O que fazer e conhecer em Évora, Portugal

Évora é uma cidade de cultura e história! É a capital da região do Alentejo, Portugal, que é muito visitada por quem gosta de vinho bom e de praias lindas e calmas.


83c7d46f2267b3467948759dc509165d

Juliana @virandogringa

Mar 01, 2019

Tradutora e autora do Virando Gringa, segue lá! Gosta de falar de mochilão, dicas de intercâmbio, vida de nômade digital muitas outras coisas. Conh...

Évora é uma cidade no centro-sul de Portugal, capital do Alentejo, e muito visitada por suas atrações históricas. Está na lista de cidades com patrimônios da UNESCO desde 1986.  

A cidade não é muito conhecida por quem faz mochilão pela Europa, mas é um ótimo destino a ser incluído numa viagem desse tipo. Por ser uma cidade pequena, é possível visitá-la em apenas um dia, fazendo bate e volta de Lisboa

Quando se visita Évora, é legal notar que a cidade é uma grande mistura de culturas, pois ela foi conquistada por vários povos em sequência até ser retomada pelo povo português. Sente só o drama: a primeira notícia de Évora como uma habitação humana fixa foi sob domínio do povo Celta, logo depois os Romanos chegaram e a famosa muralha que cerca a cidade foi construída por eles, então a cidade foi conquistada pelo povo Mouro e finalmente reconquistada pelos portugueses!

Essa rica história faz com que cada monumento, cada igreja, cada parte da cidade tenha uma cara diferente, tornando-a única e cheia de curiosidades. Bora conhecer algumas?

O que fazer em Évora:

1. Capela dos Ossos

Foi a atração que mais me chamou atenção em Évora. O nome não é uma metáfora. É literalmente uma capela decorada com ossos. Esse visual pode ser assustador para alguns, curioso para outros, mas a história dela é que conta.

A Capela dos Ossos de Évora foi construída no século 17, por iniciativa de um frade que queria lembrar seus companheiros de que a vida é finita, transitória. Por isso, na entrada da Capela você já vê a frase: “Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos”.

Devido a essa filosofia, a capela é uma atração que vale muito a pena ver. Seja por curiosidade, seja para abrir a cabeça e conhecer outras formas de enxergar a morte e, consequentemente, a vida

O ingresso custa 4 euros e também dá direito a visitar uma coleção de presépios bem fofinha. 


Capela dos Ossos em Évora, Portugal

2. Aqueduto e Percurso da água de prata 

O Aqueduto é uma obra de 1537, que também é muito fotografada por quem faz o bate e volta Lisboa-Évora hoje em dia. 

Se você gosta de passeios de natureza, recentemente os arredores do aqueduto foram limpos e reformados, criando o chamado Percurso da água de Prata, que tem 8km para caminhadas ou para andar de bike. O percurso é gratuito e tem uma vista linda da região do Alentejo.

3. Vista do Alto de São Bento

Esse local também é bom para viajantes que gostam de caminhadas e natureza. O Alto do São Bento fica nos arredores de Évora e permite uma vista panorâmica da cidade. 

Por um lado é bacana pela vista e pelo caminho, mas por outro lado é um pouco triste. O espaço formado pelos Moinhos do Alto São Bento, Núcleo Museológico do Granito e Núcleo Museológico da Florística parecem abandonados pela prefeitura e, até o momento em que esse post foi escrito, não tem data para abrir novamente ao público. 

4. Complexo do Jardim Público de Évora + Palácio + Ruínas

O Jardim público de Évora é um bom local para relaxar e que dá acesso a outras atrações importantes da cidade, como as Ruínas Fingidas e o Palácio de D. Manuel.  No jardim tem alguns pavões que podem render boas fotos, mas cuidado porque também podem render uma bicada se você irritar os bichos! 

As Ruínas Fingidas também rendem fotos lindas. Curiosamente, elas têm esse nome porque foram construídas em um local e depois transportadas para outro. A posição nova conferiu a elas uma cara de cenário montado - de "fingimento" - por isso o povo começou a chamar de fingidas.

A visita neste espaço também é gratuita!

5. Templo Romano

Outra parada certa dos turistas em Évora é o Templo Romano (erroneamente chamado de Templo de Diana, tanto que atrás dele tem o Jardim Diana). 

As ruínas desse templo foram modificadas ao longos dos séculos da história de Évora. Durante a era medieval, sua base e colunas viraram parte das paredes de um prédio e o espaço foi usado como um açougue do século XIV até 1836. 

Por incrível que pareça isso ajudou a conservar os restos da época romana. Em 1871 as adições medievais foram removidas e o templo começou a ser reconhecido como um marco histórico e ponto turístico.


Templo romano de Évora, Portugal

6. Catedral de Évora

Também chamada de Sé de Évora, a Catedral de Évora é a maior catedral de Portugal e também vale uma visita. Sua construção foi iniciada no ano de 1184. 

Assim como muitos marcos históricos de Évora, ela também recebeu adições a partir de cada povo que dominou essa cidade murada ao longo dos anos, por isso ela tem várias partes diferentes com estilos e épocas históricas diferentes. 

Enfim, foi declarada patrimônio da UNESCO em 1988. A vista do telhado dela é ótima para ver a cidade!

7. Muralha de Évora

É impossível não notar a Muralha que cerca a cidade. Ela tem mais de 500 anos de idade, ou seja, sozinha já é mais velha que o Brasil! 

O passeio vale a pena, pois é possível ver os portais que fechavam a cidade na época que ela era dominada pelos Romanos e também na época feudal. Cada portal é um pedaço da história da cidade e também da história de Portugal como um todo.

8. Murais de Évora

Em Évora também existem algumas atrações modernas, como por exemplo os Murais de 2014, que comemoram os 40 anos do fim da ditadura em Portugal

Os Murais de Évora mereceriam um museu, pois são dezenas e cada obra tem uma particularidade. O objetivo é comemorar a democracia restabelecida, a liberdade e os direitos do povo português.


Os murais de Évora, Portugal

9. Museu do Artesanato e do Design

Uma mistura de itens portugueses e de origem internacional, esse espaço é para quem se interessa por design de objetos de forma geral e também por artesanato português. O passeio não dura mais que uma hora, pois o espaço é pequeno.

A organização é um pouco caótica, já que o museu trata de dois assuntos diferentes entre si. Mesmo assim, a seleção de objetos é interessante e tem muita coisa bonita pra ser vista.

A entrada custa 2 euros. 

10. Museu do Relógio - Pólo Évora

Este museu é uma extensão do museu de mesmo nome na cidade de Serpa. Também é um espaço pequeno, mas que se torna interessante por ser um memorial administrado pelos herdeiros dos relógios. 

É um local curioso, pois eles fazem também consertos e fabricam relógios até hoje. As peças são variadas e não é tão organizado como um museu tradicional, mas é uma experiência interessante.

A entrada custa apenas 2 euros.

11.  Palácio Cadaval

É um espaço pequeno e administrado por uma família, porém na Capela acoplada ao Palácio você vê azulejos portugueses típicos. Vale a pena se você gosta muito de história, mas honestamente não vale a pena se estiver com pressa!

A entrada custa 7 euros.

Como chegar em Évora

Évora fica a 134 km de Lisboa, ou seja, menos de 2 horas de viagem de trem, ônibus ou carro. Usar o trem é interessante porque em Portugal não custa caro e é uma experiência bacana, já que no Brasil não temos muitos trens intermunicipais.

A passagem Lisboa- Évora custa 7 euros, ou seja €14 ida e volta. Você pode comprar a passagem de trem pelo site Comboios de Portugal

O percurso Lisboa para Évora é servido diariamente por 32 trens diferentes. Eles podem partir das estações de Lisboa - Santa Apolonia, Lisboa - Cais Do Sodre, Alcantara-Mar, Lisboa - Rossio, Alcantara-Terra, Lisboa - Oriente, Lisboa - Entrecampos, Lisboa - Sete Rios e chegam até a estação de Évora. 

Cada trem tem sua frequências de paradas, é bom perguntar pra algum atendente qual deles para menos. A duração média da viagem é 1h47. O primeiro trem parte às 06h20. O último é às 19h14. Considere isso pra voltar!

Resumindo, Évora é uma cidade legal, que vale a pena visitar em um passeio de um ou dois dias. Já a região que a cerca vale para vários dias. Portugal é um ótimo destino para quem quer começar a viajar pela Europa, chegando pela parte que fala português, para facilitar.

O que fazer na região de Évora 

Rota dos Vinhos do Alentejo: quem visita Portugal geralmente quer experimentar o clássico vinho do Porto, mas é interessante saber que em outras regiões do país também são fabricados vinhos de outras uvas e com outras características e sabores. Para divulgar esta informação, foi criada a Rota dos Vinhos do Alentejo, da qual Évora faz parte. Na cidade, você pode degustar os excelentes vinhos do Alentejo.

Frutos do mar e praias: a culinária portuguesa é famosa pelos doces, mas em Évora é possível experimentar um outro lado de Portugal - pratos com frutos do mar. Dificilmente você vai repetir um prato, pois ao longo das praias da região do Alentejo tem muitos pescadores e pequenos restaurantes. É fácil conseguir tudo fresquinho e com temperos locais. 

Gostou de Évora? Que tal dar uma olhada em um anfitrião Worldpackers na região?

Tem dúvidas? Deixa nos comentários!


83c7d46f2267b3467948759dc509165d

Juliana @virandogringa

Mar 01, 2019

Tradutora e autora do Virando Gringa, segue lá! Gosta de falar de mochilão, dicas de intercâmbio, vida de nômade digital muitas outras coisas. Conh...


Leave your comment here

Write here your questions and greetings to the author