Tire suas viagens do papel com ajuda de experts em viagem!
Torne-se membro até 29/02 e participe de webinars exclusivos com viajantes experientes.

Rota das Emoções gastando pouco: guia completo e dicas de economia

Guia completo da Rota das Emoções: quando ir, como fazer, roteiro testado e dicas para economizar e viver uma experiência incrível.

Bárbara Nicoli

Nov 25, 2022

8min

rota das emoções


Já pensou combinar praias paradisíacas, mangues cheios de vida, dunas imensas e lagoas com diversos tons de azul e verde, tudo na mesma viagem? Essa é a Rota das Emoções: são quase 900 quilômetros de cenários encantadores! 

Neste artigo, você encontra todas as informações necessárias para fazer essa rota de forma independente, econômica e imersiva.

O que é a Rota das Emoções

A Rota das Emoções é um roteiro turístico que engloba três estados do Nordeste: Ceará, Piauí e Maranhão. Em cada um deles, há diversos pontos turísticos,  sendo os principais destaques desta rota Jericoacoara, Delta do Parnaíba e Lençóis Maranhenses.


bárbara posa em frente a lagoa dos lençóis maranhenses

Preciso de pacote para a Rota das Emoções?

Há alguns anos atrás, era difícil fazer a rota das emoções por conta própria, pois não existiam linhas de ônibus entre as cidades. Por isso, era muito comum os viajantes optarem por comprar pacotes completos incluindo os três estados e as principais atrações.

Hoje em dia, a maioria das estradas estão asfaltadas e existem ônibus entre todas as cidades da rota das emoções, então ficou muito fácil e prático fazer o percurso por conta própria.

Além de você economizar muita grana fazendo a rota por conta própria, você acaba conhecendo mais lugares e ficando o tempo que você quiser em cada lugar. Você não tem a obrigação de seguir um roteiro engessado.

Leia também: Dicas para viajar de ônibus pelos estados do Nordeste brasileiro

Quando fazer a Rota das Emoções?

O clima no Brasil é diferente em cada região. Nessa parte do Nordeste, as chuvas são constantes no primeiro semestre do ano. Ou seja, se você fizer a Rota das Emoções entre janeiro e junho, há grandes chances de pegar bastante chuva durante a sua viagem, por isso essa época é considerada baixa temporada.

O período mais indicado para fazer a Rota das Emoções são os meses de julho a setembro. Nessa época chove pouco e as lagoas dos Lençóis Maranhenses ainda estão cheias. Já nos meses de outubro a dezembro, o nível das lagoas está mais baixo, mas não deixa de ser um cenário bonito.

A alta temporada nessa parte do Nordeste vai de julho a dezembro, quando o clima é seco e os ventos são constantes. Para os amantes de kitesurf e windsurf, essa região é um paraíso.


kitesurf na rota das emoções

Quantos dias ficar?

O tempo para fazer a rota das emoções depende muito do seu ritmo de viagem e de quais atrações você quer ver. Se você optar por fazer apenas os pontos turísticos mais famosos, recomendo reservar pelo menos 10 dias, sem contar com os dias de ida e volta para a sua cidade.

Caso você queira conhecer outras atrações além de Jericoacoara, Delta do Parnaíba e Lençóis Maranhenses, eu sugiro separar uns 20 dias. Tem muita coisa pra conhecer, viu? Já, já, vou falar das atrações não tão visitadas e que valem muito a pena!

Por onde começar?

O local de início depende de onde você está vindo. Se você estiver vindo de avião de outro estado, tem a opção de procurar passagem aérea direto para Jericoacoara. Geralmente há promoções para o aeroporto de Jeri, então vale ficar de olho.

Se não encontrar nada em conta para o aeroporto de Jericoacoara, outra alternativa é o aeroporto de Fortaleza. É um grande aeroporto e geralmente as passagens para lá são mais baratas. De Fortaleza para Jeri, tem ônibus diariamente.

Outra opção é iniciar a rota pelo Maranhão, pela cidade de São Luís, e em seguida descer de ônibus para Barreirinhas ou Santo Amaro, que são as portas de entrada para os Lençóis Maranhenses.

Rota das Emoções barato: trabalho voluntário

Para você que está querendo fazer a Rota das Emoções gastando pouco, eu sugiro fazer um trabalho voluntário em algum dos três estados. Ou em todos eles, que tal?

Se você tiver bastante tempo livre, pode passar umas semanas em Jericoacoara, em Parnaíba e em Barreirinhas. Todas essas cidades têm oportunidades de voluntariado pela Worldpackers, plataforma em que você troca algumas horas de trabalho semanais por acomodação e outros benefícios. 

Olha só:

O que fazer na Rota das Emoções: meu roteiro

Fortaleza

Vou falar do roteiro que eu mesma fiz. Eu comecei a Rota das Emoções por Fortaleza. Aproveitei uma passagem aérea barata e me joguei pra capital cearense. Como eu tinha bastante tempo livre, fiz um voluntariado num hostel a 50 metros do mar na praia de Iracema.

Era para eu ter ficado quatro semanas por lá, mas gostei tanto que acabei ficando quase dois meses em Fortaleza. Peguei todas as dicas possíveis sobre a Rota das Emoções e segui viagem para Jijoca de Jericoacoara num carro alugado com mais quatro amigos, num percurso de mais ou menos 5 horas.


voluntários em fortaleza, de onde bárbara partiu para a rota das emoções

Jijoca de Jericoacoara

Para quem não sabe, a famosa vila de Jericoacoara fica dentro de uma área de preservação ambiental e faz parte da cidade de Jijoca de Jericoacoara. Junto com Jijoca, as cidades de Camocim e Cruz formam o parque nacional de Jericoacoara. O parque é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Ou seja, para chegar na vila de Jeri, você precisa passar por Jijoca. De lá, existem algumas maneiras de ir até a vila. O jeito mais barato é de jardineira, ou então dá para ir em transportes privativos.

Eu acabei passando uma noite em Jijoca, pois eu e meus amigos queríamos conhecer a Lagoa do Paraíso e o Buraco Caiçara. Ambos lugares ficam mais próximos de Jijoca e eu fiquei sabendo que o passeio através da vila de Jeri seria mais caro. Fica a dica!


lago em jericoacoara

Vila de Jericoacoara

Deixamos o carro alugado estacionado numa pousada em Jijoca e pegamos a jardineira para a vila de Jeri. Em Jericoacoara há diversos tipos de hospedagem, desde albergues a resorts de luxo. 

É interessante já chegar na vila com a reserva feita, pois as estradas são de areia e você não vai querer ficar caminhando atrás de hospedagem com a sua mala ou mochila nas costas sob o sol quente.

As empresas vão querer te vender passeios de buggy para a Pedra Furada, mas eu não acho que vale a pena. Economize o seu dinheiro e vá caminhando pela praia e aproveite para conhecer a Praia da Malhada. Depois volte pela trilha passando pelo farol; é uma caminhada tranquila, que dura cerca de trinta minutos.

Jeri é muito conhecida pelo agito noturno, e realmente, a noite na vila é especial. São inúmeros bares com música ao vivo, luau pé na areia e até shows nacionais em casas noturnas.

Para quem curte kite e windsurf, a praia do Preá é perfeita para a prática desses esportes e fica a pouco mais de 10 quilômetros de Jeri. Eu recomendo passar uma noite na vila do Preá, é um lugar super descolado e com gente de todas as tribos!

E caso você tenha mais dias livres em Jeri, aproveite para conhecer o Mangue Seco, a Praia de Guriú e a Lagoa de Tatajuba. Todos esses lugares ficam próximos e você pode ir de carro ou através de passeios com agências de turismo.


jericoacoara é um dos destinos mais conhecidos da rota das emoções

Se você quiser saber mais, veja nosso artigo completo sobre o que fazer em Jericoacoara.

Parnaíba

De Jijoca de Jericoacoara, peguei um ônibus  sozinha para a cidade de Camocim e em seguida, outro para a cidade de Parnaíba, no Piauí. 

Não há uma linha direta que faça o percurso de Jijoca para Parnaíba, por isso é necessário fazer essa conexão em Camocim. O primeiro trecho leva em torno de uma hora e vinte minutos, e o segundo trecho tem duração de duas horas.

Na cidade de Parnaíba, fiquei duas semanas num hostel fazendo trabalho voluntário. Então deu tempo de conhecer todo o litoral do Piauí. Nesse artigo, falei de todos os lugares que vale a pena visitar por lá.


voluntários num hostel em parnaíba

O ponto forte do Piauí pra mim foi a praia de Barra Grande, que é conhecida como a ‘Mini Jericoacoara’. Estradinhas de areia, mar calmo e cristalino, e com muito vento para os amantes de kite. E claro, o passeio ao Delta do Parnaíba, que é o principal ponto turístico da Rota das Emoções no Piauí.

No Delta tem vários tipos de passeios, desde os que vão barcos grandes aos passeios em canoas de pescadores. Eu fiz o passeio da Revoada dos Guarás no pôr do sol e achei maravilhoso. Mas caso você prefira um passeio regado a comida e bebida, tem também.

Barreirinhas

De Parnaíba peguei um ônibus direto para Barreirinhas, no Maranhão. Lá fiquei hospedada num hostel muito lindo de frente para o rio Preguiças. 

No meu voluntariado no hostel em Parnaíba, conheci uma francesa e nós combinamos de nos encontrar em Barreirinhas para fazer a travessia dos Lençóis Maranhenses.


tranquilidade em barreirinhas, parte da rota das emoções

Você pode ficar hospedado em Barreirinhas e fazer passeios diariamente para diversas lagoas dentro do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (cada passeio custa no mínimo R$ 100). Ou então pode fazer a travessia de leste a oeste dentro do parque, passando por várias lagoas e pelos povoados no meio das dunas.

Eu e a francesa, aventureiras que somos, decidimos embarcar nessa travessia a pé. Conhecemos mais dois rapazes, estudamos bem o trajeto, nos preparamos e iniciamos nosso trekking pelos Lençóis Maranhenses.

O trekking pelos Lençóis pode ser feito com guia e com agências de turismo. Mas como estávamos numa pegada econômica, fizemos a travessia utilizando apenas aplicativos de trilha off-line. Eu super indico para quem tem experiência, contudo, para quem nunca fez uma travessia mais ‘selvagem’, é melhor ir acompanhado de um guia.


viajantes posam durante a travessia dos lençóis maranhenses

Lugares menos conhecidos na Rota das Emoções

Santo Amaro

Nossa travessia pelos Lençóis Maranhenses terminou na cidade de Santo Amaro. A cidade em si não tem muita estrutura, mas fica super perto de várias lagoas. Se você optar por não fazer a travessia, eu sugiro se hospedar em Santo Amaro pelo menos um dia, para poder ficar mais perto das lagoas do parque. 


as impressionantes lagoas dos lençóis maranhenses

Vilarejo de Betânia

O povoado de Betânia fica dentro do parque dos Lençóis Maranhenses, numa região que é possível chegar de carro indo por Santo Amaro. É uma vila rodeada por rios e lagoas paradisíacas.

Nesse vilarejo, há redários para se hospedar, restaurantes e um mini mercado. Eu conheci esse povoado e me encantei tanto que acabei pernoitando num redário por quatro dias. Em Betânia, você passa o dia tomando banho de rio e tem a vantagem de assistir o pôr do sol nas lagoas a 5 minutos da vila. É um verdadeiro paraíso!


redes no vilarejo de betânia

São Luís

Eu finalizei a rota das emoções na cidade de São Luís. Ela fica localizada a 250 quilômetros de Barreirinhas e tem transporte rodoviário diariamente. São Luís respira cultura, é uma cidade encantadora.

O estilo musical mais tocado em São Luís é o reggae jamaicano, por isso a cidade é conhecida como a Jamaica brasileira. Lá, o reggae se dança coladinho. 

O tambor de crioula e a manifestação do boi também são tradições muito presentes na rotina da cidade, é lindo de ver. É um ótimo lugar para terminar a sua trip pela Rota das Emoções.

Curtiu a ideia? Leia também nosso guia de São Luís.


bárbara posa com saia florida no maranhão, onde encerrou a rota das emoções

Gostou do meu roteiro na rota das emoções? Qualquer dúvida pode deixar aqui nos comentários. Aproveite e siga as redes sociais da Worldpackers para acompanhar as novidades: estamos no Instagram, no Tiktok e no YouTube.



Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor


Mais sobre esse tema