Want a ticket worth up to $500 for free?
Submit your answer by July 31th for a chance to win.

Ser antirracista está na respiração!

Você sabe por quê as pessoas são tratadas de acordo com a cor da pele? Como podemos criar uma aliança antirracista?

1min


Com força e ternura, a convidada dessa semana do podcast Abrindo Caminhos, Izabel Accioly, fala sobre a sua vida como mulher negra, pessoa com deficiência (visão monocular), ativista feminista interseccional e antirracista.

Conversamos sobre branquitude acadêmica, raça como construção social e não biológica, o mito da democracia racial, privilégio branco, feminismo, lutas dos quilombolas e muito mais!

Izabel é graduada em Ciências Sociais pela UFC e em 2018 foi a primeira aluna a ingressar pelo edital de ações afirmativas no mestrado em Antropologia Social da UFSCar. É pesquisadora do Núcleo de Estudos em Raça e Interseccionalidades UFC/UNILAB. Está engajada em pesquisar, debater e lecionar sobre raça, racismo e antirracismo no contexto brasileiro.

“Negra é a minha raça, preta é a cor da minha pele, não tenho nenhum problema com nenhuma das duas, pode me chamar de preta ou de negra, mas eu prefiro que me chamem de Izabel”, uma das falas dela durante o nosso papo.

Dá o play para conferir essa e outras aulas que rolaram nesse episódio!



Leave your comment here

Write here your questions and greetings to the author

More about this topic