Categorias

Um agradecimento a amiga que me apresentou a Worldpackers

Uma amiga que sabe o quão apaixonado eu sou por viajar me contou que conheceu várias cidades da Espanha através da Worldpackers. Ela disse “Edu, acho que esse programa é a solução dos teus problemas”.


2d9cebe961c732cb0c471ff3abe0d3ff

Edu

Meu espírito é aventureiro, tenho uma paixão incondicional pela vida e um anseio por experiências...

Jun 18, 2018

festa no Pura Vida Hostel

Eu precisava me reencontrar após uma série de fatos que ocorreram na minha vida e não existe melhor forma de fazer isso do que viajando. Porém, melhor que viajar, é estar de corpo e alma em um novo lugar. Trabalhar, fazer amigos, se aproximar das pessoas locais e viver a cultura de cada canto. Sabendo dessa minha necessidade a Ivana mudou o meu destino.

Eu tenho duas experiências como Worldpacker em dois lugares completamente diferentes: Rio de Janeiro e Manaus.

Depois de dois meses mochilando, eu tenho a certeza de que uma nova forma de viajar é possível. Uma nova forma de viver. O espírito colaborativo toma conta de você, essa energia de ajuda te leva a querer colaborar cada vez mais com os lugares por onde passa e receber isso de volta é quase que automático.

Já pensou você estar em casa pensando “eu não tenho grana, não posso viajar”, “viajar é pra gente rica”, “meu sonho é fazer um mochilão, mas não sei quando vou conseguir” e de repente alguém te apresenta uma alternativa? Não é a grana que vai te fazer viver grandes experiências, é a força de vontade. Você tem muito a oferecer. Ideias, habilidades, trabalho, ajuda... Isso vai te jogar no mundo, isso vai te permitir viver o seu sonho.

Experiências muito marcantes acontecem durante o processo. No meu caso, saltei de parapente no Rio e ao sentir meus pés sem chão eu chorei, chorei como uma criança. Não era medo, era emoção, era gratidão. Medo eu tive antes de saltar, mas essa é a graça: superar e descobrir que sempre se pode mais.

Saindo do Rio direto pro meio da Floresta foram mais e mais experiências pra nunca mais esquecer. Manaus é uma cidade grande, mas logo ali do lado você pode viver a natureza e a simplicidade de uma forma incrível. Mergulhei com botos cor de rosa, visitei tribos indígenas, vi uma sucuri gigante no rio e ainda dormi no meio da floresta em uma rede. Foi sem dúvidas o ápice da viagem.

paisagem do Rio de Janeiro

Sobre a cultura local e o choque, o que posso dizer é que a vida é bem mais simples do que parece. Passei três dias isolado da cidade grande, no meio da floresta, comendo somente comidas típicas do Amazonas, muito peixe e farinha. Aprendemos muito sobre o nível do rio, quando sobe, quando desce e a importância das casas flutuantes que se movem conforme a cheia do rio. Vimos a simplicidade e a felicidade nos olhos de quem vive dessa forma. Casas flutuantes, barco como meio de transporte para ir à escola, à igreja e ao salão de festas da comunidade. Incrível!

Você vai crescer e aprender muito.

Em um mês no Rio de Janeiro posso dizer que coloquei o espanhol pra funcionar. Conheci gente do Peru, Colômbia, Argentina e Chile e até esqueci como se falava português nesses 30 dias. Quase um intercâmbio só que dentro do Brasil.

Você se destrava, se abre, se permite e passa a ser comunicativo e curioso de uma forma que nunca imaginou antes. Somos mais humanos, mais solidários e muito mais amorosos do que acreditamos e a estrada, o trabalho voluntário e a vida em hostel vai te ensinar muito sobre isso. Pra mim foi a melhor lição dos últimos anos.



2d9cebe961c732cb0c471ff3abe0d3ff

Edu

Meu espírito é aventureiro, tenho uma paixão incondicional pela vida e um anseio por experiências...

Jun 18, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar EduPeloMundo saber :-)


Comentários