Aprenda a produzir os melhores vídeos enquanto viaja

O guia definitivo e completo para produção de vídeos, seja você iniciante ou já com mais experiência, incluindo dicas imperdíveis para que seus vídeos sejam únicos.


C63b0dde9f775bc2162d23ccba6e9e2a

Jun 03, 2019

Expert em viajar gastando pouco, nomadismo digital e voluntariado pelo Worldpackers. Instagram @mar.ianac <3

Dicas para produzir vídeos de qualidade enquanto viaja

Hoje, com a ascensão acelerada da internet e das redes sociais, acaba se destacando quem conseguem produzir vídeos com bom conteúdo e qualidade. Mais destaque ainda ganham os viajantes que começam a registrar os locais incríveis por onde passam. 

Porém, por mais deslumbrante que estes lugares sejam, o vídeo a ser produzido necessita de um bom planejamento, execução e processo de pós-produção.

Confira todo o processo para produzir um vídeo único e atrativo:

1. Planejamento (ou pré-produção)

A etapa de planejamento é crucial para facilitar todas as próximas etapas (execução e finalização, ou pós-produção). É nela que se define o assunto principal do vídeo, traçando assim sua linha de trabalho, além do tipo de equipamento que será necessário. 

Para chegar a conclusão de quais equipamentos serão necessários para a produção desse vídeo, é importante descobrir qual será o formato do mesmo. Você precisará colher algum depoimento? Realizar alguma entrevista? Ou irá fazer imagens subaquáticas, em queda livre, ou algo do tipo? Então para cada ocasião serão necessários equipamentos de vídeo e áudio distintos. 

Para definir todos estes pontos, é importante estudar também o local que será cenário para suas gravações, além do melhor dia para visitá-lo, como chegar até lá e outros detalhes. Então, após produzir sua pauta central com base na escolha do local, o estudo do mesmo e a melhor maneira de retratá-lo, chegou a hora de escolher o melhor equipamento para esse registro.

Tipos de equipamentos para cada ocasião:

  • GoPro

A GoPro é boa para produzir vídeos de ação e subaquáticos 

Ideal para filmagens e fotos subaquáticas, em queda livre, em movimento (como corridas, trilhas, bicicleta), além de ser ótima para imagens em modo selfie, já que sua lente estilo "Olho de Peixe" possibilita uma visão ampliada sua e de seu plano de fundo. 

Pode ser acoplada em coletes ou capacetes e ganhar adicionais como o Dome, ideal para fotos e filmagens aquáticas. A GoPro não é recomendada para capturar áudio e imagens em ambientes com pouca luminosidade.

  • Câmeras DSLR

As melhores câmeras para filmar um bom vídeo

Ideais para quem deseja qualidade de vídeo e foto, podendo alterar seus ajustes de cores, íris, diafragma e toda a fotometria para cada tipo de situação.  

As câmeras DSLR possuem algumas marcas e modelos variados, é importante pesquisar antes de comprar a que melhor irá lhe atender. Os modelos podem acoplar microfones, lentes específicas, flashs e tripés, fazendo com que essa alternativa de equipamento se enquadre em inúmeros projetos de vídeos, como entrevistas ou depoimentos, filmagens com pouca iluminação, entre outros.

  • Drone

Drones são a nova onda na produção de vídeos

Equipamento capaz de fazer imagens panorâmicas fantásticas, de alta resolução e que podem alavancar a qualidade de seus vídeos. É um equipamento de uso mais profissional, porém seu aprendizado é rápido. 

O valor de um drone é um pouco mais alto, porém, para quem quer trabalhar com vídeos mais profissionais o investimento é válido. Atualmente muitas pessoas trabalham em suas viagens vendendo materiais captados com drone, por isso o valor investido nele pode ser rapidamente recuperado.

  • Smartphone

É possível produzir vídeos pelo seu Smartphone

Aquele equipamento que hoje em dia é fundamental para qualquer viajante, pois de nada basta fazer uma mega produção se não tiver um celular para manter as redes sociais atualizadas e vivas de forma rentável. 

Além disso, atualmente muitos modelos de smartphones capturam imagens com a resolução tão alta que o investimento em câmeras profissionais acaba não sendo necessário. Também é possível acopla-lo a microfones, cases a prova de água, lentes, flashs e tripés.

Finalizando a pauta central e escolhendo os equipamentos necessários, acerte outros pontos da pré-gravação como: compra de ingressos, programação de horários, fechamento dos transportes necessários para chegar até o lugar, estudo do local para saber se possui tomadas, entre outras coisas que são básicas para que uma gravação saía com o mínimo de imprevistos possíveis. Não se esqueça também de conversar com seu anfitrião sobre o dia e horários que irá se ausentar de seu voluntariado para que tudo fique organizado.

2. Execução (o dia da gravação)

Com tudo já organizado e planejado previamente, o dia da execução fica muito mais fácil e as gravações muito mais rápidas, sobrando aquele tempinho para curtir o local, nadar e aproveitar o resto do dia.

Para que a gravação ocorra melhor ainda que o planejado, aqui vão mais algumas dicas preciosas:

  • Dica 1 - Roteiro

Leve no dia da gravação o roteiro que foi feito na pré-produção, ele será importante para evitar que se grave vídeos desnecessários, otimizando o seu tempo e ajudando no processo de decoupagem (separação dos takes úteis e não úteis na hora da edição)

  • Dica 2 - Anotações

É importante também coletar todas as informações necessárias, como nome correto dos locais por onde passar, nome de tal restaurante, passeios, pessoas, contatos e tudo que for importante para que sejam dados os devidos créditos. Nada mais feio que nomear um local ou uma pessoa de forma errada, não é?

  • Dica 3 - Equipamentos Extras


Equipamentos extras também podem te ajudar a melhorar a qualidade do seu vídeo

Nunca se esqueça de levar junto de seus equipamentos baterias extras, carregadores, cartões de memória e tudo mais que for necessário para que você não fique na mão no dia da gravação. Além disso, é importante também pensar nos materiais de uso pessoal como protetor solar, água, um lanchinho, e outras coisas primordiais para que seu dia seja agradável e você possa dar o seu melhor.

  • Dica 4 - Imprevistos

Não se esqueça também de contar que imprevistos podem acontecer, por isso se prepare com capa de chuva e dinheiro extra, por exemplo. É sempre bom ter em mente um plano B caso tudo dê errado. Por via das dúvidas, documente até o seu perrengue, pois hoje na internet até eles podem gerar bons vídeos.

  • Dica 5 - Captação de áudio e luz

Em caso de vídeos com entrevistas ou depoimentos, se atente sempre à captação de áudio. Para isso, prefira ambientes mais fechados, calmos e vazios, principalmente se você não tiver um microfone. Não deixe também de se importar com a iluminação do ambiente, sempre filmando a favor da luz (esse ponto da iluminação é importante em todos os tipos de gravação de vídeo). 

  • Dica 6 - Takes e foco


O foco é um fator determinante para produzir bons vídeos

Se possível, quando for gravar algum take, faça ele mais de uma vez e altere os movimentos. Você pode fazer um Zoom-In ou um Zoom-Out, um movimento horizontal chamado "Pan" para esquerda ou para direita, ou também um movimento na vertical chamado "Tilt" para baixo ou para cima. 

Nesse momento vale sempre sobrar do que faltar, porém evite exageros. Se atente também ao foco correto dos takes. Com o foco você também pode usar a criatividade e variar entre imagens que vão focando no decorrer do take e imagens que vão desfocando.

No fim, somando o planejamento da pré-produção, as nossas dicas no dia da execução e a sua criatividade, com certeza você conseguirá coletar um material incrível, e com esse ótimo material nós podemos inicializar a terceira etapa, o processo de pós-produção. 

