Desisti de aprender inglês com cursos para ir aprender na prática

Tudo começou em março deste ano, quando estava em uma viagem por Nova Iorque. Já era terceira vez que estava lá e não havia grandes novidades para conhecer. Precisa fazer dessa viagem algo mais produtivo, então pensei: preciso aprender inglês de verdade.


3292da0ad79c42a8c978223e289581da

IZABELA HORSTE

Enfermeira que deixou a rotina hospitalar para conhecer o mundo (15 países) de maneira econômica ...

+ Ver mais

Ago 22, 2018

Casal na estrada

O problema era que em Nova Iorque estava difícil progredir, fiquei por lá por um mês, porém, não vi grandes resultados pois convivia com muitos amigos brasileiros. 

Além disso, estava cansada daqueles cursos de inglês com a mesma arcaica metodologia de ensino que foca mais na gramática e que você demora anos para notar algum resultado, isso sem contar com a salgada mensalidade. Resolvi pesquisar na internet alguma forma que eu pudesse ter mais contato com falantes nativos, foi quando conheci a Worldpackers e me apaixonei.

Logo percebi que era um movimento que envolvia muito mais do que a troca de habilidades por hospedagem. Envolvia conhecer pessoas novas, descobrir novas culturas, ter que se comunicar sempre em inglês, pois você está diante de pessoas do mundo todo, se desenvolver como viajante e como pessoa, além de conseguir economizar uma graninha, isso é maravilhoso, não é?!

Troquei minhas habilidades por hospedagem em um hostel chamado Hostel Cat, em Las Vegas, por onde fiquei por dois meses.

Como quando cheguei meu inglês era péssimo, comecei como housekeeper, o que foi uma experiência única, aprendi muito sobre organização e limpeza.

O anfitrião era muito sistematizado e para todas as atividades realizadas havia um vídeo demonstrando a maneira correta de ser realizada, o que facilitava muito para as pessoas que não dominavam o inglês como eu.

Aprendi que compartilhar é muito mais que dividir, é uma maravilhosa experiência de troca, de aprendizado e doação entre ambas as partes.

Estava acostumada com hostels pois sempre que viajava ficava em um, porém dividir quarto com mais 11 pessoas para mim parecia impossível e assustador, no entanto, com o passar dos dias pude enxergar a maravilhosa experiência por qual tive a oportunidade de passar, todos os dias aprendíamos o respeito pelo espaço do outro e o carinho da convivência.

Aprendi também que não era necessário muito dinheiro para viajar e que não gastar muito poderia tornar a experiência de viajar ainda mais fascinante, conhecer lugares não muito turísticos e fazer atividades não convencionais de turista.

Casal em mirante de Las Vegas

A vibe do hostel permitia uma grande interação entre as pessoas, um sentimento de se estar em casa, com pessoas acolhedoras, dispostas a conversar e trocar experiências. 

Todos que estavam ali sabiam que era mais do que um lugar para dormir, era um lugar para fazer amigos, intercâmbio de culturas e praticar o idioma! 

No fim do dia, todo mundo se reunia na área de convivência, bebia algo, dava altas risadas, todos como uma grande família.

Quando cheguei no hostel não conseguia soltar nenhuma palavra em inglês, era como se houvesse um muro entre mim e as outras pessoas. Em apenas um mês era como se um novo e magnífico universo estivesse aberto para mim, já era possível falar com pessoas do mundo todo (EUA, Japão, Austrália, Israel, Jordânia, País de Gales, Reino Unido, Ucrânia, México), uma experiência única para aprender inglês!

Todo dia era um dia diferente, pessoas novas chegando, staff novos chegando, novas amizades, um caldeirão étnico.

Isso sem contar Las Vegas, que com toda sua energia, festas e alegria tinha muito a nos ensinar sobre diversidade, liberdade e respeito. Ali você iria conviver e amar pessoas totalmente diferentes de você em credo, raça e gênero. A cidade é linda, animada, amei cada detalhe!

No final de tudo você percebe o quanto você mudou e o quanto as pessoas mudaram por conta de você. Como diz Antoine de Saint-Exupéry: “Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós”

Animado a próxima viagem?


3292da0ad79c42a8c978223e289581da

IZABELA HORSTE

Enfermeira que deixou a rotina hospitalar para conhecer o mundo (15 países) de maneira econômica ...

+ Ver mais

Ago 22, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar IZABELA HORSTE saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor