10 dicas essenciais para começar a escalar montanhas

Tem vontade de escalar montanhas, mas não sabe por onde começar? Vou dividir com vocês as 10 dicas essenciais para que você tenha a melhor experiência possível.


C26fec2dc4057e094af1a0a287e940aa

Abr 22, 2019

Nascida em Taiwan, criada no Brasil, morando atualmente em Taipei. Estou viajando e me mudando por esse mundão há cerca de três anos. Enfermeira, a...

dicas para escalar montanhas

Caminhar e escalar montanhas é um excelente exercício físico. É comprovado cientificamente que a prática oferece benefícios mentais e físicos, contribuindo para a redução da ansiedade, prevenção de osteoporose e, de quebra, te mantém em forma, tarefa às vezes um pouco complicada enquanto viajamos.

Ah, mas para me manter em forma eu posso simplesmente ir para a academia e correr na esteira sem precisar carregar o peso de uma mochila nas costas. Sim, você pode, mas te garanto que estar ao ar livre, em meio à natureza, e enfrentar os diversos desafios para finalmente contemplar a vista deslumbrante ao pico da montanha não tem preço.

Confesso que enquanto eu morava no Brasil, a minha vida se resumia a trabalho, estudos, casa, baladinhas ao fim de semana e idas frequentes à academia. 

Foi a partir do momento que comecei a viajar e, principalmente, morando em Taiwan, que comecei a escalar montanhas com frequência. 

A seguir, vou dividir com você as principais dicas para enfrentar curtas e longas caminhadas, sendo você iniciante ou expert no assunto.

Confira essas 10 dicas para começar a escalar montanhas:


Vista da experiência de escalar uma montanha

1. Nível de dificuldade

Cada trilha é classificada de acordo com o seu nível de dificuldade. Ter conhecimento desse nível e considerar sua condição física é fundamental para melhor proveito e, principalmente, para a tua segurança. 

Aos iniciantes, mesmo que você seja super fitness, se nunca teve experiência com trilhas, sugiro que escolha algumas mais fáceis, para você sentir como o seu corpo se adapta em meio à natureza. 

Lembre-se que você não estará caminhando em trilhas asfaltadas ou na esteira. Geralmente, além do exercício físico da caminhada e escaladas em si, é exigido também um certo nível de exercício mental, equilíbrio e adaptação às alterações de altitude. Após algumas experiências, você terá ideia do nível de dificuldade de acordo com o teu condicionamento físico.

Aos iniciantes, procure fazer trilhas de apenas um dia e vá evoluindo aos poucos. Se tiver muito receio, sugiro que vá acompanhado de alguém experiente, aprenda e pegue dicas para que você possa eventualmente progredir em dificuldade e fazer trilhas de longa duração.

2. Se familiarize com a trilha

Uma vez escolhido a trilha, faça uma busca pelos seus detalhes, particularidades, elevações, animais que vivem no local e tempo aproximado para terminar a caminhada.

Se atente à existência de trilhas alternativas em meio à trilha principal e atualize a informação no dia anterior: em Taiwan, por exemplo, propenso a terremotos e tufões, algumas trilhas ficam fechadas por motivos de segurança e rochas deslizam bloqueando trilhas podendo causar acidentes fatais. Lembrem-se que a segurança vem sempre em primeiro lugar.

3. Consulte a previsão do tempo

Seja para pequenas caminhadas ou trilhas que exigem dias, ter uma ideia de como estará o clima no dia vai te ajudar muito a se planejar melhor. 

Conhecer a montanha a ser escalada e os fatores meteorológicos vão definir o que você estará levando na mala, roupas de frio, calor, equipamentos adequados para enfrentar a chuva, o vento e a neve. 

Se a previsão do tempo for péssima, te permite mudar os planos, escolher outra viagem e aproveitar melhor o teu tempo. Vai por mim, enfrentar pequenos desafios faz parte da aventura, mas esses mesmos pequenos detalhes podem mudar completamente a sua experiência de algo prazeroso para se tornar o teu maior pesadelo.


Ao escalar uma montanha é preciso estar atento às condições climáticas 

4. Comunicação é igual a segurança

Pessoalmente, sou super adepta a viajar sozinha e o meu momento de solidão mais precioso é no meio da natureza. Tenho o costume de me aventurar pelas trilhas sozinha, mas sempre deixo pessoas próximas a mim cientes do lugar onde estou, sejam amigos, familiares ou a recepção do hostel onde me hospedei. 

Informe-os sobre o lugar onde você pretende ir e o tempo aproximado esperado para se completar a escalada, mas é importante lembrar de incluir fatores como tempo de transporte, descanso e considerar o nível de dificuldade da trilha. Creio que não seja a intenção de ninguém deixar as pessoas ao seu redor desesperadas à toa.

5. Calçado e meias adequadas

Nada pior do que pés doloridos e congelados para suportar a longa caminhada. Acredite, esses pequenos detalhes fazem toda a diferença, tornando-a maravilhosa ou insuportável em segundos. 

Tenha preferência por botas para suporte do tornozelo e opte pelos calçados mais leves. Existem inúmeras opções no mercado com preços bastante acessíveis. 

Caso ainda esteja se familiarizando com o calçado, experimente-o em curtas caminhadas e deixe as mais longas para calçados em que você já tenha intimidade. Quanto às meias, prefira as de material sintético ou lã para rápida secagem e aquecimento.


Imagem de um tênis apropriado para escalar montanhas

6. Vestimentas

A recomendação comum é que invista em peças térmicas, leves e que se vista em camadas para facilitar se adequar às mudanças bruscas de temperatura durante a atividade. 

Evite peças de algodão, pois dificultam a secagem em casos de chuva ou suor mantendo a peça úmida e gelada, dois detalhes que queremos evitar durante uma trilha.

Conheça a trilha que vai fazer, se informe quanto às mudanças de temperatura ao anoitecer e esteja devidamente preparado para enfrentar o frio nas escaladas de elevada altitude. 

Acredite, você pode começar uma trilha suando e terminar ela super agasalhada e tremendo de frio.

7. Mochila

Tem coisa pior do que carregar peso desnecessário nas costas? Consegue se imaginar carregando quilos enquanto você sobe uma montanha, buscando equilíbrio e escalando rochas, focando na sua respiração e lutando contra os sintomas que vem com a altitude e desperdiçando energia à toa? 

Vai por mim, saber fazer a sua mala de forma compacta e eficiente vai mudar completamente a sua experiência em qualquer viagem, principalmente durante uma escalada. 

Invista em peças leves, compactas, de secagem rápida e evite levar excessos. Se a tua escalada vai durar dois dias, você com toda certeza não vai precisar de 10 pares de meia e de 5 camisetas. Não se esqueça que dependendo da trilha que for fazer, você ainda precisará levar saco de dormir, alimentos, água, entre outros.


Imagem de uma mochila de escalada

8. O que levar?

Para trilhas de apenas um dia, vista roupas confortáveis. Sinceramente, eu não sou tão adepta às vestimentas tradicionais recomendadas para fazer trilhas, zelando muito mais pelo meu conforto. 

Geralmente, opto por leggings de yoga, top normal de academia, uma blusa leve de frio, uma jaqueta bem leve de chuva e as minhas botas de escalada. Leve comidinhas e bastante água para te manter hidratado, repelente de mosquito, capa impermeável para proteger a sua mochila e celular e câmera para registrar cada segundo.

Para as escaladas de duração superior a um dia, além dos itens mencionados anteriormente, adicione um kit de primeiros socorros, tablets ou filtros para purificar a tua água, lanterna de cabeça para caminhadas ao anoitecer ou amanhecer, uma mochila pequena extra caso queira fazer pequenas viagens concomitantemente, bastões de caminhada caso você tenha problemas com os seus joelhos e tenda e/ou rede e saco de dormir.

Para os acessórios de acampamento, se tiver oportunidade, procure alugar ou pegar emprestado antes de comprar um novo, principalmente se você não tem experiência prévia com os mesmos. Pratique em casa, aprenda a montar a sua tenda, a sua rede, se acostume com o saco de dormir e aprenda a organizar a sua mala de forma que tudo fique de fácil acesso.

9. Respeite o seu tempo

Eu sou extremamente competitiva comigo mesma e adoro um desafio, então me pego muitas vezes me desafiando enquanto faço as minhas trilhas em termos de velocidade, destreza e força, mas isso é a minha escolha pessoal. 

Como geralmente faço as minhas escaladas sozinha, ser competitiva comigo mesma não é problema, mas se estou com outras pessoas eu fico constantemente me preocupando em acompanhar a velocidade dos meus amigos, sendo mais rápido ou mais devagar e isso muda completamente a minha experiência.

Seja você iniciante ou não, aprenda a respeitar o seu tempo e os seus limites. Entenda que ficar para trás ou ir mais depressa não é problema e aproveitar essa pequena distância do teu amigo te proporciona momentos maravilhosos de silêncio em meio à natureza. 

Aprenda a ouvir as respostas do seu corpo em meio ao exercício e tente compreender o quão complexo essa experiência pode se tornar envolvendo exercício físico, mental e muitas vezes é uma oportunidade maravilhosa de acalmar a mente, controlar a sua respiração e melhorar a sua postura.

10. Respeite a natureza

A regra aqui é simples: não leve lembranças e não deixe rastros da sua visita para trás. A natureza está lá para ser apreciada por todos e se você não levou com você na mochila, não deve retornar com você. Seguindo o mesmo raciocínio, quaisquer itens que você esteja levando consigo, leve de volta, seja lixo em saco plástico ou demais itens.

Outro item importante é evitar alimentar os animais, principalmente com alimentos produzidos especificamente para o consumo humano. Esteja em meio à natureza como convidado e intervenha o menos possível.


Nascer do sol no topo de uma montanha

Escalar montanhas é um desafio repleto de recompensas. Me faltam palavras para descrever o quão maravilhoso é ter a oportunidade de testemunhar o tão merecido espetáculo que é o nascer do sol após enfrentar caminhadas longas, o calor, o frio, o vento e tantos outros obstáculos. 

É um misto de sentimentos que te inundam, como gratidão, puro êxtase e orgulho seguidos de um segundo de profunda paz. Se você tiver a oportunidade, mergulhe de cabeça, prepare a sua mochila, se mantenha sempre hidratado, embarque nessa experiência que garanto que você não vai se arrepender. 


C26fec2dc4057e094af1a0a287e940aa

Abr 22, 2019

Nascida em Taiwan, criada no Brasil, morando atualmente em Taipei. Estou viajando e me mudando por esse mundão há cerca de três anos. Enfermeira, a...


Gostou? Não esqueça de deixar Torisa saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor