Quer uma passagem de até US$500 grátis?
Envie sua resposta até 30/04 e tenha a chance de ser premiado.

Festas juninas no Nordeste: história, tradições e onde curtir

As festas juninas no Nordeste são parte importante da cultura brasileira. Conheça sua história e descubra como e onde curtir o São João nordestino pagando pouco!

7min

festas juninas no nordeste

Junho chega e, com ele, vêm as bandeirinhas pela rua e o cheiro de comida de milho no ar. Nesse mês são comemoradas as festas de Santo Antônio (dia 13), São João (dia 24) e São Pedro (dia 29). Os festejos juninos acontecem em todo o país, mas é inegável que as festas mais tradicionais e grandiosas acontecem no Nordeste.

Embaladas por forró, quadrilhas, fogueiras e comidas típicas, as cidades se tornam verdadeiros arraiais, recebendo turistas do mundo todo em busca do ritmo e da cultura nordestina.

Leia também:

Por que as festas juninas são tão populares no Nordeste?

Sem dúvida você já ouviu falar das festas juninas do Nordeste, não é? Mas, afinal, qual origem desses festejos e por que são tão famosos?

Tradição na cultura brasileira, as celebrações a São João foram trazidas pelos portugueses durante a colonização, no século XVI. Essa festa era tradicional e popular na região de Portugal e Espanha. Quando foi introduzida no Brasil, era conhecida como festa joanina, referente a São João. Ao longo dos anos, teve o nome alterado para festa junina, em referência ao mês de junho.

No início, a celebração possuía forte teor religioso, que se perdeu em parte, uma vez que se tornou mais uma festividade popular do que religiosa. Ela passou também a ser associada a símbolos típicos das zonas rurais e interioranas, como a cultura caipira.

Tão coloridas e alegres, essas festividades se popularizaram principalmente no Nordeste, onde ganharam grande importância cultural. Atualmente, a maior festa junina do país ocorre em Campina Grande, cidade localizada no estado da Paraíba, que recebe milhões de turistas em seu arraiá.

As festividades juninas são muito tradicionais em estados como Paraíba, Rio Grande do Norte, Sergipe, Maranhão, Pernambuco, Piauí e Bahia, e só ficam atrás do carnaval no quesito grandiosidade.

Assim, além de fazer a alegria dos turistas, as festas juninas no Nordeste têm uma grande importância cultural e econômica para a região, por movimentar o comércio local e gerar empregos.

Como são as festas juninas no Nordeste?


Figuras folclóricas do São João nordestino

No geral, as celebrações das festas juninas no Nordeste ocorrem em grande áreas montadas exclusivamente para receber o público, com infraestrutura que não deixa a desejar. Com espaços destinados à alimentação, banheiros, palcos, segurança, lojas, feiras de artesanato e muito mais, além de receber grandes shows.

As danças típicas fazem parte da tradição junina, como as quadrilhas, que reúnem centenas de pessoas em compassos sincronizados e divertidos. 

Os principais ritmos que embalam as celebrações são o forró, o sertanejo e a cabrueira. Tudo isso, claro, com o famoso traje caipira das festas, que consiste em vestidos e camisas xadrez, botas, chapéu de palha e muita cor e estampa.

Sem falar nas famosas comidas típicas, que são uma atração à parte! À base de milho e amendoim, delícias como pamonha, canjica, pé de moleque e paçoca não podem faltar. E, claro, a bebida típica da festividade para esquentar o clima, o quentão.

Você pode esperar muito calor humano também: algumas dessas celebrações chegam a receber 2 milhões de pessoas vindas de todos os cantos do Brasil e do mundo, lotando as opções de hospedagens e restaurantes. Então, já sabe: não esqueça de se planejar com antecedência.

Diversão é a palavra-chave das festas juninas do Nordeste, e as festividades contam com muitas atrações para todas as idades. Não podemos esquecer das brincadeiras típicas, como a pescaria, o acerte o alvo e o clássico bingo.

Onde curtir as festa juninas no Nordeste?

Ficou com água na boca e os pés agitados para curtir um arrasta-pé no São João nordestino? Opções para todos os gostos não faltam! Confira a seguir a lista que preparamos com as principais festas juninas no Nordeste. 

No final do artigo, vamos dar uma dica de ouro para quem quer aproveitar ao máximo essas festas sem pagar por hospedagem.

1. Bumba-Meu-Boi, Maranhão


Boi gigante do bumba-meu-boi maranhense

Com a chegada de junho, São Luís do Maranhão praticamente para e se reúne para as festividades juninas. O festejo começa no sábado de aleluia e termina no Dia de Santo Antônio, 23 de junho.

Realizada há mais de 200 anos, a festa do Bumba-Meu-Boi em São Luís é um dos eventos mais famosos e esperados da cidade. As ruas se enchem de cores e pessoas para assistir às danças típicas e às apresentações de grupos folclóricos.

As encenações que ocorrem durante os desfiles contam a história de Pai Francisco e Catirina, desde o rapto até a morte e a ressurreição do Boi Bumbá. Existem mais de 100 grupos de Bumba-Meu-Boi, e cada um tem uma forma individual de se apresentar.

Em 2019, essa manifestação popular recebeu da Unesco o título de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

Leia também: Patrimônios da Humanidade no Brasil: 23 lugares incríveis 

2. São João de Campina Grande, Paraíba

Com o título de “Maior São João do Mundo”, as festas juninas de Campina Grande, localizada a 135 km de João Pessoa, são regadas a muito forró, comidas típicas e quadrilhas.

O evento, que começou em 1983, é gratuito e acontece no centro da cidade, no Parque do Povo, com estrutura de bares, restaurantes e barraquinhas. 

O local é dividido entre o palco principal, que recebe show de grandes atrações; a Pirâmide, onde ocorrem as quadrilhas; e as Ilhas de Forró, para quem procura um arrasta-pé.

Em junho, Campina Grande recebe até 2 milhões de visitantes, que lotam a cidade para participar das celebrações tradicionais que duram trinta noites. Haja festa!

Leia também:  Guia Worldpackers para conhecer João Pessoa, na Paraíba

3. Forró Caju, Sergipe

Uma das maiores festas juninas do Nordeste, com cerca de 140 atrações em 14 noites de evento, o Forró Caju ocorre em Aracaju e recebe um público de 1 milhão de pessoas em cada edição.

A festa une a riqueza das tradições culturais de Sergipe com a estrutura de um megaevento com praça de alimentação, camarotes, mini hospital e programação extensa e diversificada, com grandes shows, apresentações folclóricas, trio pé-de-serra, quadrilhas e até professores de dança para ensinar o forró aos turistas.

Aracaju disputa com Campina Grande o posto de Capital do Forró e já recebeu artistas como Dominguinhos, Elba Ramalho, Banda Calypso, Trio Nordestino, Aviões do Forró e muitos outros.

4. São João de Caruaru, Pernambuco


mulheres tocando instrumentos, com vestido de chita e chapéu de cangaceiras

Caruaru, localizada a 130km de Recife, compete com Campina Grande pelo título de “Maior São João do Mundo”. O São João de Caruaru ocorre todos os anos no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga, que abriga o Museu do Forró e possui cerca de 44 mil metros quadrados.

Com 30 dias de festa, a programação é intensa e diversificada, com muita música, quadrilhas que chegam a reunir 4 mil pessoas, comidas típicas em versões gigantes, apresentações folclóricas, fogos de artifício, fogueira e o tradicional balão gigante.

Leia também:

5. Cidade Junina, Piauí

A Cidade Junina, com mais de 25 anos de tradição, acontece em Teresina, e é considerada a maior festa junina do Piauí. O evento atrai cerca de 200 mil pessoas todos os anos.

Na festa junina de Teresina você pode curtir dezenas de shows e apresentações de diversas quadrilhas, inclusive com competição de melhor grupo. Em sua diversificada programação ainda há casamentos comunitários, trio elétrico e shows de humor.

6. São João de Salvador, Bahia

O São João de Salvador não poderia ficar de fora da lista! Durante os meses de junho e julho, as ladeiras, praças e vielas da cidade são tomadas pelas bandeirinhas coloridas, balões e danças tradicionais.

As celebrações ocorrem principalmente no Pelourinho, localizado no Centro Histórico da capital baiana. Mas as festas também se alastram pelo interior da Bahia, com eventos em Amargosa, Santo Antônio de Jesus, Cruz das Almas, Camaçari, Senhor do Bonfim, dentre outras.

A festa conta com shows de artistas famosos, forrós e arrasta-pé, apresentação de quadrilhas e danças típicas. Além, claro, das comidas típicas, que enchem os olhos dos participantes do arraiá.

Leia também:

Como curtir as festas juninas no Nordeste com a Worldpackers

Bom, depois de ver essa explosão de cultura e diversão, não tem como não querer curtir todas essas festas juninas no Nordeste. E já pensou em aproveitar esses eventos sem pagar por hospedagem e enquanto vive uma imersão cultural no local? 

Com a Worldpackers, isso é possível: nessa plataforma de voluntariado em viagens, você troca suas habilidades por acomodação e outros benefícios.

Há dezenas de vagas de voluntariado nas regiões onde ocorrem as principais festas juninas do Nordeste. Listamos algumas para te inspirar a planejar a próxima viagem e viver essa experiência única. Confira: 

Gostou dessas ideias? Crie um perfil gratuitamente na comunidade Worldpackers e comece a salvar suas vagas de voluntariado favoritas! 



Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor

Mais sobre esse tema