3. Edição (ou pós-produção)

A edição é um processo tão importante quanto os outros na produção de um vídeo. Nesse momento é indicado organização e tempo para que tudo fique como foi imaginado (ou até melhor). 

O primeiro passo organizacional é fazer a decoupagem (assistir todos os vídeos e excluir os não necessários) e depois nomear e salvar nas pastas especificas.


Ferramentas para edição de vídeo

Depois de tudo organizado começa a parte da edição em si. Para isso, recomendamos que para vídeos mais elaborados se tenha um notebook ou computador e instalado nele um programa de edição de vídeos. 

Em programas mais comuns como o Windows Movie Maker é possível fazer uma edição mais simples, já em programas como Adobe Premiere Pro ou Final Cut, as edições são mais elaboradas e completas, porém o processo de edição é mais complexo e requer estudo e prática. 

Uma dica é que hoje em dia no Youtube existem inúmeros tutorias que podem te auxiliar na edição do seu vídeo, basta assistir e colocar em prática.


também é possível produzir e editar vídeos no celular

Caso você não tenha um computador ou necessite fazer uma edição mais rápida, você também pode editar seu vídeo pelo celular. Existem aplicativos de edição que podem quebrar o galho, como o InShot, que permite cortar e juntar vídeos, além de ajustar cores, iluminação e colocar efeitos sonoros e músicas. Outros aplicativos de vídeos para celular são: WeVideo, KineMaster, Magisto e VideoShow.

No momento da edição é muito bom ter em mãos os roteiros da pré-produção e as anotações coletadas durante a execução, essas informações são mega importantes e ajudam muito para uma edição mais ágil.

Decoupagem feita, vídeos organizados, dispositivo e programa de edição escolhidos e roteiros em mãos, chegou a hora da edição. 

Confira nossas dicas para que a edição fique impecável:

  • Proporções para a rede

Comece seu projeto escolhendo corretamente as proporções do vídeo. Para alta qualidade em vídeos no storie do Instagram, siga 1080 x 1920 pixels, já para postagens pela conta, priorize o 1080 x 1080 pixels. No Youtube, Vimeo ou Facebook use no mínimo 1920 × 1080 pixels.

  • Tempo de vídeo

Nunca se esqueça dos limites de tempo de vídeo, principalmente no Instagram, que são de 3 a 15 segundos nos stories e até 60 segundos para postagens na conta. Já no Youtube e Vimeo o tempo é ilimitado, mas recomenda-se vídeos de no máximo 3 minutos a fim de prender a atenção do público. No Facebook o tempo de recomendação é ainda menor, vídeos com no máximo 1 minuto são mais assistidos.

  • Editando com música

Em vídeos com música, sempre observe o ritmo da mesma e faça as transições de imagens de acordo com as batidas musicais, assim seu vídeo ficará mais dinâmico e com qualidade de edição. 

Se atente também aos direitos autorias das músicas escolhidas, principalmente quando for postar seu vídeo na rede. Uma dica é acessar o site Freeplay Music, que possui milhares de opções, nos mais diferentes gêneros e livres de direitos autorais.

  • Ajustes na imagem


Atente-se aos ajustes na imagem na hora da edição

Faça a correção, take a take, das cores, brilho, contraste e outros ajustes. No programa Adobe Premiere Pro o efeito ProCamp pode lhe auxiliar nessas alterações. Já no aplicativo para celular InShot, vá na opção Filtro e depois em Ajustar. 

  • Vídeo com depoimento


Produzir vídeos com depoimentos

Em caso de vídeos com depoimentos ou entrevistas, os takes gravados a mais são muito importantes. Eles são chamados de Insert e servem tanto para ilustrar o que está sendo dito pela pessoa quanto para cobrir possíveis erros e cortes nas mudanças de assunto. 

Também não se esqueça que neste estilo de vídeo é necessário dar crédito aos envolvidos e se atentar ao áudio de sua gravação. Se necessário, coloque legendas para ajudar o entendimento das falas.

  • Configurações de exportação

Após a edição finalizada, reveja todo o seu vídeo e certifique-se que ele está realmente pronto para salvar. O formato mais usado hoje em dia para postagem na internet é o mp4. Ele é compátivel com a maioria das plataformas de execução e redes sociais. Em programas de edição, como Adobe Premiere e Final Cut, nas configurações de exportação escolha o codec H.264, que pode oferecer a melhor qualidade ocupando menos espaço, no final seu vídeo saíra no formato recomendado mp4.

Vídeo enfim finalizado e salvo, é hora de divulgá-lo em suas redes sociais. 

Além de seu marketing pessoal, você também pode começar a produzir vídeos a fim de receber uma grana extra, que tal? É por isso que antes de terminar esse post vamos trazer um bônus com algumas opções de como ganhar dinheiro produzindo e editando vídeos pela internet.

4. Ganhando dinheiro com vídeos

Para quem está viajando, nada melhor do que conseguir ganhar uma graninha extra remotamente, ou seja, trabalhando de forma online. Com produção e edição de vídeos isso também é possível! 

Conheça opções legais para isso acontecer:

  • Sites para trabalho freelancer

Existem plataformas nacionais e internacionais que oferecem oportunidades para profissionais home office não só da área de vídeos, mas também da área de design, programação, entre outros. 

Geralmente esses sites funcionam da seguinte forma: você faz um cadastro com seus dados, estudos e experiências profissionais e depois fica de olho nas oportunidades de trabalho que vão aparecer. Surgindo algo interessante para você, é só se candidatar a vaga. 

O valor pago varia de oportunidade para oportunidade, e em cada plataforma esse valor é cotado de uma forma. Em algumas você faz o orçamento, em outras o orçamento é feito pelo contratante. 

Vale apena pesquisar e conhecer mais sobre a politica de funcionamento de cada uma delas. Aqui vão algumas sugestões de sites para você conhecer: 99freelas, Crowd, UpWorkFreelancer.com e Workana.

  • Produzindo vídeos locais


Produzir videos para a comunidade local pode te ajudar a levantar uma grana

Viajante sabe: muitas oportunidades aparecem enquanto estamos na estrada. Então, se você estiver equipado e preparado, nada o impede de produzir vídeos para os mais diversos públicos. Você pode produzir vídeos comerciais para hotéis, pousadas e restaurantes, videoclipe para músicos regionais, vídeos para turistas de seus passeios e experiências radicais, entre muitos outros. Ofereça suas habilidades, divulgue pela internet e faça a famosa propaganda "boca a boca", com certeza oportunidades legais vão aparecer para você.

  • Crie um canal de viagem

Você também pode seguir todas as nossas dicas e produzir vídeos tão incríveis que serão capazes de lhe dar uma graninha simplesmente por serem muito vistos na internet. No Youtube, por exemplo, canais com bons números de visualizações podem ser monetizados, ou seja, receber um valor por mês graças às publicidades que serão exibidas antes ou durante o seu material. Produções postadas em contas no Instagram também alcançam um público muito grande e podem lhe trazer desde cortesias e parcerias, até a tão desejada renda extra.

Por fim, viajar pode ser ainda mais maravilhoso se você puder divulgar todos estes momentos com vídeos bem feitos e com ótimos conteúdos. Não deixe também de se aplicar para vagas de voluntariado que precisam de pessoas com experiência em produção de vídeo, é uma bela maneira de agregar o seu portfólio e fazer uma troca maneira.

E aí, animou? Bora produzir? Então nos vemos pelas estradas, ou quem sabe pela internet. Um abraço, e boa sorte em sua caminhada como videomaker!





C63b0dde9f775bc2162d23ccba6e9e2a

Jun 03, 2019

Expert em viajar gastando pouco, nomadismo digital e voluntariado pelo Worldpackers. Instagram @mar.ianac <3


Gostou? Não esqueça de deixar Mariana saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor