Saiba como montar um roteiro para um mochilão na Tailândia

Apesar de ficar distante do Brasil, fazer um mochilão na Tailândia é mais acessível do que você pensa. Saiba como iniciar essa aventura e elaborar o melhor roteiro!


0abc9e942e7f514952c38fa1bda6888d

Rosana Romão

Fev 28, 2019

Jornalista, corredora e mochileira. Amo meu Ceará, mas sou curiosa e quero conhecer o mundo. Bora?

Saiba como elaborar seu roteiro de mochilão pela Tailândia

A Tailândia é um dos destinos mais desejados do mundo devido a sua beleza e cultura exótica. O país é repleto de atrações: 1.430 ilhas de águas mornas e cristalinas, praias paradisíacas, massagens

Se você está interessado ou interessada em fazer um mochilão pela Tailândia, esse país que encanta tantos viajantes que passam por lá, confira as minhas dicas para o seu roteiros:

Roteiro de cidades para o seu mochilão na Tailândia:

O período ideal para conhecer a Tailândia são 20 dias. Porém, se você tiver mais tempo disponível, sua experiência será mais completa. Veja quais cidades não podem faltar na sua lista.

1. Bangkok


Bangkok é a primeira cidade que você deve visitar em seu mochilão pela Tailândia

Certamente o seu ponto de entrada no país será a capital Bangkok. Uma cidade surpreendente que merece, no mínimo, três dias de estadia. É um ótimo lugar para se ambientar com a cultura tailandesa.

De dia você pode visitar os grandes templos e monumentos e à noite conferir a agitação da rua turística Khao San Road.

Até mesmo parar para observar as pessoas em trânsito é uma atividade interessante. A rede de transportes funciona bem e oferece diferentes tipos de locomoção: metrô, skytrain, barcos e tuk-tuks. Eles dão acesso a todos os atrativos da cidade, como o famoso Mercado Flutuante e os templos do Grand Palace. Não deixe de conhecer o What Pho, que tem o Buda deitado.

As compras baratas são garantidas no mercado Chatuchak nos finais de semana. Já as comidas exóticas — como escorpião — você encontra na Khao San Road.

Para animar a noite, conheça os Go-Go Bars. E se você gosta de lugares históricos, reserve um dia para ir até Ayutthaya, antiga capital da Tailândia. A cidade que fica a apenas duas horas de trem, então é válido fazer um bate e volta.

2. Chiang Mai


Não deixe de viajar para Chiang Mai durante seu mochilão pela Tailândia

Essa é uma das cidades mais importantes do norte do país. É cosmopolita, tem mais de 300 templos e diferentes culturas convivendo em harmonia — como a tribo das mulheres girafas, com diversos anéis no pescoço.

Em quatro dias é possível visitar os principais pontos turísticos: Wat Phra Singh, Wat Chedi Luang, Wat Sri Suphan, Wat Umonge, Wat Phan Tao e Royal Park Rajapruek.

Para vivenciar a cultura local, acompanhe o ritual de Oferecimento das Almas na porta do Wat Phratat Doi Suthep. Lembre-se de levar uma doação de alimento para os monges. 

Outra parada importante é o Talat Warorot, um dos maiores e mais antigos mercados da cidade. Uma dica: negocie os preços. Outro atrativo de Chiang Mai é o santuário para elefantes resgatados, o Elephant Nature Park.

3. Krabi ou Phuket


Mochilão Tailândia: Phuket

Essas cidades servem como base para as ilhas paradisíacas do sul da Tailândia, como Ko Phi Phi e Ko Lanta. O ideal é escolher uma delas para a hospedagem e fazer os passeios durante o dia. Para conhecer a região com calma, dois dias são suficientes.

Phuket é mais turística e movimentada, tem várias opções de passeios, spas e espetáculos, mas também é mais cara (incluindo o voo). Em contrapartida, Krabi é acessível, mas fica distante da praia. É uma cidade bastante simpática, cercada por mata virgem e atrativos como cavernas e a água verde esmeralda.

4. Ko Phi Phi


O desejo de todo viajante em um mochilão na Tailândia: as ilhas Phi Phi

Esse é um dos principais motivos das viagens para a Tailândia: a famosa Maya Bay. O lugar serviu de cenário para o filme “A Praia”, estrelado pelo ator Leonardo Di Caprio. Como não é possível hospedar-se na ilha, os passeios duram apenas um dia.

Apesar da grande movimentação de turistas, a beleza da praia é incontestável. Se preferir mais sossego, experimente o passeio de barco que começa no pôr do sol e permanece na praia até o início da manhã, quando a praia ainda está vazia. É uma experiência inesquecível!

Transporte:


Dicas de transporte para mochilão na Tailândia

Para se locomover no país você pode optar por trem, ônibus, ferry e avião. Vale lembrar que os preços variam de acordo com a temporada, o meio de transporte, a distância percorrida, a classe escolhida e a antecedência de compra.

Por exemplo, as viagens longas (norte-sul) em trens noturnos custam entre 700 e 1000 baht, já as curtas saem por 20 baht (Bangkok-Ayutthaya). De avião os preços são semelhantes ao da viagem de trem — sem despachar bagagem.

as viagens de ônibus são mais econômicas: cerca de 500 a 800 baht para viagens longas e 80 a 250 baht para viagens curtas. De Ferry você pode escolher entre speed boat ou ferry e pagar entre 350 a 700 baht. Em alguns casos será necessário o combo ferry e van, como o trajeto de Koh Phi Phi e Koh Lipe, que custa em média 1950 baht.

Alimentação:


Saiba o que comer durante seu mochilão na Tailândia

A alimentação vegetariana e as refeições com proteína tem preços semelhantes, já a vegana custa em média 25% a mais. Pratos com camarão também são mais valorizados. Para ter uma ideia, um almoço de rua custa entre 30 e 60 baht. Em um restaurante simples fica entre 40 e 70 bath e nos mais sofisticados o valor é acima de 80 bath. Nas ilhas a média é de 150 baht.

O ideal é economizar no dia a dia e reservar dinheiro para os passeios, pois eles podem custar de 200 a 400 baht, como o tour entre as ilhas Koh Phi Phi e Koh Lipe.

Clima:

A Tailândia tem clima tropical, quente e úmido, dominado pelas monções. As principais estações são o verão chuvoso, entre maio e outubro, e o inverno seco, entre novembro e abril. O período mais quente ocorre entre março e maio, já o mais fresco, seco e com baixa umidade é de novembro a fevereiro.

A temporada de chuvas acontece com a chegada das monções do sudoeste: de maio até o final de outubro. Nesse período há possibilidade de chuvas por vários dias seguidos.

Se você está lendo até aqui, provavelmente já está sonhando com o seu mochilão na Tailândia. Sem dúvidas será uma experiência única e inesquecível.

Sair da zona de conforto, fazer um intercâmbio cultural, aprender e praticar outros idiomas são apenas algumas vantagens de fazer um mochilão. E você pode ter tudo isso com o cenário deslumbrante que a Tailândia oferece.

Mesmo que o seu orçamento seja curto, você pode prolongar a sua estadia realizando um trabalho voluntário. Que tal fazer trabalhar com jardinagem em Chiang Mai, ensinar idiomas ou fotografar mergulhadores? Em alguns locais, além da hospedagem, você também pode ganhar refeições gratuitas e descontos nos passeios. Imperdível!


0abc9e942e7f514952c38fa1bda6888d

Rosana Romão

Fev 28, 2019

Jornalista, corredora e mochileira. Amo meu Ceará, mas sou curiosa e quero conhecer o mundo. Bora?


Gostou? Não esqueça de deixar Rosana Romão saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor