Tire suas viagens do papel com ajuda de experts em viagem!
Torne-se membro até 29/02 e participe de webinars exclusivos com viajantes experientes.

O que fazer em Quito, Equador: guia das principais atrações

Descubra Quito, Equador, que une história, cultura e natureza. Tudo isso em meio a vulcões, lagoas e montanhas. Confira nosso guia completo!

8min

 Quito, Equador

Quito, Equador, é um destino que combina história, cultura e natureza em um único lugar. Situada no meio das Cordilheiras dos Andes, a capital equatoriana é cercada por paisagens deslumbrantes. Além disso, a cidade abriga um dos centros históricos mais preservados da América Latina, declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Conhecida como a "Cidade da Metade do Mundo" devido à sua proximidade com a Linha do Equador, Quito encanta os viajantes com uma variedade de cenários naturais. A cidade é cercada por vulcões, lagoas, florestas e montanhas, oferecendo aventuras emocionantes para todos os gostos. Para conhecer as melhores atrações da capital equatoriana, confira o nosso guia completo da região.

Veja também:

Por que visitar Quito, Equador?


vulcão e cidade

Quito, Equador, é um destino completo para quem busca vivenciar experiências únicas em meio à riqueza cultural e natural do país. Além de passear pelas ruelas e construções coloniais coloridas do centro histórico, os visitantes também podem experimentar a gastronomia local, com sabores únicos e diversos. 

Para os amantes da natureza, a geografia da capital equatoriana é um prato cheio, com montanhas, vulcões, enormes crateras, lagoas e muito mais para explorar. A cidade também é o ponto de partida ideal para conhecer outras partes famosas do país, como a Floresta Amazônica e as Ilhas Galápagos.

Quanto tempo ficar em Quito?

É possível conhecer os principais atrativos da cidade em cerca de dois ou três dias. Porém, se você quiser explorar mais profundamente a cultura local, recomenda-se ficar ao menos cinco dias.

Além disso, como já mencionado, Quito é a porta de entrada para muitas outras atrações turísticas no Equador. Então, se você planeja visitar esses lugares, é aconselhável reservar mais alguns dias na região para que possa fazer os passeios com tranquilidade e retornar à cidade com tempo suficiente para explorá-la antes de partir.

Quando ir?

O clima em Quito é relativamente estável durante todo o ano, com temperaturas médias variando entre 9ºC e 20ºC. No entanto, há duas estações bem definidas: a estação seca e a estação úmida.

A estação seca, que ocorre entre os meses de junho e setembro, é considerada a melhor época para conhecer a cidade. Nesse período, o índice de chuvas é baixo, a temperatura é mais agradável e os dias são ensolarados, proporcionando um clima mais propício para passeios ao ar livre.

Por outro lado, na estação úmida, que vai de outubro a maio, há mais chuvas e o clima pode ser mais imprevisível. No entanto, é a baixa temporada na região, sendo possível encontrar a cidade menos movimentada e preços mais baixos de hospedagem e passeios.

Como chegar?

O Equador é um dos poucos países da América do Sul que não faz fronteira com o Brasil. Mas, não se preocupe, mesmo assim não é difícil chegar à capital equatoriana. O Aeroporto Internacional Mariscal Sucre é a principal porta de entrada para Quito, localizado a cerca de 40 km da cidade.

Existem voos diários para o Aeroporto de Quito saindo das principais capitais, como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. As empresas que operam o trajeto a partir do Brasil são a GOL, LATAM, AVIANCA e Copa Airlines. No entanto, não há voos diretos para a cidade, sendo necessário fazer escala em países vizinhos, como Bogotá e Cidade do Panamá.

Além do avião, outra opção para chegar a capital equatoriana é por meio terrestre, utilizando ônibus ou carro próprio. Porém, vale lembrar que as estradas podem ser sinuosas e em alguns casos com condições precárias, então é recomendado se informar sobre antes de decidir viajar por terra.

Por fim, também é possível chegar por meio de trem, embora as opções sejam mais limitadas. A empresa ferroviária Tren Ecuador oferece alguns roteiros turísticos que passam por Quito, com partidas de outras cidades do país.

O que fazer em Quito, Equador

Centro Histórico de Quito


centro histórico de Quito, Equador

Qualquer passeio por Quito, Equador, deve começar por seu riquíssimo centro histórico. O local é tão bem-preservado que foi o primeiro Patrimônio Cultural da Humanidade listado pela UNESCO, em 1978, com 10 praças, mais de 40 igrejas e 4.000 edifícios históricos registrados.

A caminhada pelo centro histórico passa por ruas repletas de edifícios barrocos, praças, igrejas e monumentos que remontam a época colonial. Alguns dos atrativos imperdíveis do local são:

  • Catedral Metropolitana de Quito, que é a igreja mais antiga da América do Sul; 
  • Praça da Independência, onde estão os Palácios Carondelet, Municipal e Arzobispal;
  • Igreja da Companhia de Jesus, construída com rochas vulcânicas e com seu interior todo folhado a ouro;
  • Igreja e convento de San Francisco, um grande conjunto de construções que ocupam cerca de 3 hectares;
  • Calle La Ronda, onde é possível encontrar lojinhas de artesanato, sorveterias e restaurantes que servem várias delícias da culinária equatoriana.

Basílica do Voto Nacional


Basílica do Voto Nacional em Quito, Equador 

A imponente Basílica do Voto Nacional é facilmente visível a partir de praticamente qualquer ponto da cidade, tornando-se um marco inconfundível de Quito. Essa construção em estilo neogótico, que levou mais de 100 anos para ser concluída, é a maior da América Latina.

Ao explorar o interior da Basílica, os visitantes podem admirar os detalhes arquitetônicos do local. A construção conta com gárgulas góticas tradicionais que retratam animais típicos do Equador, como iguanas e tartarugas gigantes de Galápagos.

La Mariscal

Para explorar o lado mais moderno e boêmio de Quito, não há lugar melhor do que o bairro de La Mariscal. Localizado no coração da cidade, o bairro é conhecido por sua animada vida noturna, seus excelentes bares, restaurantes e cafés, e sua atmosfera cosmopolita.

O agito acontece principalmente nos arredores da Plaza Foch, com uma grande variedade de opções para comer, beber e se divertir. 

Teleférico de Quito


Teleférico de Quito, Equador

O Teleférico Pichincha é o principal cartão-postal da cidade e não poderia faltar na lista de o que fazer em Quito, Equador. O atrativo leva os visitantes do bairro de La Mariscal até a base do vulcão Pichincha, a mais de 4.000 metros acima do nível do mar.

Durante o trajeto, os passageiros podem apreciar uma vista deslumbrante da cidade e dos arredores. Ao chegar ao topo, os visitantes são recebidos por uma paisagem impressionante dos Andes e dos vulcões próximos.

Há também trilhas para caminhadas e uma variedade de atividades ao ar livre para os aventureiros. O teleférico funciona diariamente, das 9h às 19h, e o ingresso custa US $9 (em abril/2023). Essa é uma maneira emocionante e única de contemplar a beleza natural do Equador.

Vulcão Pichincha

A trilha para o Vulcão Pichincha é um dos atrativos mais populares da capital equatoriana. O vulcão possui duas principais elevações: o cume norte, que atinge uma altitude de 4.696 metros, e o cume sul, que tem uma altura de 4.784 metros, tornando o Pichincha um dos vulcões mais altos do país e garantindo uma vista incrível do topo.

A melhor forma de chegar ao atrativo é usando o teleférico de Quito, que leva os visitantes até Cruz Loma, a montanha próxima ao vulcão. A caminhada até o pico leva cerca de 4 horas, e a volta leva mais 2 horas.

