A Praia do Rosa e 4 dicas para você economizar no paraíso

As belezas naturais e estilo de viver mais roots é o que chama cada vez mais turistas para a Praia do Rosa. Confira minhas dicas para curtir lá com pouco grana!


Afd2ca3934cf900fad18d2e8802a5b3f

Alexia

Set 25, 2019

Sou gaúcha e vivo na busca... Na busca de conhecer o resto do mundo, novas vivências, culturas e pessoas. Vamos trocar experiências?

Dicas para curtir a Praia do Rosa

A Praia do Rosa é um balneário pertencente ao município de Imbituba, no Sul do Estado de Santa Catarina. Se popularizou principalmente por sua beleza natural exuberante, praia de água clara com ondas maravilhosas para os amantes de surf e ainda trilhas com paisagens lindas em meio a vegetação nativa e preservada.

É interessante saber que a praia é “dividida” em norte e sul. Normalmente a parte norte costuma ser mais tranquila. Porém, as duas extremidades são extremamente frequentadas durante a alta temporada, a única coisa que muda um pouco é o seu público. 

Na parte norte, por exemplo, você vai encontrar um pessoal mais calmo e jovem. Enquanto na parte sul se encontram os únicos restaurantes e lojas da extensão de areia (no resto da praia, somente algumas tendas montadas), então, essa área costuma centralizar bastante as famílias e pessoas que gostam de ficar onde existe uma boa infraestrutura. 

Os surfistas costumam se dividir e correr para onde as ondas estão, mas a grande maioria também prefere ficar na parte norte.

Confira minhas dicas para curtir a Praia do Rosa:

1. Transporte

Se você for até Santa Catarina de avião, pode descer no aeroporto de Florianópolis e pegar um ônibus na rodoviária da cidade, são cerca de 90 km até lá. 

A praia tem duas entradas principais, mas não chegue esperando estradas perfeitas, pois apesar de já ter crescido bastante, o lugar ainda possuí diversas ruas sem pavimentação e muita gente quer que continue assim. Então, só tenha cuidado a noite ou em dias de chuva, para não se perder em alguma rua mais complicada de sair.

Uma boa dica sobre locomoção é levantar da cama cedo! Primeiro porque você está em uma das baías mais bonitas do Brasil e deve aproveitar o dia, mas também porque se você for em alta temporada, a partir das nove da manhã o trânsito começa a ficar insuportável. Principalmente na região do centro e próximo as praias, pois as ruas são estreitas e em muitas partes nem se quer existe calçada! Sem falar que são poucos estacionamentos, então se você não quiser perder uma hora procurando um lugar para estacionar, saia cedo ou saia a pé.

Quanto ao transporte público oferecido, ele é bem básico. Os ônibus costumam sair de hora em hora, mas não passam por toda a praia e não chegam perto da orla. Então é interessante você perguntar o ponto de ônibus mais perto de você, ao invés de esperar ele passar em qualquer lugar,  já que você provavelmente vai ter que caminhar um pouco até ele.

No Rosa o serviço de Uber também não funciona direito. Além de tudo ser muito próximo, muitas ruas não têm nem nome, o que pode tornar difícil o serviço para os motoristas. 

Lá o pessoal se encontra basicamente pelos pontos de referência, como mercados ou o posto de gasolina. No verão você até encontra alguns motoristas por lá, mas não vá contando com isso. O pessoal local que não tem carro, anda de bicicleta, carona ou a pé mesmo.

2. Hospedagem

Acredite ou não, existem cerca de 300 pousadas somente na Praia do Rosa! Chega a ter três na mesma rua, então hospedagem certamente não vai faltar. 

Os preços variam muito, pois as opções oferecidas são muito diversas. O preço médio para uma pessoa em um hostel, por exemplo, é de 40 reais em datas não tão movimentas. 

Claro que essa seria uma média, é possível achar acomodações mais baratas se procurar bastante. Caso queira ir em épocas de alta temporada, o preço tem a tendência de duplicar, principalmente feriados e fins de semana.

Sempre indico a hospedagem em hostel, pois, além de ser mais barato, você desenvolve uma troca muito interessante com os outros hóspedes durante a convivência no local. 

Inclusive, na plataforma da Worldpackers você já pode encontrar alguns hostels para trocar trabalho voluntário por acomodação no litoral de Santa Catarina e ainda aproveitar economizando, contribuindo e aprendendo algo novo.

Provavelmente você terá que fazer uma escolha na hora da hospedagem, porque você não vai encontrar lugares muitos baratos perto da praia. Se você quiser ficar perto da praia, provavelmente ficará longe dos pontos de ônibus. 

De qualquer forma, uma coisa é certa, independentemente de onde você ficar por lá, vai estar perto de áreas muito arborizadas e vai acordar ao som de vários passarinhos.

3. Alimentação

A alimentação na Praia do Rosa pode ser bem cara, principalmente próximo da praia ou no centro, então procure ir em restaurantes na avenida principal em direção a entrada da praia. Por lá você consegue comer bem com R$15. 

O único problema é a distância, pois estes restaurantes menores costumam ser longe do centrinho, então será uma caminhada longa, ou aproveite novas amizades e pegue uma carona.

Você sempre pode ir em algum supermercado e comprar alguma coisa para cozinhar no hostel, e ainda pode dividir com uma galera. Fique ligado caso você passe perto de um supermercado grande no caminho, os alimentos certamente serão mais em conta que se você for comprar no Rosa.

4. O que você não deve deixar de fazer na Praia do Rosa


Praia do Luz

Para a nossa sorte, a grande maioria dos passeios por lá é ao ar livre e, portanto, são de graça! Para os amantes de praia, é possível não só ficar somente no Rosa, mas também conhecer as praias na volta. 

Se você não é surfista ou não curte tanto assim o pé na areia, a região também possui diversas trilhas em meio a natureza e até cachoeiras.

Confira o que fazer na região da Praia do Rosa

  • Trilha Rosa Norte para praia Vermelha 

A trilha mais conhecida na região é a que sai do canto norte e vai até a praia Vermelha. Ela é bem sinalizada e o caminho bem demarcado. Provavelmente você vai encontrar pessoas por lá em qualquer horário do dia. 

Ela se inicia nas pedras e, apesar de ser nível fácil, não recomendo para pessoal com dificuldade de mobilidade. Então, se você não quer fazer muito exercício, vale a pena fazer só a parte inicial e passar um tempo nas pedras apreciando a beleza do lugar ou olhando os surfistas pegando altas ondas.


Trilha do Norte à praia Vermelha

  • Trilha Rosa Sul para a praia do Luz

Assim como a trilha anterior, para acessar essa você deve sair da ponta da praia, só que neste caso a ponta Sul. Neste lado também sempre irá achar pessoas fazendo o percurso, então não se preocupe. A diferença entre as duas é que a da Praia do Luz é mais descampada, você terá mais visibilidade do mar aberto.

  • Nascer do sol na praia e pôr do sol na lagoa

Eu particularmente prefiro o pôr do sol na lagoa, mas só porque essa é a minha hora favorita do dia. Porque ambos são de tirar o fôlego.

  • Visitar as praias das redondezas

A região sul de Santa Catarina possuí praias tão lindas quanto o Rosa, então, se você vai para lá, já seria ótimo se pudesse pegar um ônibus ou uma carona e dar um pulo nessas praias lindas. As que se destacam mais são:

Ouvidor: você pode chegar a pé ou de carro. De carro você acessa por uma rua próxima a entrada do Rosa e a pé dá para ir por uma trilha saindo da praia vermelha!

Praia da Ferrugem: também lotada de surfistas atrás de ondas boas, se destaca principalmente no carnaval por causa do evento CarnaFerrugem, que acontece todos os anos.

Praia do Silveira: distante 17 km do Rosa, com altas ondas, gente bonita e areia mais espessa e amarelada. É importante lembrar que a caminhada é forte, porque a praia fica depois de uma subida enorme e uma descida tão grande quanto.

Praia do Luz: você vai pela trilha do canto Sul do Rosa, possuí uma extensão grande sem muitas dunas e é bem procurado por amantes do kitesurf.

Garopaba: é o município vizinho de Imbituba e o centro fica a 20 minutos do Rosa. Possuí algumas praias de ondas calmas, que atraem muitas famílias. Também faz parte da cidade uma vila de pescadores bem antiga e a parte da cidade velha que é um charme. O centro de Garopaba é maior em população e por isso ali acaba sendo a sede de lojas grandes e supermercados.

Guarda do Embaú: se estiver disposto a estender um pouco mais o passeio, a Guarda do Embaú fica a uns 40 km da Praia do Rosa e atualmente é uma reserva internacional de surf. Também tem um centro gostoso de passear, mas um dos grande atrativos é o acesso a praia, pois antes de chegar na praia você tem que atravessar uma espécie de riacho, então sempre existem vários barquinhos lindos que você pode usar para atravessar. Eles cobram R$5 por pessoa, mas você sempre pode caminhar um pouco mais e atravessar nadando na parte mais rasa. 

  • Vida noturna

Imperdível é dar uma volta no centrinho do Rosa durante a noite, já que a tarde a maioria das lojas costumam estar fechadas e, de noite, tudo abre junto com os restaurantes famosos e ferve de pessoas caminhando pelas ruas. 

Então aproveite para passear, conhecer gente nova, olhar as lojinhas de quinquilharias e tomar uma caipirinha no Quiosque Aloha, outra atração bem famosinha por lá.

Gosta de festas? Lá também existem algumas opções. O mais procurado é o Pico da Tribo, que recebe diversas atrações nacionais famosas de reggae e a rap. Também se destacam o Quintal Butiá, com uma pegada mais desencanada e atrações diversas, geralmente tocando um surf music. E claro, o Beleza Pura Cosmic Bar, o oposto do Quintal Butiá, com grande decoração, luzes coloridas e drinks diferenciados. 

É a vibe do Rosa! Essa é uma frase que escuto muito: adorei a vibe do Rosa!

Somente indo até lá para você descobrir de fato o que é isso. Te garanto, qualquer lugar que você vai, tem um cantinho rústico, charmoso e aconchegante. 

Os moradores da região protegem muito, com razão, sua casa. Alguns deles são inclusive contra o asfalto nas ruas e tentam manter tudo o mais intocado e preservado possível. 

Em qualquer trilha que você fizer para praia, vai encontrar várias plaquinhas lindas pintas a mão com mensagens de preservação. E o lugar tem cheiro de incenso! Da pra ser mais vibe boa que isso?


Afd2ca3934cf900fad18d2e8802a5b3f

Alexia

Set 25, 2019

Sou gaúcha e vivo na busca... Na busca de conhecer o resto do mundo, novas vivências, culturas e pessoas. Vamos trocar experiências?


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor