Como se planejar para trabalhar em outro país?

A experiência de trabalhar em outro país é para você que tem vontade de viver um intercâmbio por um tempo um pouco mais longo e precisará também trabalhar para poder se manter ou até mesmo trabalhar para juntar uma graninha. Vou compartilhar aqui com você algumas dicas que te ajudarão a se preparar para essa experiência de trabalhar em outro país.


0aa21fd0f8702728dcf6bf0cdd864e49

Jéssica

Travel blogger, Brazilian, 27. Helping Travel Lovers and Sharing Experiencies w/ Love!

Oct 10, 2018

Homem olhando para planejamento para trabalhar em outro pais

Permissão para trabalhar em outro país

Antes de qualquer passo a ser tomado, faça uma pesquisa para descobrir em quais países você poderia viver e trabalhar legalmente.

Dependendo do seu passaporte e das nacionalidades que você tenha, a realidade pode ser um pouco diferente. Sendo assim, pesquise bem a fundo essas informações para que você não tenha surpresas no futuro, que venham a mudar todos os seus planos.

Além da permissão, a informação sobre a carga horária semanal ou mensal permitida também é importante.

Esteja sempre dentro das leis do local, não queira ser mais esperto do que a fiscalização e não pense que só por que você conhece alguém que nunca foi pego, isso não possa a vir a acontecer com você.

Escolha sempre caminhar pelo certo e dentro das leis do país.

Além de estar de coração limpo, sua vida e seu dia a dia será muito mais tranquilo.

Custo de vida x Pagamento mínimo

Pesquise sobre o custo de vida da cidade para a qual está planejando se mudar.

Alguns gastos básicos a serem pesquisados são:

  • Valor médio do aluguel
  • Gasto médio com transporte público
  • Gasto médio mensal com alimentação

Onde encontrar essas informações?

Minha melhor fonte de pesquisa para essas informações sempre foram as comunidades brasileiras em grupos do Facebook.

Pesquise por grupos como, por exemplo: Brasileiros em Malta (no caso de Malta ser o país escolhido).

Você encontrará em alguns casos mais de um grupo.

Utilize o campo de busca (lupa) e pesquise pelas informações que você está buscando.

Caso não encontre, publique suas maiores dúvidas no grupo

Tenho certeza que a comunidade brasileira irá sanar todas as suas dúvidas.

Blogs de pessoas que já viveram no país também são ótimas fontes de busca dessas informações.

Alerta!

Não utilize apenas agências e/ou empresas de intercâmbio para a análise desses números. Pessoas que já moraram no país são as fontes de recurso mais seguras que vocês irão encontrar.

Tendo esses valores médios, verifique qual o pagamento mínimo do local.

Faça uma conta simples.

Verifique e calcule, em um cenário em que você trabalhe meio período (30 horas semanais) ao valor mínimo pago, se o seu salário final (no pior dos cenários) cobrirá as suas despesas básicas para se manter no país.

Se o saldo for positivo na pior das hipóteses, vá sem medo de ser feliz.

Se o saldo for negativo ou ficar bem apertado, tenha em mente de que talvez você precise de uma reserva de dinheiro para se manter por um tempinho, enquanto aquela boa oportunidade não aparecer.

Deixe seu currículo pronto

Verifique, ainda no Brasil, qual o modelo padrão de currículo utilizado no país escolhido e já elabore o seu.

Eu diria até para que você levasse algumas cópias impressas. Ao chegar em uma nova cidade, muitas vezes ainda não conhecemos os locais para realizar a impressão dos currículos.

Nesse meio tempo você pode acabar perdendo algumas oportunidades.

Se o foco aqui é trabalho, queremos chegar prontos não é mesmo?

Uma outra dica aqui é deixar mais de um currículo pronto, com focos diferentes. Por que?

Quando nos mudamos para um outro país, muitas vezes no começo e até surgirem oportunidades melhores, trabalhamos em empregos alternativos para nos sustentarmos.

Ao aplicar para um vaga de garçonete em um restaurante, por exemplo, eles não estão interessados nos anos de experiência como desenvolvedor HTML na empresa X.

Meu conselho é: não deixe de colocar as experiências mais importantes. Porém, foque em habilidades e experiências que estejam relacionadas com o tipo de trabalho para o qual você está aplicando.

Ter os seus currículos prontos e revisados é importante para a ação seguinte.

post its ajudam na organização para mudar de país

Busque por oportunidades ainda no Brasil

Não deixe para começar a entender o mercado de trabalho e as oportunidades que mais estão em alta no país para o qual está indo apenas quando chegar lá.

A missão de trabalhar em outro país precisa começar ainda no Brasil.

Vou citar grupos do Facebook mais uma vez.

Procure por: Trabalhos em Malta (se malta for o país escolhido).

Participe dos grupos e fique atento às oportunidades de trabalho que estão em alta e com um maior número de vagas de trabalho.

Caso você se interesse por alguma das oportunidades, entre em contato com a empresa, já do Brasil.

Explique que você estará indo em breve, mas já envie o seu currículo (que já estará prontinho) para que eles saibam que você tem interesse na vaga e está realmente disposta(o) a trabalhar.

Se eles realmente gostarem do seu histórico de trabalho e habilidades, quem sabe a empresa já não marca uma entrevista com você via skype e você já não chega no país com um emprego garantido, já pensou que maravilha?

Como se preparar para uma entrevista

Vou listar aqui algumas dicas muito particulares, mas que funcionaram comigo nas minhas experiências de trabalhar em outro país.

- Pesquise sobre a empresa

Esse passo é importante tanto no Brasil como fora. Entenda os campos em que a empresa atua e qual é a sua missão.

Não queira ir contra as propostas da empresa em uma entrevista e/ou dinâmica de grupo.

- Simule uma entrevista

Essa dica pode soar um pouco coisa de doido, mas já me ajudou muito.

Você com você mesma(o), faça perguntas que o entrevistador possa vir a te fazer e tente respondê-las da maneira que você gostaria de responder no momento da entrevista.

Claro que você não tem poder de prever o futuro, e uma conversa sempre pode tomar caminhos diferentes, mas estar preparada(o) para algumas perguntas te deixará mais confiante.

Esse passo é ainda mais importante se a entrevista for em outro idioma.

Tente responder às questões e caso lhe falte vocabulário, pesquise, busque o vocabulário necessário, e esteja preparada(o) para que isso não aconteça no momento da conversa.

- Transmita confiança

Confie em você e nas suas habilidades. Tenha com você o sentimento do quanto você poderia ajudar a empresa para aquela determinada vaga. Transmita esse sentimento para os entrevistadores.

Se você não souber algo que eles venham a perguntar, seja sincera(o). Diga que não sabe, mas que está disposta(o) a aprender e a contribuir com o que for necessário.

Seja firme nas suas respostas. Sempre.

Depois de tudo planejado e decidido, precisa de uma ajuda na hora de fazer as malas?

Confira esse Checklist de viagem internacional que será uma "mão na roda".

Quer saber como economizar durante o seu intercâmbio?

Dá uma olhadinho nesse artigo: Dicas para economizar durante o seu intercâmbio.

Boa sorte nessa nova fase de trabalhar em outro país!

Caso queira conversar um pouco mais sobre as minhas experiências, me mande uma mensagem.


0aa21fd0f8702728dcf6bf0cdd864e49

Jéssica

Travel blogger, Brazilian, 27. Helping Travel Lovers and Sharing Experiencies w/ Love!

Oct 10, 2018


Did you like it? Don't forget to let Jéssica know :-)


Leave your comment here

Write here your questions and greetings to the author