Intercâmbio social: surpreenda-se com o quanto você tem a dar e receber

O intercâmbio social proporciona benefícios incontáveis ao voluntário que se dispõe a ajudar uma comunidade; conhecer outras culturas é só um deles. Te convidamos a entender mais sobre o assunto.

5min

intercambio-social

Se você está em dúvida sobre fazer um  intercâmbio social, te convidamos a entender como ele funciona, quais os benefícios e como participar desse tipo de ação. 

De forma bem simplista, podemos adiantar que realizar um trabalho voluntário como intercambista, seja ele pequeno ou grande, te fará muito bem. 

Viajar e estar em contato com o novo gera níveis altos de satisfação, nos ajuda a melhorar nosso humor e reduz estresse.

O ato de contribuir também nos conecta aos nossos verdadeiros valores, nos dá a oportunidade de resgatar nossa essência e mostrar que juntos podemos mudar a realidade de muitas pessoas. 

Então, aproveite o artigo e tire todas as dúvidas sobre o assunto!

O que é intercâmbio social?

São trabalhos voluntários dedicados a projetos sociais, geralmente em país estrangeiro. Estes trabalhos permitem que o voluntário dedique não só seu tempo, como compartilhe suas experiências, divida suas alegrias e alivie o sofrimento daqueles que estão a sua volta.

O voluntário, além de realizar todas essas ações através do seu trabalho, tem a oportunidade de conhecer uma nova cultura, aprender ou aperfeiçoar um idioma. O intercâmbio social traz profundas mudanças internas, criando novos valores para si e para o outro.

De acordo com as Nações Unidas, “o voluntário é o jovem ou o adulto que, devido ao seu interesse pessoal e o espírito cívico, dedica parte do seu tempo, sem remuneração alguma, a diversas formas de atividades, organizadas ou não, de bem estar social, ou outros campos [...]”.



Intercâmbio social de causas emergenciais

Neste intercâmbio social o voluntário se torna um verdadeiro socorrista, ajudando e contribuindo com o que for necessário para causas de extrema urgência, como desastres naturais e situações de guerra. Por exemplo, o terremoto que aconteceu no Haiti em 2010, em que toda ajuda voluntária foi bem recebida. 

Se quiser comtribuir com esses casos, você deve ficar atento aos meios de comunicação oficiais de organizações internacionais como o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e a ONU.

Intercâmbio social de causas recorrentes

Neste intercâmbio social você pode contribuir com comunidades ou projetos sociais que necessitam de ajuda o ano inteiro. É possível encontrar esses projetos em plataformas como a Worldpackers.

A Worldpackers é uma comunidade global de viajantes conscientes e anfitriões acolhedores que, desde 2014, promove milhares de conexões e experiências únicas em busca do desenvolvimento e da transformação do mundo.

Isso ajuda você a se programar para fazer voluntariado no período de férias da faculdade ou do trabalho, ou até mesmo tirar um ano sabático, para realização do intercâmbio.

O mais importante é aproveitar ao máximo esse período de doação, pois há sempre muitos aprendizados que carregamos pro resto da vida.

Qual a diferença do intercâmbio voluntário e intercâmbio social?

O intercâmbio voluntário é um termo mais amplo, que pode ou não incluir os projetos de impacto social. Consiste numa troca cultural em que uma parte doa seu tempo, trabalho e talento, e a outra oferece acomodação. 

Isso pode acontecer em projetos particulares que buscam desde pessoas para ajudar na limpeza, nas mídias sociais de um estabelecimento, até cuidados com animais em uma fazenda. São inúmeras habilidades com que você pode contribuir, como você pode ver no vídeo abaixo.

Já no intercâmbio social, o voluntário colabora especificamente com causas sociais, comunitárias e humanitárias para melhorar a qualidade de vida de uma comunidade. 

A decisão de participar de um intercâmbio social vai além da busca da satisfação pessoal; o voluntário dedica muito mais que o seu próprio tempo, irá dedicar-se às necessidades do outro, com foco num bem maior, do coletivo.

Quais os trabalhos realizados nesses intercâmbios?

Isso vai depender da comunidade e do projeto que você se candidatar. Você poderá, por exemplo, ajudar em projetos para dar aula de inglês em comunidades carentes, ajudar na construção de casas, participar de projetos de empoderamento feminino, trabalhar com crianças e adolescente em inúmeros projetos sociais espalhados pelo mundo precisando de apoio.



Qual o custo e os requisitos para realizar intercâmbio social?

O intercâmbio social deve ser gratuito, seja por meio de organizações não governamentais, ou seja por plataformas como a Worldpackers, que ajuda voluntários a se conectarem com anfitriões. 

Em ambos os casos, é cobrada uma taxa mínima de inscrição. Não é cobrada hospedagem, na maioria dos casos o intercambista também recebe as refeições e outras ajudas de custo. No entanto, as passagens aéreas e o seguro viagem, dependendo do país, ficam por conta do voluntário. 

Fique atento a agências de intercâmbio que cobram caro para este tipo de experiência, e que impõe requisitos como idade e idioma. Fazer o bem está ao alcance de todos, basta querer ajudar!

O que é preciso para se tornar um voluntário?

Estar preparado para as adversidades. Quando viajamos para um intercâmbio social, dependendo do país ou projeto que escolher, poderá se deparar com lugares onde a hospedagem e a alimentação não são compatíveis com seu modo de vida e outras questões inesperadas.

O voluntário deve respeitar e ter compaixão pela cultura que estiver visitando. Lembre-se que você está ali para desenvolver e criar uma conexão com o outro sem preconceitos.

Desenvolver ao longo da jornada o altruísmo, manter uma comunicação não violenta, ser generoso e compassivo. Reconhecer as emoções que você e o outro estão sentindo e estar sempre motivado pela solidariedade.

E, por fim, compreender que sempre que nos doamos por uma causa, um trabalho, seja de forma voluntária ou não, também recebemos em troca grandes aprendizados.



Por que fazer um intercâmbio social pode mudar minha vida?

Nós, seres humanos, nascemos para viver em sociedade e quando agimos em benefício do coletivo, levando em conta os sentimentos e as necessidades do outro, fazemos a diferença no mundo e, consequentemente, inspiramos e levamos outras pessoas a agirem da mesma maneira.

Trabalhos voluntários costumam ser muito bem vistos em currículos. Eles contam como trabalhos extracurriculares, essenciais para garantir bolsas de estudos e até contratações em outros países.

Independente do propósito de um intercâmbio social ter outra finalidade, ele irá agregar grandes experiências na vida profissional do voluntário.

A experiência de um intercâmbio social é capaz de mudar nossa visão de mundo ao nos fazer compreender as reais necessidades do outro. Entre os tantos benefícios, estão lições valiosas de empatia, altruísmo, gentileza, amor ao próximo, e autoconhecimento, e isso é transformador.

 



Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor

Mais sobre esse tema