Maceió, Alagoas: como chegar, onde comer e se hospedar no paraíso

Os verdes mares de águas quentes, coqueirais, restingas, manguezais, areia branca, piscinas naturais, barreiras de corais e receptividade do povo alagoano conquistam qualquer viajante. Quem conhece o caribe brasileiro quer voltar e quem ainda não foi precisa programar essa viagem o quanto antes! Confira todas as dicas de Maceió, Alagoas, neste guia completo da cidade.


0abc9e942e7f514952c38fa1bda6888d

Rosana Romão

Dez 03, 2019

Jornalista, corredora e mochileira. Amo meu Ceará, mas sou curiosa e quero conhecer o mundo. Bora?

praia do gunga Maceió Alagoas

Maceió é uma cidade pequena, com mais de 900 mil habitantes e um pouco mais de 500 mil metros quadrados de extensão. Comparada às outras capitais, apresenta um ritmo de vida tranquilo, com jeitinho de interior. A boa estrutura para receber os visitantes e os preços justos são algumas das razões que fizeram do turismo uma das principais atividades econômicas da cidade.

Conhecer o Maceió como voluntário é uma experiência que vai além do turismo tradicional da cidade. Você será apresentado às belezas naturais, praias paradisíacas e a um estilo de vida tranquilo através de olhos locais, o que faz toda a diferença. Chegar em seu voluntariado em Maceió e ser recebido por outros viajantes vai te proporcionar, além de novos amigos, a sensação de estar em casa mesmo a muitos quilômetros de distância.

Trocando suas habilidades por hospedagem no Meu Hostel, você vai morar perto de uma das orlas urbanas mais bonitas do Brasil, com três praias deslumbrantes emolduradas por coqueirais. Aproveite as bicicletas do hostel à sua disposição para conhecer as lojinhas de artesanato e tirar belíssimas fotos. Conte com café da manhã todos os dias e companhia para decidir o que fazer em Maceió a noite.


Maceió Alagoas voluntariado

Aproveite seus dias livres para fazer passeios que envolvam as outras regiões do estado de Alagoas. Ao viajar de ônibus pelo nordeste você vai escolher entre as praias do norte, como Maragogi e São Miguel dos Milagres e as do sul, conhecidas mundialmente. A Praia do Gunga, a Foz do Rio São Francisco e os Cânions do Xingó estão na divisa com Sergipe. Uma dica é esticar sua viagem até Aracaju e desenvolver habilidades novas como voluntário por lá. 

Maceió também é um destino perfeito para quem busca desafios. Como voluntário no turno da noite no Hostel Pajuçara, você vai receber propostas e convites de outros viajantes aventureiros para praticar esportes e fazer atividades ao ar livre. O hostel é perto do centro e está a 200 metros da praia de Pajuçara. Pedale ao entardecer e pratique atividades muito comuns em Maceió como: 

  • Kitesurf e windsurf
  • Wakeboard 
  • Mergulho de observação e de naufrágio
  • Stand-up paddle
  • Pesca de arremesso

Hostel Maceió, Alagoas

Como chegar em Maceió, Alagoas 

Quem mora ou está viajando pelo Nordeste pode aproveitar a proximidade entre as capitais para viajar por terra. Já quem mora ou está em regiões mais distantes, deve utilizar o transporte aéreo. Veja a seguir diferentes formas de chegar em Maceió e escolha a que mais combina com seu estilo de viagem.

Vá de avião para Maceió

O Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares é pequeno e tem poucos voos diários — a maioria com conexão e durante a madrugada —, mas apresenta boa estrutura. Ele não fica tão próximo da área urbana, são 25 quilômetros de distância até Ponta Verde, região turística.

Para o trajeto, você pode escolher entre o aluguel de carro, táxi ou transportes de economia compartilhada, como Uber. Devido à distância, é recomendado sair com antecedência, pois alguns trechos podem ter trânsito intenso. Também existe um ônibus da Viação Veleiro da que sai do aeroporto e leva às principais regiões turísticas.

No entanto, se você também pretende conhecer outras praias, como as do litoral pernambucano, voar para o Aeroporto Internacional de Recife pode ser mais vantajoso devido à maior disponibilidade de voos e do custo-benefício. Ele fica apenas a 250 quilômetros de distância de Maceió. Se chegar por lá for sua opção, vale a pena conferir também as oportunidades de voluntariado em Recife

Vá de carro para Maceió, Alagoas

Se você gosta de fazer road trips, vai adorar viajar pelo litoral nordestino. Pernambuco e Sergipe são os estados vizinhos de Alagoas e têm belezas e atrativos encantadores. As duas rodovias que dão acesso à Maceió são a BR-101, que passa pela parte urbana e rural do estado, e a AL-101 que faz o trajeto pelo litoral.

A rodovia litorânea é ideal para quem deseja conhecer outras cidades e praias ao longo da viagem, porém é preciso redobrar a atenção, pois ela não apresenta boa estrutura — há vários buracos e falta sinalização em alguns trechos. Viagens noturnas merecem ainda mais cuidado.

Vá de ônibus para Maceió

O Terminal Rodoviário João Paulo II fica no bairro Feitosa, região central da cidade. Ele tem estacionamento, banheiros, restaurantes, lojas e guarda volumes. As rotas são estaduais e interestaduais, com destino a mais de 10 estados brasileiros. Para quem busca uma viagem econômica, esse é o transporte mais indicado.



Melhor época para visitar Maceió, Alagoas

Maceió tem clima quente e úmido, com média de temperatura anual de 25º C. Como a maioria dos destinos turísticos do Nordeste, o calor é predominante durante o ano todo e a variação climática não muda muito: cerca de 30º C no verão e 22º C no inverno. Mas vale lembrar que a cidade tem ventos constantes, o que torna o clima agradável tanto de dia quanto à noite.

A alta temporada acontece durante o verão brasileiro, de dezembro a fevereiro. Esse é o período mais seco do ano e reservam uma característica especial: as águas ficam mais claras, com aqueles tons azuis e esverdeados de encher os olhos.

Já o inverno é marcado pelas chuvas, que são mais intensas entre abril e julho. Nos outros meses o movimento é tranquilo e há mais chances de encontrar preços baixos. Uma boa dica para quem quer aproveitar o custo-benefício é o mês de novembro.

Onde se hospedar em Maceió

A região turística de Maceió concentra-se nos bairros:

  • Jatiúca 
  • Ponta Verde 
  • Pajuçara

Nessa área é possível fazer muitos trajetos a pé ou de bicicleta. Se desejar ir um pouco mais longe e não quiser caminhar, pequenos trajetos de uber são suficientes.

A cidade tem várias opções de hospedagem: resorts, hotéis, pousadas e hostels. Normalmente, os turistas escolhem o tipo estadia de acordo com o preço, localização e gosto pessoal, mas você pode ir além e escolher sua hospedagem em Maceió pela experiência que você vai viver e habilidades que vai desenvolver durante a viagem. 

Dedicando algumas horas do dia a qualquer oportunidade de voluntariado em Alagoas você terá, além da sua hospedagem garantida, café da manhã, descontos em passeios, restaurantes e festas. Para fazer essa busca, utilize os filtros personalizáveis da Worldpackers e encontre um anfitrião perfeito para você em Maceió ou qualquer estado do Brasil economizando com hospedagem.

Os hostels de Maceió recebem voluntários que estão fazendo um mochilão pela América do Sul ou que estão aproveitando as férias de janeiro ou julho para conhecer gente, mergulhar em águas transparentes e aprender novas profissões. As atividades estão relacionadas à recepção, administração, limpeza e cozinha. Os hostels possuem uma localização excelente e ambientes compartilhados.

Lembre-se de conferir as recomendações de outros viajantes e de escolher um projeto que seja compatível com as suas habilidades e gostos pessoais. Dessa forma, você garante uma viagem agradável, econômica, produtiva e marcante. O contato com outros viajantes e com pessoas locais vai te proporcionar uma experiência inesquecível da qual você não voltará o mesmo.

Descubra como viajar o Brasil voluntariando com o Cadu

Melhores formas de transporte em Maceió para viajantes

Para conhecer os atrativos de Maceió não são necessários grandes deslocamentos. No entanto, a cidade tem diferentes tipos de transportes à disposição dos moradores e turistas. Confira cada um deles.

A pé ou de bicicleta em Maceió

A brisa refrescante e a arborização da orla tornam a caminhada muito agradável. Se quiser um pouco de movimento no passeio, pedale. A cidade tem ciclovia e várias bikes de empresas para alugar. Aproveite para ver Maceió sob um outro olhar e fazer os passeios no ritmo da sua bicicleta.

Táxi e Uber em Maceió

Como é comum na maioria das cidades, o táxi é o transporte mais caro. Ele é válido para trajetos de curta e média distância ou de extrema urgência. A oferta é grande, então em pouco tempo você encontrará um ponto de táxi por perto. A grande vantagem é que os motoristas conhecem bem a cidade e realizam trajetos favoráveis às necessidades do passageiro.

Se a ideia é economizar, o uber é uma boa alternativa. Ele tem o serviço semelhante ao do táxi, mas costuma prestar atendimento de forma mais sociável. Os preços são atrativos e você pode realizar o pagamento em dinheiro ou no cartão de crédito.

Carro em Maceió

Viajar de carro é uma grande vantagem porque o veículo auxilia muito nos deslocamentos do destino. Com isso, você tem mais liberdade para definir os horários e o roteiro. Se pretende conhecer outras praias do litoral alagoano, essa é uma ótima escolha. Escolha a playlist perfeita para sua viagem em família ou em grupo.

Ônibus de Maceió

Há duas vantagens em conhecer uma cidade de ônibus: é o meio de transporte mais barato (atualmente a tarifa municipal custa R$ 3,65) e você tem um contato real com a cultura do lugar. A desvantagem é que nem sempre a viagem é confortável e o trajeto pode demorar mais do que você imagina.

A frota atende a vários bairros de Maceió e a outras cidades alagoanas. Para realizar alguns passeios será necessário combinar o transporte municipal com o intermunicipal, entretanto o valor será menor do que se contratar um passeio particular. É possível, por exemplo, conhecer a Praia do Francês, a Praia do Gunga, Paripueira e Piaçabuçu de ônibus.



O que fazer em Maceió, Alagoas

Passeios com agências

Essa é uma forma mais cômoda de viajar, pois a empresa organiza tudo e você só precisa se programar com o horário estabelecido. Os passeios são pagos individualmente, portanto, se estiver estiver em um grupo grande é mais vantajoso alugar um carro.

Procure conferir a programação antes de fechar o pacote para saber se ela atende às suas expectativas. Também atente-se à agenda da agência, pois nem todos os passeios são oferecidos todos os dias. Para tirar dúvidas, procure as empresas que ficam na orla ou nos próprios hotéis.

Passeios independentes

Como voluntário em um hostel de Maceió você vai conhecer viajantes do mundo todo com objetivos muito parecidos com os seus e uma vontade grande de conhecer essa cidade tão famosa. Desde sua primeira semana com a equipe de voluntários você vai aproveitar oportunidades de se juntar a galeras animadas para explorar o Nordeste e fazer passeios independentes ou pegar indicações locais para viajar sozinho.

A culinária de Maceió, Alagoas

A culinária nordestina é uma das mais saborosas do Brasil e Maceió não foge à regra. Os pratos têm origens indígenas e africanas, com destaque para os frutos do mar. O lugar tem um ingrediente tão saboroso que ficou famoso em uma canção de Djavan, artista da terra: “você não sabe o que é farinha boa, farinha é a que mãe me manda lá de Alagoas”.

Existem alguns ingredientes que estão presentes em praticamente todas as refeições: 

  • Macaxeira 
  • Queijo coalho  
  • Carne de sol

Não é por acaso que a união desses três itens normalmente ganha o nome de “prato nordestino”. O cuscuz também é queridinho por aqui. Feito de milho, é servido como lanche tanto pela manhã quanto no final da tarde, nas versões simples e recheada.

Por falar em comida matinal, não se espante com a quantidade de alimentos considerados “pesados” no café da manhã de Maceió. Isso é o reflexo de uma tradição da época colonial, em que os agricultores comiam alimentos ricos em calorias nas primeiras horas da manhã para ter força e energia suficiente para um dia de trabalho no campo.

As tapiocas recheadas fazem sucesso entre moradores e turistas, mas as tradicionais, preparada apenas com coco também são irresistíveis. Há diversas opções doces e salgadas, com sabores para todos os gostos. E o melhor é que elas são vendidas por toda a cidade, em barraquinhas a preços acessíveis.

O que comer em Maceió, Alagoas

Os valores dos pratos para almoçar em Maceió são atrativos e justos. A cidade tem boas opções de restaurantes, principalmente na orla e no bairro Jatiúca. Como entrada, experimente o Chiclete de Camarão, uma deliciosa mistura do camarão com molho de tomate e queijo prato. Só em vê-lo, em fotos ou servido, já dá água na boca.

Outro aperitivo que também faz sucesso é o Caldinho de Sururu, um saboroso molusco encontrado nos mangues de Maceió. Ele é preparado com leite de coco, cebola, tomate e pimentinha. Cai muito bem com uma cerveja gelada e dá bastante energia. Se você for vegano ou vegetariano não tem problema, é só se preparar antes com lanches saudáveis, comprar em feiras locais e escolher anfitriões com cozinhas equipadas

O regional Sanduíche Passaporte é um lanche que mais parece uma refeição e pode ser dividido entre duas pessoas. Ele leva carne moída, salsicha, frango, condimentos, verduras, tomate e parmesão, dentro de um macio e levemente adocicado pão seda. Além de matar a fome depois da balada, o Sanduíche Passaporte é um famoso cura-ressaca. Outros pratos queridinhos de Maceió são: 

  • Lagosta com arroz e macaxeira
  • Peixada ao molho com legumes (acompanhada de arroz e pirão) 
  • Arroz com fritas e carne do sol

Já para beber e refrescar o calor, aproveite a água de coco geladinha, disponível em toda a cidade. E que tal saborear um drink com uma fruta típica? Experimente a caipirinha de seriguela. De sobremesa, coma a cocada de Massagueira — cidade da região metropolitana. Lá você vai encontrar algo inusitado: um drive-thru de produtos tradicionais.


cozinha em maceio alagoas voluntariado

Onde comer em Maceió, Alagoas

O Bodega do Sertão é um restaurante especializado em comida nordestina e oferece buffet a quilo. Já o Divina Gula trabalha com a culinária brasileira e se destaca com a oferta de iguarias mineiras. O Picuí serve deliciosos pratos com carne de sol.

Quem curte comida internacional vai adorar o Wanchako, especializado em comida peruana e o Maria Antonieta com cardápio italiano. Esses lugares normalmente trabalham com pratos a la carte, mas também existem outros restaurantes com preços acessíveis:

  • Casa de Mãinha
  • Rustik Hamburgueria
  • Ottimo — Cucina Espressa
  • Paju — Pastéis e Sucos
  • The Black Beef Burgers

Roteiro completo de Maceió, Alagoas

Chegou a hora mais esperada: o roteiro de Maceió. E não é para menos, Maceió tem tantos atrativos que fica até difícil escolher o que fazer. 

Assim como as outras regiões do Brasil, Maceió teve povos indígenas como seus primeiros habitantes. O próprio nome da cidade comprova isso. O termo significa “o que tapa o alagadiço”, em Tupi. Com a exploração portuguesa, o lugar passou a ser utilizado para a prática da escravidão e do extrativismo de pau-brasil.

Depois do período colonial, Maceió cresceu a partir de um engenho de açúcar e da chegada de navios no Porto de Jaraguá, onde era realizada a exportação de madeira, couro, coco, açúcar e outras especiarias. O crescimento econômico impulsionou a ascensão do povoado à cidade e, consequentemente, tornou-se capital do estado de Alagoas em 1839.

Maceió preserva bem as suas tradições artísticas, como é o caso do Reisado, Quilombo, Coco, Zabumba e Fandango. Também se destacam as produções em cerâmica e artesanato, que encantam os turistas. Uma prova do talento artístico maceioense são os artistas:

  • Djavan
  • Hermeto Pascoal 
  •  Graciliano Ramos

hermeto pascoal maceio alagoas

As melhores praias de Maceió, Alagoas

A orla urbana tem 6 quilômetros de calçadão, com barracas, ciclovias e lindos coqueirais. Ela compreende suas três principais praias: Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca. A primeira é marcada pela linda paisagem das jangadas no mar — são elas que levam às piscinas naturais — e pela Feirinha de Artesanato. A segunda é conhecida pela infraestrutura dos quiosques e a última por suas águas agitadas.

O litoral é lindo, mas é preciso atentar-se aos relatórios de balneabilidade das praias, pois alguns trechos podem estar impróprios para banho, principalmente no período chuvoso que vai de abril a julho. Se este for o caso, não se preocupe. Alagoas tem muitas praias incríveis para você conhecer.

Se busca por piscinas naturais de cores vibrantes e águas claríssimas, vá até à Praia do Francês, Ipioca e Paripueira. Durante a maré baixa, os principais destinos são Maragogi e a Praia do Gunga. Quem está em clima romântico vai adorar a tranquilidade e estrutura rústica de São Miguel dos Milagres.

Agora se você deseja um passeio com belezas naturais, misticismo e formações rochosas, não deixe de ir na Foz do Rio São Francisco, que fica na divisa com o estado de Sergipe. O passeio pelo rio com vista para os Cânions do Xingó é imperdível, uma experiência única.



O que conhecer em Maceió

Se você gosta de turismo cultural, comece pelo bairro Jaraguá, um dos mais antigos da cidade. É lá onde está o porto que deu origem à Maceió. Há vários casarões com arquitetura de estilo neoclássico. Muitos desses prédios foram revitalizados e hoje abrigam galerias de arte, restaurantes, bares, cafés e até baladas. Outro grande atrativo do bairro é o Centro Cultural e de Exposições, com agenda recheada de eventos.

Veja algumas igrejas, museus e mirantes que também valem a visita:

  • Catedral Metropolitana de Maceió;
  • Igreja Bom Jesus dos Martírios;
  • Palácio Floriano Peixoto;
  • Museu Théo Brandão;
  • Mirante de São Gonçalo.

Leve Maceió para casa com você

Viagem boa é aquela deixa boas lembranças, não é mesmo? Que tal adquirir itens do artesanato maceioense para guardar boas recordações da cidade ou para presentear amigos e familiares? A cidade tem artesanato rico, produzido em diferentes materiais: cerâmica, rendas, filé (técnica local de trançar fios coloridos), madeira, fibras, semente de coco, ferro, couro, tecidos e muito mais. As principais peças são encontradas no: 

  • Mercado do Artesanato
  • Pavilhão do Artesanato
  • Centro de Artesanato Jaraguá 
  • Feirinha de Artesanato de Pajuçara

Viu como Maceió é um destino completo? Até quem já conhece se impressiona com tanta beleza e tranquilidade quando retorna à cidade. E quem ainda não veio, está perdendo a oportunidade de conhecer um verdadeiro paraíso de águas quentes e brilhantes, culinária deliciosa e um povo simpático e acolhedor. Se você ainda não definiu o destino da sua próxima viagem, o Brasil oferece muitas outras opções econômicas e igualmente surpreendentes. 

Gostou do guia e ficou com vontade de conhecer Maceió? Então dá um clique em “obrigado” e compartilhe esse conteúdo com os seus amigos!


0abc9e942e7f514952c38fa1bda6888d

Rosana Romão

Dez 03, 2019

Jornalista, corredora e mochileira. Amo meu Ceará, mas sou curiosa e quero conhecer o mundo. Bora?


Deixe seu comentário aqui

Escreva aqui suas dúvidas e agradecimentos ao autor