Quer uma passagem de até US$500 grátis?
Envie sua resposta até 31/07 e tenha a chance de ser premiado.

Curiosidades e dicas para conhecer a Hungria, país surpreendente

Descubra as curiosidades e dicas para aproveitar ao máximo sua viagem à Hungria, um país surpreendente no coração da Europa Central.

8min

Hungria, país surpreendente

A Hungria, país surpreendente situado no coração da Europa Central, é um destino repleto de curiosidades e oferece uma experiência única aos viajantes. A sua capital, Budapeste, é uma das cidades mais visitadas do Leste europeu.

Neste artigo, vamos explorar algumas curiosidades sobre o país e dar algumas dicas valiosas para aproveitar ao máximo sua viagem pela terra dos banhos termais, da gastronomia deliciosa e da hospitalidade calorosa.

Se você está planejando uma visita à Hungria ou apenas deseja saber mais sobre este destino, continue lendo e descubra todas as maravilhas que o país tem a oferecer.

Veja também: As 19 cidades da Europa mais baratas para mochilar

Onde fica a Hungria?

A Hungria está localizada na Europa Central e faz fronteira com sete países: Áustria, Eslováquia, Ucrânia, Romênia, Sérvia, Croácia e Eslovênia. Sua capital e maior cidade é Budapeste, que é atravessada pelo Rio Danúbio.

Com uma localização geográfica estratégica, a Hungria é facilmente acessível a partir de outros países europeus e serve como um ponto de conexão para explorar a região. Sua posição central também contribui para a rica diversidade cultural e influências que moldaram o país ao longo dos séculos.

A Hungria faz parte da União Europeia?

Sim, a Hungria faz parte da União Europeia (UE). O país aderiu à UE em 2004, juntamente com outros países do Leste Europeu.


Hungria, país surpreendente

Curiosidades sobre a Hungria

História da Hungria

A história da Hungria remonta a milhares de anos. Acredita-se que os primeiros assentamentos humanos na região datam do período Neolítico, por volta de 5.000 antes da Era Comum. Durante os séculos seguintes, a região foi habitada por várias tribos, incluindo celtas e romanos.

A partir do século IX, a região começou a se unificar sob líderes húngaros, culminando na coroação do rei Estêvão I em 1000, estabelecendo o Reino da Hungria.

O país passou por períodos de expansão territorial, conflitos e influências estrangeiras, incluindo as invasões mongóis e otomanas. Após a formação do Império Austro-Húngaro, a Hungria alcançou crescimento econômico e desenvolvimento cultural, mas também enfrentou a ocupação nazista e o domínio soviético.

Desde a transição política em 1989, a Hungria adotou um sistema democrático e passou por reformas, incluindo sua adesão à União Europeia em 2004, marcando um novo capítulo em sua história.

Cultura da Hungria

A cultura húngara é marcada pela sua singularidade e pelo orgulho em preservar suas tradições. Os húngaros valorizam sua língua, danças folclóricas e costumes, mantendo-os vivos e transmitindo-os de geração em geração. Essa riqueza cultural faz da Hungria um país fascinante para quem deseja explorar e apreciar a diversidade cultural europeia.

Na música, a Hungria é famosa por suas composições clássicas, com destaque para o compositor Franz Liszt. A música folclórica húngara, com suas melodias cativantes e instrumentos tradicionais também desempenha um papel importante na cultura musical do país.

As tradições populares e festivais também têm grande importância na cultura húngara. No verão ocorrem diversos festivais pelo país, como o Sziget Festival, Balaton Sound, Veszprém Fest, Volt Festival. Além do famoso carnaval do Danúbio, um evento repleto de manifestações culturais.

Outro aspecto cultural notável é a arquitetura e as artes visuais do país. A Basílica de Santo Estêvão, o Parlamento Húngaro e o Castelo de Buda, em Budapeste, são exemplos impressionantes da arquitetura húngara. A Hungria também tem uma rica tradição em pintura, escultura e artes decorativas.


Hungria, país surpreendente

Gastronomia húngara

A gastronomia húngara é saborosa e variada, com pratos famosos como o goulash, um ensopado de carne com páprica, e a lángos, uma massa frita servida com diversos acompanhamentos.

Para acompanhar essas delícias, não pode faltar o pálinka, uma aguardente tradicional da Hungria. A bebida é apreciada como um digestivo após as refeições, proporcionando um toque final perfeito.

O idioma húngaro

O idioma húngaro é uma parte fascinante da cultura e identidade da Hungria. É uma língua única e sem relação direta com outros idiomas europeus. Pertence à família de línguas fino-úgricas, sendo mais próximo dos idiomas finlandês e estoniano.

Uma das características mais marcantes do húngaro é a sua estrutura gramatical. Em que as palavras são formadas por uma combinação de raízes e sufixos, resultando em palavras longas e complexas.

A pronúncia do húngaro também pode ser um desafio para os estrangeiros, pois possui sons únicos e fonemas que não existem em outros idiomas mais conhecidos. No entanto, os húngaros são conhecidos por sua hospitalidade e apreciam quando os visitantes fazem um esforço para aprender algumas palavras básicas, como "köszönöm" (obrigado) e "szia" (oi).

Outras curiosidades

Além do idioma intrigante e da gastronomia saborosa, a Hungria reserva outras curiosidades interessantes, como:

  • Banhos Termais: A Hungria é conhecida como a "terra dos banhos termais". Budapeste, em particular, é famosa por suas inúmeras fontes termais e banhos públicos. Os banhos termais são parte integrante da cultura húngara, proporcionando relaxamento e bem-estar aos seus visitantes.
  • Palácio do Parlamento: Uma das maiores e mais impressionantes construções do mundo. Com mais de 17.000 metros quadrados de área, o edifício é um exemplo de arquitetura neogótica e abriga a Assembleia Nacional da Hungria.
  • Vinhos Húngaros: O país tem uma longa tradição vinícola, e seus vinhos são altamente valorizados. Regiões vinícolas como Tokaj, Eger e Villány produzem vinhos de renome mundial.

Hungria, país repleto de banhos termais

Turismo na Hungria, país surpreendente

A Hungria é um país surpreendente que oferece uma variedade de atrações turísticas para os visitantes explorarem. Seja pela sua rica história, cultura ou belas paisagens naturais, o destino tem algo para todos os gostos.

Principais atrativos de Budapeste

  • Praça dos Heróis: Uma das principais atrações em Budapeste, essa praça é um verdadeiro marco histórico e cultural. Ela abriga o impressionante Museu de Belas Artes, uma magnífica construção que acrescenta ainda mais beleza ao local. A Praça dos Heróis é perfeita para tirar boas fotos e curtir um dia ensolarado na cidade.
  • Monumento do Milênio: No centro da praça, encontra-se o icônico Monumento do Milênio, uma coluna de 36 metros de altura coroada pela figura do Arcanjo Gabriel. Inaugurado no final do século XIX, esse monumento foi criado para incentivar o turismo na Hungria e representa um marco importante da história do país. 
  • Complexo de Castle Hill: Visitar o  complexo é uma jornada através da história de Budapeste e um dos passeios mais enriquecedores que se pode fazer na cidade. Ao caminhar pela margem do rio Danúbio, é impossível não avistar a construção, que abriga muitos dos mais importantes monumentos e museus medievais de Budapeste.
  • Castelo de Buda: Uma das estruturas mais impressionantes do Castle Hill é o Castelo de Buda, uma antiga fortaleza real construída no século XVIII. Com mais de 200 quartos, definitivamente esse atrativo precisa estar em seu roteiro pela Hungria.
  • Parlamento Húngaro: Um dos edifícios mais emblemáticos de Budapeste é o Parlamento, que impressiona com sua grandiosidade e detalhes arquitetônicos. É possível fazer visitas guiadas ao seu interior e conhecer seus salões. Lá, está a famosa coroa de Santo Estêvão, que foi utilizada nas coroações do Reino da Hungria.

Parlamento Húngaro, Hungria

  • Museu Nacional da Hungria: Fundado em 1802, o museu apresenta uma vasta coleção de artefatos históricos, incluindo joias da realeza, armas húngaras e turcas, além de obras de arte e manuscritos. Para quem curte música clássica, no local é possível visitar o piano de cauda de Beethoven, que mais tarde foi utilizado por Franz Liszt.
  • Banhos Termais: Como já mencionei, a Hungria é um país repleto de fontes termais. Budapeste é famosa por seus banhos e spas, sendo uma experiência imperdível na cidade. Os Banhos Széchenyi e Gellért são os mais famosos, onde os visitantes podem relaxar nas águas termais e saunas.

  • Parques de Budapeste: Os parques não podem faltar na lista do que fazer em Budapeste, afinal, a cidade tem muitos lugares para relaxar e curtir a natureza. Um deles é o Városliget, um parque bem legal de visitar no inverno, quando o lago do local se torna uma pista de patinação natural.
  • Outra boa opção de parque é a Ilha Margarita, uma grande área verde no meio do Rio Danúbio. A Ilha Margarita (ou Margitsziget) é uma das principais áreas de lazer da cidade e é muito frequentada pelos locais ao longo do dia. Na ilha tem um jardim japonês, um jardim de esculturas, uma igreja dominicana do século XIII  e uma torre de 57 metros de altura que é patrimônio histórico da UNESCO.

>> Para mais atrativos, confira: Dicas de o que fazer em Budapeste com atrações gratuitas.

Outras cidades turísticas na Hungria

Além de Budapeste, a Hungria tem outras cidades turísticas encantadoras que valem a visita, como:

  • Eger: Conhecida por seu castelo medieval e suas vinícolas, a cidade é um verdadeiro tesouro escondido. Com ruas estreitas de paralelepípedos, uma catedral imponente e fortalezas que oferecem vistas panorâmicas da região.

  • Debrecen: A segunda maior cidade da Hungria, localizada no leste do país. Conhecida como o centro cultural da região, Debrecen tem muitos museus, galerias de arte e uma rica cena teatral.

  • Szeged: Famosa por sua arquitetura art nouveau, seus festivais de música e sua rica gastronomia. A cidade também é lar de uma das universidades mais antigas da Hungria, que recebe estudantes de todo o mundo.


Conheça a Hungria sem pagar por hospedagem

Que tal conhecer a Hungria de maneira aprofundada e econômica? Fazer um voluntariado é a melhor maneira de realmente conhecer a cultura de um lugar e ainda gastar pouco. Trocando algumas horas de trabalho por acomodação e outros benefícios, como refeições e passeios, você pode explorar o destino como um morador e se aventurar pelos seus cantinhos escondidos sem pressa.

E com a Worldpackers, plataforma que conecta os anfitriões com os viajantes, fica fácil encontrar oportunidade de voluntariado pelo mundo todo, de forma prática e segura! 

O primeiro passo para ter essa experiência é se tornar membro da comunidade Worldpackers. Depois, basta escolher uma das oportunidades disponíveis, entrar em contato com o anfitrião e começar a planejar sua viagem.


Hungria, país possui diversas oportunidades de voluntariado

Na Hungria, há diversas vagas incríveis de voluntariado, que possibilitam uma verdadeira imersão cultural no país. Confira algumas:

E aí, curtiu conhecer um pouco mais sobre a Hungria, um país tão rico culturalmente? Para saber mais sobre viagens e voluntariado, siga as redes sociais da Worldpackers: estamos no Instagram, no Tiktok e no YouTube!



Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor

Mais sobre esse tema