Minha jornada de viajante a parte da equipe da Worldpackers

Há exatamente dois anos, embarquei no que seria o início da minha maior jornada até então. Após as conhecidas desilusões do mundo corporativo e de todos os seus desafios, fui me encontrar mundo afora - e a Worldpackers foi fundamental nessa descoberta.


4a060279dd76f5620a7361d6bb1b148f

Caroline

Out 09, 2019

Brazilian, SP, 26. | traveler ∙ photography lover ∙ inspired by people and changing the world a trip at a time

Relato da Carol Pe

Minha jornada na Worldpackers começou há pouco mais de dois anos, em um momento muito delicado: tinha sido demitida de um emprego que já não me fazia feliz e precisava me redescobrir. Nessa época, não conseguia mais me lembrar dos meus sonhos ou do que eu valorizava.

Uma amiga me abriu os olhos para a imensidão de sonhos que eu poderia realizar dali pra frente, lembrei que viajar era um deles. Foi assim que conheci a Worldpackers.

Apesar do frio na barriga, peguei minhas malas e fui encarar minha primeira viagem internacional e minha primeira viagem sozinha: vivi uma experiência incrível pela plataforma durante um mês em Dublin, na Irlanda. Depois, passei outros dois meses conhecendo seis diferentes países e suas culturas e cores, seus povos e gostos.

Foi buscando por uma versão melhor de mim mesma que me lembrei de toda a paixão que sempre tive em ajudar outras pessoas a se tornarem versões melhores delas.


Carol na Europa

Quando voltei ao Brasil, já sabia o que eu não queria pra mim e sabia que queria fazer parte de algo maior do que apenas ter um emprego - entendi que, muitas vezes, é mais importante saber isso do que ter o plano perfeito em mente.

Depois de entrar em um processo de autoconhecimento mais profundo e de começar a voluntariar em uma ONG como professora de inglês, comecei a buscar por um novo emprego que me faria feliz e acabei encontrando uma vaga para trabalhar no escritório da Worldpackers. Sentia tanta gratidão pelo que vivi e pela forma como fui transformada que quis fazer parte dessa empresa.

Comecei como freelancer de Marketing Digital, o que era algo completamente novo pra mim. Apesar de ser formada em Publicidade e Propaganda, nunca tinha trabalhado diretamente com mídias digitais. Estudei tudo o que pude para fazer a mágica acontecer e, durante esse processo, o Eric (um dos co-fundadores da Worldpackers) me acompanhou e me deu toda a autonomia para que eu pudesse fazer testes e aprender na prática. Essa experiência durou uma semana, e foi ali, em meio a um clima tão bom, que percebi que não queria trabalhar em outro lugar.

Durante o período como freelancer, estava também participando de um processo para uma vaga efetiva na área de Anfitriões, responsável pela aprovação e pela retenção dos anfitriões na plataforma. Eu não era uma pessoa muito ligada a números e a análises: julgava que não era boa nisso, já que no emprego anterior não tinha a menor afinidade com esse tipo de atividade. Mesmo assim, segui na aplicação - afinal, eu já não era mais a pessoa que tinha sido antes do meu mochilão e não iria me limitar a acreditar que não era suficiente. No fim da semana, soube que a vaga de Account Manager de Anfitriões era minha.

Durante minha viagem, me tornei uma pessoa muito diferente daquela que tinha sido demitida. A Caroline de antes se preocupava demais com o que as pessoas pensavam de sua aparência, da forma como se portava, ou se aquilo estava de acordo com os padrões que a sociedade impunha. Mesmo com essa transformação, o primeiro desafio que tive foi o de quebrar os vícios do mundo corporativo: maquiagem impecável, e-mails formais e o medo de testar novas ideias ainda faziam parte de mim no primeiro mês. Tive muita sorte de contar com pessoas incríveis como a Paula, minha líder na época, para fazer com que esses hábitos dessem espaço para um dia a dia muito mais leve e real.

Depois de quase um ano de muito estudo, tentativas e erros, de projetos lindos e cheios de propósito, recebi uma nova proposta: me tornar líder da área de Operações, formada pelas equipes de Suporte e de Anfitriões.

Foi incrível ter sido reconhecida por profissionais (e amigos!) que tanto admiro, aceitei de coração aberto todos os desafios que viriam (e vêm, constantemente) por aí. Vejo esse reconhecimento como um grande presente para a Caroline lá do começo do texto, que se sentia tão perdida e incapaz.

Fui aprendendo, dia após dia, o que faz a Worldpackers ser tão diferente de qualquer outra empresa. Já vi muitas empresas que vendem valores e propósitos surreais enquanto praticam coisas completamente diferentes no dia a dia. Fico feliz ao dizer que nada disso aqui é da boca pra fora.

Somos um time de pessoas muito diferentes. Temos escritores, programadores, publicitários, designers, fotógrafos, internacionalistas, administradores... Mas, mais do que profissionais diferentes, temos uma diversidade de humanos incríveis por aqui: pessoas empáticas, que me ensinam todos os dias e me inspiram a ser uma pessoa melhor. Temos pessoas de diversas crenças e que vêm de diferentes lugares. Gente que se preocupa com o mundo e que faz de tudo pra ele ser um lugar melhor. Gente com propósito.


Aniversário da Worldpackers

Foi ao lado dessas pessoas que já passei por alguns momentos pessoais bastante difíceis. É ao lado delas, também, que comemoro cada uma das minhas conquistas - e as conquistas de cada um como se fossem minhas. Com elas, aprendi a praticar yoga, a tocar violão, a acampar, a fazer adobe de argila, a fazer trilhas complicadas e até pulei em uma piscina natural sem saber nadar. Choramos, gargalhamos, cantamos e tomamos uma cerveja ou duas. Brigamos por causa da louça não lavada ou da latinha deixada para fora do lixo. No fim das contas, somos uma verdadeira família. E isso muda tudo.

Todos os dias, compartilhamos mais um pouco de nós: uma técnica nova que aprendemos, um livro, uma nova história, uma visão sobre a sociedade, uma solução e até um sentimento. Essas são as coisas mais ricas que temos e tenho o maior orgulho do mundo por ser parte disso.

O sentimento, no fim das contas, não poderia ser outro a não ser gratidão por fazer parte dessa comunidade e desse propósito, pela confiança, pelos aprendizados e por tudo que vivemos diariamente para fazer com que essa plataforma chegue até você, leitor. São viajantes e anfitriões como vocês que fazem com que a gente siga firme no nosso propósito de transformar pessoas e o mundo inteiro por meio de uma coisa tão gostosa quanto viajar, de um jeito tão bom quanto eu mesma fui transformada.

Safe travels e nos vemos na estrada!


4a060279dd76f5620a7361d6bb1b148f

Caroline

Out 09, 2019

Brazilian, SP, 26. | traveler ∙ photography lover ∙ inspired by people and changing the world a trip at a time


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor