Carta aberta à Comunidade Worldpackers

Já somos mais de 1.300.000 worldpackers pelo mundo e, nesse momento de tanta separação, ódio e medo, senti a necessidade de escrever o que tenho observado no mundo após viajar por mais de 60 países.


P1310372

Riq

After quitting my job, I traveled the world for 3 years and explored more than 50 countries. When...

+ Ver mais

Nov 15, 2018

comunida wordpackers

Vivemos em tempos muito contraditórios. Nunca tivemos tanta abundância e prosperidade no mundo, mas, mesmo assim, o sofrimento está no auge, com muita polarização, evidenciando o desespero que está a vida na Terra. Pela primeira vez, em muito tempo, todos os seres do Planeta têm a possibilidade de abrigo, comida e amigos, os três itens essenciais à uma existência feliz e completa.

Mas sabemos que uns têm muito e muitos têm pouco. Por desconhecermos nossa essência, nosso propósito e o fato de todos sermos irmãos da mesma espécie, buscamos um senso de identidade e nos atacamos ferozmente para provar, ao outro e a nós mesmos, que existimos e que somos boas pessoas atrás de justiça e felicidade. Sempre foi vendido pra gente que somos seres separados dos outros, que o mundo é uma constante batalha onde o mais forte sobrevive e que temos que sofrer para sermos felizes no futuro.

Essa ilusão que nos foi passada está se dissipando. Percebo que estamos no fim de uma Era, a do “eu” contra “você”, do egoísmo, do medo da escassez, da ignorância, da ilusão de que somos separados e não parte essencial do todo. Estamos entrando na Era do “nós”, do coletivo, da amizade verdadeira.

Não tem como parar essa mudança, ela já está em curso e é maior que qualquer ego que ainda está defendendo o modelo anterior de se viver nesse planeta. Como tudo que vive quer continuar vivendo, esse sistema baseado na guerra, sofrimento e desigualdade está em suas últimas tentativas de sobreviver, e, como todo animal encurralado, está usando todas as suas armas.

Nós somos a existência se percebendo, um banho de consciência que é a felicidade verdadeira e plena. Por mais desafiadores que os tempos estejam, pode ter certeza de que tudo vai melhorar. O ego, em nível individual e coletivo, está se defendendo como pode para não desaparecer. Essa mudança na frequência de energia do mundo traz muita luz e muitos já conseguem sentir essa paz. Outros lutam como podem para se manter na ilusão de ser separado do todo. Pode piorar antes de melhorar, mas peço que tenhamos paciência e não devolvamos ódio com ódio.

Percebam que não estou falando de religião, educação ou política, mas sim da nossa essência, do Ser que somos. Não estou negando os problemas que existem no mundo hoje em dia, que são muitos, e que precisam de nossa ação consciente. Percebam também que não se pode mudar ninguém que não quer ser mudado. Ao invés de sofrer ao observar a ignorância das pessoas, proponho que foquemos em olhar as partes em nós mesmos que ainda precisam ser iluminadas.

Apontar o dedo e culpar o outro, especialmente nessa fase da Terra, não ajudará e só vai colocar mais lenha na fogueira. 

O que te tira a paz? Você é responsável por tudo que acontece na sua vida, consciente disso ou não. O grito de ódio e medo que se ouve é um grito desesperado por amor, por acolhimento, por se provar enquanto entidade viva. Existem muitos traumas profundos e o melhor jeito de ajudarmos a curar é estarmos em paz. A paz leva a mais paz.

Essa paz derradeira vem da percepção da sua verdadeira natureza. O auto-ódio e a destruição da vida na Terra são a mesma coisa, então, procure se trabalhar como ser humano ao invés de culpar os outros. Nesse momento sei que isso é muito difícil de se fazer, pois a divisão das pessoas está aumentando, mas, apontando dedos e acusando o outro, você não vai conseguir mudar nada, violência leva a mais violência, a essa altura você já deve ter percebido isso.

Essa competição do mundo lá fora é fruto de uma sociedade patriarcal que está se desmanchando, mas o apego ao poder é muito grande ainda. Preserve sua saúde física, mental e espiritual, tenha uma alimentação saudável, passe tempo em silêncio, na natureza, faça exercícios físicos, aprenda a se amar. Somente amando a si mesmo é que se pode amar verdadeiramente aos outros, por mais diferentes ideologicamente que eles sejam. 

Perceba que são apenas opiniões, na essência somos os mesmos, tentando se defender, atacando. É a mesma energia que não queremos mais. Não queremos porque sentimos que ela não mais pertence a esse planeta. Queremos paz, justiça, liberdade e alegria.

Vamos cultivá-las dentro da gente primeiro para sermos catalisadores da mudança já em curso. Eu sei que a destruição do planeta está acontecendo muito rápido, que o auto-ódio está emanando e atacando a tudo e a todos. Não entre nesse jogo do ego, não tente provar que você está está certo ao dizer que o outro está errado, isso não ajuda na mudança que já está acontecendo. O sofrimento é um grande professor nessa fase da Terra e vai trazer as lições necessárias.

Sei que dói e que às vezes parece insuportável, mas te garanto que você consegue achar paz nesse turbilhão e levar a paz verdadeira para onde você for. Perceba a abundância e prosperidade que existem no mundo, período relativamente mais pacífico da história da humanidade. Ninguém muda ao outro, mas você pode favorecer a mudança do outro ao estar em paz consigo mesmo.



A sua positividade é parte essencial do processo. Aja de acordo com seu coração mesmo quando ninguém está olhando. Nós intersomos e tudo está conectado, logo o que você faz em si mesmo, ressoa no todo. Sei que é frustrante o fato de que precisamos de mudanças grandiosas para reverter tanta injustiça na velocidade que a preservação necessita.

Perceba que só aqui, nessa comunidade, são mais de 1.300.000 de pessoas que acreditam nisso e já podem reverberar e MUITO essa corrente do bem. Apenas aja de acordo com seu coração, evite atacar seus irmãos e devolver ódio com mais ódio. Mostre o caminho da paz, da não-violência. A humanidade está doente e a cura é o amor. O amor vem do autoconhecimento, pois na essência é isso que todos somos, percebendo ou não.

Na Worldpackers acreditamos que viajar transforma as pessoas, pois nos ajudam a perceber que o diferente não é tão diferente assim. Essas pessoas que percebem isso mudam o mundo, mudam trazendo mais paz e aceitação para todos.

Vamos nos unir e nos manter fortes enquanto comunidade. Sei como é difícil conversar sobre certos assuntos com nossa família e amigos, pois os ataques, ignorância e ódio vêm com tudo. Temos que aprender a perdoá-los, pois só assim seremos livres de verdade.

Vamos nos fortalecer e nos ajudar. Essa comunidade apóia todas as formas de diversidade, todas as condições de todos os seres humanos e compartilha da busca por um planeta sustentável de verdade. Sonhamos com a paz mundial e agimos para chegar nela. Nossa luta é pacífica, mas não descansaremos até chegarmos lá. E, se nunca chegarmos, vamos nos divertir no caminho, viajando mundo afora, aprendendo com todos os seres humanos que encontrarmos e principalmente através do autoconhecimento, aprendendo e ensinando através do amor.

Já passei por muitos momentos difíceis na minha vida e busquei muitas ferramentas para encontrar essa paz e alegria (diversas religiões, espiritualidade, plantas de poder, diversas formas terapia, natureza, jejum, meditação, infinitos livros, arte, tantra, yoga, gurus, empreendedorismo, alimentação, shamans, exercícios, curandeiros, viagens a mais de 60 países) e quero compartilhar as ferramentas que te ajudem a se conhecer melhor, pois levar mais paz aumenta minha paz.

Alegrias!


P1310372

Riq

After quitting my job, I traveled the world for 3 years and explored more than 50 countries. When...

+ Ver mais

Nov 15, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar Riq saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor