Um intercâmbio para aprender espanhol sem gastar fortunas

Viajar é a forma mais deliciosa de aprender espanhol. Além de ser a língua oficial de 22 países, não é preciso ir tão longe para aprendê-lo. Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Uruguai, são alguns dos destinos que você pode escolher fazer intercâmbio para aprender espanhol.


E56e2ad24ca6a189efd54a2cfcd71838

Raquel

Uma jornalista brasileira que escreve sobre pessoas. Eu viajo para conhecer histórias de vida e...

+ Ver mais

Ago 17, 2018

Faça um intercâmbio para aprender espanhol pela Worldpackers e economize durante sua experiência

1. Por que aprender espanhol na América do Sul

A Espanha é um país lindo, sem dúvida nenhuma, mas conhecer as belezas do seu próprio continente não tem preço. Assim como o Brasil, os outros países da América do Sul foram colonizados por europeus e levam no sangue a mistura dos indígenas, brancos e povos trazidos para a América como escravos. Assim como não existe só um rosto de brasileiro, não existe um só argentino, boliviano ou chileno. Além disso, você tem mais esses três motivos:

  • O vôo é mais barato do que para a Europa;
  • Não precisa de visto;
  • Vai descobrir uma nova forma de se expressar.

2. Destinos para praticar espanhol na América do Sul

Argentina com a Worldpackers

A Argentina é um dos destinos mais procurados pelos brasileiros. Você pode encontrar diversas oportunidades de voluntariado pela Worldpackers de norte a sul do país.

Existem paisagens para todos os gostos lá. Desertos, geleiras, montanhas, cachoeiras, vinícolas e cidades famosas em todo o mundo. Seus novos amigos argentinos não vão deixar você voltar para casa sem experimentar seus diversos cortes de carne nem seu doce de leite.

Existem infinitas opções de cursos de espanhol na Argentina. Você pode fazer um só para brasileiros, um específico para negócios, para médicos, e ainda um curso com enfoque em culturas, com aulas de tango e culinária.

Entre as principais cidades da Argentina estão Buenos Aires, Córdoba, Mendoza, Bariloche, Salta e Rosário. Mesmo com a situação econômica instável no país, é possível encontrar passagens com um preço bastante atrativo. Os argentinos vivem, a maior parte do ano, no mesmo fuso horário que os brasileiros. Discutir política é algo importante para eles e o futebol é uma paixão nacional.

Bolívia com a Worldpackers

Sucre é a capital constitucional da Bolívia e La Paz a sede do governo. Santa Cruz de La Sierra é a cidade mais populosa e em todas elas você vai encontrar cursos de espanhol, oportunidades de trabalho e muita cultura.

A maior planície de sal do planeta, o Salar de Uyuni, fica na Bolívia, a porção de água navegável mais alta do mundo também, o Lago Titicaca. Você certamente vai visitá-los em seu intercâmbio para aprender espanhol.

Os ensinamentos e saberes Quechuas e Aymaras estão vivos no dia a dia dos bolivianos, assim como muitos outros povos que passaram por essa terra. 

Bolivia é uma opção para intercâmbio para aprender espanhol

Colômbia com a Worldpackers

Faça intercâmbio para aprender espanhol no país da Shakira! Quase tão lindo quanto ela, é o mar do caribe que você vai conhecer por lá. A Colômbia vai te surpreender desde a capital Bogotá, com seu centro histórico e ruas de paralelepípedo, até Cartagena, com seu mar em tons de azul e areia branca.

Equador com a Worldpackers

O Equador ainda é pouco escolhido pelos brasileiros que querem fazer um intercâmbio para aprender espanhol. Se esse for o seu destino, pode ter certeza que vai aprender muito mais que outra língua.

A capital, Quito, é Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO e em pequenas viagens você poderá conhecer a Ilha de Galápagos e a Cordilheira dos Andes. 

Intercâmbio de espanhol no Equador

Peru com a Worldpackers

Antes de receber estudantes para aprender espanhol, o Peru foi a casa do Império Inca. Você pode imaginar uma parte dessa história visitando Machu Picchu. A capital do país, Lima, recebe muitos viajantes e intercambistas, assim como Cusco, localizada a 3400 metros de altitude.

Uruguai com a Worldpackers

O Uruguai é separado da Argentina pelo Rio da Prata e o espanhol dos dois países têm algumas diferenças na entonação. Colonia del Sacramento, Montevidéu e Punta del Este são algumas das cidades que você vai conhecer. É um dos menores países e comunga com alguns gostos dos brasileiros como a carne e o futebol.   

3. Minha experiência Worldpackers en español

A Worldpackers propõe uma das diversas maneiras de fazer um intercâmbio para aprender espanhol na América do Sul. Você vai morar em um hostel no país que mais te encantar trocando suas habilidades por hospedagem.

Pode ter a certeza de que vai melhorar seu espanhol de uma forma natural. Vai acordar e dormir escutando a língua e aprender novas palavras tentando se comunicar, até chegar o momento de começar a pensar no idioma.

Terão algumas dificuldades também. É frustrante não ser entendido e, pior ainda, ser entendido mal. Fazer piadas e brincadeiras então, pra mim demorou um pouco. O que eu experienciei é que o idioma reflete a forma como as pessoas se comunicam. Ao fazer intercâmbio para aprender espanhol, você vai descobrir uma nova maneira de se expressar.

Estava conversando com um viajante, Akira Okui. Ele contou como é impressionante como sua personalidade muda quando fala japonês, em sua terra natal, e quando está na América do Sul, falando castelhano. Segundo ele, se sente mais “humano”, mais “afetuoso” por aqui.

Eu também tive essa sensação. Me peguei falando “pasa, pasa” quando me pediram licença. Aqui é normal, mas eu jamais faria em São Paulo.

Os outros voluntários do hostel vão te ajudar com as palavras e, arrisco afirmar, que vão tentar gastar o português deles com você. É uma experiência engraçada.

Além do seu hostel, que pode estar cheio de viajantes como o meu, te indico falar com os moradores locais da cidade, para absorver um pouco mais da cultura e assim entender melhor a língua. 

Um intercâmbio de trabalho para aprender espanhol é a forma mais natural e divertida de aprender

4. Curso de espanhol junto com voluntariado?

No voluntariado que eu estou fazendo agora seria impossível fazer um curso de espanhol junto. Minha sorte foi ter estudado antes. Estou trabalhando em um hostel em Jujuy, Argentina. Uma gracinha, mas é bastante trabalho.

Porém, acredito muito na possibilidade de combinar seu voluntariado com um curso de espanhol. Minha dica é combinar bem com seu anfitrião. Conte pra ele os seus planos e que uma parte do dia estará estudando.

Se você trabalha e estuda no Brasil, pode encontrar uma rotina parecida ao combinar seu voluntariado com um curso. Serão menos horas de trabalho e estudo, mas a diferença da cultura e da língua requer um pouco de esforço, que você percebe depois.

Pela minha experiência, te indico estudar espanhol o quanto e como você conseguir antes do seu intercâmbio. Já dei a dica neste texto sobre os aplicativos Duolingo e Memrise, além do Abraço Cultural, para aprender com refugiados. Agora tenho mais duas dicas para quem pretende fazer um curso de espanhol junto com o intercâmbio pela Worldpackers:

  • Escolha uma escola bem pertinho do hostel;
  • Combine outro voluntário trocar aulas de português por aulas de castelhano.

5. Quanto tempo devo ficar para aprender a língua?

Um intercâmbio normalmente se trata de um período mais longo de vivência. Considerando que eu já tinha estudado espanhol por seis meses no Brasil, percebi meu tempo assim:

1ª semana: me acostumei com o ritmo da fala e aprendi algumas palavras chaves.

2ª semana: consegui ter conversas mais longas e entender sem tanto esforço.

3ª semana: comecei a me expressar melhor e ficar mais tranquila para falar.

4ª semana: ainda não vivi a quarta semana do meu intercâmbio, mas já percebi que ela será necessária. Ainda não me considero fluente.

Meu objetivo principal aprendendo espanhol sempre foi viajar e conhecer outras culturas de forma mais profunda. Se este também é o seu, quatro semanas é um ótimo tempo. Agora, se você quer aprender espanhol para seu trabalho ou para prestar uma prova de proficiência, te recomendo uma viagem mais longa. 

6. Custos de um intercâmbio na América do Sul

Para começar, sua passagem, seu curso e sua alimentação na América do Sul serão menores que na Espanha, caso tivesse escolhido aprender espanhol por lá.

Por aqui, os custos de vida e inclusive a moeda são diferentes. O Chile, por exemplo, é um país pequeno, estável economicamente e muito turístico. Por isso, o dia a dia no país pode ser mais caro que no Brasil. Agora, na Bolívia, principalmente nas cidades menos turísticas, você vai perceber que consegue fazer mais do que imaginava com seus reais.

Existem gastos que já estão na conta e outros que vão depender do seu trabalho e do seu estilo de viagem. No hostel que eu trabalho hoje, na Argentina, ganho café da manhã, almoço e jantar. O que ajuda muito.

  • Um gasto que você já pode ter em mente:

Transporte. Seja de avião, ônibus ou carro compartilhado, para fazer seu intercâmbio para aprender espanhol na América do Sul, este pode ser seu maior gasto

  • Um gasto que você pode tirar da conta:

Visto. Para fazer intercâmbio na América do Sul de até três meses para aprender espanhol você não vai precisar de visto, só seu passaporte. Na Argentina, Paraguai e Uruguai, nem isso. Você entra apenas com seu RG. 

7. Muito mais que "só" um intercâmbio para aprender espanhol

Onde quer que você escolha fazer sua experiência, tenho certeza que vai mudar sua vida. Vai entender sobre outras culturas e sobre a sua. Sobre outras pessoas e sobre você.

As diferenças vão te abrir os olhos para aquilo que passa batido no seu cotidiano e serão tantas cores, cheiros, gostos e amores que você será taxado por excesso de bagagem.

Intercâmbio também é sobre deixar um pouco de você por onde passa, e nem precisa se esforçar para isso. Basta entregar seu sorriso como cartão de visita e estar aberto a contar suas vivências e trocar ideias. Aproveite a oportunidade de mostrar outros lados do Brasil.

Independente da distância, uma viagem sempre marca uma história. Como disse o chileno Roberto Bolaño, a cada cem metros o mundo muda.

Acompanhe essa minha viagem na Argentina e as histórias de vida que conheci aqui seguindo o @solanomundo e também as redes da Worldpackers!


E56e2ad24ca6a189efd54a2cfcd71838

Raquel

Uma jornalista brasileira que escreve sobre pessoas. Eu viajo para conhecer histórias de vida e...

+ Ver mais

Ago 17, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar Raquel saber :-)


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor