Tire suas viagens do papel com ajuda de experts em viagem!
Torne-se membro até 29/02 e participe de webinars exclusivos com viajantes experientes.

O que é Turismo Regenerativo e como viajar assim na prática?

O turismo regenerativo oferece uma nova forma de experimentar o mundo, beneficiando as pessoas e os lugares que visitamos. É um chamado para repensarmos o impacto das viagens.

6min

Pouco tempo atrás, quando estávamos confinados em nossas casas por conta de uma pandemia global, surgiram muitas reflexões sobre a situação do nosso planeta, tanto ambiental quanto socialmente. E no meio das viagens não foi diferente: muitos viajantes começaram a questionar a forma em que viajavam. Assim, o turismo regenerativo foi ganhando mais destaque e adeptos.

Não é novidade para ninguém que o turismo de massa provoca danos aos destinos e as comunidades locais, como o esgotamento de recursos naturais, a degradação de patrimônios históricos, entre outros.

Mais do que apenas minimizar o impacto socioambiental de nossas viagens, o turismo regenerativo oferece uma nova forma de experimentar o mundo: beneficiando as pessoas e os lugares que visitamos. É um chamado para repensarmos nosso impacto e o que semeamos em nossas caminhadas por aí.

Continue a leitura para entender o que é o turismo regenerativo e como você pode utilizar esse conceito em suas próximas viagens para torná-las mais conscientes e positivas para você e para o planeta.

Veja também:

O que é Turismo Regenerativo


voluntários praticam o turismo regenerativo

De forma resumida, o turismo regenerativo pode ser definido como deixar um destino melhor do que o encontrou. A ideia vem de uma posição ética mais profunda, focada não apenas em evitar causar danos, mas em devolver mais do que recebemos, ou seja, regenerar. Por meio de ações que trazem melhorias ambientais, sociais e econômicas para o lugar e todas as formas de vida que ali habitam.

Assim, a ideia do turismo regenerativo se concentra no destino, nas comunidades locais e no meio ambiente, e não apenas no aspecto turístico. Propondo, assim, uma relação mais harmoniosa entre indivíduos, natureza e sociedade.

Segundo Martín Araneda, engenheiro comercial, consultor e facilitador do turismo regenerativo, esse estilo de viagem “não se trata apenas de conservação, mas também de regeneração e reparação dos danos causados". Logo, o objetivo final é que todos os envolvidos experimentem uma atividade que contribui para o tecido social e para a identidade local.

Leia também: Turismo consciente: somos viajantes responsáveis?

Turismo Sustentável versus Turismo Regenerativo


"não existe planeta B", diz placa usada em manifestação em prol do meio ambiente

Outro termo que está em voga nos últimos anos, devido à crítica situação ambiental do mundo, é a sustentabilidade. Provavelmente você já se perguntou como ser mais sustentável e fazer sua parte na restauração da Terra, não é?

Porém, segundo especialistas, a ideia de “sustentar” já não é mais suficiente para o tanto que degradamos o planeta; é preciso regenerar. E é aí que entra a principal diferença entre o turismo sustentável e o regenerativo.

A viagem regenerativa propõe que, além da redução dos impactos, o setor de turismo e todos os envolvidos atuem ativamente em melhorar os espaços. De acordo com Anna Pollock, CEO da Conscious Travel, o turismo regenerativo “trata-se de gerar mais das coisas que importam: saúde, vitalidade, resiliência, nossa capacidade de cuidar uns dos outros, comunidade”.

Outra diferença é a participação da comunidade. Na sustentabilidade, caso as necessidades da população sejam diferentes do negócio turístico, os agentes procuram formas de compensação. Já na regeneração, as comunidades são protagonistas e cocriadoras dos projetos turísticos.

Princípios do Turismo Regenerativo

Para entender melhor o conceito, confira alguns dos princípios da viagem regenerativa de acordo com Sônia Teruel, especialista em turismo sustentável e regenerativo:

  • Três relações: desenvolver a relação do homem consigo mesmo, com os outros e com a Terra.
  • Co-evolução do homem com a Terra: compreensão de que o ser humano é parte integrante da natureza.
  • Sentido de lugar: entender as características, particularidades e a cultura local. E a partir disso, pensar em soluções e projetos de melhoria.
  • Co-design e engajamento das partes interessadas: entender que os moradores devem participar ativamente e um alinhamento deve ser feito entre a história local, o propósito e as aspirações dos moradores de um lado, e o propósito do projeto do outro.
  • Visão integradora: entender que não existe uma entidade isolada, pois tudo está conectado em sistemas que interagem e se relacionam entre si.

Como um turista pode ser regenerativo


ações de limpeza de praias são um bom exemplo de turismo regenerativo

Para ser um turista regenerativo, primeiro é necessário repensar nosso relacionamento com a nossa casa, o planeta Terra, e também uns com os outros. Ao chegar a um destino, o viajante deve se manter aberto para conhecer e se conectar com as pessoas e contribuir conscientemente com os recursos que deixa para trás.

No contexto turístico, é preciso começar a questionar. Trata-se de se informar com os operadores de turismo, anfitriões de hospedagens e empresas de viagens sobre como seus passeios, estadias e experiências regeneram os destinos que você pretende visitar. E a partir daí fazer suas escolhas com consciência.

Para saber se uma experiência é realmente regenerativa, verifique se ela se enquadra nos princípios regenerativos. As vivências baseadas em regeneração devem ter abordagens com base em respeito mútuo, relações em rede e conexão com a natureza e todos os seres vivos e não vivos envolvidos.

Exemplos de Turismo Regenerativo


o beach clean up é uma forma de atuar como um turista regenerativo

Um exemplo de Turismo Regenerativo é o Beach Clean Up da Worldpackers, plataforma brasileira de voluntariado em viagens.

Esse projeto consiste em ações de limpeza de praias realizadas por voluntários. O objetivo principal das ações é causar impacto socioambiental positivo para o planeta, recolhendo o lixo que está nas praias, separando-o corretamente e encaminhando os resíduos coletados para o descarte adequado.

A Worldpackers é uma plataforma em que você troca suas habilidades por hospedagem gratuita e outros benefícios. Assim, em troca de participar da ação de limpeza de praia, que dura cerca de 6 horas, o voluntário recebe hospedagem gratuita por duas noites em hostels parceiros.

Além de deixar as praias mais limpas e reduzir a quantidade de lixo no mar, a principal intenção de um beach clean up é promover a conscientização, assumindo nossa parte como responsáveis pelo impacto que causamos no mundo.  

Curtiu a ideia? Confira quando vão rolar as próximas ações de limpeza de praia.

Outro exemplo de turismo regenerativo é o Centro de Desenvolvimento Sustentável Guaçu-Virá. Esse Polo de Educação Ambiental no Espírito Santo tem iniciativas que envolvem programas de educação ambiental, desenvolvimento e valorização das habilidades das comunidades locais, capacitação profissional, eventos sociais e pesquisas sobre a fauna e a flora local.

E você também pode ser um agente transformador nesse projeto. O Centro Guaçu-Virá está na plataforma da Worldpackers com oportunidades de voluntariado. Os voluntários participam de atividades de manejo das plantas, educação ambiental, produção de composto vegetal e criação de linhas de cultivo. E em troca recebem hospedagem, alimentação e muito aprendizado.

Na Worldpackers você encontra, além desses, vários outros projetos ecológicos e que promovem regeneração ambiental. Alguns exemplos são essa agrofloresta na Chapada Diamantina (Bahia), esse ecolodge em Ibiúna (São Paulo), o Instituto Ambiental Bugio Ruivo em Eldorado do Sul (Rio Grande do Sul) e o espaço de permacultura Soluna Espaço Veg, em Florianópolis (Santa Catarina).

De tudo isso, o mais importante que podemos absorver do turismo regenerativo é que temos a capacidade de, além de reduzir nosso impacto, regenerar e recriar condições para que todas as partes de um sistema possam expressar todo seu potencial.

E aí, você já conhecia o Turismo Regenerativo? Aproveite a oportunidade de viver uma viagem regenerativa e crie um perfil gratuitamente na comunidade Worldpackers para conferir mais vagas de voluntariado!



Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor

Mais sobre esse tema