mochilão pela Europa

Das vantagens de ser brasileiro, uma delas é ter um passaporte com entrada sem visto, em boa parte do mundo. O continente Europeu, por exemplo, está de braços abertos pra nós, com países no Território Schengen e os que estão fora dele, o que nos permite um mochilão com visto para  Europa por tempo ilimitado.

1. Território Schengen não é a mesma coisa que União Europeia

Para quem não sabe, os países do espaço Schengen incluem 22 dos 28 países da União Europeia, e mais quatro países que não pertencem à UE. Ou seja, é importante não confundir uma coisa com a outra para não ser pego de surpresa na imigração.

Essa zona territorial inclui os 26 países europeus que assinaram um acordo para pôr fim a todos os controles nas fronteiras internas, o que significa que os cidadãos brasileiros podem viajar livremente naquele espaço sem terem de mostrar os seus passaportes novamente em controle de imigração, como se estivessem viajando em um único país.

Período de permanência

Brasileiros têm o direito de ficar até 90 dias consecutivos ou alternados (entrar e sair várias vezes desde que não ultrapasse o total de dias), dentro de um período de 6 meses, a contar da data da primeira entrada. Importante lembrar que 90 dias não são três meses hein!

Seu passaporte é carimbado assim que você chega em algum dos países desse território e só será carimbado de novo na saída, quando deixar qualquer um dos países do acordo.

Conheça quais são todos os países do Território Schengen e descubra oportunidades de anfitriões Worldpackers para viajar barato pela Europa:

2. Viajando com visto para Europa fora do Território Schengen

Aqui você já começa a entender como é fácil estender seu mochilão pela Europa.

Uma vez que está fora do Território Schengen, cada um dos outros países europeus são tratados como territórios individuais e todos eles têm também entrada livre para brasileiros turistas, com total de 90 dias de permanência cada.

Então uma vez que já passou seus 90 dias de Schengen, para seguir viajando pela Europa basta ir a um desses outros países europeus, que também têm entrada livre para brasileiros, sem precisar de visto para quem viaja como turista.

Dê uma olhada na lista abaixo quais são os 13 territórios fora do Schengen e mais oportunidades Worldpackers para economizar na sua viagem:

*O Reino Unido é o único território Europeu onde brasileiros podem ficar até 180 dias consecutivos. Ele é formado pelos países Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e Wales e é tratado como um único país, ou seja o tempo de permanência total é contato uma vez que você entra nesse espaço, não importa em qual dos quatro países você esteja.

Um passaporte cheio de carimbos é uma das melhores lembranças de um mochilão pela Europa

3. Sair e entrar dos territórios europeus

Bem, uma vez que já está claro que você pode viajar por vários períodos em diferentes territórios no seu mochilão pela Europa, é hora de começar a planejar e calcular os dias que vai ficar em cada um.

Eu uso o app Schengen calculator free,que é uma maneira rápida e prática de fazer as contas certas das datas, sem ter que ficar quebrando cabeça na frente do calendário.

Em qualquer um dos territórios, você têm duas possibilidades: ficar direto no tempo total permitido ou entrar e sair várias vezes dentro do período permitido, conforme o roteiro da sua viagem.

Eu recomendo a primeira opção, não só porque fica mais fácil organizar as datas e evitar ficar passando muito por controle de imigração, mas também porque geograficamente faz mais sentido que o roteiro da sua viagem siga um dos territórios por vez, já que a maioria deles estão agrupados na mesma região.

O período permito do total de dias funciona assim para cada território:

  • Schengen: 90 dias dentro de 6 meses;
  • Reino Unido: 180 dias dentro de 1 ano;
  • Outros países: 90 dias dentro de 6 meses;

O que significa que se vc escolhe ficar direto no Schengen ou em qualquer dos outros países, você precisa ir a outro território e esperar outros 90 dias fora para completar o período de 6 meses e poder voltar. Se quiser passar 180 dias direto no Reino Unido, precisará esperar 6 meses fora do território para recomeçar uma nova contagem de dias, depois de um ano.

Então se, por exemplo, você quiser passar um ano fazendo algum roteiro de mochilão pela Europa, viajando por vários territórios, você poderia fazer um roteiro assim:

  • 90 dias em países do Território Schengen;
  • 90 dias em países fora do Schengen;
  • 90 dias no Território Schengen novamente;
  • 90 dias no Reino Unido;

Dicas Importantes:

Eu recomendo nunca ficar o tempo total de 90 dias, sempre deixo uns 5 dias de sobra por duas razões: a primeira pra não correr nenhum risco de última hora de você não poder deixar o território (como cancelamento de um voo por exemplo) e segundo porque às vezes você precisa voltar uns dias àquele território por alguma necessidade.

Por exemplo, ter que pegar um voo que faz conexão em outro território que você já esteve. Se você vai do Reino Unido à Croácia e tem um voo que vai parar no meio do caminho em Berlim, você obrigatoriamente tem que passar na imigração do Schengen de novo para tomar o outro voo, se você não tem nenhum um dia de crédito sobrando, pode ter a entrada negada.

No caso do Reino Unido, passar na Imigração e dizer que você vai ficar 180 dias poder ser complicado porque vão querer uma boa justificativa para você ficar tanto tempo no país, e ainda terá que provar que tem dinheiro para se manter todo esse tempo. Pois já é mais que uma viagem, será como morar e eles precisam ter certeza que você não tem intenção de trabalhar ilegal.

Diferente dos outros territórios, o Reino Unido só carimba seu passaporte na entrada, com um selo que diz que você tem permissão de ficar 180 dias, independente do tempo que você deseja ficar. Então para não ter complicações, minha dica é dizer na imigração que vai ficar só um mês e depois aproveite quanto tempo quiser dentro dos quase seis meses permitidos

4. Mochilão pela Europa por tempo ilimitado

Você pode seguir roteiros como o que sugeri por tempo ilimitado, desde que respeite o período que tem que ficar dentro e fora de cada lugar. Eu acabo de completar meu primeiro ano vivendo pela Europa e devo seguir ao menos até 2019 assim.

Sei que os destinos dentro do Schengen são os mais desejados por todos, mas tenho tido gratas surpresas com os outros fora do roteiro óbvio, como Croácia e Rússia, meus favoritos até agora. Para quem quiser se inspirar, meu primeiro ano na Europa foi assim:

5. Penalidades

Isso que muita gente fala por aí que basta dar uma saidinha de um território para outro e voltar na semana seguinte para recomeçar a contar os dias do zero é mentira, pelo menos no continente europeu. Não caia nessa!

O controle de imigração é muito rígido com quem desrespeita as regras de tempo de permanência do território. Podem aplicar desde multas caras até proibição da entrada no território novamente por um longo período ou mesmo deportação, dependendo de quanto tempo você ultrapassou. Então fique atento às datas, use o aplicativo que recomendei que não tem erro.

6. Prorrogar mais 90 dias em um mesmo país

Em muitos países é possível solicitar 90 dias a mais para permanecer, a Espanha é um deles.

O procedimento deve ser feito no próprio país com uma certa antecedência (ao menos 1 mês antes de terminar o prazo dos primeiros 90 dias) e você deve apresentar uma boa justificativa, como por exemplo um curso que deseja fazer e que vai acontecer somente naquele período em que você deseja ficar a mais no país. Procure o serviço de atendimento a estrangeiros no país que esteja para mais informações.

Última dica: Na página do Itamaraty, você pode acompanhar o período de permanência de cada país em todo o mundo e se há necessidade de visto ou não, a página está em constante atualização conforme novos acordos com o Brasil são feitos.

Planeje sua eurotrip com tudo isso em mente e boa viagem!


A94de3575f30c71e99546aa33cc4add7

Josane

Two years ago I left Brazil to live around the world. I've been to Colombia for 6 months, now I'm...

+ Ver mais

Nov 12, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar Josane saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor