Turismo baixa renda e os direitos da população em viagens

Você sabia que é possível viajar de graça de ônibus, trem ou embarcações aquáticas e até mesmo de avião pelo Brasil? Conheça alguns direitos da população baixa renda no turismo.

D1dbc42ee492ae7263cdc1552a9424de

Geisa @viagei_

Jul 27, 2021

6min

turismo baixa renda

Quem nunca se perguntou se existiam maneiras de viajar de forma barata e com pouca grana, que atire a primeira pedra.

Eu também já me perguntei isso, fui atrás e hoje trago todas as informações necessárias para que você saiba todas as possibilidades de viajar gastando super pouco e utilizando de seus direitos como cidadão para colocar o pé na estrada. 

Para a grande maioria, viajar ainda parece ser caro e distante da realidade. Por mais que as viagens tenham se tornado mais palpáveis para a população, ainda existe muita informação que não é tão disseminada sobre viajar barato. 

Por isso a necessidade de irmos além da viagem low-cost e falarmos também sobre o turismo baixa renda garantindo uma comunidade de viajantes responsáveis e democratizada. Viajar é um direito de todos, leia também: 


viagem população baixa renda

Turismo baixa renda: como usar de nossos direitos para viajar?

Uma das maiores questões quando se fala em viagens, ainda é sobre como viajar com pouca grana, e isso se estende de maneira maior ainda à população baixa renda. Afinal de contas, por mais econômico que uma viagem seja, ela tem um custo e exige um investimento.

Pensando numa forma de democratizar o turismo para a população baixa renda e na diminuição de desigualdade na área do turismo e lazer para essa população, foram implantadas políticas públicas que contemplam esses cidadãos possibilitando a democratização do turismo, ampliando o acesso desses jovens em âmbito nacional através de um transporte gratuito e/ou com desconto. 

Viajando de graça com o ID Jovem

O ID JOVEM é um direito que possibilita benefícios desde meia-entrada em eventos turísticos ou culturais até gratuidade ou desconto no sistema de transporte coletivo interestadual para jovens de 18 a 29 anos, com renda familiar de até 2 salários mínimos e que estejam devidamente cadastrados no CAD ÚNICO.

O CAD ÚNICO é um cadastro familiar realizado pelo Centro de Referência de Assistência Social - CRAS, onde é feito um levantamento das informações pessoais e financeiras de todos os integrantes de uma mesma moradia.

Para verificar os documentos requeridos para o cadastro e atualização, é possível consultar diretamente no site oficial do Ministério da Cidadania, ou através do CRAS mais próximo da sua localidade. Lembrando que, em algumas cidades, é necessário agendar para fazer o cadastro.

Continue lendo: Turismo sustentável: 6 dicas para viajar com mais consciência e Consumo responsável: Como reduzir nossos impactos como viajantes?


turismo para todos

Esse cadastro deve ter sido atualizado há pelo menos 24 meses para que consiga gerar o ID JOVEM através do site oficial ou pelo aplicativo.

A identidade jovem tem validade de 6 (seis) meses e pode ser atualizado no dia subsequente ao vencimento no site oficial, para mais 6 (seis) meses.

Se você não sabe se tem o CAD ÚNICO ou qual a data de vencimento do seu cadastro para fazer uma atualização, é possível verificar esses dados diretamente pela internet, no site oficial do Ministério da Cidadania ou pelo aplicativo Consulta Cidadão.

Como usar o ID Jovem?

Para usufruir desse direito, é necessário ir ao guichê da empresa responsável pela linha necessária, portando documento de identificação com foto e a identidade jovem - ID JOVEM dentro da validade, e verificar as vagas e as datas disponíveis para a gratuidade. 

Todas as empresas precisam ter, obrigatoriamente 4 vagas para jovens, sendo duas 100% gratuitas e 2 pagando apenas 50% do valor da passagem, em carros convencionais e linhas interestaduais.

Há ainda uma possibilidade de gratuidade em transporte ferroviário ou embarcação aquaviária, que segue a mesma regra do transporte terrestre.

Inicialmente, apenas era possível tirar uma passagem de forma presencial nos guichês. Atualmente já existem algumas empresas que possibilitam a reserva das passagens, de ida e volta, com o ID JOVEM diretamente no site da agência, mediante cadastro online e retirada da passagem impressa no guichê em até 3 horas antes do embarque, com pagamento do embarque e pedágios diretamente no ato da retirada.


id jovem turismo

Lembrando que, é possível retirar a ida e volta, desde que você já está em um dos dois trajetos da passagem. Por exemplo, não é possível retirar uma passagem saindo de São Paulo com destino ao Rio de Janeiro, se você estiver em Juiz de Fora - MG. Mas é possível retirar a ida e a volta dessa linha adquirida em São Paulo ou Rio de Janeiro.

O ID JOVEM é um direito relativamente novo que já beneficiou, e ainda continua beneficiando, milhares de jovens brasileiros a viajarem de forma econômica para conhecer outros estados brasileiros mesmo sendo baixa renda. É um benefício que realmente funciona e cada vez mais tem sido melhorado.

Para maiores informações ou para ler todo o decreto oficial do IDJOVEM, basta acessar o site oficial.

Agora que você já tem todas as informações sobre o benefício do ID JOVEM, caso esteja dentro da elegibilidade, verifique todos os documentos necessários e já programe sua viagem gastando quase nada com o transporte.

Turismo baixa renda: Viagem gratuita de avião com a FAB 

Mas e se eu te dissesse que, além do ID JOVEM, é possível voar pelo país sem pagar nada?

Seguindo uma mesma linha de dicas de transporte para viagens para uma população baixa renda, existe uma possibilidade de viajar de avião gratuitamente de carona com a Força Aérea Brasileira - FAB.

Veja também: Dando vida ao meu projeto de empoderamento feminino na Índia


viajar com a FAB

Muita gente não sabe, mas voar nos aviões da FAB não é uma exclusividade de militares e políticos. Todos os brasileiros, em território nacional, têm direito de inscrever-se de forma gratuita, através de um formulário do Correio Aéreo Nacional (CAN), da cidade de onde se deseja embarcar, e tentar uma vaga para voar de graça com a FAB em voos de tropas, correios ou missões (salvamentos, patrulhamento, treinamentos).

As viagens em aeronaves da FAB são sempre totalmente gratuitas, pois são aproveitados os assentos livres em trajetos que precisam ser feitos por alguma missão. São 16 destinos, somente nacionais.

Como voar de carona com a FAB?

Para tentar uma carona, é preciso ir em alguma das 16 bases espalhados pelo país e preencher uma ficha de requerimento. A validade do requerimento são de 10 dias corridos, e o contato sobre o voo pode acontecer no dia anterior ao embarque até uma hora antes do horário do voo, via telefone ou e-mail.

Caso não haja vagas dentro desses 10 dias para voo de carona, é possível realizar novamente o preenchimento de um novo formulário e aguardar contato, via telefone ou e-mail, dentro da nova data de validade. Não existe limite na quantidade de vezes de preenchimento do formulário, nem de carona nos voos, basta ter vaga no voo.

Conseguir embarcar nos voos da FAB vai depender da disponibilidade de voos no trajeto requerido e do número de vagas, por isso sugerimos que você não tenha problemas com datas e tenha flexibilidade para poder viajar.

É possível entrar em contato com a FAB e perguntar quais os voos mais fáceis no período de interesse e se organizar para tentar a vaga.

Importante salientar que, mesmo que qualquer pessoa pode viajar nos voos da FAB, existem algumas pessoas que tem vagas prioritárias antes dos civis, como é o caso de oficiais da aeronáutica, oficiais da marinha, oficiais do exército e familiares dos oficiais, nessa ordem respectivamente.

A dica é preencher o formulário e já deixar as coisas organizadas e prontas para o caso, se houver vaga, conseguir chegar a tempo para pegar a carona, pois não há tolerância em casos de atraso.

Referente às bagagens, não há limite de peso, porém, se houver apenas uma vaga e houver outras pessoas esperando também, a prioridade é de quem estiver com menos coisas e peso.


turismo acessível para a população

Diferente do ID JOVEM, que você consegue pegar passagem de ida e volta, o preenchimento do formulário é válido apenas para um voo, logo, caso tente um voo de volta, é necessário preencher um novo requerimento de carona na base mais próxima.

Para maiores informações, contatos oficiais e endereços das bases existentes pelo país, é possível consultar no site oficial da FAB.

Esses são alguns direitos da população que permitem a democratização das viagens e maior atenção ao turismo baixa renda, fora isso, ainda existem muitas outras formas de viajar barato que podem ser aproveitadas e utilizadas juntos com os direitos de cada cidadão, para que todos possam cada vez mais ocupar os diferentes espaços do país e do mundo todo. Continue viajando, leia também: 



Deja tu comentario aquí

Escriba aquí sus preguntas y saludos al autor


Más sobre el tema