Museu Solar Intiñan / Metade do Mundo


Monumento "Metade do Mundo", Quito

A "Cidade da Metade do Mundo" possui vários monumentos que marcam a linha imaginária. Um dos mais famosos é o Monumento "Metade do Mundo", que está localizado em uma grande cidade cenográfica que inclui o Museu Intiñan

Este museu apresenta detalhes e curiosidades geográficas sobre o país e oferece atividades interativas para os visitantes, como experimentos para comprovar os efeitos da gravidade na linha do Equador. Lá é possível observar a água girar nos dois sentidos e equilibrar um ovo na ponta de um prego.

El Panecillo



Localizada em um dos pontos mais altos da cidade, El Panecillo é onde está a Virgem de Quito, uma imponente estátua de bronze com 42 metros de altura. A partir do monumento, é possível contemplar toda a capital equatoriana, desde os vulcões até o centro histórico.

No interior da Virgem funciona um museu que conta a história da atração, por meio de fotos e obras de arte. No local também funciona uma lojinha de souvenires, para garantir as lembrancinhas da viagem.

O que fazer em Quito: arredores

Vulcão Cotopaxi


Vulcão Cotopaxi

A capital equatoriana, uma das maiores cidades da Cordilheira dos Andes, é cercada por diversos vulcões que podem render passeios incríveis. Um dos destaques é o Cotopaxi, um dos vulcões mais altos e ativos do planeta, com 5.900 metros de altitude e pico nevado o ano inteiro.

Para os mais aventureiros, é possível subir a encosta do Cotopaxi, em uma trilha que pode durar até dois dias, com direito a pernoite em um acampamento a quase 5.000 metros de altitude. Mas mesmo para aqueles que preferem contemplar o gigante de longe, a vista é impressionante e inesquecível.

Vulcão Quilotoa

Outro destaque na região é o vulcão Quilotoa, localizado a cerca de 3.914 metros de altitude. A cratera do Quilotoa se transformou em uma impressionante lagoa de águas esverdeadas, que mudam de cor dependendo da luminosidade.

No local, há um mirante que permite contemplar a cratera e sua laguna, que se estende por mais de 3 km e pode chegar a 250 metros de profundidade. Além disso, existem restaurantes e lojas de artesanato na região.

Baños, a capital do turismo radical


Balanço do Fim do Mundo

Localizada a cerca de 180 km de Quito, Baños é uma charmosa cidadezinha equatoriana rodeada por matas e reservas naturais, onde é possível praticar esportes radicais como escalada, rafting e tirolesa.

O lugar também é cercado por três grandes vulcões, que proporcionam uma vista deslumbrante para os visitantes. Além disso, é onde está o famoso Balanço do Fim do Mundo, localizado à beira de um penhasco, que rende fotos incríveis. E se ainda sobrar energia, a noite em Baños é animada, com várias boates e bares para quem quer curtir até altas horas.

Voluntariado em Quito, Equador

Gostou das opções do que fazer em Quito, no Equador? Ficou com vontade de pegar sua mochila e sair para explorar todos esses atrativos? A Worldpackers pode ajudá-lo a ter uma experiência incrível no país, oferecendo diversas opções de intercâmbio e voluntariado em projetos locais.

Essa plataforma de turismo colaborativo permite que você troque suas habilidades por acomodação e outros benefícios, como refeições e passeios. Dessa forma, você pode passar mais tempo explorando a região sem pagar pela acomodação, além de ter uma verdadeira imersão local.

Quando passamos mais tempo em uma cidade do que um turista comum, temos a oportunidade de conviver mais com as pessoas locais, conectar-se com viajantes de todo o mundo e descobrir coisas novas para fazer fora do roteiro turístico padrão.


Quito, Equador

Se animou com a ideia? Para viver uma experiência única, imersiva e econômica em Quito, confira algumas oportunidades incríveis de voluntariado na região:

Confira também todas as oportunidades de voluntariado em Quito

Gostou do nosso guia de o que visitar em Quito, Equador? Então siga as redes sociais da Worldpackers para acompanhar as novidades: estamos no Instagram, no Tiktok e no YouTube!



Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor

Mais sobre esse tema