Categorias

Viajando no limite da grana: poupando na hospedagem

No meu primeiro artigo,  contei pra vocês como viajei com o dinheiro contado em um mochilão de três meses pela Europa: planejando muito e economizando ao máximo nos quatro gastos básicos de uma viagem. Agora é hora de dividir com vocês algumas dicas de como escolher uma acomodação com poucos gastos (e muita diversão!)


4a060279dd76f5620a7361d6bb1b148f

Caroline

Brazilian, SP, 24. | traveller ∙ advertising pro ∙ photography lover ∙ inspired by people ∙ World...

Ago 21, 2018

poupando-na-hospedagem

Leia meu primeiro artigo: Viajar é pra quem tem muito dinheiro - e também pra quem não tem!

Abra mão do sonho do hotel 5 estrelas

Se você, assim como eu, tem um orçamento mega limitado, é melhor deixar os tradicionais hotéis de lado.

Além de mais caros, eles restringem muito seu contato com pessoas de diversas culturas diferentes – e a oportunidade de criar grandes amigos e até mesmo contatos profissionais.

Troque sua hospedagem por habilidades

Como a grana era bem curta, só conseguiria completar meu plano de viagem se poupasse o valor de um mês de hospedagem.

E foi aí que conheci o Worldpackers - e consegui viver uma super experiência!

Fui recepcionista em uma guesthouse em Dublin, na Irlanda, por três semanas.

Durante minha estadia, além de economizar, vivi a rotina de uma verdadeira Dubliner: conheci bem a cidade, a cultura e os costumes de um povo incrível.

Também criei (e fortaleci) amizades, colecionei inúmeras histórias e experiências de vida.

E tudo isso em troca de algumas horas de trabalho.

Se você quer viver essa experiência, recomendo que procure por uma vaga que tenha seu perfil (se você não gosta de trabalhar com público, por exemplo, não faz sentido ser recepcionista), converse muito com seu host e com as pessoas que já estiveram lá para tirar todas as dúvidas possíveis e, por último, coloque o pé na estrada!

Faça combinações

Infelizmente, nem sempre as oportunidades da plataforma condizem com seu plano de viagem – seja pelo tempo de estadia, seja pela localização.

Por isso, precisei pesquisar mais um pouco e vi que minha alternativa era combinar diferentes modalidades de acomodação.

No meu caso, além de ser uma Worldpacker, fiquei na casa de amigos e de familiares, aluguei apartamentos por curta duração (recebi a companhia de uma amiga por duas semanas, e pude dividir os custos - o que foi mais em conta) e, na maioria do tempo, vi hostels como minhas casas longe de casa.

Hostels for the win!

Como não amar hostels?

Você gasta pouco, conhece muita gente e ainda tem experiências incríveis!

Mas atenção: pesquise bastante sobre sua acomodação e entenda se aquela é a opção que está mais de acordo com seu perfil.

Se você é uma pessoa que precisa de muito silêncio pra dormir, não vai curtir ficar em um party hostel que é famoso por ter seus hóspedes chegando das festas às 5h da manhã.

Agora é com você, viajante!

Escolha suas acomodações de acordo com seu estilo e aproveite muito sua experiência! Let’s travel! 


4a060279dd76f5620a7361d6bb1b148f

Caroline

Brazilian, SP, 24. | traveller ∙ advertising pro ∙ photography lover ∙ inspired by people ∙ World...

Ago 21, 2018


Gostou? Não esqueça de deixar carolinepersan saber :-)


Comentários