Quer saber como fiz a viagem mais barata da minha vida?

Uma das grandes dúvidas na hora de viajar é: quanto vou gastar? Por isso nesse artigo vou detalhar todos os gastos que tive ficando 1 mês e uma semana em Penha-SC, no Aymuray Magic Hostel.


F695d4617003e7d1bdea16b121f8f968

Amanda

Comunicóloga, viajante e apaixonada pela vida. Me formei em 2017 e desde então vivo buscando ...

+ Ver mais

Set 13, 2018

Voluntária em Cachoeira na cidade de Penha

1. Alimentação e mercado

Um das coisas que me atraiu nessa experiência é que, além de hospedagem, todas as refeições eram inclusas. Então, os meus gastos básicos de viagem foram quase a zero graças a isso. 

Café da manhã, almoço, café da tarde e jantar eram super bem-feitos e deliciosos. Para não dizer que não tive gastos com mercado, acabei comprando carne algumas vezes, pois as refeições são vegetarianas e eu acabei sentindo falta desse item.

Para essas compras existem vários mercados por perto, um fica a uns 500 metros, mas eu acabava preferindo pegar a bicicleta e pedalar um pouco mais para chegar no Silva ou no TOP, mercado maiores, com mais opções e menor preço. A dica é que se for comprar carne, toda quinta-feira tem promoção lá no Silva.

2. Transporte


Placa de direção do hostel

Para chegar até o hostel eu fui de carona pelo aplicativo Blablacar (que geralmente sai quase a metade da passagem de ônibus). Caso eu tivesse ido de ônibus, teria sido mais complicado. Não tem terminal em Penha, apenas em Piçarras ou Navegantes, e como o Uber é bem limitado (já que acabou de começar por lá), isso poderia te dar uma certa dor de cabeça ao chegar fora de hora. A cidade também não possui ônibus, apesar do ônibus de Navegantes cruzar a cidade em certos horários, o que pode ser uma mão na roda para se transportar.

O preço do ônibus é baixo, de 2 até 4 reais, dependendo do destino, e para saber os horários dá pra acessar o site da viação Navegantes (procure pelo ônibus com destino Piçarras). Existem vários pontos perto do hostel, atente-se as placas que ficam nos postes (nem sempre tem um ponto bem demarcado).

O Uber vive em preço dinâmico, mas como a cidade não é tão extensa, pode compensar usá-lo. Para chegar do hostel até a primeira praia de Piçarras você irá gastar por volta de 20 reais. Para chegar até o shopping de Navegantes esse valor varia de 20 até 30 reais. Uma opção também é usar o Blablacar, já que o tempo todo existem caronas indo para essas cidades por preços muito em conta (que eu detalharei mais a diante).

A maior parte da minha locomoção foi por bicicleta, já que o hostel oferece bikes e a cidade é ótima para andar com elas, tendo ciclovia em quase toda sua extensão nas vias principais. 

Algumas coisas também podem ser feitas a pé, mas aí tem que ter coragem pra pernar sempre uns dois quilômetros(a distância média das praias).

3. Diversão


Praia em Penha

Penha é a cidade do Beto Carrero World, a propósito, dá pra ver ele do hostel e ir andando tranquilamente até lá também. O preço do passaporte diário varia de 100 até 150 reais, o que foi salgado para mim, então não foi algo que eu fiz. Mas é sempre uma opção de diversão e entretenimento, já que o parque possui brinquedos e espetáculos que estão totalmente inclusos no passaporte.

A vida noturna da cidade se resume a lugares para comer, com um preço não tão baixo e pouca variedade. Porém, nesse ponto, a maior qualidade de Penha é a proximidade com cidades maiores, como a própria Navegantes a 5 min de carro do hostel, ou a Piçarras, que fica há uma ponte de distância de Penha. Para chegar a esses lugares a bicicleta pode ajudar, mas o Uber ou o ônibus são os mais recomendados.

Caso queira mais agitação e muitas outras opções, em meia hora se chega em Itajaí, uma cidade universitária e a maior entre essas. Balneário Camburiú é a cidade logo ao lado de Itajaí e, com 5 reais pelo Blablacar, você consegue chegar de Penha até lá. Também tem Blumenau, que, se você tiver sorte de encontrar caronas, pode chegar lá com 10 reais pelo Blablacar também.

O maior entretenimento de Penha sem dúvida são as praias, algumas paradisíacas, como a da Paciência, outras mais turísticas, como a Praia Grande, e a minha preferida, a Armação, que dá pra chegar em 10 min de bike. Lá em Penha até o chuveiro pós mar é gratuito, o que torna esse o programa mais barato de todos.

No final das contas eu gastei menos de 200 reais ficando mais de um mês, o que tornou essa experiência Worldpacker uma das mais baratas de toda a minha vida. Só posso dizer que valeu muito a pena. 



F695d4617003e7d1bdea16b121f8f968

Amanda

Comunicóloga, viajante e apaixonada pela vida. Me formei em 2017 e desde então vivo buscando ...

+ Ver mais

Set 13, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar Amanda saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor