Como voluntariar viajando em casal

Viajar em casal é sempre uma delícia! Imagina se vocês puderem somar a isso a experiência de viver um trabalho voluntário juntos? Te explico como!


F54a21dd5bb747cf12eb04dfdf72cbf5

Luiza

Jul 19, 2019

Me chamo Luiza, sou de Santos/SP, mas já vivi em muitos lugares como Rio de Janeiro, Porto Alegre, Naples e Nova Iorque. Atualmente minha casa é mi...

Casal de voluntários

Essas são algumas das perguntas que mais recebo no meu Instagram: é fácil conseguir voluntário para os dois no mesmo lugar? Os hostels não colocam restrições por serem casal? E vocês conseguem ter os mesmos dias off?.

Vendo que muita gente tem essa dúvida e que temos visto muitos casais viajando pelo mundo, vou dividir um pouco da minha experiência durante essa trip que estou vivendo.

Antes de qualquer coisa, você precisa saber que, mesmo sendo um casal, vocês precisam ter dois perfis aqui no Worldpackers.

Quando comecei a viagem com meu namorado foi a primeira coisa que fizemos. Cada um criou sua conta e ambos deixamos no perfil um pouco da nossa história e nosso projeto de viagem. 

Escolhemos também colocar uma foto dos dois, já que criamos um logotipo para nosso projeto e tudo mais, mas não acho que seja necessário se você não quiser.

Então já sabe:

Passo 1: cada um cria a sua conta pessoal e descrevam que estão viajando de casal.

Até agora fizemos quatro trabalhos voluntários em diferentes regiões do México. Como fizemos para conseguir que aceitassem os dois juntos?

Sempre escolhemos juntos a vaga que tem mais o perfil dos dois, não adianta escolher um voluntariado para bartender se só um gosta dessa atividade ou tem experiência. O trabalho proposto tem que agradar aos dois.

Passo 2: escolhido o trabalho que se encaixa mais com nosso perfil, eu entro em contato primeiro. Vou lá aplicar para o trabalho e conto toda nossa história de novo, mesmo que ela esteja no meu perfil.

Passo 3: dito tudo que eu tenho para dizer e sendo aprovada, nesse caso, ambos, porque o anfitrião já sabe que estamos procurando trabalho para dois, eu peço ao meu namorado que aplique para a vaga e coloque na descrição que é o fulano de tal, namorado da menina que fez a solicitação primeiro. Simples assim, não tem nenhum bicho de 7 cabeças.

Feito isso, vou dividir com você as dúvidas que mais recebo e o que acho importante saber ao começar a voluntariar de casal.

1. Vocês conseguem ter os mesmos dias livres?


Curtindo os dias livres

Nos voluntariados que fizemos até agora, em somente um nos deram dias e horários bem diferentes. Eu trabalhava das 18h às 24h e meu namorado das 23h às 8h.

Geralmente, por sermos um casal, e sabemos que vamos querer conhecer os lugares juntos, os anfitriões procuram nos colocar em dias de trabalho juntos e dias livres também. Nunca tivemos nenhum problema até agora. 

Mesmo nesse com horários bem distintos, tínhamos os dias livres iguais e podíamos aproveitar bem. 

Lembre-se, isso não é uma regra, vai variar de host para host e a necessidade que eles têm de trabalho. 

Independentemente disso, deixe claro que vocês não têm restrições quanto aos horários e trabalho propostos. Vão sempre de maneira mais aberta possível e depois negociem se precisarem.

2. Como é a acomodação quando se está de casal?

Como em qualquer trabalho voluntário, a acomodação que vão te oferecer é um quarto compartilhado. Então vá esperando que cada um ganhe um beliche pra chamar de seu e seja super feliz, você está voluntariando para aprender ou dispor das suas habilidades, não para ter privacidade.

Em nosso primeiro trabalho voluntário aconteceu de nos darem um quarto privado por estarmos em casal, mas em todos os outros ficamos com a equipe de voluntários e foram experiências incríveis.

3. Há restrições dos anfitriões por estarem de casal?

Até agora foi tudo super tranquilo, inclusive estar de casal nos beneficiou em uma ocasião em que o host pedia mínimo de duas semanas e queríamos ficar somente uma. 

Ao aplicar para o trabalho contei toda nossa história e perguntei se tinha possibilidade de ficar por menos tempo. O anfitrião foi super querido, nos aceitou por menos tempo e disse que seria ótimo para ele, porque teriam duas pessoas para ajudar ao invés de uma. 

Tudo é sempre uma questão de tentar, não é mesmo? Então não tenha medo, vai na cara, coragem e amor mesmo.

4. Vocês já tinham experiência no trabalho que aplicaram para voluntariar?


Amigos feitos no voluntariado

Não, não e não. No meu caso, eu nunca tinha feito trabalho voluntário até começar essa viagem, mas meu namorado sim.

De qualquer forma, os trabalhos são sempre simples, como limpeza dos quartos ou recepção. O mais desafiador que fizemos foi um trabalho de criar pinturas para preencher as paredes do hostel. Sem experiência nenhuma em pintura, metemos a cara e o resultado foi super massa.

O que posso dizer é que o importante é ir sempre disposto a aprender e dar o seu melhor, não importa se seja um trabalho super simples ou mais desafiador.

Tenha em mente que vocês estão trabalhando. Como todo e qualquer trabalho, o trabalho voluntário também tem que ser levado super a sério, então deixe as brigas de lado, tenha em mente que vocês estarão convivendo com muitas pessoas diferentes.

Não fiquem no mundinho de casal de vocês, estejam abertos às novas experiências. Voluntariar é abrir a mente a muitos mundos novos. Vocês não precisam fazer tudo o tempo inteiro juntos, se permitam interagir com todos os outros voluntários e os hóspedes do hostel também.

Grandes amizades podem surgir de trabalhos assim. Se vocês se desentenderem, se resolvam fora do local de trabalho. Deixem as más vibrações longe e levem apenas seus melhores sorrisos, porque isso com certeza vai fazer toda diferença na viagem de vocês.

Acho que é isso. Espero ter ajudado pelo menos um pouquinho!


F54a21dd5bb747cf12eb04dfdf72cbf5

Luiza

Jul 19, 2019

Me chamo Luiza, sou de Santos/SP, mas já vivi em muitos lugares como Rio de Janeiro, Porto Alegre, Naples e Nova Iorque. Atualmente minha casa é mi...


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor