frente do Marilyn Mansion

1. A experiência

Para a Marilyn Mansion fui selecionada como Guia Turístico/Administração/Recepção

A carga horária era de 24 horas semanais divididas em três turnos, que eram alternados com outros dois worldpackers. Normalmente o gerente fazia a escala, mas ele estava aberto para solicitação de dias específicos que quiséssemos as nossas folgas. Os nossos turnos eram sempre a noite, das 16h às 24h.

As tarefas eram: preparar algumas coisas do café da manhã para o dia seguinte, como cortar os frios, separar as frutas, iogurtes, suco e leite e deixar a cozinha organizada para a funcionária que serve o café da manhã; manter a limpeza das áreas comuns (sala, cozinha, banheiros) e checar os quartos antes dos hóspedes chegarem; check in; lidar com pagamentos em cartão e dinheiro e fechar o caixa do dia; e atendimento telefônico.

2. A casa

Marilyn Mansion não é um hostel, é uma guest house, portanto, somente com quartos privados, o que faz do lugar muito mais tranquilo do que um hostel.

É uma casa, muito fofa, mas que precisa de alguns reparos. O quarto dos worldpackers é improvisado num corredor largo que seria uma saída de emergência (parece meio assustador, né?), mas nunca nada aconteceu e funciona bem.

3. Staff

O staff é composto pelo gerente, dois faxineiros brasileiros, outra faxineira, que é irmã do gerente, e os Worldpackers, que são sempre três e, no caso, também brasileiros.

Me dei bem logo de cara com o gerente e os brasileiros e fui recebida pela irmã do gerente com uma avalanche de fofocas logo no primeiro dia, como tinha acabado de chegar fiquei em choque.

4. O acordo

Em troca das 24 horas semanais de trabalho recebia a acomodação (quarto para três voluntários) e o café da manhã.

O gerente pedia que eu tomasse o café da manhã no mesmo horário oferecido aos hóspedes, mas não podia me sentar nas mesmas mesas que eles, eu tinha que comer na cozinha, que tinha acesso liberado somente para o staff.

5. Localização

A casa fica em Rathgar, um bairro residencial, mas bem próximo ao centro (30 minutos caminhando) e tem tudo bem perto, mercados, farmácias, lojas e pubs. 

É atendido por várias linhas de ônibus, inclusive a linha 16 direto para o aeroporto.

6. As folgas

O que fazer com quatro dias de folga na semana? No meu caso, que já conhecia a cidade, estudar. Como muitos outros Worldpackers, aproveitei para melhorar meu inglês.

Como vou prestar Enem esse ano, aproveitei meu tempo livre para estudar online e em alguns outros dias saía pela cidade.

Dublin tem muita coisa para fazer, clubs, pubs, exposições.

The Temple Bar, pub famoso em Dublin

7. Idioma

Se você acha que fala inglês, espera até escutar o sotaque irlandês haha.

Meu inglês é avançado, caminhando para o fluente e ainda assim era uma luta falar com irlandês ao telefone. 

Como a posição é para trabalhar na recepção diretamente com os hóspedes, é necessário que você tenha um nível suficiente para tal, pois você vai trabalhar sozinho a noite, pode ser que não tenha ninguém por perto para te ajudar. 

8. Conselho

Não é sempre que o nosso santo bate com os outros santos, mas lidar com pessoas é uma arte.

Se entramos nesse barco para um intercâmbio cultural é exatamente essa arte que temos que aprimorar. 

No geral o staff é bem receptivo e você vai fazer algumas amizades.

Já que estamos falando de uma guest house, o nível de exigência dos hóspedes é um pouco mais elevado, então tente se apresentar bem e educadamente e mantenha o lugar sempre apresentável e limpo. 



556ad1fc78307d5b94aab76ed18d8362

Monise

Currently 'backpacking' around Europe with a heavy suitcase, running away from my comfort zone. ...

+ Ver mais

Ago 22, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar Monise saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor