Preparado para um período sabático? Confira este guia para viajar o mundo

Com alguns conhecimentos e um bom planejamento é possível realizar o sonho de viajar o mundo. Quer saber como? Nesse texto juntei algumas dicas importantes.


0abc9e942e7f514952c38fa1bda6888d

Rosana Romão

Abr 02, 2019

Jornalista, corredora e mochileira. Amo meu Ceará, mas sou curiosa e quero conhecer o mundo. Bora?

As melhores dicas para quem q

Quem nunca sonhou em viajar o mundo? Mas quantas pessoas, de fato, realizaram esse sonho? Apesar de parecer algo inatingível, viajar está cada vez mais democrático.

Antes de tudo, você precisa de uma palavra-chave: organização. Isso mesmo, por mais legal que seja explorar novos destinos, é necessário ter um foco e preparar-se para a aventura. O planejamento envolve orçamento, compra de passagens, hospedagem, deslocamentos e atrativos turísticos. Além disso, é importante ter uma reserva financeira e outros planos para eventualidades.

Quando a viagem tem um significado fica mais fácil organizar-se e concluir cada uma dessas etapas. Há quem queira aprender um novo idioma, ter contato com diferentes culturas, ser um nômade digital ou descobrir cidades pouco conhecidas. Se você ainda não tem uma razão específica, acompanhe o próximo tópico.

Confira alguns motivos para viajar o mundo:

Nada melhor do que ter uma inspiração para realizar um sonho. A motivação ajuda a manter o foco e a organização para aproximar-se da viagem. Veja alguns motivos para investir em viagens pelo mundo.

1. Sensação de liberdade

Sem dúvidas, essa é a principal vantagem de viajar. A partir do momento que você decide partir para um destino, tudo o que virá depois será o resultado das suas escolhas, seja o local, o tipo da viagem, o roteiro e por aí vai.

Por estar em um lugar novo, o viajante fica mais aberto para captar a essência local e livrar-se de preconceitos, julgamentos e estereótipos. Ou seja, ele vive a experiência de forma integral e com liberdade.

2. Experiências enriquecedoras


Viajar o mundo te proporciona experiências únicas

O medo do novo muitas vezes nos aprisiona e impede que tenhamos acesso a vivências transformadoras. Por exemplo, enquanto não sair do Brasil você não terá a fluência no idioma que tanto deseja aprender. Mesmo que pague o melhor curso e tenha aulas de conversação constantes, somente no dia a dia, com a necessidade real de se comunicar, é que você vai conquistar o inglês fluente — considerada língua universal.

Independentemente do destino, viajar cria uma bagagem cultural que ninguém pode tirar de você. Seja pela história local, pelo trabalho realizado, por ver uma realidade diferente da sua ou pelo troca de experiência com nativos, você vai voltar muito mais independente, autoconfiante e com novas habilidades.

3. Autoconhecimento

Além de ter maior contato com o mundo ao seu redor e fazer novas amizades, viajar possibilita conhecer melhor a si mesmo. É possível descobrir os seus limites, qualidades e defeitos de uma forma mais profunda. Sair da zona de conforto faz você refletir e repensar projetos, atitudes e sentimentos. Você vai descobrir muito mais sobre si mesmo viajando pelo mundo do que parado no mesmo lugar.

Viver o novo também aumenta o bom humor, tranquiliza e acalma. Portanto, se você busca um detox mental, novas ideias ou um projeto de vida diferente, pode embarcar em uma viagem que você alcançará tudo isso.

Quanto custa viajar o mundo

Agora que você já se convenceu das vantagens de viajar o mundo, é hora de planejar. O primeiro passo é definir o estilo de viagem — econômica, moderada ou de luxo. Com base nisso, crie uma reserva financeira para os gastos. Estabeleça uma meta e uma quantia para imprevistos. Também use a tecnologia a seu favor: atualmente existem muitas plataformas e apps de viagens disponíveis.

Para uma viagem tranquila, seja ela curta ou mais longa, é fundamental tem um bom planejamento. A Worldpackers, além de oferecer oportunidades de voluntariado, também tem um eBook sobre como fazer um planejamento financeiro para sua viagem que com certeza vai te ajudar muito com os gastos.


Muitos aplicativos te ajudam a viajar o mundo

Ferramentas preferidas dos viajantes

Use o Google Fligths para monitorar o preço das passagens aéreas e crie alertas para receber um e-mail quando as tarifas estiverem mais baratas.

Que tal uma hospedagem de graça? A Worldpackers é uma plataforma que conecta anfitriões e viajantes para hospedagem gratuita em troca de uma atividade.

Por exemplo, você sabe tocar violão? Então você pode dar aulas para os hóspedes de um hostel. No site e no aplicativo é possível filtrar as atividades e escolher a que mais se encaixa no seu perfil. Spoiler: alguns anfitriões também oferecem café da manhã gratuito.

E, claro, conecte-se com outros viajantes. Seja por blogs, redes sociais, fóruns ou pessoalmente, ouvir relatos de quem já viveu a experiência ajuda muito a elaborar a sua viagem pelo mundo.

Dicas para viajar mais

Depois da primeira experiência é impossível não pensar na próxima viagem. Os resultados são tão significativos que a vontade será de viajar muito mais nos próximos anos. E como conseguir isso? Veja a seguir.

1. Faça um trabalho voluntário


Trabalho voluntário é uma ótima maneira de viajar o mundo

A hospedagem é um dos itens que mais pesa no orçamento, afinal, você precisa de uma estadia segura e confortável enquanto viaja. Mas você sabia que é possível hospedar-se de graça? Isso mesmo, alguns lugares oferecem hospedagem, refeições gratuitas e até descontos em passeios em troca de um trabalho voluntário.

Você pode usar as habilidades que já possui ou até aprender algo novo. Na Worldpackers há vagas para trabalhar na área administrativa de hostels, dar aulas em ONGs, escolas e projetos sociais ou até atuar em projetos ecológicos. Sem dúvidas, você vai aprender muito com essa experiência e poderá passar mais tempo viajando.

2. Priorize experiências

Sabe aquele hotel cinco estrelas? Dá vontade de acordar tarde, aproveitar ao máximo o café da manhã e só depois pensar no roteiro do destino, não é mesmo? Até aí você já perdeu praticamente metade do dia. E convenhamos, há muito o que ser explorado na cidade para usar o seu tempo todo dentro de um hotel. Então busque viver mais do que apenas consumir, invista em experiências.

Troque as compras no shopping por uma caminhada na praia, faça deslocamentos usando o transporte público, assista ao pôr do sol e faça amizade com nativos. Além de economizar, você terá uma imersão na cultura local e viverá experiências mais profundas do que um turista comum.

3. Esteja aberto ao novo

Viajar é sair da zona de conforto, portanto esteja aberto a novos contatos e vivências. A partir de uma simples conversa você pode descobrir algo que será muito útil durante a sua viagem. Por exemplo, em cidades praianas como Arraial do Cabo, a pesca é muito comum. Além do consumo, os nativos também usam seus lares como restaurantes para atender os turistas.

Ou seja, além da oportunidade de comer um peixe fresquinho, você vai saber detalhes da pesca e pode até pagar menos do que o valor cobrado em grandes restaurantes. Por isso, seja amigável, converse com os moradores e permita-se experimentar serviços diferentes da sua realidade.

Viu como viajar o mundo é mais acessível do que você pensava? Agora imagine uma mudança completa na sua rotina: ver o sol nascer na praia, conhecer diferentes cidades, saborear culinárias exóticas, fazer amizades e interagir com diferentes culturas. Não é vantajoso? Então deixe o medo de lado e aventure-se! Afinal, nunca é tarde para realizar um sonho.


0abc9e942e7f514952c38fa1bda6888d

Rosana Romão

Abr 02, 2019

Jornalista, corredora e mochileira. Amo meu Ceará, mas sou curiosa e quero conhecer o mundo. Bora?


Gostou? Não esqueça de deixar Rosana Romão saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor