Saiba como aprender novos idiomas por conta própria enquanto viaja

Aprender um novo idioma é um dos principais motivos de viagens para o exterior. Veja dicas de como aprender um novo idioma sem curso, gastando pouco e curtindo muito.


412ce93f0d4edde2449c03a61b5b22f8

Abr 16, 2019

Historiadora e jornalista, resolvi dois meses antes de completar meus 30 anos, partir para uma aventura de um ano. Deixando de contar apenas as hi...

Saiba como aprender outros idiomas enquanto viajar ou faz voluntariado

Aprender outros idiomas é o sonho de muita gente, não só para ter acesso ao mercado de trabalho e conquistar um emprego melhor, mas para viajar o mundo sem medo de se comunicar.

O que não faltam são escolas de línguas prontas para receber novos alunos, com métodos eficazes e preços para todos os bolsos, porém nem sempre os valores oferecidos e os horários das aulas combinam com a rotina e então essa vontade de aprender vai ficando para segundo plano. 

Foi assim comigo, a minha rotina de trabalho e estudos de uns anos atrás não davam espaço para as aulas de inglês oferecidas duas vezes por semana. Cheguei a fazer parte de um curso, mas era insuficiente e não me sentia motivada a estudar em casa, como resultado eu não saia do bendito verbo to be.

Muitas pessoas buscam o intercâmbio ou mochilão para aprender uma nova língua, e este também estava entre os motivos que me fizeram viajar pelo mundo fazendo voluntariado pela Worldpackers. 

No período eu tinha um inglês básico que conquistei assistindo séries e com as poucas aulas que tive, mas só isso não ajudaria a me comunicar sem deixar de lado o medo de falar tudo errado.

Pagar um novo curso estava fora de cogitação, já que deveria economizar para o mochilão, então após pesquisas resolvi estudar sozinha todos os dias pelo menos duas horas antes de dormir e usar o método “Input”, que significa compreensão ou absorção do que você está focado a aprender, no caso do estudo de línguas. 

Também busquei oportunidades de voluntariado em países em que a língua oficial era o inglês, assim estaria 100% exposta ao novo idioma. Atualmente uso o mesmo método para estudar espanhol e tem dado muito efeito.

Vou explicar as fases desse método que, se aliado a outras medidas, podem ajudar muito no aprendizado de um novo idioma e te fazer ter falar inglês ou qualquer outro idioma sem ter ido a uma escola especializada.

Veja técnicas para aprender novos idiomas enquanto viaja:

1. “Input” no aprendizado de línguas

Esse é um termo usado também em áreas como economia, por exemplo, por isso é importante enfatizar nesse caso o uso dele para o estudo de um novo idioma. Ele foi inspirado por dois professores americanos, Tracy Terrel e Stephen Krashen, que acreditavam no aprendizado espontâneo, natural ao se estar exposto a uma nova língua e com o tempo e dedicação a “aquisição” dela.

Esse método é dividido em quatro etapas que devem ser executadas durante o tempo que reservou de estudo por dia. Mesmo que você nunca tenha estudado uma segunda língua na vida, é possível aprender do zero e sozinho usando essa técnica que executei dois meses antes e durante os primeiros meses do meu mochilão.

  • Ouvir

Quanto mais escutamos algo, mais vamos criando intimidade com a mensagem repassada. No caso do estudo de uma língua, o significado da mensagem pode passar despercebido pela falta de compreensão literal do que está sendo dito, mas o som e a forma como são pronunciadas as palavras ficam aos poucos guardadas no subconsciente.

Como meu foco no início era o inglês, eu ouvia estações de rádio de grandes canais de comunicação, principalmente os que ofereciam notícias 24h, porque tratavam de assuntos atuais, não paravam de falar e debater diferentes temas e usavam palavras que iam bem além do básico e que fazem parte do dia a dia. 

No começo dos estudos eu não conseguia entender o contexto geral, sabia o significado de algumas palavras e ficava difícil entender uma frase completa, mas me familiarizava com as pronúncias. Entendendo ou não, todos os dias antes de dormir, dirigindo ou cozinhando,  escutava alguma rádio em inglês.

  • Ler


Ler é uma das técnicas fundamentais para aprender novos idiomas

A notícia que ouvia no rádio, eu buscava no mesmo site a transcrição. Algumas páginas deixam arquivos de áudio e texto juntos e assim pode ouvir quantas vezes quiser. Depois de escutar, eu tentava ler a mesma notícia e chegar perto da pronúncia correta. Aos poucos a compreensão oral, aliada a leitura, me faziam entender o contexto e sobre o que se tratava o assunto abordado.

Leia também sem o áudio para acompanhar e em voz alta, nunca em silêncio, dessa forma você se ouve e pode identificar se estar no caminho certo da pronúncia correta ou não. Outro fator é ir se familiarizando com a forma com que as palavras são escritas, o que te leva para a terceira fase.

  • Escrever

Após ler e reler a mesma notícia que escutava nas ondas do rádio, começava a fazer a cópia do texto com paciência, lendo cada palavra antes de passar para o caderno. 

Saber escrever é um dos grandes desafios para quem aprende um novo idioma, falar se torna sempre mais fácil, por isso é importante concentração nesse quesito e com a prática ter bons resultados.

Primeiro escreva e depois selecione algumas das palavras que está tendo contato pela primeira vez, se possível em diferentes frases e busque o significado em português. Não recomendo copiar e ao mesmo tempo tentar traduzir, por que vai perder o foco na escrita. Nunca faça a tradução de todo o texto para saber o que se trata, deixe o seu subconsciente trabalhar e aos poucos vá entendendo do que se trata, sem pressa ou atropelos.

  • Falar

Não vai ser tão simples chegar nessa última fase sem focar bastante nas anteriores e principalmente na primeira. Quanto mais ouvir diálogos na língua que quer aprender, mais clara vai ficar a pronúncia correta na sua cabeça e consequentemente melhor será sua fala.

Para saber se está ou não com aprendizado suficiente para uma conversação, buscar informações no aeroporto ou ter uma “small talking” com um falante nativo, é preciso perder o medo

Não pense duas vezes ao tentar formular uma frase e começar uma conversa, se quiser explique que têm o nível básico, mas não perca a oportunidade de praticar e não se aborreça se for corrigido por alguém, pelo contrário, repita a palavra que pronunciou errado e pergunte se é forma correta. Aos poucos vai perceber que as palavras vão fluindo sem esforço e o vocabulário de palavras ampliando.

2. Faça voluntariado em um país que tenha como língua oficial a que deseja aprender


Voluntariar e estar em contato com outras pessoas também é uma forma de aprender novos idiomas

Muitas vagas para voluntariado na Worldpackers buscam pessoas que tenha nível básico em inglês, espanhol e francês, por exemplo, então se você sabe o básico é uma oportunidade para praticar e até evoluir de nível. Busque vagas em países que falam inglês ou espanhol se quer aprender essas línguas, porque vai estar imerso ao novo idioma, na conversação com as pessoas do seu trabalho, ao ir ao supermercado, sinalização na rua, propagandas na TV, música e outros.

Analise os requisitos e verifique se o seu nível não vai prejudicar a execução da função que a vaga propõe. Uma vez aceito, tente aprender palavras específicas e que estão relacionadas a sua função no voluntariado, assim vai aos poucos aprendendo algo novo, sem se preocupar tanto a reservar um horário específico para os estudos.

  • Hostels pelo Brasil

Caso opte por buscar voluntariados pelo Brasil, sugiro procurar hostels em cidades que recebam bastante turistas estrangeiros. Assim poderá trabalhar ajudando na recepção dos visitantes e aproveitando para praticar outra língua, nesse caso principalmente o inglês. 

Não se limite só as horas de trabalho para exercitar o novo idioma, faça parte das rodas de conversa dos hóspedes, combinem programações juntos no seu dia de folga e agarre a oportunidade para aumentar o vocabulário.


412ce93f0d4edde2449c03a61b5b22f8

Abr 16, 2019

Historiadora e jornalista, resolvi dois meses antes de completar meus 30 anos, partir para uma aventura de um ano. Deixando de contar apenas as hi...


Gostou? Não esqueça de deixar Lisiane saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor