Tire suas viagens do papel com ajuda de experts em viagem!
Torne-se membro até 29/02 e participe de webinars exclusivos com viajantes experientes.

TOP 12 comidas típicas de Santa Catarina: os melhores e mais tradicionais pratos

Conheça as comidas típicas de Santa Catarina, separadas por cada região do Estado, e veja como experimentar todas essas delícias trocando trabalho por hospedagem.

Bárbara Nicoli

Out 25, 2023

7min

comidas típicas de Santa Catarina

Uma das coisas mais legais para fazer quando se está viajando é experimentar os pratos típicos de cada destino. Assim como os lugares são únicos, as comidas também são. Por isso, preparei esse artigo com as melhores comidas típicas de Santa Catarina, para você ler e ficar com água na boca!

Santa Catarina é um Estado colonizado por imigrantes europeus, vindos principalmente da Itália, Espanha, Alemanha e Portugal. Em cada região do Estado, a cultura, história e principalmente a gastronomia desses povos se fazem presentes até hoje.

Devido a isso, as comidas típicas de Santa Catarina têm fortes influências europeias. No norte do Estado, por exemplo, a comida alemã é o carro chefe. No litoral, a gastronomia é tipicamente portuguesa. Mais ao Sul, as comidas mais. tradicionais são basicamente italianas.

Leia mais sobre Santa Catarina:

Confira abaixo uma lista com as melhores comidas típicas de Santa Catarina, que você não pode deixar de provar na sua viagem. E no final, veja também uma dica bônus para experimentar tudo isso gastando pouco.

Comidas típicas do litoral catarinense

1. Tainha

A tainha é um peixe tradicional na mesa dos catarinenses. Típica do inverno, ela é pescada de forma artesanal nos meses de maio a julho. Nesse período, é possível ver em quase todas as praias do litoral de Santa Catarina o mutirão de pescadores tirando as redes do mar. Muitos moradores e até turistas vão ajudar a puxar a rede e, de quebra, ganham uns quilos de tainha fresca.

A tainha pode ser feita assada na brasa, no forno, na telha ou até na folha de bananeira. Também é servida frita e em postas. Alguns restaurantes fazem tainha recheada com a própria ova ou com algum tipo de farofa dentro.


a tainha é uma das principais comidas típicas de santa catarina

2. Pirão de Peixe

O pirão é um prato comum no Brasil inteiro, mas o pirão de peixe é uma comida típica do litoral de Santa Catarina. É basicamente água, farinha de mandioca, temperos e, claro, o peixe. Geralmente se utiliza a cabeça do peixe para deixar o pirão com bastante gosto. Ele é servido com algum tipo de peixe, arroz e farofa.


pirão de peixe

3. Pastel de Berbigão

O pastel de Berbigão é famoso na região de Laguna, no litoral sul do estado de Santa Catarina, e em Florianópolis. O berbigão é semelhante ao sururu do Nordeste. 

É um molusco que fica dentro de uma conchinha, geralmente enterrado na areia da praia, nas águas rasas. Além do pastel, costuma-se fazer também bolinhos e caldos de berbigão.


pastel de berbigão

4. Ostra

Santa Catarina é o estado que mais cultiva ostras no Brasil. Em Florianópolis, todo ano tem uma festa dedicada a esses moluscos. Os manézinhos da ilha costumam comer a ostra crua, apenas com limão. Elas também são servidas no vapor, assadas, grelhadas, cozidas, fritas e principalmente gratinadas com bastante queijo.


a ostra é outro grande destaque entre as comidas típicas de santa catarina

Comidas típicas da região sul do estado de Santa Catarina

5. Polenta

Essa com certeza é a comida mais tradicional da região sul do Estado. Na cidade de Nova Veneza, ela é o carro chefe dos restaurantes. Como o próprio nome já diz, a cidade é um pedaço da Itália em Santa Catarina. É considerada a primeira colônia italiana instalada no Brasil.

A polenta pode ser servida frita ou cozida. Em alguns lugares, é comum ver polenta com fortaia, que nada mais é que um omelete com queijo e salame. No oeste de Santa Catarina, costuma-se comer polenta com galinha; geralmente galinha caipira, aquelas criadas nos próprios quintais das casas.

Nos restaurantes mais refinados, a polenta é servida como aperitivo com queijo e orégano por cima, como se fosse uma bruschetta. Algumas versões mais incrementadas são servidas com cogumelos, alho poró e tomates confit.


a polenta é o prato típico catarinense mais tradicional da região sul do estado

6. Cavaquinho

Existem vários nomes para esse doce: cavaquinho, cueca virada ou orelha de gato. Os italianos chamam também de grostoli. 

É um doce feito à base de farinha de trigo e ovos, modelado em forma de um nó, e em seguida frito e polvilhado com açúcar. É uma herança dos imigrantes italianos e costuma ser o prato principal dos cafés da tarde na região sul catarinense.


cavaquinho é um delicioso doce catarinense

Comidas típicas da região norte de Santa Catarina

7. Cuca

A cuca é uma comida alemã, originalmente chamada de Streuselkuchen, que significa “bolo de flocos”. É uma massa doce, praticamente um bolo-pão, que se tornou muito famosa no Brasil, e principalmente na região norte de Santa Catarina, onde a colonização alemã foi mais intensa.

Ela geralmente é servida com as frutas da estação, como damasco, ameixa, peras, maçãs, uvas e cerejas. A receita pode ser enriquecida com outros ingredientes, como creme de leite e queijo fresco, por exemplo.

Nas cidades de Pomerode, Blumenau e Joinville, é comum ter estabelecimentos chamados de ‘cucaria’, que são restaurantes especializados em cucas, alguns com mais de 40 sabores. Tem-se o hábito de comer cuca acompanhada de um café ou de uma cerveja.


a cuca é uma das comidas típicas de santa catarina com influência alemã

8. Joelho de Porco

Assim como as salsichas, o joelho de porco também é um dos tradicionais pratos da culinária alemã. Na Alemanha, o prato é chamado de Eisbein. Na região norte do Estado, é comum encontrá-lo em restaurantes e principalmente na Oktoberfest.

O prato pode ser servido curado e cozido, ou assado/grelhado. Geralmente vem acompanhado de chucrute, que nada mais é que repolho picadinho com sabor um pouco azedo, ou de purê de ervilhas.


joelho de porco e chucrute

9. Linguiça Blumenau

A linguicinha Blumenau é um embutido feito de paleta, pernil e toucinho de porco, formando uma massa que é curada e defumada. Como o próprio nome já diz, essa iguaria surgiu na cidade de Blumenau e era preparada pelos imigrantes alemães.

É um alimento bem versátil, utilizado para fazer risotos, massas, lasanhas, hambúrgueres, entre outros pratos. Ela também é consumida crua como aperitivo ou assada, acompanhada de pães e cucas.

Na região do Vale do Itajaí se concentra a maioria da produção artesanal de linguiça Blumenau. É comum encontrá-la também em estabelecimentos comerciais e em restaurantes de Gaspar, Timbó, Pomerode, Indaial e, claro, Blumenau.

Comidas típicas da região Serrana e do Oeste Catarinense

10. Pinhão

O pinhão é um alimento muito presente na Serra Catarinense, já que ele é a semente das Araucárias, árvore que é símbolo do Sul do Brasil. Nas cidades de Urubici, São Joaquim, Lages e Bom Jardim da Serra é fácil encontrá-lo em qualquer época do ano. 

Mas ele é vendido principalmente no inverno, na beira das estradas, apenas cozido com sal. O pinhão também é utilizado no preparo de várias comidas, como entrevero, paçoca, risoto, massas, molhos e até em pastéis.


o pinhão é semente da Araucária

11. Churrasco

O churrasco preparado no oeste catarinense é diferente de qualquer outro lugar do Brasil. Ele é feito em espetos, o que o diferencia de outras regiões que fazem todo o churrasco em grelhas. E é servido com arroz, farofa, salada e maionese de batatas. Não é apenas um aperitivo: o churrasco do Sul é uma refeição completa.

12. Chimarrão

Quem nunca viu alguém com uma cuia tomando chimarrão em pleno calor de 30 graus? Isso é ser do Sul do Brasil. Na Serra Catarinense, e principalmente no oeste do Estado, o povo é acostumado a tomar chimarrão em qualquer temperatura.

Essa é uma tradição ainda maior no Rio Grande do Sul, mas pela proximidade do oeste de Santa Catarina esse costume também faz parte do dia a dia dos catarinenses.

Voluntariado em Santa Catarina

Já pensou em poder provar todos os pratos típicos de Santa Catarina, viajando pelo Estado sem pagar por hospedagem? O trabalho voluntário é uma forma de fazer uma imersão cultural no Estado. 

Nesse tipo de viagem, que você encontra na plataforma Worldpackers, o viajante trabalha algumas horas por semana em troca de acomodação e outros benefícios, como refeições e atividades locais. Você pode colaborar com projetos sociais, ONGs, ecovilas, hostels, entre outros tipos de anfitriões. Confira aqui mais de 100 vagas de trabalho voluntário em Santa Catarina.


que tal fazer um voluntariado numa praia de santa cata

Existem vagas de voluntariado em todas as regiões do Estado. Separei algumas oportunidades que achei bem interessantes para quem está a fim de conhecer melhor o estado, e claro, provar os pratos típicos de Santa Catarina. Olha só:

Experiências imersivas em Santa Catarina

Você pode escolher passar um tempo no litoral catarinense, numa comunidade ecológica na costa da Lagoa da Conceição em Florianópolis. Nessa vaga você ajuda com pequenas reformas, manutenções, pinturas e jardinagem, e no tempo livre pode curtir a Ilha da Magia.

Ou então você pode ajudar numa ONG na famosa península de Bombinhas. Eles trabalham com agroecologia, patrimônio alimentar e hortas comunitárias. Você pode dar um apoio para esse projeto, que é um dos pontos turísticos culturais mais visitados do município, e ainda conhecer as mais de 30 praias da cidade.

Viver umas semanas no meio das montanhas da Serra Catarinense também é uma opção, dando uma mão na colheita de amoras e framboesas orgânicas num sítio no meio do mato na cidade de Urubici.

Outra oportunidade para conhecer melhor o estado de Santa Catarina é fazer um trabalho voluntário na região norte. Em Rio Negrinho, por exemplo, você pode ajudar a cuidar de um projeto de permacultura e comer muito pinhão.

Caso prefira algo mais urbano, a melhor opção é fazer um trabalho voluntário em Balneário Camboriú, a famosa Dubai brasileira. Lá você pode mostrar os seus dotes culinários num hostel enquanto curte a cidade.

Gostou dessas dicas? Crie um perfil gratuitamente na comunidade Worldpackers e comece a salvar suas vagas de voluntariado favoritas!



Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor

Mais sobre esse tema