Categorias

Voluntariado na Costa Rica com a Worldpackers

Tudo mudou quando decidi assumir o controle da minha vida e começar a fazer o que eu realmente queria.

worldpackers_costa rica

Eu quero contar pra vocês sobre a minha viagem para a to Costa Rica como uma worldpacker.

Tudo mudou quando decidi assumir o controle da minha vida e começar a fazer o que eu realmente queria: explorar novos lugares e viver no meio da natureza com pessoas que compartilhassem o amor por ela e que pudessem me ensinar a protegê-la e usá-la de uma forma mais consciente.

Assim que tomei essa decisão na minha cabeça, o universo começou a conspirar a meu favor. Exatamente no dia seguinte, eu vi um anúncio no Facebook que dizia: “Como viajar com quase nada”. Claro, eu cliquei no link e caí no site da Worldpackers, onde depois de apenas escolher que tipo de viagem eu queria e para onde gostaria de ir, eu imediatamente vi uma foto linda de um lugar fantástico chamado Rancho Margot no meio da floresta tropical, do lado de um lago e de um vulcão. Foi só ver a foto e ler que era um lugar autossuficiente e desconectado, que eu me apliquei imediatamente. Era exatamente o que eu estava procurando.

Esta era uma experiência de viagem única. Assim que eu cheguei no rancho, eles já me fizeram sentir como parte daquele grande projeto e percebi que eu estava fazendo algo para ajudar o planeta oferecendo meu conhecimento em arquitetura e cerâmica. Afinal, mesmo eu sendo somente uma gota no oceano, se as minhas ações puderem ajudar um lugar como esse a continuar operando, e quanto mais pessoas ao redor do mundo decidirem participar desse movimento, nós transformaremos o mundo em um lugar incrível de se viver.

O que mais me impressionou durante a minha estadia no rancho foi a energia que permeava o lugar - eu nunca tinha vivenciado tanta mágica antes. Era como se tudo acontecesse no momento perfeito para criar uma nova oportunidade de aprendizado. Viver lá foi maravilhoso! Eu aprendi que quanto mais você dá à mãe-terra, mais presentes ela te dará de volta.

Essa experiência levou a uma inesperada mudança de rumo na minha vida: eu sei que, de agora em diante, eu vou continuar a procurar lugares assim para morar e continuar aprendendo. E eu espero algum dia começar o mesmo tipo de projeto, no qual as pessoas e a natureza convivam juntos em harmonia, ajudando-se mutuamente a melhorar e a viver melhor.

Tive o prazer de trabalhar diretamente com Don Juan, o dono e fundador do Rancho Margot, e ficou claro para mim o quanto ele é um homem apaixonado pelo que faz e o quanto acredita no seu projeto e quer compartilhá-lo com todas as pessoas ele conseguir.

Eu aprendi muito, não só com ele, mas com todos os outros trabalhadores, voluntários e hóspedes no rancho. Eu fiz tantos novos amigos! Lá é um lugar onde você estabelece conexões reais e profundas com as pessoas. Eu encontrei o tipo de pessoa que quero conhecer, que se importam com a saúde e o meio-ambiente, que são amigáveis e viajantes que compartilham as minhas ideias sobre a vida.

Eu percebi que existem lugares nos quais eu não me sinto tão deslocada. Eu não sei por que eu demorei tanto para decidir viajar dessa forma e agora eu não quero parar - e não acho que vou porque existem tantas possibilidades!

Eu recomendo 100% que você comece a voluntariar e mude a sua vida.

Pela worldpacker Yvonne Segura Armand



Curtiu? Mande um Obrigado! Dúvidas? Comente :-)


Comentários