Canto da Coruja

Camping e glamping m cabanas de palha ao lado da portaria do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, e 500m da Vila de São Jorge. Todos podem ir a pé aqui da pousada até as cachoeiras do Parque Nacional.

Aqui somos uma família, pai, mãe, 3 crianças, e voluntários sempre em revezamento. Trocamos aprendizagens e permacultura, nós e voluntários mais experientes aqui ensinam os novatos. Oferecemos almoço no dia das atividades/trabalhos.


Reviews

4.5
16 reviews16

Staff & Host

4.5

Hours & Tasks

5.0

Hostel

4.5

Learning & Fun

5.0

Brazil

5

Minha vivência no Canto da Coruja superou as expectativas, fui muito bem acolhida. Uma imersão de conhecimentos pra vida. Curti demais a vibe do local e aprendi muito com a Kelly e o Christian, desde as questões da agrofloresta até às conversas e bate papos. 4 semanas foram muito pouco pra tanto aprendizado, sinto que ainda tenho muito mais a aprender. Agradeço demais a oportunidade e o contato direto com o projeto criado por eles. Muita gratidão pelo acolhimento e ensinamentos. Saudade do suco verde, pães,
bolinho vegano e principalmente de tudo o que a Chapada me proporcionou.❤️

19 days ago

Brazil

5

o canto da coruja foi uma experiencia linda! o camping é super confortavel, a Kelly é uma mulher admiravel e compartilhou seu conhecimento sobre plantas e agrofloresta.
recomendo a experiencia, a chapada é maravilhosa, tem uma energia incrivel!

20 days ago

Portugal

5

Se você busca uma imersão total na natureza e ao mesmo tempo aprender, evoluir, se divertir e ficar em paz, não tenho dúvidas que o melhor lugar na chapada para isso é no canto da coruja. Recomendo demais essa vivência, levarei pro resto da minha vida. Gratidão Kelly e Christian por todas as ideias, lições, troca de conhecimento e principalmente pelo carinho e atenção.

28 days ago


Kelly Cristina replied

Victor, sentiremos saudades de suas risadas e bom humor. Abraço forte.

Brazil

2

DESAFIADOR! Com 3 dias fui convidado a me retirar sem nunca ter desrespeitado nenhum regra. O trabalho foi questionado com apenas 2 dias, sendo que dentre os voluntários era o único que cumpria os horários corretamente, iniciando sem atrasos e sem enrolar, realizava tudo com empenho e dedicação enquanto via outras duas ainda tomando café ou fugindo da anfitriã para não receber novas tarefas. Apesar de grato pelos conhecimentos e melhora pessoal, não recebi as 3 refeições como descrito na vaga o que aumentou meu custo. Não existe desconto em hostels parceiros e a bike não dá pra usar.

about 1 month ago


Kelly Cristina replied

Henrique, sua avaliação pode ter críticas, mas mentiras a nosso respeito, Isso é difamação.

Sua atitudes aqui foram incovenientes e desgastantes para nós e outros voluntários,e temos várias testemunhas.

A questão da alimentação eu te passei antes de chegar aqui, e até sugeri que você poderia não vir se não quisesse. Está tudo registrado via whatsapp.

A questão dos trabalhos das outras pessoas dizem respeito a elas, e não cabe a você avaliar. Acusações levianas contra outros voluntários, para parecer bom, isso jamais aceitaremos.

"Quando Pedro fala de João, está mais falando de si mesmo do que de João."

Você não reconhece, nunca reconheceu qualquer erro e desídia no seu trabalho. Até seu andar era lento nas atividades. Levou o dia todo para plantar a mesma área de grama que uma voluntária mulher fez numa manhã, e seu comentário de comparação na divisão das tarefas é inapropriado sobre a divisão das tarefas, aqui dividimos as atividades conforme demanda e competências.

Você apresentou dificuldades em ouvir e fazer as tarefas conforme solicitado.
Por exemplo: para tampar o buraco da lama, pedi 4 vezes para fazer a mesma tarefa, eu chegava lá e você estava fazendo outra coisa, diferente do pedido. A grama foi plantada com o dobro do espaçamento pedido, apesar de te mostrar como fazer.

Achei que com nossas conversas você tivesse aprendido, eu ia deixar essas questões no privado. Mas sai cuspindo no prato que comeu.

Fala alto, não ouve, só fala de si o tempo todo, e até quando atende o telefone não tem a mínima noção de sair do espaço coletivo na cozinha. As pessoas não são obrigadas a ouvir sua ligação pessoal no viva voz. Você não é o centro das atenções.

As outras voluntárias não queriam ficar perto de você,e saiam quando você chegava.

Vai pegar as coisas na cozinha, passa por cima dos outros, não pede licença, e até sem camisa fica de forma constrangedora se posicionando perto da outra voluntária, com suas axilas expostas na cara dela a menos de 5cm. Não tem a mínima noção de respeito e de espaço. Vi isso pessoalmente.

Você foi uma aprendizagem para eu dizer não, é não, desde o começo, e não tolerar mais esse tipo de situação. Esse seu comentário me fez colocar mais filtro na seleção de nossos voluntários, e não daremos mais chances em situações similares.

Minha nota: você merece 1 estrela apenas, por me ensinar a saber filtrar melhor os próximos voluntários.

A bicicleta dos voluntários estava disponível, mas você queria a melhor bicicleta do proprietário, e essa não está disponível mesmo.

Você reclama do ingresso dos passeios, fez curso de guia, mas não tem a mínima noção do quanto custa e dá trabalho manter um atrativo. Nem nós aqui moradores temos passe livre em todos os atrativos, e o que temos, foi anos de construção e amizade. Te expliquei isso pessoalmente, mas tem que expor sua visão limitada a público.

Você reclama que não tem dinheiro pra comprar alimentos, mas comprou cerveja e ofereceu a aos demais. É muita incoerência.

Disse que não tinha sacado dinheiro suficiente para gastar, e te ofereci ajuda. Mas isso você não lembra.

Deixa comida derramando sangue e estragando na geladeira.

Nunca esteve descrito que oferecemos descontos em outros hostels, e sim apenas no nosso.

Você questionou sua agenda de trabalho diversas vezes, chegava ser desgastante, apesar de na sua inscrição ter escala de 32 horas semanais, e mudei para 24 horas semanais, e isso você não citou. Mas está lá registrado.

Só sabe reclamar, mas citar que nós oferecemos suco verde todas as manhãs, pão caseiro com linhaça, bolo integral com cacau e óleo de côco. Que havia uma caixa com arroz, feijão, macarrão, café, aveia para você preparar seus alimentos, isso não lembra. Inclusive das verduras e ervas medicinais da nossa horta. Nem do remédio a base de arnica para picadas de insetos que preparei pra você.

Sobre rendimento, exigimos sim, caso você queira aprendizagem, procure uma escola de permacultura, com hospedagem e alimentação inclusa. Os cursos variam em média de R$ 4000,00. Aqui é troca de hospedagem por serviços, não teria qualquer sentido eu te oferecer hospedagem num local turístico, onde tudo é mais caro, acesso difícil para chegar bens e serviços, te oferecer alimentação, direito a colheita e ficar só na aprendizagem.

Sobre a questão que você me pediu foi usar a máquina de lavar, e eu disse que em dias nublados nossa energia solar não dá conta nem da nossa roupa da pousada. E você disse que não sabia lavar roupa. Te ofereci,e ofereço o uso da máquina aos voluntários sempre que tem sol e disponibilidade. Mas nem sempre temos Sol no verão.
Te expliquei que ficamos aqui dois anos lavando roupas na mão (da pousada, das crianças, e fraldas de pano).

Ah outra questão, você disse que não sabe cozinhar, oras uma pessoa de 34 anos que não sabe cozinhar o básico, não deve viajar como voluntário.

E esse vai ser nosso filtro básico, saber cozinhar, lavar a própria roupa e ser de boas com as demais pessoas voluntárias, saber ouvir, ser grato.

E sinto muito por ter te recebido aqui.

Uma grande lição:

Nosso questionário está mais rígido, com informações mais claras possíveis para evitar receber pessoas com este perfil.

Pra quem nunca devia ter vindo, foi tarde.

Grata pelas lições

Quem não sabe dar, não sabe receber.

Brazil

3

O tempo que passei no Canto da Coruja foi de intenso aprendizado! Os anfitriões, Kelly e Christian, são pessoas incríveis, com uma história de vida que tem muito a ensinar. O trabalho é pesado, com os horários estabelecidos. Os dias de folga compensam o trampo. Aprende-se de tudo um pouco, desde manejo de plantas a pintura com tinta natural. Acredito que seja importante saber definir e expressar seus limites em relação a execução das tarefas, algumas podem exigir bastante. O lugar é sensacional, perto da entrada do Parque Nacional, há alguns minutos da vila. Vale demais a experiência!

about 1 month ago


Perfect for you if you're looking for

Contact with nature

Vegetarian / Vegan

Contact with animals

City & Town

Wilderness

Waterfall