e curta o verão na Nova Icária, ou na Marbella, que são mais sossegadas, e lindas por sinal. Já se for durante o inverno, bota casaco! O clima muda muito, chove pouco, mas depois que chove esfria demais! Prepara a mala com roupas de bastante frio e se joga.

E pra finalizar, uma das coisas que eu mais amei nesse centro cultural foi o Mercado Grátis. É um roupeiro lotado de itens que qualquer pessoa pode pegar. Roupas, calçados, bolsas, mochilas. Se puder, leve na mala tudo que você quiser doar, assim você pode fazer como eu e trocar praticamente todos os itens da sua mala, doando algumas peças e pegando outras.

Eu desejava muito trocar todo meu guarda-roupas sem gastar muito, e simplesmente amei essa ideia. Levo comigo mais esse aprendizado. As coisas são só coisas. O que mais importa são as memórias, as histórias que vivemos usufruindo das coisas e da companhia de outros seres incríveis. 



C6bd9aab40d27721a7b5c4d9570898cd

Jan 22, 2019

I am a Brazilian photographer rediscovering myself in spirituality, animal activism and empathy with all the beings of this beautiful planet.


Gostou? Não esqueça de deixar Marcela saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor