7. Tipos de trabalho: mídias sociais

Aprenda tudo sobre a rotina de um nômade digital que trabalha com mídias sociais: o que faz, quanto ganha, quantas horas trabalhas e mais!

E56e2ad24ca6a189efd54a2cfcd71838

Raquel

Mai 01, 2020

7min

tipos-de-trabalho-midias-sociais

O que significa ser um nômade trabalhando com mídias sociais?

As redes sociais ocupam grande parte do nosso tempo e essa realidade é vista como pesadelo por uns e oportunidade por outros. 

Os aplicativos do Facebook, Instagram, YouTube, Whatsapp e outros, provavelmente já estão em seu celular e você pode trabalhar com eles de onde estiver e viajar o mundo.

Como se tornar um profissional de mídias sociais?

Entrar no mercado dos profissionais de mídias sociais é uma ótima aposta para os nômades digitais. Empresas de todas as áreas, ONGs e personalidades precisam se comunicar com seus seguidores e fãs. E por que não, aproveitar as ferramentas das mídias sociais para um projeto seu? Para isso você vai precisar:

1. Conhecer o seu público

Para gerenciar suas mídias sociais ou a de um cliente, você precisa conhecer o seu público. Definir um nicho é muito importante para ter certeza de que sua mensagem está alcançando o público certo e que sua marca vai se tornar referência no assunto.

2. Estar antenado

Cada Mídia Social exige um estilo de imagem, texto e interação diferente. Além disso, ser o primeiro a embarcar em uma nova rede social e aprender com a concorrência são obrigações de quem trabalha na área.

 3. Periodicidade

Seja programando suas publicações ou vivendo aventuras incríveis todos os dias, seus seguidores esperam novidades e novos conteúdos de forma periódica. A quantidade de posts vai variar a cada marca e a cada estratégia porém, no mundo das mídias sociais, uma semana de silêncio é uma eternidade.

4. Qualidade

Assim como a quantidade é importante, a qualidade é fundamental. Uma foto incrível, um feed organizado, uma edição diferente de vídeo e textos bem apurados vão fazer toda a diferença entre um perfil de sucesso e mais uma página como as outras.

5. Análise de resultados

Entender seus resultados é tão importante quanto produzir conteúdo para as redes. 

O Facebook, o Instagram e o Youtube disponibilizam a quantidade de acessos, o número de cliques, o tempo na página e informações mais detalhadas como a idade do seu público e a localização. 

Com estas informações é possível traçar metas, criar campanhas e realizar anúncios pagos para atingir resultados cada vez melhores e trabalhar de qualquer lugar.

Como melhorar suas habilidades de mídias sociais?

Existe uma infinidade de cursos presenciais, cursos online, livros, e-books e até universidades para futuros profissionais de mídias sociais, mas a realidade é que a maioria dos influenciadores digitais adora “fuçar” e aprender sozinho, assim como os profissionais de mídia, que aprendem via vídeos no Youtube e artigos de sites especializados. 

Vale a pena se aperfeiçoar nas técnicas de:

Fotografia

Independente do propósito da marca ou do perfil pessoal, fotos incríveis em alta resolução sempre vão ajudar. Um bom celular e uma boa câmera são os melhores amigos da maioria dos nômades digitais.

Vídeo

Os vídeos prendem a atenção do espectador como nenhum outro meio. Gravar e editar está cada vez mais fácil. Invista seu tempo para melhorar seus Stories do Instagram e seu Canal do Youtube. O áudio, o enquadramento, a iluminação e uma edição bacana fazem toda a diferença.

Redação

O profissional de mídias sociais precisa dominar a redação para conseguir escrever de acordo com a imagem que a marca quer passar e de uma forma que o público alvo se sinta mais à vontade. Um perfil profissional não pode ter erros de português, mas pode se comunicar de forma coloquial por exemplo.

Marketing digital

Um perfil, por mais incrível que seja, só gera lucro quando é bem divulgado. Dominar ferramentas de Marketing é essencial para o profissional que quer trabalhar com Mídias Sociais de qualquer lugar. 

O que você aprender com artigos, livros e videoaulas sobre o assunto vai te ajudar a criar um perfil interessante e também a espalhar suas ideias por aí.

Que tipos de trabalho posso fazer com mídias sociais?

Milhares de nômades digitais estão neste momento conectados em algum lugar do mundo trabalhando com o que acreditam. 

Você pode escolher alguns dos caminhos já percorridos por outros nômades e pode ainda, inventar sua própria profissão e inovar em sua área de trabalho. 

Algumas das atividades mais comuns exercidas por quem trabalha de qualquer lugar do mundo são:

1. Produzir conteúdos

Cada vez mais empresas, sites, blogs e portais buscam colaboradores que produzam conteúdo de qualidade para aumentar sua relevância na Web. Você pode produzir conteúdo para as mídias sociais deles enquanto viaja.

2. Ensinar

Cobre por suas aulas, cursos e palestras onlines. Não vão faltar alunos enquanto o assunto que você ensinar for relevante. Aulas de marketing digital, mídias sociais e empreendedorismo e outros temas podem ser abordados.

3. Fazer freelas

Profissionais que antes perdiam horas de locomoção até o escritório estão sendo contratados para trabalhar de suas casas, no esquema Home Office. E por que não transformar o mundo em sua casa? Você pode trabalhar com copy, design gráfico, ilustração, fotografia, diagramação e receber por projeto fechado.

4. Gerenciar mídias sociais

Gerenciar as mídias sociais significa criar publicações, responder dúvidas, comentários e analisar os resultados. As plataformas digitais como Facebook, Instagram e Youtube transformaram a forma com que as marcas e os clientes se relacionam, por isso, é importante estar antenado às novidades, criar um cronograma de postagens e inventar novas maneiras de cativar seus seguidores todos os dias.

Quanto ganha em média um nômade que trabalha com mídias sociais?

Uma das características principais dos Nômades Digitais é que ganhamos o quanto trabalhamos e não quanto tempo ficamos no escritório. Por isso, quanto mais entregamos, mais ganhamos e o inverso também funciona. 

Essa ideia encaixa perfeitamente com quem ama o que faz e cria uma rotina possível. Você pode cobrar por seu trabalho com mídias sociais de duas formas principais:

  • Por horas

Muitos freelancers imaginam o salário que querem ganhar e dividem pelas horas que trabalham. Esse resultado é, em média, o valor da hora de trabalho. Assim, quando um novo cliente chega, o profissional calcula quantas horas serão necessárias para atingir determinados objetivos e cobra seu preço.

  • Por mês

Esta forma funciona como um salário. Você se compromete a manejar todos os aspectos das redes sociais da empresa e se torna responsável pela produção, divulgação e gerenciamento das páginas. Imagine o salário que quer receber e faça sua proposta comercial.

Quantas horas trabalha-se por semana?

Eu trabalho em média 30 horas por semana. 

Na parte da manhã faço trabalhos voluntários em Hostels ou estudo. Separo a parte da tarde para trabalhar. Não tenho um horário fixo, mas busco trabalhar mais horas em dias que eu me sinto com mais foco e atenção e nos dias que quero conhecer a cidade, trabalho menos horas.

Eu sempre trabalho de final de semana, mas é uma escolha minha. Prefiro organizar meu trabalho com pausas durante a semana e por isso, sempre fica alguma tarefa para sábado e domingo.

Como organizar sua rotina como nômade?

A chave para organizar seus horários durante a viagem é o planejamento. Algumas ferramentas como o Trello são essenciais para nômades digitais que executam diversas tarefas ao mesmo tempo. 

E prepare-se, assim que você se tornar um profissional que trabalha de qualquer lugar do mundo você vai:

1. Viajar mais devagar

Viajar como nômade digital é diferente de fazer um mochilão ou uma viagem de férias. 

Você vai precisar disponibilizar algumas horas do seu dia para trabalhar e por isso, não vai conseguir conhecer tudo em pouco tempo. Porém, uma vantagem de viajar mais devagar é viver experiências mais verdadeiras e conhecer a cultura local com mais profundidade.

2. Precisar de Wi-fi bom

Passar mais de um final de semana sem acesso a internet pode significar perder um monte de clientes e acabar com a sua viagem. Você vai se acostumar a escolher lugares com internet rápida e um bom café expresso.

3. Aproveitar mais seu deslocamento

Esqueça do horário do ponto, da "uma hora de almoço" e do fim de expediente há muito tempo e trocaram o escritório pela estrada. 

Por isso, as horas de viagem de avião, ônibus ou trem são utilizadas para adiantar projetos e planejar a semana. Outro ponto positivo é que qualquer hora pode ser momento de um “Happy Hour” surpresa.

4. Perceber seu ritmo

Durante sua viagem você vai perceber se você trabalha melhor de manhã, à tarde, a noite ou pela madrugada e também, se você prefere realizar uma tarefa por vez ou tudo ao mesmo tempo. 

Eu nunca paro de pensar em minhas tarefas. Uma prática que me ajuda muito é ter consciência do tamanho e da dificuldade da tarefa para saber em quanto tempo vou realizá-la e qual sua prioridade.

Como me tornei nômade digital trabalhando com mídias sociais?

Minha primeira experiência foi em uma oportunidade de voluntariado da Worldpackers em um Hostel no Norteda Argentina. 

Quando conheci meu anfitrião, ele não oferecia vagas para voluntários de Mídias Sociais, por isso, comecei trabalhando na limpeza e recepção do Hostel. 

Aproveitei meu tempo livre para subir algumas fotos e contar um pouco da experiência que o Hostel proporciona nas redes sociais deles. Em menos de uma semana, as páginas ganharam seguidores e eu comecei a receber mensagens de viajantes querendo saber sobre preços e reservas. 

Fui contratada para continuar o trabalho e recebo 100 dólares por mês para cuidar e gerenciar as mídias sociais do Hostel, que têm resultados cada vez melhores e eu, sigo viajando.