Quer uma passagem de até US$500 grátis?
Envie sua resposta até 30/04 e tenha a chance de ser premiado.

Aprender italiano viajando: conheça um intercâmbio barato e eficaz

Sonha em aprender italiano? Conheça uma forma barata e eficaz de aprender o idioma enquanto curte a Itália no seu voluntariado.

5min

aprender italiano

A língua italiana não é assim muito diferente da nossa, tendo em vista que ambas são de origem latina, mas claro que é preciso certo esforço para aprendê-la. Por outro lado, não faltam motivos para aprender italiano. E melhor ainda se você puder fazer isso viajando e curtindo a Itália como um morador sem gastar quase nada!

Eu avancei muito nos meus estudos do idioma quando fui passar um tempo na Itália voluntariando pela Worldpackers. Por experiência própria, acho essa uma ótima opção de intercâmbio para aprender italiano, e é sobre isso que vou falar aqui.

Por que aprender italiano?

Está buscando um empurrãozinho para se motivar a aprender italiano? Eu sou apaixonada pela língua e acredito que existem muitas boas razões para estudá-la.

Além da proximidade com a cultura italiana, por termos muitos descendentes de imigrantes no Brasil, quem fala o idioma também tem a chance de explorar mais profundamente um país com uma beleza inigualável e alegria contagiante, comparável a dos brasileiros. A Itália é um país procurado por muitos devido à sua história, arte e cultura.

Outro ponto a favor de quem pensa em aprender italiano é a semelhança do idioma com o português, já que a origem é a mesma e muitas palavras e estruturas gramaticais se parecem. Assim, não é preciso muito tempo para atingir um nível do idioma em que você se sinta confortável para ter uma conversa com nativos.

Muitos brasileiros também se interessam pelo aprendizado de italiano porque querem obter a cidadania desse país europeu. De fato, aprender italiano será a chave para muitas portas que se abrirão pelo caminho, tanto para se obter documentações quanto para conhecer melhor o país. 

A comunicação é essencial para a vida do viajante. É claro que é possível se virar através de gestos e, em muitos casos, usando outros idiomas como o inglês. Mas mesmo que aprender a língua não seja primordial para visitar a Itália, facilita bastante as questões práticas, permite conhecer mais a fundo os moradores e expande suas oportunidades durante as viagens. 



Quanto tempo demora para aprender italiano?

Como já comentei, é possível aprender italiano sozinho numa velocidade razoavelmente rápida, já que a língua não é tão diferente da nossa. Outra vantagem é que a fala é muito próxima da escrita, diferentemente de outros idiomas como francês e inglês. 

Mas é claro que o tempo para aprender italiano vai depender do quanto você se dedicar e de quão intensa será sua imersão no idioma.

É possível aprender italiano num curso de línguas tradicional ou por conta própria, seja usando livros de idiomas ou um aplicativo como o Duolingo, que permite aprender muitas línguas de forma divertida e eficaz, como se fosse um jogo. Cada exercício é um objetivo para ganhar ou bater alguma meta.

Se você estudar de forma disciplinada, em cerca de seis meses é possível alcançar um nível razoável de conversação, podendo ter conversas não muito complexas com nativos. No entanto, uma forma de se tornar realmente fluente e acelerar esse aprendizado é fazendo uma imersão total através de um intercâmbio.

Leia também:

Qual o melhor intercâmbio para aprender italiano?

Além de aprender italiano num intercâmbio na Itália de forma convencional, fazendo aula numa escola de idiomas, existem outras formas mais baratas e imersivas. Minha sugestão é fazer um voluntariado pela Worldpackers, em que você troca algumas horas de trabalho por acomodação e outros benefícios, como refeições e passeios.

Veja o vídeo abaixo para entender melhor como funciona a Worldpackers:

Existem várias vagas de voluntariado na Itália, e nelas você pode ter a chance de praticar italiano com nativos todos os dias, vivenciando o dia a dia de um morador do local. Essa é uma forma muito eficaz de aprender italiano, já que seu contato com o idioma é extremamente intenso.

E como eu disse, falo por experiência própria: depois de ter viajado pela Itália, eu fiz um voluntariado na região da Umbria, na Itália, através da Worldpackers, e amei.

Me hospedei num pequeno vilarejo chamado Corciano com a anfitriã Irene, que além de ser host da Worldpackers é professora de italiano. As aulas do Best Italian Classes (nome do curso e do Instagram dela também) são ótimas para quem já tem um conhecimento básico da língua, quer seja através do Duolingo, ou viajando pelo país como eu fiz.

Irene é uma ótima pessoa, que além de ter me recebido muito bem no trabalho voluntário me ensinou muito sobre erros que eu cometia frequentemente ao falar o italiano. Aprender italiano sozinha tinha sido uma opção minha, mas chega um momento em que é importante ter ajuda para aperfeiçoar seus conhecimentos.



Passei uma semana morando na casa de Irene em Corciano, vilarejo vizinho à cidade de Perugia. Me senti realmente em casa e tive esse privilégio de praticar a língua italiana como nunca, ainda mais com uma pessoa que está habituada a ensiná-la. 

Os aprendizados que adquiri nesse voluntariado me enriqueceram de uma forma que o dinheiro não é capaz de fazer e expandiram meu conhecimento ao aprender muito mais do que o italiano mais avançado. 

Além de melhorar meu italiano, trabalhei com marketing com minha host, conheci a região da Umbria, experimentei comidas excelentes e explorei o vilarejo. Tudo isso com muito companheirismo de Irene, que acabou por se tornar uma amiga.

Com a Worldpackers, além de contribuir com o mundo de forma positiva, você contribui consigo mesmo. Se permita viver isso tudo, aprender e ensinar! "La vita è bella, la vita è rara", como dizia uma mensagem registrada num azulejo nos arredores da Isola Maggiore (passeio que fiz graças a Irene).



Ficou interessado em aprender italiano com a Worldpackers também? Veja três vagas maravilhosas de voluntariado na Itália:

Uma boa viagem e ótimos aprendizados para você pelo caminho! Arrivederci!



Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor



Mais sobre esse tema