Quer uma passagem de até US$500 grátis?
Envie sua resposta até 30/04 e tenha a chance de ser premiado.

O que é permacultura: entenda o conceito e aprenda enquanto viaja

Venha entender o que é permacultura e bioconstrução e como você pode aprendê-los na prática fazendo voluntariados no Brasil e mundo afora.

4min

O que é permacultura

A viagem nos transforma de diversas formas, e através da plataforma Worldpackers eu tive o privilégio de me transformar muito. Tudo começou no primeiro voluntariado que fiz pelo site, no meio da natureza. A maior transformação que tive ali foi entender o que é permacultura, tema que me tornou mais consciente do meio ambiente que habito e da interferência que possuo nele.

No final deste artigo vou contar sobre essa experiência transformadora que vivi em contato com a natureza. Mas antes, você sabe me dizer o que é permacultura e suas vertentes?

O que é permacultura?

Eu nunca tinha ouvido falar sobre o que é permacultura até me entregar de corpo e alma ao meu primeiro voluntariado com a Worldpackers, em Portugal. Nele eu tinha que trabalhar poucas horas por dia em meio à natureza, totalmente imersa (com pouca infraestrutura e nem sequer formas de carregar o celular). 

Em troca, tinha uma tenda que me abrigava ao anoitecer, boa comida nas três refeições do dia e uma imersão cultural com os anfitriões e outros viajantes Worldpackers.

O projeto de permacultura me ensinou muito. Ali eu entendi melhor o quanto é importante termos consciência de como intervir na natureza, porque dependemos dela assim como ela depende de nós. E foi através dessa compreensão da relação mútua de ambos interesses que eu fui capaz de compreender o que é permacultura.

A permacultura abraça estudos e práticas de diversas áreas, desde design biofílico, passando por engenharia ecológica, a arquitetura bioclimática e sustentável, até atingir as construções sustentáveis, unindo conhecimentos tradicionais e científicos para a aplicação no solo agrícola. Tudo isso com muita consciência da intervenção humana no espaço selvagem

A permacultura defende três princípios básicos: 

  1. Cuidar da terra
  2. Cuidar das pessoas 
  3. Partilha justa (compartilhar tais conhecimentos prezando a vida e os recursos necessários para a sua existência)


Assim, a permacultura, assim como a agrofloresta, traz convites para reflexões e mudanças de comportamento. O que você faz como ser humano ao habitar o planeta? A Terra é o nosso lar e a reflexão é de cuidar dele como sendo um. 

Há tanto que aprender com a natureza quanto à sua diversidade de espécies de plantas, à sua produtividade e variedades. Nós estamos ligados a ela e através de seus ensinamentos compreendemos melhor quem somos e qual é o nosso papel como seres vivos, adotando atitudes mais sustentáveis no dia a dia.

E como sendo humanos e necessitados de abrigo, a permacultura nos convida também a pensar de diferentes formas para a construção desses nossos abrigos através da bioconstrução.

Leia tambémPermacultura urbana: como aprender na prática e adotar na rotina

O que é a bioconstrução?

Desde o conceito até a sua ocupação, a bioconstrução é pensada de modo ecológico e sustentável. Quais os materiais e qual o impacto ambiental que ela nos trará? Essas questões são os princípios da bioconstrução. Um exemplo de material bastante utilizado para a técnica é a terra crua, colhida do própria terreno.

Esse tipo de construção pode ser feito de diferentes formas, mas um conceito importante que engloba o assunto em termos gerais é o da arquitetura vernacular, que nada mais é do que a arquitetura projetada através do uso de materiais e conhecimentos locais, respeitando as características do próprio espaço.



Leia também:

Aprendendo o que é permacultura com a Worldpackers

Como já disse, eu só tive o conhecimento um pouco mais aprofundado em permacultura por causa da minha experiência de voluntariado com a Worldpackers. No norte de Portugal, eu tive o privilégio de me conectar muito com a natureza e com essa técnica que, acredito eu, seja o futuro da humanidade em prol de uma boa relação com a natureza. 

Lá eu tive o contato direto com a terra, e me lembro de quando a anfitriã me dizia: mexer na terra é uma terapia. Fotografei bem o espaço e as atividades, anotando todos os ensinamentos que ali me transmitiam. Posso dizer que cheguei como uma viajante totalmente despreparada para esse tipo de trabalho e terminei a viagem como alguém completamente apaixonada pela natureza. 

Durante a minha hospedagem dormi em tendas, fazia necessidades em cabines construídas pelos próprio voluntários através do processo de compostagem (que é basicamente um processo biológico onde micro-organismos transformam a matéria orgânica em adubo), construí escadas em forma de pneus, plantei...

Também mergulhei no rio para me banhar, aprendi a técnica do macramê, experimentei muitas comidas veganas, toquei violão, me aqueci na fogueira durante as noites antes de dormir e socializei com as pessoas que ali estavam de forma extremamente presente.



Infelizmente, a vaga de voluntariado da qual participei, no projeto chamado Bota Nicas, não está disponível atualmente. Mas a Worldpackers oferece várias outras experiências de voluntariado com permacultura, em ecovilas e outras vivências ecológicas. 

Garanto que você sairá dessas experiências como alguém bem diferente de quem chegou. Gostou da ideia? Crie um perfil gratuitamente na comunidade Worldpackers e comece a salvar suas vagas de voluntariado favoritas! 

Boa viagem! E, se me permitir, fica aqui o meu conselho: se entregue de corpo e alma às tantas vivências que o voluntariado te proporciona.



Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor

Mais sobre esse tema