Intercâmbio de trabalho em Seattle, Washington: onde ficar e o que fazer na cidade

Quer fazer intercâmbio em Seattle, Washington? Confira o guia com pontos turísticos, opções para economizar na hospedagem, dicas para cruzar a fronteira com o Canadá, transporte e como aprender inglês durante seu período por lá.

7min


5924e7de4094030db727b8e217a2771f

Julia

Ago 17, 2020

Comunicadora desbravando o mundão. Curto tagarelar sobre o meio ambiente e trocar conhecimento!

onde fica Seattle, Washington

O que fazer em Seattle, Washington: Pontos turísticos

Seattle é uma cidade no Norte dos Estados Unidos no estado de Washington, e é conhecida pela chuva, Grey’s Anatomy, quantidade de cafés espalhados pela cidade e pelos amantes do Grunge, por ser terra natal de bandas como Nirvana, Pearl Jam e Soundgarden. 

Além da vibe cidade grande, é rodeada por montanhas, um vulcão e muita natureza - sendo o combo perfeito para quem quer ter as duas experiências durante a viagem. Está pensando em fazer um intercâmbio em Seattle, Washington? Compartilho aqui um guia completo com:

  • Pontos turísticos de Seattle
  • Opções para economizar na hospedagem
  • Dicas para cruzar a fronteira com o Canadá
  • Transporte em Seattle, Washington
  • Como aprender inglês durante seu período por lá

Conheci Seattle durante o inverno e, apesar de ser uma pessoa que não lida muito bem com frio, foi uma das cidades mais bacanas que visitei - a recomendação de alguns locais acaba sendo a de visitar a cidade no verão, a partir de Maio. 

Dicas para conhecer Seattle, Washington: principais pontos turísticos

A cidade tem um ótimo sistema de transporte público, já no aeroporto é possível acessar o trem que te leva até o centro da cidade, o Red Line Light Rail. 

As linhas de ônibus também conectam os principais destinos e pelo aplicativo OneBusAway você pode acessar as informações de rota, horários, endereços e informações em tempo real. Conhecer a cidade por bicicleta também é uma opção e você pode alugar diretamente pelo aplicativo Uber.

O que fazer em Seattle, Washington


Seattle, Washington space needle

1. Visitar a Space Needle

A Space Needle é o cartão postal de Seattle, é a torre de observação no parque Seattle Center construída em 1962 para a Feira Mundial, que tinha como tema “A era do espaço”. É considerado o principal ponto turístico de Seattle e um dos principais pontos turísticos para que faz intercâmbio nos Estados Unidos.

Nela você tem uma vista da cidade, Elliot Bay, onde se localiza o porto de Seattle, e das incríveis montanhas da península Olímpica. Para ter uma vista maravilhosa por fora da construção, você pode visitar o Kerry Park, recomendo especialmente durante o entardecer.

2. Comprar no Pike Place Market

Por todo o Estados Unidos você pode encontrar “Farmer’s Market”, normalmente acontecem uma vez por semana e nele você encontra comida, artesanatos e roupas de produção local. O mercado público de Seattle abriu oficialmente em 1907 e foi um dos primeiros no país. 

Atualmente, você pode visitar durante qualquer dia da semana e se deliciar com as comidas locais e assistir o “Fish Throwing”, tradição em que os peixeiros ficam jogando os peixes comprados antes de embrulhá-los. Além dos produtos, o passeio vale a pena por toda a estética da região do mercado.


Seattle, Washington intercambio de trabalho

3. Tomar um Starbucks original

A primeira loja da rede Starbucks fica em frente ao Pike Place Market, a fachada ainda é a original com o primeiro logotipo da marca. 

Seattle é a cidade dos Estados Unidos em que mais consomem café, então, nada mais justo que ir conhecer uma das principais empresas responsáveis por essa fama.

4. Passear de Barco na Elliot Bay

A empresa Argosy oferece duas opções de passeios pela Elliot Bay, enseada Puget, lago Union e lago Washignton, uma com duração de 1 horas e a outra de 2 horas e meia. 

Em ambas um guia, normalmente extremamente carismático, vai compartilhar diversas informações históricas e culturais para seu intercâmbio em Seattle. Uma dessas informações é a real história por trás do edifício usado pela série Grey’s Anatomy. O serviço também oferece opções de comida e bebida durante o tour.


Seattle, Washington turismo

5. Conhecer os museus do Pioneer Square

O Pioneer Square é um bairro próximo do Centro de Seattle. Originalmente a estrutura era toda de madeira, mas em 1889 Seattle teve um grande incêndio que queimou grande parte da região, considerada um distrito histórico por ter sido o primeiro bairro de Seattle. 

Na tour Bill Speidel’s Underground você pode explorar a parte subterrânea do bairro, com duração de 75 minutos a tour é feita pelas partes da cidade que foram queimadas e o guia compartilha histórias da cidade desde a sua fundação. O bairro é próximo de alguns museus da cidade, como:

  • Seattle Art Museum
  • Frye Art Museum 
  • Klondike Gold Rush National Historical Park 

Ah, e às quintas-feiras as entradas de museus e galerias de arte são gratuitas!

6. Ir na Roda Gigante da Seattle Waterfront

Caminhando pelo calçadão na beira da Elliot Bay você vai encontrar nos vários píeres lojas, restaurantes e parques para recreação. No Pier 59 fica o Seattle Aquarium, com várias espécies nativas do noroeste do Pacífico, como o famoso polvo gigante do Pacífico. 

Já no Pier 57 fica uma das maiores roda gigantes dos Estados Unidos, com 5 metros de altura e uma super vista da cidade.


Seattle, Washington o que fazer

7. Torcer para o Seattle Seahawks

Para os amantes de esporte, recomendo verificar o calendário da NFL e ir assistir a um jogo dos Seattle Seahawks no CenturyLink Field. 

Para os fãs de futebol, o time local é o Seattle Sounders e jogam no mesmo lugar.

8. Mergulhar na cena Grunge de Seattle, Washington

A cena grunge cresceu em Seattle no final dos anos 80 e início da década de 90 e se você curte Soundgarden, Pearl Jam, Nirvana e Alice in Chains, você pode sentir essa vibe pela cidade! 

Não existe um tour oficial para os amantes do estilo musical Grunge, mas é possível conhecer alguns lugares que foram frequentados pelos integrantes das principais bandas do gênero. Aqui vai uma alguns lugares para visitar e se aprofundar no Grunge de Seattle:

  • MoPOP: Para resgatar o histórico musical da cidade, recomendo o museu MoPOP (Museum of Pop Culture), lá você encontra objetos e homenagens de grandes estrelas do Rock.
  • Mural Amphitheatre: Próximo ao MoPOP, foi no Mural Amphitheatre que Pearl Jam fez o último show antes do lançamento do álbum “Ten”. Ainda hoje o lugar é utilizado para shows e festivais.
  • Black Dog Forge: O porão Black Dog Forge foi lugar de ensaio das bandas da época.
  • The Crocodile: É o bar mais famoso da cidade por ter tido shows de todas as principais bandas do grunge. É considerado o melhor local de música ao vivo de Seattle!
  • Paramount Theatre: Atualmente é o principal palco da cidade que já teve shows do Pearl Jam, Nirvana, Soundgarden, Amy Winehouse, Adele e muitos outros artistas. Quem sabe você tem a sorte de rolar um show por lá durante o seu intercâmbio em Seattle?

Seattle, Washington onde ficar

Além desses lugares, você pode visitar o memorial não-oficial do Kurt Kobain no Viretta Park. Ao lado da antiga casa do cantor, o parque tem um banco de madeira que os fãs utilizaram para deixar suas mensagens de admiração.

Saindo um pouco dos pontos turísticos de Seattle, recomendo duas experiências na cidade:

  • Aula de Line Dance: Line Dance é a típica dança de música Country nos Estados Unidos. A aula é gratuita no bar Little Red Hen, famoso ponto de música Country da cidade e o ambiente deixa a aula de dança muito mais divertida.
  • Festa Funky: Uma das coisas que eu mais gostei em Seattle é que não importa o dia da semana a cidade vai ter alguma coisa para fazer, os locais gostam de sair e ter atividades fora de casa, uma dessas é ir dançar no bar Sue às segundas-feiras. O bar normalmente tem uma vibe mais rock, mas nas segundas-feiras a festa Funky traz uma discotecagem super dançante e com o bônus de cerveja barata!

Durante o seu intercâmbio em Seattle, também recomendo o download do aplicativo STQRY para informações de atrações e eventos dependendo da sua localização. Você também pode conhecer os principais pontos turísticos de Seattle com o tour Ride On The Ducks, em 90 minutos você passeia pela cidade em um ônibus que vira barco e entra no lago.

O que fazer na região de Seattle, Washington 

Seattle é rodeada pelas montanhas da Península Olympic e o Monte Rainier, montanha mais alta do estado de Washington. 

A natureza desses lugares é incrível e você pode aproveitar seu período pela cidade para visitar as montanhas, algumas ficam entre 1h30 de distância do centro de Seattle, como a estação de esqui Steven Pass. Mesmo se você não curtir esqui ou snowboard, você pode visitar só para conferir a natureza.

O parque nacional do Monte Rainier é um vulcão e sua área de preservação tem diversas opções de trilha: a Trail of the Shadows, Burroughs Mountain Trail, Sunrise Rim Trail e Skyline Trail são algumas delas.



Uma viagem de Seattle para o Canadá

Seattle está a menos de 200km da fronteira com a província Colúmbia Britânica no Canadá. Para atravessar para o Canadá, além do avião, você pode utilizar carro, ônibus, trem e balsas que saem da Elliot Bay. As balsas que saem de Seattle só possuem a opção de ir até Victoria, capital do Colúmbia Britânica e umas da ilhas de Vancouver.

Se temde passaporte brasileiro com visto válido para os Estados Unidos, é necessário aplicar para o eTA (Eletronic Travel Autorization) para poder viajar para o Canadá. A autorização é feita online e você tem a resposta dentro de poucas horas, mas ainda não permite a entrada no país de forma terrestre, apenas por avião. Por isso, antes de decidir como cruzar a fronteira entre os países, recomendo pesquisar quais são as exigências para o seu tipo de passaporte e visto.



No seu intercâmbio em Seattle você pode aprofundar a experiência de viver como um local, aprender inglês e economizar dinheiro durante a viagem trocando trabalho por hospedagem com os hosts da Worldpackers. Eu sempre recomendo viajar com plataforma, não importa se você tem apenas alguns dias ou meses. 

Durante meu período de intercâmbio de trabalho, além de conviver e trabalhar com nativos da língua inglesa, o que possibilitou o aprimoramento do meu inglês, eu também tive a oportunidade de conhecer pessoas de diferentes partes do mundo e agora até arrisco conversas em outras línguas além do português e inglês. Eu também desenvolvi novas habilidades e aprendi muito sobre diversas culturas!



5924e7de4094030db727b8e217a2771f

Julia

Ago 17, 2020

Comunicadora desbravando o mundão. Curto tagarelar sobre o meio ambiente e trocar conhecimento!


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor