Quer uma passagem de até US$500 grátis?
Envie sua resposta até 31/07 e tenha a chance de ser premiado.

Patrimônios da Humanidade no Brasil: 23 lugares incríveis

Espalhados por diversos estados, os 23 Patrimônios da Humanidade no Brasil pela Unesco ressaltam nossas riquezas culturais e naturais. Veja quais são eles.

14min

Patrimônios da Humanidade no Brasil

Não há dúvidas que nosso país possui incontáveis riquezas naturais e culturais. Algumas delas, devido ao seu valor inestimável para a humanidade, têm reconhecimento internacional como Patrimônios da Humanidade no Brasil pela UNESCO.

Se você costuma viajar, provavelmente já passou por alguns locais que tenham recebido esse título. Espalhados por 17 estados brasileiros, são ao todo 23 patrimônios reconhecidos pelo conjunto arquitetônico, cultural, histórico e natural.

Ficou curioso para saber quais são? A seguir, confira uma lista dos 23 patrimônios da humanidade do Brasil e as principais informações que você precisa saber sobre eles. Mas já adianto a boa notícia: quase todos são de fácil acesso e gratuitos.

Leia também: 

O que são Patrimônios da Humanidade?

Neste artigo, vamos falar sobre os Patrimônios da Humanidade no Brasil reconhecidos pela UNESCO. Mas antes de mais nada, o que é UNESCO? 

 A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) é uma agência especializada da Organização das Nações Unidas (ONU), fundada em 1945 com o objetivo de contribuir para criar paz e desenvolvimento sustentável por meio da educação, da cultura e da comunicação.

Com o intuito de promover e preservar a diversidade natural, cultural e histórica das diferentes regiões do mundo, a UNESCO é responsável pela seleção dos Patrimônios da Humanidade.

O patrimônio é o nosso legado do passado, o que vivemos no presente e o que passamos para as próximas gerações. Podendo ser cultural, natural ou misto.

No Brasil, temos 15 patrimônios culturais listados pela UNESCO, que são compostos por monumentos, conjuntos arquitetônicos e sítios arqueológicos com importância para a memória e identidade do povo, além da sua riqueza cultural.

os patrimônios naturais são 7 pelo país e consistem em formações físicas, biológicas e geológicas excepcionais, de valor científico e de conservação. E há também 1 patrimônio misto, reconhecido tanto pelo valor cultural quanto pela riqueza natural. 

Patrimônios da Humanidade no Brasil: culturais

1. Cidade Histórica de Ouro Preto (MG)



Ouro Preto foi a primeira cidade brasileira a receber o título de Patrimônio Mundial pela UNESCO, em 1980. A cidade tem papel importante na história do Brasil: palco da Inconfidência Mineira, já foi capital do estado de Minas Gerais e foi muito visada no período da exploração do ouro, além de abrigar obras arquitetônicas expressivas e de valor inestimável.

A cidade preservou suas ruas em pedra, casas coloniais e igrejas, onde se encontram obras de renomados artistas mineiros, como Aleijadinho. Essa combinação faz desse um destino repleto de história, arte e cultura, com destaque também para a famosa culinária mineira.

Os principais atrativos culturais de Ouro Preto são: Igreja São Francisco de Assis, Praça Tiradentes, os museus da Inconfidência, de Aleijadinho e de Arte Sacra e a Casa dos Inconfidentes.

E sabia que você pode conhecer esse patrimônio cheio de charme sem gastar com hospedagem? Existem ótimas vagas de voluntariado em Ouro Preto na plataforma Worldpackers, em que você troca suas habilidades por acomodação e outros benefícios.

2. Centro Histórico de Olinda (PE)

A segunda cidade brasileira a receber o título de Patrimônio da Humanidade, em 1982, foi Olinda, que se destaca pela história e beleza. Fundada pelos portugueses no século 16, a cidade pernambucana tem sua história ligada à produção de açúcar no país.

O centro histórico de Olinda é formado por 1.500 imóveis com diferentes estilos arquitetônicos: coloniais, fachadas de azulejos típicas do século 18, além de obras clássicas do início do século 20.

Entre os principais atrativos culturais de Olinda  estão o Mosteiro de São Bento de Olinda, construído a partir de 1586; a Catedral da Sé, repleta de detalhes em ouro e azulejos portugueses; e a Casa dos Bonecos Gigantes de Olinda, que abriga homenagens às mais importantes figuras públicas do Brasil e do mundo.

Você também pode fazer voluntariado em troca de hospedagem em Olinda e curtir a boemia da cidade histórica sem pressa. Confira as vagas disponíveis na Worldpackers.

3. Ruínas de São Miguel das Missões (RS)

Localizadas próximo à fronteira com a Argentina, as Ruínas de São Miguel da Missões estão a 476 km de Porto Alegre. Elas receberam da UNESCO o título de Patrimônios da Humanidade no Brasil em 1983, juntamente com outros cinco sítios arqueológicos similares do país vizinho.

São Miguel das Missões preserva alguns dos principais vestígios do período das missões Jesuítas Guaranis na América do Sul, sendo um importante testemunho da ocupação do território e das relações estabelecidas entre os povos nativos e os jesuítas.

Os atrativos de São Miguel das Missões são, entre outros: remanescentes da estrutura principal da igreja, campanário e sacristia; parte das construções e bases de habitações indígenas, praça e objetos sacros. Além das ruínas, o sítio arqueológico conta com o Museu das Missões, com rico acervo.

4. Centro Histórico de Salvador (BA)



Reconhecida pela UNESCO desde 1985, Salvador foi a primeira capital do Brasil. Erguida sobre uma colina, em um ponto estratégico da costa brasileira, tinha como finalidade centralizar as ações de Portugal na América.

O Centro Histórico de Salvador preservou muitos edifícios renascentistas notáveis, com casas de cores intensas e decoradas, possuindo um conjunto arquitetônico, paisagístico e urbano dos séculos 16 ao 19. Além de ter vivenciado a mistura das culturas europeia, africana e indígena.

Entre os principais atrativos culturais de Salvador, vale destacar a Praça Municipal, o Caminho de São Francisco, o Terreiro de Jesus e os Largos do Pelourinho, de Santo Antônio e do Boqueirão, ligados por coloridas ruas, ladeiras e becos.

Se animou para ir até lá? Dê uma olhadinha nas vagas de voluntariado em Salvador e faça uma imersão cultural na capital baiana sem gastar quase nada.

5. Santuário do Bom Jesus de Matosinhos (MG)



Localizado no município de Congonhas, em Minas Gerais, o Santuário do Bom Jesus de Matosinho é considerado uma das obras-primas do estilo barroco. Sua construção começou na segunda metade do século 18.

O conjunto consiste em uma igreja com interior no estilo rococó, e na parte externa, uma escadaria decorada com 12 estátuas de profetas em pedra sabão, além de seis capelas lado a lado, denominadas de Passos da Paixão de Cristo.

Apesar de não ser um dos mais conhecidos entre os Patrimônios da Humanidade no Brasil, ele está entre os mais completos grupos de esculturas de imagens sacras no mundo. As obras foram esculpidas por Francisco Antônio Lisboa, o Aleijadinho.

Os principais atrativos culturais de Congonhas, além do Santuário do Bom Jesus de Matosinho, são: Romaria, Museu de Congonhas, Museu da Imagem e Memória de Congonhas e Igreja de São José.

6. Brasília (DF)

O conjunto arquitetônico e urbanístico de Brasília foi reconhecido como Patrimônio da Humanidade em 1987, sendo o primeiro bem contemporâneo reconhecido pela UNESCO e a maior área tombada.

A cidade foi idealizada pelo urbanista Lúcio Costa e o arquiteto Oscar Niemeyer e construída entre 1957 e 1960. A arquitetura moderna de Brasília é inconfundível, além de ter sido planejada em formato de avião.

Os principais monumentos que marcam a arquitetura de Brasília são o Memorial JK, o Congresso Nacional, o Itamaraty, o Palácio da Alvorada e o Palácio do Planalto, entre outros.

Quer passar um tempo por lá? Veja as vagas de voluntariado em Brasília pela Worldpackers.

7. Parque Nacional da Serra da Capivara (PI) 



Apesar de ser uma unidade de conservação nacional e abrigar muitas belezas naturais, o Parque Nacional da Serra da Capivara, no Piauí, foi reconhecido pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade por preservar os mais antigos vestígios da presença do homem na América do Sul.

A região da Serra da Capivara possui mais de 400 sítios arqueológicos e a maioria deles abriga painéis de pinturas e gravuras rupestres de grande valor histórico e arqueológico.

8. Centro Histórico de São Luís (MA)

O centro histórico de São Luís, no Maranhão, está entre os Patrimônios da Humanidade no Brasil desde 1997. A cidade foi fundada pelos franceses e ocupada pelos holandeses antes do domínio português, e preservou o seu planejamento original, com ruas organizadas de forma retangular.

A área do centro histórico abrange cerca de quatro mil imóveis remanescentes dos séculos 18 e 19, sendo um exemplo de arquitetura colonial portuguesa. 

Entre os edifícios mais significativos estão o Palácio dos Leões, o Convento das Mercês, a Catedral, a Casa das Minas, o Teatro Artur Azevedo, a Fábrica de Cânhamo e a Igreja do Carmo.

Quer conhecer a capital do Maranhão como um morador? Veja as oportunidades de voluntariado em São Luís.

9. Centro Histórico de Diamantina (MG)

O Centro Histórico de Diamantina foi reconhecido como Patrimônio Cultural em 1999. Passear por esse destino é como fazer uma viagem para o século 18, quando a cidade se desenvolveu a partir da exploração de minérios, principalmente o diamante.

A beleza de Diamantina fica por conta da arquitetura de origem portuguesa, as ruas de pedras e as ladeiras que têm ao fundo a Serra do Espinhaço, completando a paisagem.

Os principais atrativos da cidade são a Igreja Nossa Senhora do Carmo, a Igreja de São Francisco de Assis, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e o Museu do Diamante. Além, é claro, de outros cantinhos especiais que você vai descobrir se for voluntariar em Diamantina.

10. Centro Histórico de Goiás (GO)

O Centro Histórico de Goiás, na antiga capital do estado de Goiás, é considerado um Patrimônio da Humanidade desde 2001, sendo testemunha da ocupação e da colonização do centro do Brasil no século 18.

Foi selecionado como patrimônio devido seu conjunto arquitetônico, urbanístico e paisagístico, que é bastante simples, com o uso de materiais e técnicas locais, porém harmonioso.

Os principais atrativos históricos para visitar por lá são as igrejas do Rosário, de Santa Bárbara, de Nossa Senhora do Carmo e de Nossa Senhora da Abadia, o Palácio do Governo, o Quartel do Vinte, a Casa de Fundição, a Casa da Câmara e Cadeia e o Chafariz de Cauda.

11. Praça São Francisco, em São Cristóvão (SE)

Localizada na quarta cidade mais antiga do Brasil, São Cristóvão, em Sergipe, a Praça São Francisco foi reconhecida como Patrimônio da Humanidade em 2010. A praça é composta por edifícios públicos e privados que representam o período no qual a coroa portuguesa e a espanhola estiveram unidas, entre 1580 e 1640.

Entre as construções mais notáveis estão a Igreja e o Convento de São Francisco, a Igreja de Nossa Senhora das Vitórias, a Igreja do Rosário dos Homens Pretos, o Conjunto Carmelita, a Igreja de Nosso Senhor dos Passos e o sobrado de Balcão Corrido da Praça da Matriz.

É fácil fazer um bate-volta para São Cristóvão a partir de Aracaju, capital sergipana, onde você encontra vagas de voluntariado.

12. Rio de Janeiro, entre a montanha e o mar (RJ)



A cidade maravilhosa não poderia ficar de fora da lista de Patrimônios da Humanidade no Brasil, não é? As paisagens cariocas ganharam o título inédito de paisagem cultural urbana pela UNESCO, em 2012. 

O reconhecimento se deu pelo cenário urbano composto pela paisagem natural e a intervenção humana, em uma metrópole altamente povoada.

Os principais atrativos que compõem a paisagem do Rio de Janeiro, são as montanhas do Parque Nacional da Tijuca, o Jardim Botânico, as Montanhas do Corcovado com a estátua do Cristo Redentor e os morros ao redor da Baía de Guanabara, incluindo toda extensão da orla da Praia de Copacabana. 

Confira as vagas de voluntariado no Rio de Janeiro e viva o dia a dia dessa cidade deslumbrante sem gastar com hospedagem.

13. Cais do Valongo – Rio de Janeiro (RJ)

O Cais do Valongo, também na cidade do Rio de Janeiro, foi o principal porto de entrada de africanos escravizados no Brasil. Por ali passaram quase um milhão de pessoas escravizadas, durante 40 anos.

Esse local é um exemplo de patrimônio histórico sensível, que materializa a memória de eventos dolorosos e traumáticos, sendo parte da história de uma das maiores violências contra a humanidade: a escravidão.

14. Conjunto Moderno da Pampulha - Belo Horizonte (MG)

Com o título de Paisagem Cultural do Patrimônio Moderno, o Conjunto Moderno da Pampulha, localizado em Belo Horizonte, foi reconhecido pela UNESCO em 2016. O conjunto foi criado como uma obra de arte total, unindo as peças artísticas aos edifícios e as paisagens. Assim, o local foi considerado uma obra-prima do gênio criativo humano.

A obra é composta por quatro edifícios no entorno de um espelho d'água: a Igreja de São Francisco de Assis, o Cassino (atual Museu de Arte da Pampulha), a Casa do Baile (Centro de Referência em Urbanismo, Arquitetura e Design) e o Iate Golfe Clube. 

Somam-se aos prédios os painéis em azulejos criados por Cândido Portinari, as esculturas de artistas renomados como Alfredo Ceschiatti e José Alves Pedrosa e os jardins planejados pelo paisagista Roberto Burle Marx.

E aí, partiu fazer um voluntariado Worldpackers em Belo Horizonte?

15. Sítio Roberto Burle Marx (RJ)

Mais um patrimônio localizado no Rio de Janeiro, o Sítio Roberto Burle Marx entrou recentemente na lista da UNESCO, classificado como Paisagem Cultural. O local foi desenvolvido ao longo de 40 anos pelo arquiteto, paisagista e artista Roberto Burle Marx (1909-1994), que visava criar uma obra de arte viva.

O sítio compreende uma área de 405 mil metros e reúne edifícios, lagos, coleções de arte, biblioteca e o principal, que é o jardim, com 3.500 espécies cultivadas de plantas tropicais e subtropicais convivendo em harmonia com a mata atlântica nativa. Além disso, há também 3 mil obras de arte, como pinturas, desenhos, esculturas, cerâmica, entre outros.

Patrimônios da Humanidade no Brasil: naturais

16. Parque Nacional do Iguaçu (PR)



O Parque Nacional do Iguaçu, com valor ambiental e beleza natural incomparável, foi reconhecido como Patrimônio Natural da Humanidade em 1986. 

Em seu território está a maior reserva remanescente de Mata Atlântica da região. Ele abriga cerca de 400 espécies de aves, 175 espécies de peixes, 158 espécies de mamíferos, mais de 2 mil espécies de plantas e mais de 750 espécies de borboletas.

A principal atração do parque são as Cataratas do Iguaçu. Eleitas como uma das Sete Maravilhas da Natureza, as cataratas são consideradas fenômenos naturais extraordinários e de grande importância natural. 

Veja o que fazer em Foz do Iguaçu e confira as vagas de voluntariado lá.

17. Costa do Descobrimento: Reservas da Mata Atlântica (BA/ES)

Devido ao seu valor excepcional para a ciência e para a preservação do ecossistema, a Costa do Descobrimento recebeu o título de Patrimônio Natural da Humanidade em 1999.

Localizada nos estados da Bahia, entre Prado e Barra do Una, e do Espírito Santo, entre Regência e Conceição da Barra, o patrimônio compreende oito áreas protegidas com 112 mil hectares de Mata Atlântica preservada. 

As florestas tropicais da costa brasileira são as mais ricas do mundo em biodiversidade, por isso sua conservação é de interesse mundial.

Confira as oportunidades de voluntariado em Prado, na Bahia.

18. Reservas da Mata Atlântica (PR/SP)

O trecho da Mata Atlântica que vai da Serra da Juréia, em São Paulo, até a Ilha do Mel, no Paraná, foi declarado Patrimônio da Humanidade em 1999, ganhando o título por ser a área de maior concentração de Mata Atlântica no país.

As reservas compreendem 25 áreas protegidas (cerca de 470 mil hectares), conservando a riqueza biológica e a história evolutiva dos últimos remanescentes de vegetação desse bioma.

19. Complexo de Conservação da Amazônia Central (AM)



O Complexo de Conservação da Amazônia Central é formado pelo Parque Nacional do Jaú, as reservas de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá e Amanã e o Parque Nacional Anavilhanas. 

Compreende, assim, a maior área protegida da Bacia Amazônica. Com seis milhões de hectares, essa é uma das regiões mais ricas em biodiversidade do planeta.

A região abriga ecossistemas de várzea, florestas de igapó, lagos e canais que formam um mosaico aquático, além de espécies ameaçadas, como o pirarucu gigante, peixe-boi, jacaré-preto e duas espécies de botos.

Imagina fazer voluntariado no Amazonas e conhecer sem pressa essas paisagens naturais e a cultura local?

20. Complexo de Áreas Protegidas do Pantanal (MT/MS)

O Complexo de Áreas Protegidas do Pantanal compreende o Parque Nacional do Pantanal Mato-Grossense as Reservas Particulares de Proteção Natural de Acurizal, Penha e Dorochê, formando o maior ecossistema inundado contínuo de água doce do mundo e um dos ecossistemas com maior riqueza em vida silvestre. 

Devido à sua exuberância e diversidade biológica, o Pantanal recebeu o título de Patrimônio Natural da Humanidade em 2000.

21. Ilhas Atlânticas - Fernando de Noronha e Atol das Rocas (PE/RN)

O famoso arquipélago de Fernando de Noronha, onde estão algumas das mais belas praias do Brasil, e a Reserva Biológica do Atol das Rocas, que só pode ser acessada para fins científicos, entraram na lista da Unesco como Patrimônio Natural em 2001.

As belezas naturais da região chamam atenção, porém, seu reconhecimento é pela riqueza aquática, com as maiores colônias reprodutivas de aves marinhas e de diversas e exóticas espécies de peixes, esponjas, moluscos, algas e corais.

22. Reservas do Cerrado: Parques Nacionais da Chapada dos Veadeiros e das Emas (GO)



Os Parques Nacionais da Chapada dos Veadeiros e das Emas foram reconhecidos como Patrimônio Natural em 2001. As duas reservas são áreas protegidas do cerrado brasileiro, um dos ecossistemas tropicais mais antigos do mundo.

A Chapada dos Veadeiros está localizada entre os municípios de Alto Paraíso de Goiás (GO), Cavalcante (GO), Teresina de Goiás (GO), Nova Roma (GO) e São João d'Aliança (GO) e abriga espécies e formações vegetais únicas, nascentes e cursos de d’água e formações rochosas com mais de um bilhão de anos.

Já o Parque Nacional das Emas está localizado nos municípios de Chapadão do Céu (GO), Mineiros (GO), Serranópolis (GO) e Costa Rica (MS), possuindo uma área de 132 mil hectares de Cerrado.

Patrimônio Misto da Humanidade no Brasil

23. Paraty e Ilha Grande (RJ)



Paraty e Ilha Grande, localizados no Rio de Janeiro, formam o primeiro patrimônio misto do Brasil, ou seja, cultural e natural. Isso se deve à presença de uma cultura viva e ancestral em um ambiente natural exuberante.

A região recebeu o título em 2019 e abrange uma área de quase 149 mil hectares, em que o Centro Histórico é cercado por quatro unidades de conservação ambiental: Parque Nacional da Serra da Bocaina; o Parque Estadual da Ilha Grande; a Reserva Biológica Estadual da Praia do Sul; e a Área de Proteção Ambiental de Cairuçu.

Que tal passar um tempo lá? Dê uma olhada nas vagas da Worldpackers em Paraty e confira as dicas do vídeo abaixo para planejar sua viagem!

Não dá para negar que nosso país é incrivelmente rico, cultural e naturalmente, não é? E você, quais desses Patrimônios da Humanidade no Brasil já visitou e que outros estão na sua listinha de desejos? Conta aí nos comentários! 



Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor

Mais sobre esse tema