Categorias

Quanto custa um voluntariado no exterior

Essa é uma das perguntas mais comuns para quem está planejando uma viagem de trabalho voluntário no exterior. Apesar de alguns gastos variarem muito, reuni os principais deles para ajudar no planejamento.


08951906e41ed43a7b06437a9aedaad2

Gustavo

Fundador do Trip Voluntária e autor do livro "Africanamente: o que vivi e aprendi como voluntário...

Ago 09, 2018

Ensinar crianças é uma das principais funções em voluntariado no exterior

A princípio, trabalhar para ajudar alguém pode dar a ideia de que todos os custos serão bancados pela instituição anfitriã, mas não é bem assim: um voluntariado pode sair até mais caro do que uma viagem de turismo convencional. 

Por isso, fique ligado nas dicas a seguir para economizar no seu voluntariado no exterior e ter a garantia de que vai trabalhar por uma boa causa:

1. Troque trabalho por hospedagem e alimentação

Plataformas como a Worldpackers oferecem a possibilidade de você trabalhar para seu anfitrião e receber refeições e um lugar para dormir como recompensa por isso - o que já elimina uma boa parte dos gastos.

Alguns projetos, como o que visa a ajudar mulheres vítimas de violência doméstica na Índia, até podem exigir uma ajuda de custo do viajante, mas as taxas são justas e muito abaixo do praticado pelas agências tradicionais.

Verifique quantas refeições diárias estão inclusas e fique atento, pois alguns anfitriões oferecem vários outros benefícios, como passeios turísticos, lavanderia, traslado e outras coisas. Tudo isso faz diferença no balanço final.

Se você optar por outra forma de viagem de voluntariado, lembre-se de verificar se a instituição para a qual você vai trabalhar já oferece hospedagem e alimentação; caso contrário, inclua tudo isso na conta.

2. Passagem aérea - o “chefão” a ser vencido

Este é, via de regra, o principal gasto. Para conseguir barateá-lo, o ideal é se programar com o máximo de antecedência possível e monitorar a variação de preços, inclusive colocando alertas nos principais sites de venda de passagem.

Faça simulações adiantando ou atrasando a partida e o retorno por um ou dois dias, pois às vezes isso faz muita diferença no preço final. Pesquise ainda qual é o período de alta temporada no seu destino, pois isso tende a encarecer as passagens. Faça um levantamento de todas as milhas, pontos de cartão de crédito e outros programas de relacionamento dos quais você faça parte e fique atento à cotação do dólar, que influencia bastante no valor das passagens.

Por fim, não se deixe enganar por anúncios de preços muito abaixo da média; tem muita pegadinha por aí que divulgam valores sem incluir todas as taxas inclusas.

3. Despesas burocráticas

Outros custos relevantes a se considerar são aqueles que envolvem passaporte, visto, seguro viagem, vacinas e outras exigências legais para visitar o destino escolhido. Para economizar uma grana nesses casos, faça diversas cotações de seguro e verifique se existe a chance de desfrutar de algum desconto - membros verificados da Worldpackers, por exemplo, têm desconto na World Nomads.

Quanto ao visto, se exigido, informe-se sobre os procedimentos para obtê-lo. Às vezes, existem variações de preço de acordo com a fronteira ou mesmo se ele é emitido no país de origem ou de destino do visitante.

Fique atento aos gastos burocráticos de um trabalho voluntário no exterior

4. Os gastos do dia a dia

Transporte público, compras no supermercado e na farmácia, souvenirs, bares, restaurantes, passeios, eventos, chip de celular… tudo isso custa dinheiro!

Informe-se junto ao seu anfitrião e aos viajantes que já voluntariaram lá sobre os gastos básicos diários, como o preço da cerveja, do ônibus, de um pacote de macarrão ou de uma entrada em um ponto turístico. Com esses valores em mente, defina uma média diária e multiplique pelo número de dias de sua viagem.

Os deslocamentos são algo importante a se considerar, pois alguns lugares mais isolados exigem que você pague por transporte para uma simples ida ao mercado ou ao centro da cidade.

Em sites como o Expatistan é possível comparar o custo de vida de diferentes cidades, para ter uma ideia do quanto um lugar é mais caro ou barato do que onde você mora.

Ok, mas… na prática, quanto fica tudo isso?

É muito difícil quantificar um valor médio de viagem de voluntariado para o exterior, pois são muitas variáveis envolvidas: o custo de vida do país, o valor do Real em relação ao dólar e à moeda local, o tipo de projeto no qual você vai trabalhar, os benefícios oferecidos pelo anfitrião, seus hábitos de viagem (se você gosta de comer fora ou cozinha a própria comida, se pretende fazer passeios turísticos, comprar muitos presentes ou beber cerveja todos os dias, por exemplo), a distância entre os países de origem e destino e outros detalhes.

Por isso, o ideal é que você mesmo faça uma tabela somando os seguintes gastos:

  • passagem aérea;
  • hospedagem;
  • alimentação;
  • projeto de voluntariado;
  • passaporte e visto;
  • seguro viagem;
  • deslocamentos internos;
  • passeios turísticos;
  • outros gastos diários (supermercado, farmácia, celular, bebidas);
  • reserva de emergência (sugiro o preço de uma passagem de volta para casa).

Para ajudar a ter uma ideia de quanto fica a brincadeira, fiz um levantamento da minha própria viagem e consultei outros viajantes a respeito dos custos totais de um intercâmbio de voluntariado:

Viajante: Cledson Luiz 

Destino: Peru 

Período: Maio de 2017 (15 dias)

Gasto total aproximado: R$ 3.000

Viajante: Isabela Bandeira

Destino: Quênia 

Período: Junho de 2017 (20 dias)

Gasto total aproximado: R$ 5.000

Viajante: Gustavo Leutwiler Fernandez 

Destino: Palestina 

Período: Março/Abril de 2018 (30 dias)

Gasto total aproximado: R$ 8.000

Agora você já pode se planejar financeiramente para seu trabalho voluntário no exterior, buscar novas fronteiras e explorar o mundo de uma forma bem sustentável e cheia de empatia.

Boa viagem!


08951906e41ed43a7b06437a9aedaad2

Gustavo

Fundador do Trip Voluntária e autor do livro "Africanamente: o que vivi e aprendi como voluntário...

Ago 09, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar tripvoluntaria saber :-)


Comentários