Categorias

Turismo ecológico: 10 projetos para voluntariar na América do Sul

Tem interesse em turismo ecológico? Confira esses projetos incríveis para voluntariar na América do Sul. Você pode se hospedar de graça e aprender sobre permacultura e sustentabilidade!


Db952c3c88cb2cdc74478d9e6336a301

Luisa

Quatro intercâmbios, um mestrado no exterior e rolês por 27 países me ajudaram a superar insegura...

Ago 16, 2018

As melhores opções de projetos para turismo ecológico na América do Sul

Quer viajar e aproveitar para se conectar com a natureza, aprender sobre permacultura e bioconstrução ou compartilhar os conhecimentos que já tem nessas áreas?

Você não precisa ir longe: aqui mesmo no Brasil e em vários países da América do Sul existem centenas de projetos de turismo ecológico com vagas para voluntários, ou seja, trocar trabalho por hospedagem.

Ecovilas, pequenas fazendas orgânica, reservas ambientais e agroflorestas urbanas são alguns dos espaços onde você pode trabalhar em funções como jardinagem, plantio, bioconstrução e educação ambiental, recebendo em troca benefícios como acomodação e alimentação.

Alguns deles cobram taxas para cobrir os custos de alimentação, já que são organizações sem fins lucrativos e em muitos casos autossustentáveis. Além dos benefícios práticos e das habilidades adquiridas, você ganha a experiência incrível de estar inserido em ambientes que incentivam atitudes positivas em relação ao mundo que nos rodeia.

Tá, mas vamos às vagas? Escolhi 10 projetos de turismo ecológico na América do Sul disponíveis na plataforma do Worldpackers, focando em lugares com boas avaliações e propostas interessantes:

  1. Varsana Eco Yoga Village - Granada, Colômbia;
  2. Vrinda Bhumi - Baependi (MG), Brasil;
  3. Estação Unipermacultura - Alpestre (RS), Brasil;
  4. El Guajiro - Lobos, Argentina;
  5. Bio Aldeia Arawikay - Antônio Carlos (MG), Brasil;
  6. Ecolodge La Frontera Sur de Chile - Liquiñe, Chile;
  7. Capim Estrela - Alto Paraíso de Goiás (GO), Brasil;
  8. Coletivo Mão na Terra - Curitiba (PR), Brasil;
  9. Granja ViDar - El Peñol, Colômbia;
  10. Granja São Luiz - Campo Largo (PR), Brasil.

10 Projetos de turismo ecológico na América do Sul:

1. Varsana Eco Yoga Village - Granada, Colômbia


Projeto de turismo ecológico na Colômbia

  • Como é o projeto

  • Que atividades você pode fazer

Na Varsana Eco Yoga Village você pode se inscrever para fazer tarefas variadas como agricultura orgânica, construção com técnicas ambientalmente sustentáveis, trabalhar na cozinha e ou promover atividades educativas e artísticas para crianças.

Outra opção é fazer sua candidatura para usar habilidades de marketing para promover a ecovila ou para cozinhar refeições vegetarianas, caso tenha conhecimentos específicos nessas áreas.

  • O que você recebe em troca

A participação nesse projeto requer uma contribuição de 8 USD por dia para pagar pelo café da manhã, almoço e jantar dos participantes. Além das refeições, você tem direito a acomodação em quarto compartilhado, lavanderia gratuita, aulas de yoga, eventos gratuitos e um dia livre por semana.

  • Avaliações de viajantes

O Varsana Eco Yoga Village tem 21 avaliações, com uma nota média de 4,5 (de um total de 5 estrelas). A mexicana Andrea passou uma semana lá e disse que “tudo em Varsana é lindo: o lugar, as pessoas, a comida!”. A brasileira Lívia também elogiou o lugar, afirmando que ele é muito agradável, o trabalho é justo e é possível atuar em diferentes atividades.

2. Vrinda Bhumi - Baependi (MG), Brasil


Projeto Vrinda Bhumi em Minas Gerais, Brasil

  • Como é o projeto

O projeto Vrinda Bhumi é centrado na agricultura orgânica. No lugar, voluntários podem aprender ou praticar várias técnicas de cultivo sustentável. A organização não tem fins lucrativos e recebe viajantes de todas as idades e backgrounds.

A proposta é que o participante contribua com o espaço ao mesmo tempo em que aprende sobre meditação, culinária vegetariana, bioconstrução e filosofia védica.

  • Que atividades você pode fazer

Nesse voluntariado ecológico, a proposta é ajudar nas tarefas de jardinagem e também na limpeza e cozinha, trabalhando de acordo com valores comunitários.

  • O que você recebe em troca

O lugar cobra R$ 30 de taxa e oferece em troca café da manhã e jantar, acomodação em quarto compartilhado ou barraca de camping, lavanderia gratuita, passeios, carona na chegada, aulas de yoga e de idiomas, curso de permacultura e um dia livre por semana.

  • Avaliações de viajantes

Esse anfitrião tem 24 avaliações, com nota média 4,5. A brasileira Josy conta que foi muito bem recebida e que os anfitriões são flexíveis em relação ao trabalho e as aulas de yoga são fantásticas. Outra worldpacker, Aryane, ressaltou que a estrutura do local é bastante simples, mas que se come muito bem, a equipe é simpática, o trabalho e as horas são adequados e é possível conhecer as cachoeiras ao redor. “Voltaria e recomendo!”, afirma em sua avaliação.

3. Estação Unipermacultura - Alpestre (RS), Brasil


Turismo ecológico em Alpestre

  • Como é o projeto

A Estação UniPermacultura fica na comunidade rural de Dom José, em Alpestre (RS), e se descreve como “um espaço educativo dedicado a divulgar a ciência da permacultura, buscando servir como modelo e museu de tecnologias sociais, com foco no desenvolvimento sustentável rural e urbano”.

Trata-se de um local de fomento para formação de ecovilas e cooperativas de produção e pesquisa de novos mercados e atividades ecológicas produtivas. A UniPermacultura funciona também como uma Universidade Alternativa de Permacultura, em parceria da Universidade Federal do Cariri (CE).

  • Que atividades você pode fazer

A proposta desse anfitrião é uma vivência em permacultura, iniciativa criada em parceria com a Worldpackers em um modelo diferente da maioria das vagas encontradas na plataforma.

Nesse caso, não se trata de uma experiência de troca de trabalho por acomodação, mas de uma vivência colaborativa onde os participantes são acompanhados por professores para aprender sobre o universo da Permacultura e a metodologia Transition Farms, que busca garantir um êxodo urbano organizado e sustentável.

  • O que você recebe em troca

Essa experiência de turismo ecológico é paga, com um valor de R$ 1 mil por 15 dias. A taxa serve para cobrir custos com acomodação em quarto compartilhado, refeições, curso de permacultura e certificado em "Introdução à Permacultura, Ecovilas e Transição para a sustentabilidade". Os participantes têm dois dias livres por semana.

  • Avaliações de viajantes

Esse projeto tem 11 avaliações, com nota média 5. A viajante Mayara afirmou que a Estação UniPermacultura é “definitivamente um lugar mágico, de experiências intensas”, enquanto Jucelino ressaltou que ela oferece uma ótima oportunidade para conhecer sobre permacultura. “São várias atividades durante todo o dia, desde trabalho voluntário com atividades agrícolas, manejo de terra, pequenas hortas, grandes colheitas e processos de produção de produtos orgânicos junto com moradores, até diversão como banho no rio Uruguay com uso de StandUps e caiaque, também reuniões onde discutimos sobre preservação, ciberativismo, comportamento, relacionamento humano e espiritualidade”, relata.

4. El Guajiro - Lobos, Argentina


Projeto EL Guarijo, Buenos Aires, Argentina

  • Como é o projeto

El Guajiro é um projeto criado por um casal que vive numa fazenda orgânica em Los Lobos, a 100 km da cidade de Buenos Aires, e pretendem ter um estilo de vida autossuficiente.

  • Que atividades você pode fazer

Nesse projeto, os voluntários ajudam a alimentar as galinhas, ordenhar a vaca, preparar pão, queijo e geleias para venda, cozinhar e trabalhar com bioconstrução entre outras atividades.

  • O que você recebe em troca

Os benefícios incluem acomodação em quarto compartilhado, todas as refeições, lavanderia gratuita, carona na chegada e um dia livre por semana.

  • Avaliações de viajantes

A El Guajiro tem quatro avaliações de viajantes que passaram por lá, com média de 5 estrelas. Os franceses Anaïs e Tim falaram que sua estadia foi indescritível e agradeceram muito aos anfitriões: “eles realmente queriam que aprendêssemos com eles e perguntavam que tipo de conhecimentos gostaríamos de compartilhar. A generosidade deles é tremenda”, dizem. A brasileira Raquel concorda, afirmando: “Paula e Damian são pessoas lindas! Só tenho a agradecer por serem tão bons pra mim! Cada momento foi precioso! Aprendi muito sobre a cultura argentina, sua culinária e sua música”.

5. Bio Aldeia Arawikay - Antônio Carlos (MG), Brasil


Turismo ecológico em Minas Gerais, Brasil

  • Como é o projeto

A ecovila Bioaldeia Arawikay pretende oferecer aos viajantes uma vivência de inserção na natureza e também de autoconhecimento. Criado em 2000, esse projeto de turismo ecológico busca reforçar valores ligados à vida em comunidade, consumo ético e desenvolvimento rural sustentável.

  • Que atividades você pode fazer

Pintar detalhes de janelas e portas, postes de cercas, bambus, ou ser colaborador aprendiz na manutenção e plantação de uma horta sintrópica, podendo plantar em sementeiras, cultivar, colher, cuidar de cercas, manejar bambuzal e cuidar de trilhas. Eles também anunciam uma vaga mais geral, que inclui ajuda na cozinha, construção e consertos, jardinagem e limpeza.

  • O que você recebe em troca

O projeto oferece hospedagem em quarto compartilhado, um dia livre por semana e refeições, mas pede uma contribuição em dinheiro para cobrir “gastos gerais”.

  • Avaliações de viajantes

Com 17 avaliações, a Bioaldeia Arawikay tem média de 5 estrelas. De acordo com os viajantes, o local promove uma imersão na natureza e grande aprendizado. “O lugar é maravilhoso, superou minhas expectativas. Muita natureza, sons dos mais diversos animais (e muito silêncio também), um rio onde lavei minha alma, muito aprendizado com a sintropia, a casa acolhedora, alimentação natural e saudável e feita por todos nós que estivemos lá, com muito carinho, companheirismo”, afirma a worldpacker Cristiani, que classificou essa experiência como “a mais incrível” da sua vida.

6. Ecolodge La Frontera Sur de Chile - Liquiñe, Chile


Turismo ecológico no Chile

  • Como é o projeto

O Ecolodge La Frontera Sur de Chile é um hotel nos andes patagônicos no Chile, uma região repleta de florestas, rios, lagos e cachoeiras. A proposta do lugar é ser um lugar de relaxamento e conexão com a natureza, com estilo rústico e simples, mas confortável.

Os anfitriões, um casal suíço-espanhol, ressaltam que o trabalho pode ser fisicamente demandante e recomendam que os viajantes levem roupas adequadas ao clima. Eles preferem voluntários que possam se comunicar em espanhol e que tenham disponibilidade para passar um mês no local, que fica a 10 km da cidade mais próxima, Liquiñe.

  • Que atividades você pode fazer

As tarefas demandadas no Ecolodge são variadas, incluindo manutenção, limpeza, cozinha, recepção, cuidado com animais e jardinagem.

  • O que você recebe em troca

Os benefícios para os worldpackers são dois dias de folga por semana, uma cama em quarto compartilhado e “comida básica” para café da manhã, almoço e jantar. A proposta também inclui lavanderia gratuita, passeios grátis, carona na chegada, aulas de idiomas, terapias holísticas e certificado de conclusão.

  • Avaliações de viajantes

Esse projeto de turismo ecológico tem duas avaliações no Worldpackers, ambas com nota 5. O polonês Mateusz mencionou que as paisagens são deslumbrantes e diz que se sentiu em casa e recomenda a experiência. O brasileiro Bruno, por sua vez, ressaltou que a conexão dos anfitriões com a natureza é contagiante: “Muito preocupados na manutenção de uma vida em equilíbrio, estão abertos a novas opiniões e antenados no que está acontecendo no mundo”.

7. Capim Estrela - Alto Paraíso de Goiás (GO), Brasil


Opção de voluntariado na Chapada dos Veadeiros

  • Como é o projeto

O Capim Estrela é um espaço de hospedagem terapêutica e vivencial que está começando sua operação na Chapada dos Veadeiros, em Goiás, entre as localidades de Alto Paraíso e São Jorge.

  • Que atividades você pode fazer

A vaga está aberta para quem quiser ajudar a construir este espaço no coração da Chapada dos Veadeiros. O trabalho inclui plantio, paisagismo, organização interna e serviços de manutenção e limpeza.

  • O que você recebe em troca

Em troca do trabalho, os visitantes que queiram colaborar com esse projeto de turismo ecológico têm benefícios como dois dias de folga por semana, acomodação em quarto compartilhado, acesso à cozinha, eventos grátis, uso de bicicletas, carona na chegada, terapias holísticas e curso de permacultura.

8. Coletivo Mão na Terra - Curitiba (PR), Brasil


Coletivo Mãe na Terra, Curitiba, Brasil

  • Como é o projeto

O Coletivo Mão na Terra é um espaço permacultural no centro de Curitiba que conta com uma agrofloresta urbana e horta comunitária, além de promover eventos ligados à permacultura.

  • Que atividades você pode fazer

As tarefas buscadas por esse anfitrião consistem principalmente em ajudar no manejo da agrofloresta e da horta, mas você também pode colaborar com construção e consertos.

  • O que você recebe em troca

Os benefícios são acomodação em barraca de camping, acesso a cozinha, café da manhã, descontos em festas e tours, lavanderia gratuita, uso de bicicletas, aulas de yoga, terapias holísticas, curso de permacultura e dois dias de folga por semana.

  • Avaliações de viajantes

Com 11 avaliações, esse projeto também tem média de 5 estrelas. Segundo o worldpacker Juliano, a experiência por lá é “de puro aprendizado e contato com a natureza”, em um espaço de paz e calmaria no centro da capital paranaense. “Aqui pude sentir o verdadeiro poder de cura que a natureza possui. Gratidão e amor por fazer parte desse projeto tão lindo”, declarou.

9. Granja ViDar - El Peñol, Colômbia


Turismo ecologico na Colombia

  • Como é o projeto

A Granja ViDar é capitaneada por Cristian e Alejandra, que têm animais de diferentes espécies (bodes, coelhos, galinhas, patos)  e cultivam diversos vegetais e plantas medicinais de forma orgânica. O lugar fica a uma hora e meia de Medellín e meia hora de Guatapé.

“Aqui você encontra tranquilidade, conexão com a natureza, a oportunidade de praticar espanhol e insights sobre a vida rural”, diz a descrição desse projeto de turismo ecológico. Eles prometem compartilhar conhecimentos sobre assuntos como agroecologia, permacultura e culinária experimental.

  • Que atividades você pode fazer

O projeto precisa de pessoas para realizar tarefas diversas, que incluem alimentar os animais, preparar compostagem, cultivar a horta e trabalhar com bioconstrução.

  • O que você recebe em troca

Os benefícios incluem acomodação em um quarto compartilhado, lavanderia e um dia de folga por semana. Todas as refeições também estão incluídas, além de café ou chá durante o dia, mas todos os hóspedes se revezam para preparar a comida de forma voluntária usando ingredientes disponíveis na casa ou colhidos na horta.

  • Avaliações de viajantes

A Granja ViDar tem 10 avaliações, com média de 4,5 estrelas. A mexicana Laura falou que sua estadia no local foi incrível e que a experiência de compartilhar com outras culturas superou suas expectativas. “Gostaria de ter ficado mais tempo, mas já tinha minha viagem planejada. Sem dúvidas voltarei”, disse. Já a francesa Delphine falou da boa energia dos donos e da atmosfera relaxada do lugar, que lhe ajudou a “perceber como é possível viver em harmonia com a natureza”.

10. Granja São Luiz - Campo Largo (PR), Brasil

  • Como é o projeto

Curte cervejas artesanais? Então você vai adorar fazer work exchange na Granja São Luiz, dedicada à plantação de lúpulo para produção de cerveja.

  • Que atividades você pode fazer

Esse projeto procura pessoas para ajudar com a plantação e também para cuidar dos animais e apoiar nas tarefas na cozinha.

  • O que você recebe em troca

Os benefícios para os participantes incluem hospedagem em quarto compartilhado ou barraca de camping, café da manhã, almoço, jantar, acesso à cozinha, lavanderia, passeios gratuitos, bebidas, uso de bicicletas, carona na chegada e dois dias de folga por semana.

  • Avaliações de viajantes

Essa oportunidade tem cinco avaliações e nota média 5. O colombiano Nicolas descreveu o lugar como “incrível, cheio de paz, natureza e bem-estar”, e disse que a estadia foi divertida e repleta de aprendizado e tranquilidade. “Os horários e tarefas são tranquilos se você gosta de trabalhar com animais e vegetação”, completou.

Curte a ideia de praticar um turismo sustentável e ficou interessado em algum desses projetos? Acesse a página de cada vaga para ver mais informações e aproveite também pra dar uma olhada nos outros projetos de ecológicos na América do Sul disponíveis na Worldpackers.


Db952c3c88cb2cdc74478d9e6336a301

Luisa

Quatro intercâmbios, um mestrado no exterior e rolês por 27 países me ajudaram a superar insegura...

Ago 16, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar luisaferreira saber :-)


Comentários