4. Quanto tempo antes devo juntar dinheiro para viajar?

Entenda como planejar quanto tempo antes e quanto de dinheiro você deveria guardar para conseguir tirar sua viagem do papel.

18d8803b9635dfa1522b170527742ad5

Gustavo

Abr 17, 2020

4min

quanto-tempo-antes-devo-juntar-dinheiro-para-viajar

A resposta para esta pergunta depende do nível de conforto e estilo de vida que você quer ter.

Você deve fazer a conta de quanto dinheiro você precisa diariamente vezes o número de dias que ficará viajando. Depois somar todos os outros custos não-recorrentes (como passagem aérea, etc).

Como exemplo, deixo abaixo alguns números que podem ser usados para uma avaliação genérica de uma viagem de 10 dias a um país do sudeste asiático, baseado em um estilo de vida mochileiro, sem muito luxo:


Planilha de gastos para uma viagem de 10 dias no Sudeste Asiático

Claro que os custos acima variam de acordo com o país de destino. Por isso, você deve pesquisar um pouco o preço médio de acomodação e alimentação antes de fazer essa conta, assim como verificar se não existem outros custos locais não mencionados na tabela acima.

Outro fator que influencia, dessa vez positivamente, é o caso de fazer um voluntariado pela Worldpackers no local de destino, por exemplo. Todos os anfitriões disponibilizam aos seus voluntários acomodação de graça, o que faz o custo total cair bastante. Alem disso, muitos deles também oferecem alimentação (podendo chegar a até 3 refeições por dia) e outros benefícios nessa troca colaborativa.

Pegar caronas e procurar eventos e tours gratuitos também ajudarão a economizar e eu fortemente sugiro essas práticas.

Após ter verificado seu custo total com a viagem, agora você pode avaliar quanto tempo vai demorar para você juntá-lo visto sua renda e custos de vida atuais.

Com quanto dinheiro posso começar a viagem?

Quando falamos de quantidade de dinheiro que se deve programar para cada lugar que for, digo sempre que é extremamente subjetivo, pois depende da sua forma de viajar e do custo de vida de cada local. Há países que têm custos de vida super diferentes dentro do próprio território.

Você é um viajante de luxo? Você planeja passar algum tempo em resorts? Você adora hostels? Que tal acampar? Quão rápido você quer ir? Quantas vezes você planeja comer fora? Obviamente, tudo isso também é um fator quando você viaja.

Alguém que planeja alugar um lugar com uma cozinha e cozinhar na maioria das noites precisará de um orçamento menor do que alguém comendo nos melhores restaurantes.

Um viajante que faz amigos e conhece muitos sofás grátis (famoso Couchsurfing) pela América Latina gastará menos em acomodações do que alguém hospedado em hotéis todas as noites. E alguém fazendo voluntariados em hostels e projetos sociais gastará ainda menos.

Portanto, antes de iniciar seu orçamento, é importante fazer a si mesmo as seguintes perguntas: 

  1. Para onde quero viajar? 
  2. Quanto tempo planejo ficar?
  3. Como eu gosto de viajar? 

De novo, não há resposta certa, mas sim respostas que se formam de acordo com suas respostas para essas perguntas.

O essencial é conhecer a si mesmo. Se você vai se sentir infeliz em hostels, talvez seja melhor aumentar seu budget para gastar mais com acomodações. Se você adora hotéis super confortáveis, faz sentido tentar utilizá-los em seu orçamento pelo menos ocasionalmente. Seu orçamento na estrada deve refletir você!

Onde eu deveria guardar minhas economias?

Lembrando que não existe resposta exata quando o assunto se trata de finanças, deixo abaixo uma recomendação do que funcionou para mim.

Sugiro em primeiro lugar a diversificação, pois isso irá diminuir o risco inerente em guardar suas finanças e perdê-las.

Dinheiro parado na conta é dinheiro que não está rendendo juros e isso é ruim para você: existem investimentos mais conservadores e de baixo risco que podem servir ao propósito de te ajudar a juntar a grana para sua viagem.

Vale a pena fazer algum investimento?

Sim, mas saber qual requer uma análise dos seus planos e sonhos, suas necessidades e ter um conhecimento razoável sobre o assunto.

De maneira simples, eu vou apenas limitar a sugerir dois tipos de investimentos, ambos de baixo risco, ainda que haja risco de qualquer forma. 

  • Tesouro direto: é um investimento onde você empresta seu dinheiro ao governo e esse te devolve em uma data especificada com juros. Este é o investimento com menor risco que tem, com um dos menores rendimentos que existem.
  • Fundo de investimento DI: é um investimento onde você empresta seu dinheiro a uma instituição financeira (banco, corretora, etc.) que o usará para gerir outros tipos de investimentos. O rendimento é um pouco maior que o rendimento do Tesouro Direto, porém o risco é um pouco maior também.

A principal diferença entre os dois é o tempo em que o seu dinheiro pode retornar para você após aplicado: a famosa liquidez. 

Se sua viagem está num futuro próximo, sugiro o Fundo DI. Se você tem mais tempo, sugiro o Tesouro Direto.

Este é um assunto um pouco complicado e me ponho a disposição com minha Consultoria para ajudar você de maneira mais aprofundada depois. É só entrar em contato diretamente comigo aqui pela plataforma da Worldpackers. 

Planejamento e economia na viagem

Acesse agora esse conteúdo e mais 210 aulas da trilha exclusiva da Academy e aprenda como ter um estilo de vida com mais liberdade e propósito.