Como fazer intercâmbio barato e sem agência: conheça o voluntariado

Existe mesmo intercâmbio barato? Neste post você vai descobrir que sim! É possível viajar de forma intependente de agências, de forma segura e sustentável.

5min

intercambio-barato

Você sabia que existem diversos tipos de intercâmbio e nem todos eles custam uma fortuna? São mais de 60 modelos, e hoje eu quero te apresentar um dos mais baratos que existem, praticamente grátis: o voluntariado.

Muita gente só conhece o intercâmbio de idiomas em escolas-agência (que custa muito caro) e acaba desistindo do seu sonho, ou optando por fazer em apenas um mês, na tentativa de economizar.

Mas agora você vai saber como eu fiz um intercâmbio barato e aprendi espanhol morando fora, de forma independente, sem gastar nada com escola, agência e sem precisar pagar por acomodação.

Fiz isso através de um modelo de intercâmbio gratuito chamado de work exchange, ou voluntariado. Além de gastar muito pouco, vivi experiências incríveis viajando pela América do Sul. Assim, aprendi o espanhol realmente falado pela galera local: gírias, ditos populares, sotaques, palavras e expressões regionais. Vem saber mais!

Como funciona o intercâmbio voluntário?

Você troca umas horas de colaboração por hospedagem e outros benefícios, dependendo do anfitrião. Existem vagas em mais de 140 países e oportunidades de voluntariado para todos os gostos.

Existem ONGs, projetos rurais, espirituais, animais ou hostels disponíveis em diversos lugares do mundo, onde você pode morar por algumas semanas ou meses sem pagar nada!

Eu voluntariei pela Worldpackers em um hostel em Cusco, no Peru, por 3 meses e não gastei nada com hospedagem, economizando em acomodação quase R$ 2 mil nesse período. Lá eu colaborava 18 horas por semana. Muito de boa!

Eu trabalhava servindo o café da manhã, então às 10h30 eu já estava livre pra fazer desenvolver outros projetos.

Indo com a Worldpackers, você pode colaborar com o anfitrião até 32 horas semanais, mas, em média, eles pedem 25 horas por semana.

Com que tipos de trabalho você pode colaborar num intercâmbio de work exchange?

O tipo de atividade vai depender muito do lugar onde você escolher voluntariar. Eu já trabalhei com coisas que manjo, tipo fotografia, redes sociais, conteúdo pra sites; já trampei com limpeza e já aprendi coisas novas trabalhando com a terra e com animais.

O massa do work exchange é isso, que você ainda consegue direcionar outros tipos de aprendizagem durante o intercâmbio.


intercâmbio mais barato

Você pode aplicar para uma oportunidade de voluntariado pela Worldpackers sem precisar ter experiência, é só ter vontade de aprender!

Daí você pode desenvolver novas habilidades enquanto faz um intercâmbio barato, como vou te mostrar mais pra frente.

Leia também como trabalhar nos melhores hostels do mundo.

Mas como aprender efetivamente outro idioma ao fazer intercâmbio voluntário pela Worldpackers?

A maneira mais óbvia é aprendendo na prática. Imagina se você dá suporte na recepção de um hostel. Nesse período, você vai atender no idioma local ou, universalmente falando, em inglês.

Você vai trocar ideia com hóspedes, outros voluntários e com o anfitrião e vai aprender praticando todos os dias e em situações bem diferentes, seja numa conversa informal acompanhada de uns bons drinks, ou numa situação mais formal, tipo durante o trabalho voluntário.

Uma dica valiosa é escolher anfitriões que oferecem como benefício da troca aulas de idiomas. Vários deles oferecem isso (veja vagas boas para praticar inglês e espanhol)! Daí vocês podem combinar uma rotina de estudo no seu tempo livre.

Outra maneira de aprender inglês, espanhol ou outro idioma é procurar por projetos que ensinam idiomas gratuitamente. Existem escolas ou igrejas que disponibilizam aulas para estrangeiros. Em inglês você vai encontrar cursos conhecidos pelas siglas IÉZÉL e IÉZÔÉL

ESL (English as second language) e ESOL (English for speakers of other languages).


intercâmbio mais barato inglês

E não existem apenas cursos de idiomas, não! Alguns países possuem universidades gratuitas, inclusive para estrangeiros. Ótima oportunidade pra quem sonha em estudar fora, como é o caso da Argentina, Alemanha e Nova Zelândia, por exemplo.

Daí você estuda num período e colabora como voluntário em outro, estudando sem nenhum custo, além dos pessoais!

Continue aprendendo sobre o assunto, saiba como cuidar das mídias sociais de um hostel e fique atento a 9 coisas que você precisa saber antes de viver essa experiência colaborativa.

Quanto custa fazer intercâmbio de work exchange x de escola no exterior

Uma de nossas voluntárias fez uma pesquisa para o blog da Worldpackers pra mostrar quanto custaria fazer um intercâmbio em Dublin com escola.

Ela levantou os seguintes valores:

Um curso de um mês, sendo 20 horas semanais, custaria R$2540. O curso de seis meses custaria R$13.380.

Adicionando o custo de vida:

O aluguel de uma casa com um quarto pode custar entre 500 e 800 euros, já uma casa compartilhada vai custar cerca de 300 euros por mês, o equivalente a R$2 mil.

Os gastos com as contas básicas, como água, luz e internet, pode variar entre 150 e 300 euros.


intercâmbio de férias barato

Falando em reais, os custos mensais partem de R$2995, sem o curso. No final de 6 meses, você investiria mais de R$16 mil, sem contar alimentação, passagens e outros gastos pessoais.

Agora, se você escolher fazer work exchange pela Worldpackers vai investir $50 por um ano, mais ou menos R$20 por mês. Esse é o valor para ser verificado na plataforma e aplicar em qualquer anfitrião no mundo todo. Você pode aplicar quantas vezes quiser no período de membresia!

Além de investir só 50 dólares, você não vai gastar nada com acomodação e ainda vai economizar na alimentação, já que a maior parte dos anfitriões oferecem pelo menos uma refeição diária.

Assim, você teria que bancar só os valores da passagem, outras refeições e gastos pessoais.

Além da economia com esse intercâmbio barato, ainda rola ganhar dinheiro viajando nesse meio tempo. 

A única “desvantagem” é que o work exchange não te dá direito ao visto de estudante, por isso você poderia permanecer por apenas 90 dias na Irlanda, por exemplo. Mas aí você pode ir pra outros países, já que a membresia na Worldpackers te dá o direito de voluntariar em qualquer país do mundo!

Leia também: Como fazer intercâmbio na Irlanda de graça

Work exchange não é só intercâmbio barato

Quando a gente viaja como worldpacker, além de aprender um novo idioma, a gente vive uma imersão cultural, experimenta realidades diferentes, se conecta com pessoas com outros propósitos.


intercâmbio barato

Claro, numa escola também se conhece muita gente de tudo quanto é lugar, mas lá todo mundo tá viajando com o mesmo objetivo: o de aprender um novo idioma. Fora que numa escola a gente acaba andando com vários brasileiros intercambistas e não pratica o idioma, e a cultura local como deveria.

Já voluntariando a gente conhece pessoas que tão ali por motivos bem diferentes. A gente se relaciona de uma maneira mais rica, mais profunda!

Fora as habilidades que a gente desenvolve! Imagina, praticar inglês ou outro idioma na cozinha ou bar de um hostel é muito mais valioso que só assistir às aulas de uma escola no exterior. Cê não acha?

Se você tiver qualquer dúvida, deixe aí um comentário pra gente trocar ideia. Além disso, você pode criar seu perfil gratuitamente para ir entendendo como funciona a plataforma. Obrigada por ler até o final e um beijo!



Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor


Mais sobre esse tema