Serra do cipó, Minas gerais: O que fazer e dicas de passeio na região

A Serra do cipó em Minas gerais é o lugar perfeito para fugir da cidade grande e curtir a natureza. Conheça o vilarejo e saiba tudo o que fazer no Parque Nacional da Serra do Cipó

10min

serra do cipó, minas gerais

a Serra do Cipó, Minas Gerais, é um distrito do município de Santana do Riacho. Localizada à 100 km da capital mineira Belo Horizonte. Possui uma população total de 1.941 habitantes que dão um clima super familiar ao vilarejo que fazem lembrar as cidades históricas de minas gerais.

Com um ambiente acolhedor e cercado por paisagens de tirar o fôlego, é um dos melhores destinos para fugir da cidade grande e respirar o ar fresco de uma cidade interiorana curtindo a natureza.

A Serra do Cipó, Minas Gerais, chama, em especial, a atenção de casais, por proporcionar um clima romântico, com suas belas paisagens e clima ameno. Mas se engana quem pensa que ela é propícia apenas para casais!

Ao mesmo tempo, a Serra do Cipó, é um prato cheio para os fãs de trilhas, cachoeiras e esportes radicais como: rapel, ciclismo, alpinismo e trekking. 

Um dos mais procurados pontos turísticos da Serra do Cipó é o Parque Nacional da Serra do Cipó, um local onde é possível se sentir totalmente isolado do mundo e imerso em meio a vida selvagem.

Como chegar na Serra do Cipó, Minas Gerais


o que fazer na serra do cipó

Se você procura como chegar à Serra do Cipó, a maneira mais fácil é pegar um ônibus na Rodoviária de Belo Horizonte, aproveite para conhecer os pontos turísticos de Belo Horizonte e visitar o Inhotim, em Brumadinho.

São duas viações que fazem essa rota e a passagem varia de 29 à 41 reais, com alguns horários espalhados durante o dia.

Para economizar com a passagem, vale se programar para sair no horário da linha com valor mais em conta, lembrando que a passagem também pode ser adquirida online.  A viagem dura cerca de 02h30 de ônibus, ou 01h45 de carro.

É próximo ao desembarque na Serra do cipó, Minas Gerais, onde fica o Parque Nacional da Serra do Cipó, uma parada obrigatória no seu roteiro de viagem em Minas Gerais.

Parque Nacional da Serra do Cipó

Se você procura o que fazer na Serra do Cipó, Minas Gerais, o Parque Nacional da Serra do Cipó é a principal atração do município, muito procurado por quem procura destinos para se conectar com a natureza.

Possui uma área total de 33.800 hectares que abriga uma diversidade da flora e fauna brasileira, protegendo espécies ameaçadas de extinção como: o lobo-guará, o tamanduá-bandeira e a onça-pintada. Enquanto você admira a paisagem, também é possível avistar tucanos, siriemas e diversas espécies de aves.

A Serra do Cipó também foi cenário da primeira espécie humana, há 10 mil anos atrás, nos idos da pré-história. Então fique atento para observar as artes rupestres e sítios arqueológicos espalhados pelo parque e pelo distrito.

Sendo muito bem estruturado, a portaria do Parque Nacional da Serra do Cipó tem espaço para estacionar carro, sanitário, bebedouro e uma sala de descanso para os visitantes. 

A entrada é gratuita, e deve ser feita entre às 08:00h às 14:00h, após este horário não é permitido adentrar no local, levando em consideração o tempo que leva para percorrer as trilhas, pois o fechamento do Parque é às 17:00 horas.

Como chegar no Parque nacional da Serra do cipó

Para chegar ao Parque, existem três portarias que dão acesso à diferentes pontos turísticos da Serra do cipó:

  • Portaria Areias: acesso ao Circuito das Lagoas, Cachoeira Capão dos Palmitos, Córrego das Pedras, Cachoeira da Farofa e Cânion das Bandeirinhas
  • Portaria Alto Palácio: acesso à Travessão e Cachoeira Congonha
  • Portaria Retiro: acesso ao Bambuzal, Cachoeira do Gavião, Cachoeira das Andorinhas e Cachoeira do Tombador

Parque Nacional da Serra do Cipó

A principal entrada é através da Portaria Areias, conhecida também como Trilha do Vale dos Mascates, dando acesso à maior parte das trilhas e cachoeiras do do Parque Nacional da Serra do cipó.

Partindo da rua principal da Serra do Cipó, você andará cerca de 2,2 km pela MG-010 que é totalmente asfaltada, este trecho levará em torno de 27 minutos caminhando. Neste ponto você encontrará uma placa indicando o início da trilha para chegar na Portaria Areias.

A partir da placa, você percorrerá mais 3 km andando. Essa trilha é feita em estrada de terra, e em dias de chuva pode ser uma travessia difícil. Não há transporte municipal que te leve até a entrada do Parque Nacional da Serra do Cipó, mas há diversas empresas de turismo que oferecem o serviço de transporte para grupos.

Caso você tenha um meio de transporte próprio, pode utilizá-lo para entrar no Parque Nacional da Serra do Cipó tranquilamente ou tentar uma carona pela estrada, prática muito comum na região.

TOP 4 Atrações do Parque Nacional da Serra do Cipó

Se você procura o que fazer na Serra do Cipó, Minas Gerais, o Parque Nacional da Serra do Cipó oferece diversas cachoeiras e atrações gratuitas aos visitantes, confira as 4 melhores atrações do Parque Nacional da Serra do Cipó:


Cachoeiras da serra do cipó

1. Lagoa Comprida

A Lagoa Comprida faz parte do Circuito das Lagoas, é a primeira parada a cerca de 1km da entrada do Parque, sendo considerada uma trilha leve.

 É um ponto ótimo para sentar e observar as formações rochosas, as árvores balançando sobre o vento, ouvir o canto dos pássaros e sentir a tranquilidade que emana da natureza em sua volta.

Próximo da Lagoa há o Mirante do Bem, de onde você consegue observar a paisagem de uma forma bem ampla - além de ser fechado, caso precise se abrigar do sol ou chuva.

2. Córrego das Pedras

Considerado apenas uma travessia até a Cachoeira da Farofa, o Córrego das Pedras fica a uma distância de 4km da portaria. Para atravessá-lo há uma pontezinha feita de pedra, então não se preocupe em molhar os pés.

O contraste entre o cinza das pedras e o verde das árvores traz a sensação de paz interior, além de criar um cenário de encher os olhos, a água cristalina é lar de alguns peixes pequeninos. 

Aproveitei essa vista incrível para sentar, tomar fôlego, e me preparar para seguir o restante da trilha até a Cachoeira da Farofa, na Serra do Cipó.

3. Cachoeira da Farofa

Uma das atrações mais procuradas do Parque Nacional da Serra do Cipó, a Cachoeira da Farofa em Minas gerais fica à uma caminhada de 8km de distância da portaria principal do parque. 

Com uma queda de 30 metros e um espelho d'água formado em seu poço, a cachoeira da Farofa é uma das cachoeiras mais bonitas da Serra do Cipó. 

Rodeada pela flora diversificada presente na Serra, é um cenário perfeito para descansar, tomar um banho de cachoeira e se conectar com a natureza.

É difícil não querer ficar por horas na Cachoeira da Farofa, nadando e respirando o ar puro, apenas se atente ao horário de saída, tendo em vista que são 8 km para regressar até a portaria antes de encerrar o horário de funcionamento. Caso você ainda esteja com fôlego e tempo o suficiente, poderá continuar a trilha até chegar ao Cânion das Bandeirinhas.

4. Cânion das Bandeirinhas

A última parada da Trilha do Vale dos Mascates é o Cânion das Bandeirinhas. Para acessar esse ponto turístico você percorrerá ao todo 12km, sendo considerado uma trilha longa e difícil. É fácil se sentir pequeno em meio a tanta grandeza da mãe natureza, e neste espaço específico esse sentimento se amplifica.

Com toda certeza vale cada dorzinha no pé para acessar todos esses pontos turísticos do Parque Nacional da Serra do Cipó. Não é sempre que temos a oportunidade de estar em contato com a natureza e a vida selvagem de uma forma tão singular como essa. 

Dicas para fazer a trilha no Parque nacional da Serra do Cipó


ecoturismo serra do cipó

O Parque Nacional da Serra do Cipó é uma área remota e não dispõe de serviço de resgate.

Durante a sua jornada dentro desses 33.800 hectares você poderá se deparar com: animais peçonhentos, travessias de água, pedras escorregadias e muito mais.

Ao fazer trilhas em meio à natureza, todo cuidado é pouco. Então confira  o que você deve saber antes de fazer trilhas no Parque Nacional da Serra do Cipó, na Serra do Cipó em Minas gerais.

Mas calma! Confere comigo essas dicas para não passar aperto e perrengues desnecessários:

O que levar na mochila

Para uma caminhada em meio à natureza, é importante estar equipado com algumas coisas essenciais, dentre elas protetor solar, repelente, óculos de sol, chapéu ou boné, kit primeiros socorros, água, comida e capa de chuva para se prevenir de possíveis circunstâncias. 

O que vestir para fazer a caminhada

É imprescindível ir com roupas e sapatos adequados e confortáveis para trilhas longas. Sei que seu primeiro pensamento em um dia de sol é ir de shorts ou bermuda, mas o correto é estar de calça. Encontramos muitos animais peçonhentos ao longo da trilha, além de matos altos e carrapatos.

Opte por tecidos leves que sequem rápido, e que te protejam dos raios de sol. No sapato, prefira os que tenham sola antiderrapante por conta dos trechos com pedras escorregadias, além de levar meias extras caso a que esteja usando molhe durante a travessia pela água.

Clima e cuidados necessários

Durante nossa trip pelo Parque Nacional da Serra do Cipó, Minas gerais, enfrentamos, em um único dia: sol, chuva, calor e frio.

Particularmente, prefiro o clima nublado para fazer trilhas longas e a céu aberto como essa, mas caso esteja chovendo ou ameaçando tempestade o principal cuidado é: não passe pelos trechos com travessias por córregos de água, devido ao grande risco de ficar ilhado e não conseguir retornar para a entrada.

O que fazer na Serra do Cipó, Minas Gerais


cachoeiras em minas gerais

Se você está viajando por Minas gerais e quer saber o que fazer na Serra do Cipó, o pequeno distrito de Santana do riacho oferece algumas opções que agradam todos os tipos de viajantes. 

Confira o que fazer na Serra do Cipó, Minas gerais:

Visitar as cachoeiras da Serra do cipó

O Parque Nacional da Serra do Cipó é o único que possui cachoeiras com entradas gratuitas. Para aproveitar as demais cachoeiras espalhadas pelo distrito da Serra do Cipó, Minas Gerais, é necessário pagar um valor de entrada

Isso se deve pois, as cachoeiras da Serra do Cipó ficam localizadas em propriedades particulares. Os preços variam de: R$ 40,00 para day use, ou R$ 11,00 por hora de permanência, dependendo da regra imposta pelo dono da propriedade. 

Cachoeira Grande

Bem próxima do centrinho da Serra do Cipó e da entrada do Parque Nacional, está a Cachoeira Grande, um dos mais conhecidos pontos turísticos da Serra do Cipó. 

São 55 metros de extensão, com uma queda d'água de 9 metros de altura. O paredão alto de pedras faz com que o visual dessa cachoeira seja único e marcante.

O valor de entrada é de R$ 40,00 e permite que você entre e saia ao longo do dia, quantas vezes quiser. 

Cachoeira Véu da Noiva

A cachoeira Véu da Noiva é uma das cachoeiras mais bonitas da Serra do Cipó, Minas Gerais. 

O valor de entrada para passar o dia é de R$ 40,00 ou de R$ 11,00 reais a hora. O local possui uma estrutura equipada para o turismo, incluindo área de camping.


cachoeira véu da noiva

Cachoeira Serra morena I e II

Essa propriedade, na verdade, possui um combo de duas cachoeiras: Serra Morena I e Serra Morena II. A maior delas possui uma queda livre de cerca de 100 metros! Além de ser cercada de mata ciliar, cerrado e campos rupestres.

Após aproveitar a cachoeira, você pode usufruir de outras atividades como rapel e tirolesa. O valor cobrado para visitação é de R$ 30,00 podendo passar o dia todo apreciando com calma cada atividade disponível nas dependências da cachoeira.

Dar uma volta no Centro da Serra do cipó, Minas gerais

O centrinho do distrito é resumido em uma única rua. Totalmente arborizada, é um charme a parte tornando um passeio comum de fim de tarde satisfatório e agradável. Mesmo que pequeno, o centro é muito bem estruturado com bares, restaurantes e lanchonetes para todos os gostos, além de mercados e farmácias.

A faixa de preço varia muito e, se você souber procurar, encontrará opções com valores bem econômicos. Você pode conferir outras dicas do que fazer na Serra do Cipó em nosso vídeo da comunidade

Voluntariado na Serra do cipó, Minas gerais

Viver uma experiência de voluntariado na Serra do Cipó, Minas gerais, foi um divisor de águas e fez minha passagem pela Serra do cipó ser ainda mais incrível.

A troca era muito simples: auxílio na preparação do café da manhã, recepção de hóspedes, auxílio na limpeza dos quartos e manutenção da piscina e jardim tudo isso com uma jornada de 25h semanais: 5 horas por dia, com 2 folgas na semana. 

Com isso, havia tempo de sobra para conhecer todas as atrações da Serra do Cipó, além do prazer de estar em um local rico em natureza e com muito conforto.

Se você quer conhecer a Serra do Cipó, Minas gerais, como um morador da região, viajar como voluntário é a opção perfeita.

Ao fazer um intercâmbio voluntário Você será capaz de desenvolver novas habilidades e colocar em prática o que já sabe, ter uma imersão na cultura local e complementar ainda mais a sua bagagem de vida. 


voluntariado em minas gerais

Com todas essas dicas fica difícil não querer conhecer a Serra do Cipó, Minas Gerais, neste exato minuto, não é? Ter uma imersão na natureza e desfrutar de um clima acolhedor, que só esse estado consegue proporcionar. 

Se a Serra do Cipó aguçou sua vontade de viajar, espera para ver tudo que o estado tem para oferecer! Continue sua viagem por Minas gerais, leia também:

Depois de ler e anotar todas essas dicas sobre a Serra do Cipó em Minas gerais, já monte seu roteiro de viagem e caia numa viagem pela região! Te vejo na estrada




Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor


Mais sobre esse tema